Categorias
Futebol com Números

Os direitos de TV da Liga Inglesa – 1

Por Luís Fernando Tredinnick
Divulgação autorizada mediante explícita citação do autor e do blog Terceira
Via Verdão

Pois é amigos, este é mais um artigo da série “não dá para
competir”.  Este ano o campeonato brasileiro
renderá aos clubes brasileiros um valor recorde de R$ 410 milhões, divididos
pelos 20 clubes da séria A.  Vamos
comparar com os direitos de TV da Liga Inglesa?

OS VALORES INGLESES

Os diretos de TV das próximas três temporadas da Liga
Inglesa acaba de ser renovado por três temporadas: 2010/11 a 2012/13.

Observem no quadro abaixo o valor da TV da Liga em milhões
de Euros.


 

Passou mal? Pois é, eu passei muito mal!  Imaginar que estamos falando que os valores
de TV da Liga são mais do que 3 bilhões de Euros, ou mais de R$ 9,8 bilhões
(considerando-se uma taxa de câmbio de R$ 3,1/euro)! Ok, os valores anuais são
de “apenas” R$ 3,27 bilhões! Isso mesmo, o campeonato brasileiro vale cerca de 12,5%
do inglês…. 12,5% é um valor ridiculamente baixo e motivo de vergonha para
todos nós brasileiros….

 

MAS COMO FUNCIONA A VENDA DOS DIREITOS DE TV

Diferente do Brasil, lá existe uma verdadeira competição
entre emissoras de TV.  Como o futebol é
um dos grandes atrativos da TV, os valores sobem.

A Liga Inglesa negocia em bloco e ofereceu 6 pacotes
diferentes. Cinco foram ganhos pela BSkyB – a Sky Sports – e um pela
Setanta.  A BSkyB terá direito a
transmitir 115 jogos por temporada.  A
Setanta terá direito a transmitir os jogos das tardes de sábado, às 17:15h, que
somam 23 jogos. Para a Setanta foi um duro golpe, pois no atual pacote, que
terminará em 2010, ela tem direito a 46 partidas.

Curiosamente, para nós brasileiros, o direito de transmitir
o resumo dos jogos é vendido em separado.  No
caso a BBC adquiriu os resumos dos jogos por um valor de 195 milhões de Euros.

Como a Liga Inglesa tem uma audiência estrangeira
gigantesca, eles também conseguem negociar a vendas dos direitos de transmissão
por valores astronômicos: o acordo atual é de 930 milhões de Euros!  Tudo leva a crer que conseguirão manter esse
valor.

Só para termos uma idéia, na temporada 2006-07 a audiência global
acumulada da competição foi de 2,9 bilhões de telespectadores, residentes em
611 milhões de casas, em mais de 200 países.

 

ENQUANTO ISSO NO BRASIL…           

Enquanto isso no Brasil não temos a mínima idéia de como
aumentar a receita de TV.  E pelo visto
desperdiçamos uma fonte de receita valiosa que seria o venda do campeonato para
o exterior.  Certamente nenhum país do
mundo iria pagar para assistir Santo André e Havaí (com todo o respeito aos
dois times), mas será que não podemos vender um pacote apenas com os grandes
clássicos?


NAS PRÓXIMAS SEMANAS

Nas próximas semanas iremos explorar como deve ser o modelo
econômico das TVs inglesas para a transmissão dos jogos e como a Liga Inglesa
distribui o dinheiro entre os clubes e como isso se compara com o modelo
brasileiro.

Alguém aí vai precisar beber alguma coisa para esquecer que
valemos cerca de 12,5% do campeonato inglês? 
Eu precisei!

Saudações AlviVerdes


*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no
3VV, explicando a quem
conhece e também a quem não conhece os números no futebol.

13 respostas em “Os direitos de TV da Liga Inglesa – 1”

Realidade nossa:
Na verdade o que falta é união entre os clubes, na realidade eles ainda não perceberam a força que tem, mesmo porque alguns vivem de favores da emissora que detém os direitos de transmissão.
Quero dizer, ficam atrelados a contratos exclusivos que normalmente são renovados pelo Clube dos 13, antecipadamente justamente em função principalmente da situação deste ou daquele clube. (adiantamentos)
Parece que vem melhorando a cada renovação, mas ainda esta longe do que seria ideal para os Clubes.
O contrato em vigor (2009/2011) foi renovado com percentual de correção de 60% superior ao anterior pelo que me parece.

Não há comparação. Não adianta.

Lá os clubes se unem, de verdade, para o bem de todo o mercado.
Aqui somos reféns do Clube dos 13 (50) e Rede Globo. E pra piorar existe o monopólio da emissora.

Diferentemente também daqui, na Inglaterra, os jogos são definidos pelo Organizador da Liga, e não pela TV. Se vc acessar o regulamento do campeonato que ultrapassa 500 páginas, vc encontra o horário de todos os jogos e a EMISSORA que vai transmitir.

Enfim, existe organização.

Abs

Não dá pra acreditar como o Brasil se sujeita a esse monpolio da Globo que só nos deixa mais pobre! se o direito fosse aberto seria muito mais interressante para os clubes! Imaginemos Record, Band, SBT, Rede TV brigando pelos direitos de TV. A record mesmo queria pagar muito mais que a Globo a alguns anos e nada foi fechado. É ridiculo!

Abs,

Putz, é duro quando UMA emissora define as datas e horários das partidas, bem como quais serão transmitidas.

Enquanto não tivermos uma competição séria (cadê o CADE nessa hora?), ficaremos sempre à mercê da globo.

Quem ja foi em jogo sabe. 4.a feira, jogo às 21:45, o cidadão chega em casa depois da meia-noite. Como ir trabalhar no dia seguinte????? é fogo…..

Luis, os direitos da Champions League custam quanto?
Abraços e parabéns pelo post!

felipe eu ainda não consegui o balanço 2008. Se quiser o 2007 eu te envio por email. Abs

Luis, é até covardia a comparação. Ia mesmo citar o que o Forastiero falou da Record, para mim uma das maiores vergonhas que já vi no futebol nacional. Aí o Henrique é vendido por 6 milhões de Euros hoje e 25 amanhã, não sabemos porquê.

Eu acho que em um grande momento (2012/13/14/15/16) o futebol brasileiro vai no maximo 25% do futebol ingles… talvez uns 40% se levantarmos o caneco com um futebol bem jogado e com alguns talentos que estejam jogando em times brasileiros na epoca da Copa.

A diferença é brutal no produto e nos consumidores. A Inglaterra tem os talentos individuais, o estilo de jogo e o cenário (campos + torcida + iluminação… sim, até a iluminação faz a diferença, estamos falando em TELEVISAO).

A Inglaterra vende o futebol dela para a terra natal do Cristiano Ronaldo, do Fabregas e de diversos estrangeiros que são idolos em seus paises.

Com um futebol levado mais a serio, com melhores campos de jogo, melhores estadios e com a ja crescente qualidade dos jogadores no Brasil, podemos tentar ficar entre 15% e 20% do valor que os clubes ingleses conseguem.

Temos tb a desvantagem da maracutaia. Quando a Record tentou e ofereceu o triplo da Globo pelo Paulista, a FPF recusou. Alem da desvantagem de termos menos redes de televisao e as que temos são mto menores que as inglesas.

Luís Fernando,
Muito boa essa sua análise dos direitos de transmissão. Porém gostaria de obter sua ajuda com relação a outro ponto. Vc sabe onde eu posso conseguir uma copia do balanco do Palmeiras online? Isso pq estou fazendo uma matéria na faculdade sobre análise de balanço e gostaria de dar uma olhada nos dados do clube.
Grato

Luís Fernando,
Além de ser atualmente o campeonato mais rico do mundo, a cobertura feita pela TV geradora é um show. As transmissões são muito bem feitas, os resumos da rodada são bons e os programas pré-rodada são excelentes. Até acho que, realmente, nosso “produto”, fora a diferença do câmbio, não deve valer mais do que a metade do deles.

Os comentários estão desativados.