Categorias
Meninos Eu Vi

0x0 e o goleiro foi punido

POR JOTA CHRISTIANINI

Festa de aniversário do Oberdan, salão social do
Palmeiras; encontro o Furlan, goleiro do Palmeiras no começo dos
anos 50. Estão comigo: Paulo Estevão, Lucas, Custódio, Sergio e
outros. Apresento-os ao veteranos jogador e logo começam as histórias.

Contou-nos como era dura a vida de profissional de
futebol  quando ainda  jogava pelo Nacional. Mesmo em jogos no Pacaembu
forneciam chuteiras furadas (vejam na foto).

Furlan chegou no Palmeiras de 53, veio do Nacional e
para lá voltou dois anos depois, tempo que conseguiu a proeza de deixar
Oberdan e Rugilo na reserva (Ruglio que era da seleção argentina e conseguira defender três penais num único jogo em Wembley). Disputou o brasileiro de
seleções ganhando o primeiro título dos paulistas no Maracanã.

No Palmeiras era proibido, pelo treinador uruguaio Ondino Vieira, de sair do gol, apesar da ótima impulsão.

No fim da carreira resolveu jogar uns tempos pelo
Comercial da Capital, alvi-rubro que tinha sede na praça Clovis. Cabe
uma pergunta de quem não vai ao centro há muito tempo: ainda existe a Praça Clóvis ao lado da Praça da Sé?

A bem da  verdade não era exatamente um clube, era
um cidadão que tinha um time. Capitão Rafael Oberdan de Nicola,
diretor do trânsito na capital, tinha um time de futebol  – fundado
pelo pessoal da Associação Comercial – que sabe-se lá como,
mantinha-se na divisão principal; mandava jogos na rua Javari, Campo do Ipiranga e, quando era jogo contra time grande, no Palestra Itália ou Pacaembu.

Furlan, que possuía uma pequena indústria com seu pai, resolveu, mais para passar o tempo, jogar pelo Comercial.

Em um sábado de muita chuva, na Rua Javari, enfrentaram e empataram com a Briosa.
Como era  praxe após o jogo foram para a sede do
clube. Prédio velho com um restaurante no térreo e dois andares,
ambos do Comercial. No primeiro andar o carteado corria solto e
sustentava o time. No segundo, ficava a sede do clube.

Jantaram, subiram ao segundo andar para receber o pagamento semanal e bateram de frente com um aviso na porta:

“Todo o elenco está multado em 40% de seus vencimentos por deficiência técnica”.
Nosso ex-goleiro foi firme, bateu na porta da sala do Capitão Oberdan de Nicola e travou  edificante diálogo:

— Capitão por que fui multado ?
— Ta no aviso, deficiência técnica, 40% para todo mundo.
— Espera ai! Capitão, o jogo foi 0x0, eu sou goleiro. Onde está a deficiência técnica ? 
— Não interessa, tá multado e fim de conversa.
Furlan pegou suas coisas no armário, desceu as escadas e saiu do futebol.

10 respostas em “0x0 e o goleiro foi punido”

vejam como eram altos os goleiros de antigamente, o camarada tem uns 10 cm. mais que eu, e quem me conhece sabe quanto isso representam em altura,

Jota, o cara que está na foto com você é o Furlan ou o Ariano Suassuna? Hehehehehe!!!!!

Raul, não só o Fabinho! hahahhaa

Acho que essa medida seria suficiente para sanar as dívidas do clube, rs.

Pois é Jota, para você ver como é cartola. Desde aquele tempo só fazendo caca no futebol…

Mayara,

Imagina o Fabinho Capixaba, ia jogar de graça no Palmeiras até o fim da carreira… ele e os filhos também…

Raul, vc tocou no ponto crucial hahahha. O que ia ter de jogador devendo…!!!!

Imagina se esta moda pega hoje!!

Ia ter jogador devendo para o clube, hahahaha!!

Saber de histórias como esta é muito bom já que dá para ver que antigamente a maioria jogava por que gostava, por amor ao futebol e ao clube!!!

Quanta diferença de hoje…

Ótimo conto Jota, mais uma vez PARABÉNS!!

ABRAÇO!

Nossa, que multa bizarra! Mas acho que em breve quem fará isso será o SPFW hehehehe.

Furlan fez muito bem! Que abuso desse time, rs. E que legal encontrar esses jogadores de antigamente no clube! Muito bacana essa interação! Antigamente não existia isso, não é?

Os comentários estão desativados.