Categorias
Arenas

Série Arenas Esportivas – Iluminação (2/6 a)

Da Série Arenas Esportivas 
Recomendações e Exigências Técnicas FIFA
  
Por Claudio Baptista Jr.*




Pessoal,

Dando continuidade à 9ª parte do documento da FIFA que
fala sobre Iluminação e Alimentação Elétrica. Hoje falaremos do item 9.2 sobre exigências de instalação. Como este item é um pouco extenso, iremos dividi-lo entre essa e a próxima semana.

Mantenho o que fazemos em cada publicação, segue
em negrito o posicionamento dos temas desta publicação perante o conteúdo
total:

1
Decisões preliminares.
2 –
Segurança.
3 –
Orientação e estacionamentos.
4
Áreas de jogo.
5
Autoridades e jogadores.
6
Espectadores.
7
Hospitalidade.
8
Mídias.

9
Iluminação e alimentação elétrica.
9.1 – Alimentação Elétrica.
9.2
– Exigências de instalação.

9.3
– Especificações e tecnologia de iluminação.
9.4
– Impacto sobre o meio ambiente.
9.5
– Colocação em serviço da instalação.
9.6
– Glossário de iluminação.

10 – Telecomunicações e espaços
complementares.

 

9.1 – Exigências de Instalação.

Visão Geral.

O objeto primeiro de um sistema de iluminação
instalado em um estádio é oferecer uma iluminação que permita a competição ser
difundida pela televisão de alta qualidade sem atrapalhar a visão dos
jogadores, oficiais e espectadores e nem incômodos para a vizinhança. Portanto
é conveniente levar em consideração a iluminação permanente, temporária e uma
combinação entre os dois sistemas.

– Meio Ambiente.

Devem ser tomadas precauções especiais tanto
no interior como exterior do estádio para limitar a dispersão de luz e
ofuscamentos sobre o gramado.

 

– Jogadores e oficiais.

Os jogadores e oficiais devem ter a disposição
o mais alto nível ambiente iluminado a fim de permitir a execução de um jogo de
qualidade.


 

– Espectadores.

Os espectadores devem poder ver todo o jogo, o
placar, o telão, e todas as atividades sobre o gramado confortavelmente, sem
obstrução nem atrapalhados por uma dispersão excessiva de iluminação.

 

– Mídias.

Os suportes de vídeo e produtos de televisivos
devem ter durante uma competição qualidade numérica e a disposição uma
iluminação equilibrada, sem sombras ou ofuscamentos.

 

Categorias de competição.

Foram desenvolvidas cinco classes de sistema
de iluminação (I à V). Duas categorias exigem uma iluminação de qualidade
televisiva e três classes para competições não televisivas.

– Classe V: Competição Internacional televisionada.
A área de jogo não deve ter sombras ou ofuscamentos.

– Classe IV: Competição Nacional televisionada.
A área de jogo não deve ter sombras ou ofuscamentos.

– Classe III: Partidas Nacionais não
televisionadas. A área de jogo deve ser isenta de ofuscamentos com um mínimo de
oito torres de iluminação.

– Classe II: Partidas de Ligas e Clubes não
televisionadas. A área de jogo deve ser isenta de ofuscamentos com um mínimo de
seis torres de iluminação.

– Classe I: Treinamentos e lazer não
televisionados. . A área de jogo deve ser isenta de ofuscamentos com um mínimo
de quatro torres de iluminação.

 

Altura
de montagem dos projetores.

A altura de montagem dos projetores é
essencial para a eficácia do sistema de iluminação de uma instalação esportiva.
A geometria e altura da montagem dos projetores ao longo das linhas laterais
são de 25 graus em relação ao eixo horizontal partindo-se do meio de campo em
direção às tribunas. Os projetores e a estrutura de iluminação podem
ultrapassar os 25 graus, mas não devem ser superiores a 45 graus.

Vejam na figura abaixo uma ilustração a
respeito, onde hm (altura de montagem) = d x tan (25º).

 

Posição das Câmeras.

Existem várias posições de câmera possíveis
que podem ser utilizadas para eventos televisionados. As posições de câmera
ilustradas abaixo são as mais freqüentes utilizadas. Uma especificação de
iluminação deve levar em conta as posições das câmeras a fim de assegurar que
cada uma receba iluminação suficiente para garantir um vídeo de boa qualidade. Pode
ser apropriado solicitar um parecer suplementar a uma empresa de televisão
competente.

Vejam abaixo algumas posições de câmeras onde azul
são câmeras fixas e laranja câmeras de área de jogo.

 

 

Um dos objetivos prioritários do sistema de
iluminação é assegurar uma iluminação simétrica ao nível das linhas laterais e
de fundo para que câmeras fixas e de área de jogo possam ser acrescentadas sem
afetar a qualidade da imagem de vídeo.

Na próxima semana terminaremos este item.

 

Até lá.

Claudio Baptista Jr.

 

*Claudio Baptista escreve todas as 5as feiras; o post acima foi baseado
em documento da FIFA que fala sobre recomendações e exigências
técnicas para arenas esportivas e adaptado para a realidade do nosso
mercado; reprodução permitida mediante  explícita divulgação do autor
do post, do site da FIFA e do blog Terceira Via Verdão e seu link.

Uma resposta em “Série Arenas Esportivas – Iluminação (2/6 a)”

Claudio,

vc sabe se no nosso projeto da Arena, iremos utilizar alguma fonte de geraçao de energia renovavel(energia solar)??

abracos

Os comentários estão desativados.