Categorias
Meninos Eu Vi

Se ele que ganha para isso não pegou!

Por Jota Christianini

Nos
bons tempos da Gazeta Esportiva os fotógrafos eram conhecidos, tinham
fama tanto quanto os locutores de rádio e os jogadores. Todos os conheciam
pelo nome: Armando Titero, o Dedão; Rubens Provenzano , Wilson
Chumbo, … Eram famosos, mas eram da Gazeta e não havia a menor hipótese
de trocarem de jornal.

A
Gazeta mandava e desmandava nas notícias esportivas. Noticiavam
absolutamente tudo, de futebol profissional à quarta divisão; de
basquetebol a cricket. Noticiário completo.

Porém,
sempre há um porém – como dizia o Plínio Marcos – a Gazeta não
criticava ninguém, nem denunciava nada. O seu slogan já dizia: 

“Oba ! Oba! Isto sim é que é jornal.

Um
grupo de jornalistas resolveu lançar um concorrente. “Equipe”. Nada a
ver com um jornal homônimo lançado  tempos depois e que foi do Roberto
Petri . 

Sairiam às segundas feiras e pretendiam, além do noticiário, escarafunchar as constantes denúncias que envolviam o futebol.

Escolheram
a data, abril de 1953. É bom lembrar que a televisão engatinhava e não
havia vídeo tape, nem nenhuma forma de preservar a imagem, mesmo porque
nem todos os jogos eram transmitidos, em função das condições técnicas
 precárias que transformavam a transmissão do Pacaembu  numa aventura
sem conta.

Este jogo, de 26 de abri, Palmeiras e Portuguesa não seria televisado.

O pessoal do Equipe preparou-se. A edição número 1, da segunda feira, teria que ser primorosa.

Na
falta dos ótimos fotógrafos da Gazeta e daqueles que já trabalhavam na Última Hora, Estadão e nas Folha; tentaram a sorte com um
inexperiente, mas cheio de boa vontade, Fernando Freire Filho, o
popular Fefecê.

O jogo foi melhor que a encomenda para a estreia do jornal. Muitos gols e confusão.

A Lusa começou ganhando por 2×0, o Palmeiras empatou ainda no
primeiro tempo;  a Lusa, gol do Djalma Santos, ficou na frente
novamente e  manteve o placar até os 10 minutos finais. O Palmeiras empatou,
Carlyle aos 36, e Jair foi expulso aos 44, mas aos 45 Liminha num
tremendo bate rebate  marcou; driblou  o goleiro Lindolfo e fez  o gol
da vitória palmereinse.

Fefecê estava postado atrás daquela meta, era inevitável que fizesse a foto do gol.

Seria a metade da capa; o jornal começaria em grande estilo.

A redação fervilhava: jornal pronto! Só faltava a foto, e o fotógrafo não chegava.

O jogo acabara às 5 e já eram mais de seis e meia.

Nisso o alvoroço aumentou, Fefecê chegou.

O chefe da redação nem esperou o fotógrafo sentar:

— Pegou a foto do gol?

— Não peguei…

— Como não pegou? Era último minuto, o Pedro Luís narrou que tinha uns 20
jogadores dentro da grande área, podia acontecer o gol  e você não
pegou? Não acredito!!

— Chefe! Se o Lindolfo, que é pago para pegar, não pegou, imagina eu que nem um vale recebi até agora.

O jornal saiu sem a foto. Aliás o jornal fechou meses depois.

Jota Christianini escreve às 3as feiras neste blog.

15 respostas em “Se ele que ganha para isso não pegou!”

Nossa placar 4×3 que jogo … hehehe. pô imagina as máquinas da epoca. hoje o cara dispara o best shot tira 500 fotos e vê qual foi a melhor.

meu avô quando ia tirar foto, ele falava que ia bater uma Chapa … fico imaginando a maquina e o cara se ajeitando pra tirar a foto …

Fantastico!

hahahahahaha muito boa a história!!! Mais um belo causo!!!

parabéns como sempre, Jota!

um abraço!

Jota, Jota, o Baluarte da História palestrina !!
Poderia escrever um livro né, que nem o Maurão fez, com alguns causos seus !!

Mas é, a gazeta parou pq, alguel sabe ?
agora acho que eles estao de novo recomeçando a fazer jornal, mas nao creio que ganhe tanta força assim né ?!!

abraço !!

Parece uma certa diretoria de clube que nunca chega na hora para contratar bons jogadores…

Jota, agora você vem com suas hilárias? Sensacional, como sempre. Aquele abraço!

Jota, ótimo causo! É desses pra contar pros amigos antes dos jogos do verdão! Pode pedir um causo? Conta um com tema de libertadores! Mas das nossas primeiras, de quando chegamos lá primeiro do que o Santos! Um grande abraço!

Jota, fantástico! Sempre me divirto com os causos. Imagino o por quê o jornal fechar tão cedo…. hehehe

Os comentários estão desativados.