Categorias
Meninos Eu Vi

Domingo é dia de ir na missa

Por Jota Christianini
 

Libertadores de 1999, aquela da nossa redenção, valia tudo, santo, pai de santo e orixá, podendo ajudar era convocado.
 
Oitavas de final e jogando amarrado, para não dizer mal, o
Palmeiras só empata com o Vasco no Palestra. Frustrante 1×1, apesar do
goleiro adversário pegar muito. Mas para aquela época não ter ganho
esse jogo decepcionou a todos.
 
Tinha o jogo lá, e tinha o Eurico, o Miranda, dirigente que não era afeito a permitir derrotas
em seu estádio; mesmo que São Genaro ficasse constrangido, afinal Januário e
Genaro são o mesmo e são iguais.
 
Dia da viagem, o time entrando no ônibus, duas senhoras,
palestrinas desde o parto, aproximam-se de Felipão, durão, gaúcho. Felipão não
era dado a certas sutilezas, mas lembrando dos conselhos de sua mãe, que em rede nacional recomendou ao Felipinho que não fosse tão bravo,
escutou as senhoras.
Estas desembrulharam uma imagem de Santo Expedito e pediram que Felipão levasse-a consigo:

— É o santo das causas urgentes; é sempre invocado em causas imediatas. Nós precisamos dessa graça já!

A graça, claro, era a vitória nas terras de San Genaro.

Felipão concordou e levou a imagem – está até hoje nos vestiários palmeirenses.

Ítalo – tinha esse nome, na verdade o nome inteiro é composto, em
homenagem ao treinador campeão do mundo em 58 –  vendo a cena na TV resolveu
agir. Devoto – aliás, família inteira – de São Judas, resolveu esquecer que
este santo é o protetor do Flamengo arqui-inimigo do Vasco e agiu.

Adotou Santo Expedito.

Promessa feita: se o Palmeiras vencesse no Rio iria na missa do domingo na
capela de Santo Expedito, do lado da Rota na Avenida Tiradentes, onde
Santo padroeiro das causas urgentes dá plantão, protegendo os militares.

Começa o jogo no Rio, e já começa bem; o Vasco teve que colocar o
goleiro reserva, Marcio, pois o titular Carlos Germano que pegara tudo
no Palestra Itália não podia jogar.
Epa! pensou Ítalo, nosso santo é forte!
Show de Alex, 4×2 em São Januário. Nem o Eurico salvou o time vascaíno. O Palmeiras soma e segue.
Missa no domingo, promessa feita, promessa cumprida, lá estava o nosso amigo com a camisa palestrina.
Faltavam três adversários. Por via das dúvidas Ítalo resolve renovar a promessa. Cada adversário superado merecia uma missa na Capela de Santo Expedito. Com a camisa do Verdão.
Desclassificamos o Corinthians, com direito a pênalti defendido pelo Marcos, e missa com a camisa no domingo.

Lá veio o River, show de Alex; novamente e missa com camisa no domingo.

Impressão de Ítalo ou nessa missa tinha mais gente de verde e branco? Vai saber…

A emoção embaçou os olhos e pode ter sido uma visão, mas Ítalo já
se sente íntimo do santo. Tanto que antes de ir embora teve uma conversa
particular, ao pé da sacristia, e resolveu acertar o acordo com o santo.

Antes do jogo no antigo Bar do Elias, distribuiu milhares de
santinhos de Santo Expedito. E ajudado – ó ironia – por Tadeu, nome do
santo que foi deixado de lado lá no começo das promessas e por outro
amigo, nome de muitos santos, Luigi.

— Agora é a final! Por favor “meu” Santo Expedito, conto com o senhor.
O Palmeiras perde lá, vence aqui, decisão vai para os pênaltis.
Emoção demais, e Ítalo sentado bem atrás dos gols onde vão cobrar as penalidades.

Pede novamente ao santo e quando Zinho erra o primeiro pênalti, culpa-se na mesma hora.

— Tô pedindo muito e oferecendo pouco! O que vou prometer?

Enquanto Ítalo pensa vão chutando os pênaltis e os colombianos não erram nenhum.
Faltam dois para cada lado, estamos em desvantagem.

A promessa vai ao limite.
— Vou na missa de camisa, calção, meias e chuteiras; uniforme completo.
Tadeu, não o santo, o palmeirense, escuta e rebate.
— Isso não pode, é desrespeito!!
— Garanto que o Santo Expedito vai aceitar, é causa urgente e tem que ser agora!

O colombiano chuta o quarto pênalti na trave. A bola corre caprichosamente a linha, por trás do outro santo, e sai fora do outro lado.
Delírio infernal, ops!!! desculpe!!!, celestial, no Palestra.
Falta um chute para cada lado
Euller com a tranqulidade de um monge budista – perdoa Santos Expedito! – chuta e marca.

Agora falta o último chute. Zapata vai prá bola.

Ítalo fica na dúvida se chama por Santo Expedito ou pede por São Marcos, afinal ele tem parte importante nisso tudo.

Marcão olha para Zapata, o colombiano treme na base… e chuta fora.
Olhando bem parece que a trave deslocou-se um pouco mais para dentro, dando espaço para bola sair para fora. Não importa: comemoração! Palmeiras campeão da Libertadores 1999!!!
No domingo Ítalo cumpre a promessa. Verdade que botou calças em
cima do calção e foi de ki-chute, no lugar das chuteiras, mas cumpriu a
promessa. No meio da missa Ítalo percebe ao seu lado outras tantas camisas verdes.

Na saída a faixa na frente da igreja, no muro do batalhão, escrita em verde Palmeiras:

 “Agradeço a Santo Expedito a graça alcançada”.

Dez anos depois encontro Ítalo. É domingo, e ele volta da igreja de Santo Expedito.
O que foi  que você foi agradecer agora?
— Jota, e você acha que a bola do Claiton Xavier em Santiago, e os pênaltis que o Marcos defendeu em Recife, foram obra de quem?

Jota Christianini


Jota Christianini é Diretor do Departamento de
Acervo e História da SE Palmeiras e – agora – escreve
todas as 5as feiras no 3VV. Mas hoje, aniversário da
conquista da Libertadores, deu essa canja para os leitores do 3VV.

20 respostas em “Domingo é dia de ir na missa”

Muito boa a história!!!
Me lembro como se fosse hoje daquela imagem de Santo Expedito abaixo do placar atrás do gol…
Que daqui a 1 mês estejamos na mesma situação…
Itálo, se tudo der certo nas próxmas semanas tb estou confirmado na missa de domingo.
Abs

Jota,
Parabéns pela história resgatada e repartida com todos….

Ítalo,
Continue orando por nós………..

abs,
Luigi

Jota,

Simplesmente emocionante!

Emociante mesmo…

Este ano vai ter mais gente indo para a igreja de uniforme e chuteira.

Eu vou.

Tá prometido!

Saudações AlviVerdes

Ivan, sou da Moóca também (atualmente estou exilado no Tatuapé) e imagino a cena. Legal o depoimento…

É amigos, aqui pela Mooca também temos boas historias e lembranças…………………………………….no domingo, pós jogo do campeonato da Libertadores, nosso amigo Zé Leme Cutolo, após o almoço, pegou seu gravador/toca fita, dirigiu-se até a Quarta Parada, e em frente ao Tumulo de seu querido Pai, pôs a tocar toda a festa transmitida por José Silvério, e ali ficou até o entardecer, dizendo : Meu querido pai, o que elea + queria, depois de elimar o time da marginal, era o Verdão Campeão da Libertares.

BOA JOTA, SE DEUS QUISER VAMOS CALAR A BOCA DESSES URUGUAIOS E DA IMPRENSA BAMBI. QUE NOSSA SENHORA APARECIDA NOS ABENÇOE.

Ahhh, eu não aguento! Estou chorando, que causo legal! Sensacional, Jota!!!

Que maneira fantástica de descrever a emoção do momento! Que obra!

Ah, Palmeiras! Só vc mesmo pra proporcionar sentimentos tão genuínos e maravilhosos!

Ah, a mãe do Felipão dando conselhos pro Felipinho era demais! rsrs
ótimas lembraças

huahuahuha… SENSACIONAL!
De chuteira e calção na igreja… só a paixão palestrina é capaz disso… belo causo!
Eu já paguei uma promessa nessa igreja do lado da sede da ROTA por uma graça alcançada. Mas a minha não teve nada a ver com o Verdão.
Abraço

Cunio eu já disse aqui amanhã sera 2 a 0 gols de K9 e com passe de Willian e Marcão pegando tudo pra não tomar gols

Galera, podem pedir para o Ítalo pagar qualquer promessa pois eu TENHO CERTEZA que ele está nos lendo aqui. Amanhã não vamos apenas nos classificar em Montevidéu: VAMOS GANHAR O JOGO. Podem contar. Depois vê se dão uma passadinha lá ao lado da Rota para agradecer… Eu vou!

Muito bom este causo que o Italo continue com suas promessas né temos que ser bi-campeães esta é a hora.

Po…..mais uma que me deixa com olhos cheios d´agua……….

Hahahah, espetacular!!!

Amanhã à noite vamos precisar da dupla Ítalo Expedito! Eu acredito!

HAHAHAHA …

Jota fala pro Ítalo que se precisar de mais alguem esse ano pra ir lá na Igreja de Santo Expedito eu me ofereço!!

VAMOS AO BI LA LIBERTADORES ÍTALO!!!

Nessas horas todo santo é santo.
E que todos estejam do nosso lado amanhã.
Forza Palestra!!!

Hahaha….

Muito boa! Quase caí da cadeira de tanto rir!
Mas o que não consegui segurar e caiu mesmo foi uma lágrima do olho. Emocionante.

Como será que o Ítalo irá na missa caso o Palmeiras for campeão?

Os comentários estão desativados.