Categorias
Direto da Fonte

Para Diretoria faltou ética aos procuradores

As negociações envolvendo o atacante Keirrison e o Barcelona
evoluíram nesta sexta-feira principalmente pela falta de preparo dos
procuradores do jogador, de acordo com a diretoria do Palmeiras.

Para o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, os irmãos Marcos e Naor
Malaquias, representantes do atleta, agiram muito mal em relação ao
jogador, ao clube e a Traffic: “O procedimento dos procuradores do
jogador não foi compatível, nem ético com o clube”, afirma Belluzzo.

O vice-presidente de futebol, Gilberto Cipullo, também foi pego de
surpresa: “Fui avisado que a negociação estava em andamento às 14h
desta sexta-feira, o que nos causou surpresa. Naquele momento
conversei com o Toninho, que falou com o Vanderlei Luxemburgo e
decidimos que, como ele estava sendo negociado, não participaria do
treino. Mas, acreditávamos que, no mínimo, ele se apresentaria para
o treino das 16h para que pudéssemos conversar com ele”.

Perguntado durante a entrevista coletiva se o atacante voltará a
jogar com a camisa do Palmeiras caso a contratação não seja
concretizada, Cipullo foi direto: “Ele é jogador do Palmeiras e está
inscrito no clube. Se não fechar com o Barcelona, será reintegrado
ao elenco”, conclui.

Jairo Giovenardi – Assessoria de Imprensa S.E.PALMEIRAS

3 respostas em “Para Diretoria faltou ética aos procuradores”

Mas com o Marcos foi diferente a diretoria liberou K9 não foi pq quis e sem autorização de ninguem.

Não vejo nada de errado na postura da diretoria. Ele é jogador do Palmeiras. Foi dispensado para negociar com o Barcelona. Se não der certo, reintegra-se. Isso já aconteceu com o Marcos.

Falando sério este K9 se voltar vai ser o maior traira, esta bagunça toda que aconteceu e o que este presidente fez foi graças ha este moleque traira. Não gostaria que ele voltasse não

Os comentários estão desativados.