Categorias
Futebol com Números

Os direitos de TV da Liga Inglesa – 3

Por Luís Fernando Tredinnick Divulgação autorizada mediante explícita citação do autor e do blog Terceira Via Verdão

Depois desse maravilhoso presente de aniversário que o Marcos deu para todos os Palmeirenses, vamos falar de dinheiro!!!

Já vimos nas duas semanas anteriores que os direitos de transmissão da Liga Inglesa são muito, mas muito maiores do que os do campeonato brasileiro. Mas como esse valor é distribuído?

A DISTRIBUIÇÃO DO DINHEIRO NA INGLATERRA

Na Inglaterra o dinheiro é distribuído da seguinte forma:

– 56% dividido igualmente entre os 20 clubes;
– 22% dividido de acordo com a performance técnica de cada um (ou seja, de acordo com a colocação alcançada pelo clube no campeonato);
– 22% dividido de acordo com a audiência alcançada e o número de jogos transmitidos

Para mim esse sistema parece ter os componentes de uma receita “justa” – se é que se pode chamar algo de justo.

A maior parte do dinheiro é dividido igualmente entre os clubes, o quê, em tese, serviria para diminuir as diferenças entre os clubes e deixar o campeonato mais equilibrado.

Outra parte do dinheiro é divido de acordo com a colocação do clube e da audiência gerada. Nada mais justo, não? A Liga paga os clubes pelos resultados que eles conseguem, assim como a audiência que eles trazem. Afinal, você vende os direitos de transmissão para que a TV tenha audiência, certo?

O exemplo que eu consegui é do campeonato de 2006-07 (aparentemente esses valores não incluem os valores de transmissões internacionais):

– O campeão Manchester United, o recebeu £ 32 milhões (£ 12,9 milhões da parte fixa, £ 9,7 milhões por seu desempenho £ 9,4 milhões pelos jogos transmitidos)
– O décimo colocado, Blackburn Rovers, teve direito a £ 22 milhões (£12,9 milhões da parte fixa, £ 5,3 milhões por seu desempenho e £ 3,7 milhões pelos jogos transmitidos)
– O último colocado Watford, ganhou £ 16,7 milhões (£12,9 milhões da parte fixa, recebeu £ 486 mil por seu desempenho e £3,3 milhões pelos jogos transmitidos)

Ou seja, o último colocado recebeu pouco mais da metade do dinheiro do campeão.

A DISTRIBUIÇÃO DO DINHEIRO NO BRASIL

Consegui a informação no site Olhar Crônico Esportivo.

No Brasil, dos R$ 410 milhões que são pagos pelo Campeonato Brasileiro, temo R$ 300 milhões pela TV e R$ 110 milhões para o PPV (pay-per-view).

Os R$ 300 milhões são fixos, pagos de acordo com um critério de rateio estabelecido. Os R$ 110 milhões são pagos de acordo com uma pesquisa feita com os assinantes do PPV e é proporcional ao percentual de assinantes. Observem na tabela abaixo:

 


Desta maneira, percebe-se que o Flamengo recebe mais de 7 vezes o que o Guarani recebe. Ou seja, é um sistema que tende a perpetuar a diferença entre os clubes. Justo ou injusto, esse é o critério adotado.

Agora vocês entendem o porquê do pessoal do Jr. Leonor ficar tão obcecado pelas pesquisas. Se aparecer nas pesquisas que algum clube tem mais torcedores assinantes de PPV, esse clube irá receber mais dinheiro. E 1% a mais de participação quer dizer mais do que R$ 1 milhão por ano. Se em 2008 o Palmeiras faturou R$ 134 milhões, vejam só o grau de importância da pesquisa. Aliás, em maio ou junho tem outra pesquisa.

ENTÃO????

Bom, não sei qual modelo é o mais justo, mas fica difícil pensar em equilíbrio de forças no futebol brasileiro com as cotas de TV tão diferentes. Mas, é certo que qualquer mudança irá trazer muita polêmica…..

PRÓXIMAS SEMANAS

Nas próximas semanas iremos avaliar os 20 clubes de maior receita no mundo! E depois disso iremos discutir os balanços dos clubes brasileiros que já começaram a sair. Temos assunto para vários meses.

Saudações AlviVerdes

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, explicando a quem conhece e também a quem não conhece os números no futebol.

17 respostas em “Os direitos de TV da Liga Inglesa – 3”

È Luis Fernando, é quase impossivel isso acontecer com o nosso Brasilieão !!!!

Mas qual a posibilidade de a globo perder o monopólio dos campeonatos ?

abraço e parabens pela matéria !!

Ai tem 2 aspectos !!
1ª o PIB da inglaterra é milhoes de vezes superior ao nosso, as pessoas vivem melhores, gastam mais, banham mais, e assim vai !
no Brasil isso é muito diferente ! tem muitos pobres, baixa renda pra maioria dos brasileiros e outros “N” fatores q podem ser apontados aqui !

Outro ponto falando de futebol… Como a nossa grande CBF consegue gerir tanto dinheiro pra uma entidade e não consegue fazer os clubes fazer parte disso, e sugam tudo !! o que tem mais visibilidade ? uma seleção que disputa um jogo ali e outro aqui, ou um campeonato muito disputado como grandes clubes e muita torcida (que na maioria das vezes torcem mais pelos seu clubes do que pela seleção) e que tem uma visibilidade durante todo ano ???

ai é questão de ver quem é o certo na história, quem são os ladrões, e quem são os burros que não entende nada do negocio futebol !!

é pessoal, esses números são absurdos mesmo! acho dificil um dia chegarmos perto disso! mas daria sim pra receber mais! como ja disse aqui a record tentou uma epoca comparar os direitos da CBF e nao conseguiu! isso é burrice, mas…

Nossa receita de 134,5 milhões em 2008 deve ser a segunda maior entre os clubes brasileiros.
É a Sociedade Esportiva Palmeiras caminhando a passos largos para o topo na sua consolidação em todos os sentidos.

Rodrigo,
Obrigado pela lembrança.
Espero que o São Marcos repita 1999 e seja campeão da Libertadores e, em seguida, nos vingue do Manchester!!!!

Saudações AlviVerdes

Tredinnick, parabéns pelo aniversário. Muita saúde e sucesso.
O melhor presente para nós que aniversariamos nesta semana foi a classificação contra o Sport. OBRIGADO SÃO MARCOS!

Eu não fazia idéia que a distribuição dos direitos de tv era dessa forma na Inglaterra. Realmente é difícil analisar qual o modelo mais justo, o dos ingleses pelo menos teoricamente promove uma desigualdade menor entre todos os times, até para os de menos expressão.
Acho que no Brasil não seria possível fazer da forma que é feito na Inglaterra, porque aqui ao invés dos clubes se unirem para conseguir melhores condições para todos, cada um só pensa no que é melhor para si. Não me lembro bem quando, acho que no ano passado ou retrasado, o flamengo, os bambis e os gambás queriam ganhar uma porcentagem ainda maior do dinheiro da tv, alegando que seus jogos davam mais audiência. Isso porque eles já estão no grupo de times que mais recebem.
Também é difícil imaginar alguns clubes aqui do Brasil ganhando mais dinheiro. Pela má administração que é vista na grande maioria dos clubes, esse dinheiro “a mais” teria uma grande possibilidade de ser desviado para os bolsos de dirigentes. Mas isso seria um problema que cada clube teria que resolver internamente. “Cada um com seus problemas”.

Uma coisa lamentável no Brasil é o monopólio da Globo. Por exemplo, os jogos da Libertadores que acontecem em um horário diferente do horário tradicional da tv aberta (quarta-feira 22:00h) só são transmitidos pela Sportv, da qual a própria Globo é dona. Os torcedores ficam sem opção, e são obrigados a pagar pela tv por assinatura. Seria justo mais uma rede de tv aberta ter o direito de transmissão dos jogos em dias e horários diferentes do que os que a Globo transmite. Mas pelo que podemos ver, o domínio da Globo não é restrito aos campeonatos nacionais, até nas competições da Conmebol a Globo manda nos horários e nas transmissões. Eu como estou sem tv por assinatura estou sofrendo para assistir o Verdão na Libertadores.

Andre,

Em resumo, a receita subiu muito, para R$ 134 milhôes e o prejuízo diminui para uns 7 milhões. Como as receitas de TV este ano serão maiores, pelas minhas contas (e dependendo dos gastos com os jogadores) o clube deve ter lucro.

Em breve sairá uma série de artigos sobre os balanços financeiros dos clubes. aguarde.

Saudaões AlviVerdes

Essa globo não tá com nada,babou o ovo do Ronaldo e agora ele será garoto propaganda do SBT.Bem Feito.

Luccas,veja no site do Premiere que tem um campo para voce indicar seu clube de coração.
Luis faz algum tempo que não temos informações da saúde financeirado Palmeiras,passa um breve comentário para nós.
Parabens pela matéria,e aquela do Barça foi sensacional.

Tredinnick,

Lembra da semana passada que falei que os patrocinadores não são respeitados no Brasil? Uma das causas do baixo valor do nosso futebol. Mas isso acontece em vários esportes.
Exemplo citado anteriormente: entrevista coletiva onde o entrevistado é focalizado pela câmera e ignora o banner com os patrocinadores.

Nesta semana tivemos um outro exemplo. O time de volei do técnico e ex-jogador Giovane da Unisul patrocinado pela Tigre acabou. A universidade Unisul emitiu uma nota dizendo que o time estava extinto pois a Globo boicotava o real nome do time. A emissora sempre anunciou o time como Joinville.

O time estava localizado em Joinville, mas o nome dele era UNISUL. O time era da universidade.

A mídia (no geral, escrita, falada, etc) boicota o nome do time e apresenta o nome da cidade.
Outros exemplos:
– Volei feminino
Time do FINASA (extinto) = Era chamado de Osasco.
Time do REXONA-ADES = Chamado de Rio de Janeiro.
Time do BRASIL TELECOM = Chamado de Brusque.

– Volei masculino
Time do CIMED-BRASIL TELECOM = Chamado de Florianópolis.
Time do VIVO-MINAS = Chamado de Belo Horizonte.

Voltando ao futebol, eu quero ver o que irá acontecer com o Corinthians após o anúncio do patrocínio do SBT. Será respeitado? Pois deve.

Infelizmente sou pessimista quanto a melhoria da arrecadação. A Record já tentou pagar mais que a Globo. Mas vejo que a grande questão é que DEVEMOS RESPEITAR TODOS OS PATROCINADORES POIS SÃO ELES QUE REALMENTE FINANCIAM TODO O SISTEMA.

Eu tenho PPV há 1 ano e jamais me perguntaram o time que eu torço.

Puxa Heitor, muito obrigado.

Elogios assim só nos fazem aumentar o esforço para conseguir assuntos interessantes e artigos de qualidade.

Saudações AlviVerdes

Muito interessante esta materia mas os clubes recebem pouco pra aguentar esta globo

Parabéns, Tredinnick.

A sua coluna é excelente. Muito difícil conseguir esses dados, e mais difícil ainda uma análise como a sua.

Muito interessante, por enquanto, entendo que a distribuição do dinheiro no Brasil esta correta tanto pelo valor fixo bem como pelo PPV. ela é feita com anuência do clube dos 13.
Concordo que se derrubar o monopolio da globo, com certeza o bolo aumentaria consideravelmente.
E aih sim, poderia se pensar em algo parecido com o sistema da Inglaterra ou outro que venha contemplar melhor os clubes menores.

– pra seguir essa ditribuição “justa” teria q derrubar o monopolio da globo… pq a globo so passa jogo dos gambas na rede aberta… ai eles teriam uma parte muito maior do 3º item.
– agora o nosso sistema e ridiculo… se um clube pequeno conseguir montar um belo time e chegar na ponta do campeonato.. trara audiencia e mesmo assim recebera uma merreca.. ridiculo

Bom dia a todos e saudações alviverdes…

Será que um dia conseguiremos atingir os moldes dos maiores clubes do mundo?

Os comentários estão desativados.