Categorias
Meninos Eu Vi

Vaias: o dia em que Julinho NÃO calou o Maracanã

Por Jota Christianini
[ este causo foi publicado em 14/08/2007 no 3VV no blogspot e está
sendo reproduzido em homenagem ao aniversário de 50 anos da vaia ]

 
Na copa de 58 o Brasil ganhou de todo mundo.
Goleou nas semifinais e na grande final. Nenhum outro campeão do mundo
conseguiu esta proeza. Mas não venceu todos os jogos da competição. Na
segunda partida contra a Inglaterra empatou. OXO, com o goleiro
britânico, Mac Donald saindo de campo como o grande herói do empate.
 
A
vingança foi marcada para onze meses depois. Dia 13 de maio de 59,
quarta feira à tarde, as duas seleções voltariam a se encontrar no
Maracanã.
 
O treinador brasileiro, Feola tinha uma dúvida.
Julinho que voltava ao país e à seleção ou Garrincha na ponta direita.
Escolheu Julinho!
 
Na
entrada para o campo a maior vaia que o Maracanã já ouviu. Ninguém
aceitava o ponteiro palmeirense no lugar do grande ídolo carioca.

Jogo
iniciado, ainda se ouviam as vaias, quando Julinho aproveitou um rebote
e marcou o primeiro gol do Brasil. Aplausos para o gol do Brasil que em
3 minutos conseguira o que a seleção de Ouro da Copa não havia
conseguido em 90 minutos.

Mais um pouco e Julinho dribla três ingleses e serve de bandeja para Henrique aumentar o marcador.

Vibração geral, a partir dos gols Julinho é aclamado e aplaudido cada vez que pega a bola.

Brasil vence e Julio Botelho ao sair do campo é cercado pelos jornalistas. A pergunta é inevitável

— Julinho, você calou o Maracanã lotado?

Resposta do craque, nascido na Moóca, para todo sempre ídolo dos torcedores da Fiorentina da Itália e do Palmeiras.

—- Não calei ninguém, muito pelo contrário, estão aplaudindo até agora, escute os aplausos!

JOTA CHRISTIANINI









18 respostas em “Vaias: o dia em que Julinho NÃO calou o Maracanã”

Sem palavras parao o que dizem que o Julinho jogava de bola!

Resposta mais sabia nunca vi ..

Bom voltar na história e ler coisas assim.

Parabéns Jota

AA eu também estarei na Amostra pra conhecer mais sobre esse mostro sagrado !!
Tb achei meio estranho, não ter data nos convites, pq parece um folder. Mas isso é de menos o que importa é que eu estarei la no dia 23 ou no 30, abraços !!!!

Esse cara é um dos que eu não vi jogar !!!
tem poucos videos devido a época !!
Mas pra mim é um dos meus idolos eternos junto com Marcão, Ademir, e Tonhão !!!
Falava que se fosse preciso quebrar a perna pra ganhar e fazer o gol ele ali estaria, não importava se ele ia se machucar, o principal pra ele era quando ele estava com o Manto Sagrado ele fazia de tudo pra vencer !!

Grande Julinho !!!

Bruno, o problema foi o numero de pessoas que requistaram os convites. Tivemos que determinar os dias para visitas, mas isso nao é problema, se voce nao pode nesse dia escreva novamente e remarcamos.
…………. JOTA

Julinho Botelho, orgulho eterno palestrino! Parabéns, Jota! Em 79 contra os urubus é que calamos o Maraca!

Mayara vc é sócia?
Recebi um email dizendo que tenho meu convite é valido pro dia 17, mas no convite não diz nada…
Obrigado

Como o Raul bem disse, era um jogador de muito caráter. Segundo Valdir de Moraes, ele foi o único jogador que conheceu que não bebia! Ele também não se concentrava.

Gostaria muito de tê-lo visto jogar! Pensando bem, precisaria ter mais de 100 anos se quisesse ver todos os meus queridos craques do passado…
Mas fico muito feliz em poder ler histórias tão maravilhosas sobre cada um deles. Me sinto nostálgica, mesmo não tendo acompanhado a época.

E não deixem de visitar a sala de troféus para ver a exposição do acervo histórico do Julinho! Irei, com certeza! Dias 23 e 24 estarei lá!

Obrigada por mais um lindíssimo causo, Jota!

Um abraço!

Vicente,

Vou a Mostra do Julinho Botelho que vai ter no Palestra…

Só achei sacanagem ter apenas 1 dia especifico pra visitas de não-sócios…

De qqr forma eu vou

Quero conhecer mais sobre esse baita jogador…

Grande abraço

Otimo como sempre…
mas.. estou esperando um livro com todos os causos do Jota… cade? rsrs

abracos

Este sem dúvidas tinha muito caráter, não aceitou a convocação em 1958, já que estava fora do Brasil e não achava justo com o restante dos jogadores.

Grande Julinho!!

É por essa e outras que nosso verdão é o maior do mundo. Força palestra, vamos detonar os pernambucanos. K9 neles.

Os comentários estão desativados.