Categorias
Arenas

Série Arenas Esportivas – Iluminação (5/6 e 6/6)

Da Série Arenas Esportivas
Recomendações e Exigências Técnicas FIFA
Por Claudio Baptista Jr.*

Pessoal,

Rapidamente porque a parte de hoje do documento é mais longa.

Todos repararam que nestas últimas semanas começaram a pipocar na mídia especulações que colocam em dúvida a execução do projeto da nossa Arena. No mesmo período veio à tona o descontentamento da FIFA com o projeto do SPFC. Sim, é do clube, porque da cidade o projeto não pode ser.

Pergunto para vocês. Simples coincidência?

Segue em negrito o posicionamento dos temas desta publicação perante o conteúdo total:


1 – Decisões preliminares.
2 – Segurança.
3 – Orientação e estacionamentos.
4 – Áreas de jogo.
5 – Autoridades e jogadores.
6 – Espectadores.
7 – Hospitalidade.
8 – Mídias.


9 – Iluminação e alimentação elétrica.
9.1 – Alimentação Elétrica.
9.2 – Exigências de instalação.
9.3 – Especificações e tecnologia de iluminação.
9.4 – Impacto sobre o meio ambiente.
9.5 – Colocação em serviço da instalação.
9.6 – Glossário de iluminação.


10 – Telecomunicações e espaços complementares.





9.5 – Colocação em Serviço da Instalação




Inspeção e Equipamento


 


A medida de iluminação efetiva antes da competição é necessária para assegurar as performances do sistema. As especificações seguintes são as diretivas padrões sugeridas.






















Especificações


Símbolo


Iluminação Médio Horizontal


Eh ave


Iluminação Médio Câmera Fixa


Ev ave (Câmera Fixa)


Iluminação Médio Câmera de Campo


Ev ave (Câmera de Campo)


Uniformidade (iluminação min/max)


U1


Uniformidade (iluminação min/max)


U2



Nós podemos utilizar luxímetros tanto numéricos como analógicos. A calibração do instrumento deve ser feita a cada ano. A data de calibração e o número de série do instrumento devem ser anotados sobre a folha de trabalho. Precauções devem ser tomadas a fim de evitar que sombras se formem pelo pessoal encarregados das medições. O luxímetro deverá estar fixo em um tripé, nivelado como o solo e um metro acima do mesmo.


As medidas para as competições televisionadas devem incluir três categorias de leitura: Horizontal, Câmera Fixa e Câmera de Campo.


Horizontal: Posicionar a célula de medida em metro acima do solo a 90° perpendicular ao mesmo (ver figura 1 abaixo presente na folha de medição).


Câmera Fixa: Posicionar a célula de medida em metro acima do solo, a 30° acima da horizontal. (ver figura 2 abaixo presente na folha de medição).


Câmera de Campo: Posicionar a célula de medida em metro acima do solo e em paralelo ao solo. (ver figura 3 abaixo presente na folha de medição).


As medidas para as competições não televisionadas devem incluir uma categoria de leitura: horizontal.




Exemplo de Folha de Medição e Resumo dos Cálculos.


Esta folha de trabalho deve ser utilizada para todas as classes de jogo. Cálculo para a categoria horizontal, câmera fixa e câmera de campo, para a qualidade de difusão televisiva, e horizontal somente para qualidade de difusão não televisiva.




 


<!–[if !vml]–>
<!–[endif]–>


Resumo dos Cálculos


 


<!–[if !vml]–>
<!–[endif]–>


 Observações:


 


Folha 1 – Medidas e Cálculos Horizontais

Local:
Data:

Condições
:
Realizado por:



Folha 2 – Medidas e Cálculos, câmera de campo, vertical.


 


Local:
Data:

Condições
:
Realizado por:


 


Folha 3 – Medidas e Cálculos, câmera fixa, vertical.


 


Local:
Data:

Condições
:
Realizado por:


 


9.6 – Glossário de iluminação.




 


Alimentação sem corte: A capacidade de um sistema de alimentação elétrica de manter uma potência contínua, ininterrupta durante uma pane de rede ou durante danos, a espera de partida de uma outra fonte de alimentação.

Ângulo de vista primário do jogador (PPVA): Ângulo de vista normal do jogador em relação a superfície de jogo e dos projetores.


Câmera de campo, vertical (Efieldv): Iluminação sobre um plano de 1m acima do campo e paralelo ao mesmo em sentido da linha lateral.


Câmera fixa, vertical (Efv): Iluminação dobre um plano de 1m acima do campo e a 20º acima do horizonte em sentido a posição da câmera.


Curva de sensibilidade de visão V(alpha): A visão humana é mais sensível a certas cores que as outras. Por exemplo, 20 vezes mais sensível a luz verde e amarela do que a vermelha e azul.


Iluminação temporária: projetores e postes de iluminação leves que podem ser retirados após um evento.


Iluminação vertical (Ev): Iluminação incidente sobre um plano vertical 1m acima do campo. A orientação deverá ser especificada.


Iluminação (E): A quantidade de luz incidindo sobre uma superfície ou ponto específico expressa em lux.


Iluminação de manutenção (E maint / E ave maint): Iluminação (média) abaixo da qual a instalação não pode ficar abaixo. As lâmpadas devem ser substituídas ou a instalação deve ser limpada.


Iluminação horizontal (Eh / Eh ave): Iluminação incidente sobre um plano horizontal de 1m acima do campo de jogo.


Iluminação inicial (E init): Iluminação após as cem primeiras horas de utilização.


Iluminação média (E ave): Iluminação horizontal média resultante de um cálculo ou de uma medição.


Iluminação em direção a câmera (E cam): Iluminação sobre um plano de 1m acima do campo de jogo e perpendicular a posição da câmera.


Fator de manutenção: Fator inferior a 1. Iluminação inicial x fator de manutenção = iluminação de manutenção. Compensa a diminuição da potência luminosa das lâmpadas e das superfícies dos projetores.


Fluxo luminoso inicial: O fluxo produzido por um recurso luminoso (lâmpada) após as cem primeiras horas de instalação.


Gradiente de iluminação (%): Diferença de iluminação entre dois pontos adjacentes sobre o campo de jogo.


Altura de montagem (Hm): A altura de montagem das luminárias (projetores) em relação a um ponto sobre o campo de jogo. Hm = distância (d) x tang (gama).


Índice de cores (Ra). O grau com o qual um recurso de luz específica reproduz um conjunto de cores de referência comparado ao mesmo sob condições de iluminação natural (do dia). Este índice é medido em uma escala de Ra0 a Ra100.


Intrusão luminosa: A quantidade de luz dispersada e de ofuscamento saindo da instalação.


Lumen: Distribuição espectral da potência de uma lâmpada ponderada pela curva de sensibilidade de visão.


Lux: Unidade de iluminação lumen/m² incidente sobre o campo de jogo. 1 lux = 1 lumen/m².


Máximo vertical: Iluminação registrada em um luxímetro direcionado para o recurso mais luminoso.


Rede de alimentação: A rede de fornecimento de energia que será medida.


Taxa de ofuscamento (GR). A grau com o qual uma instalação de iluminação perturba uma pessoa sobre o campo de jogo ou próximo a ele. GR é definido pela Comissão Internacional de Iluminação na publicação 112 de 1994, Sistema de avaliação de ofuscamento pelo uso de iluminação exterior de campos de esporte.


Temperatura de cor (Tk): Aspecto colorido de uma luz emitida por um recurso. Medida em Kelvin.


Uniformidade de iluminação. Descreve e regularidade da distribuição da luz sobre a superfície do campo de jogo sendo expressa pelos relatórios U1 e U2.




Assim terminamos a parte 9 do documento e na próxima semana entraremos na última parte falando sobre Telecomunicação e Espaços Complementares.


Abraço e até a semana que vem.


Claudio Baptista Jr.




*Claudio Baptista escreve todas as 5as feiras; o post acima e as imagens foram baseados  em documento
da FIFA que fala sobre recomendações e exigências  técnicas para arenas esportivas e adaptado para a
realidade do nosso  mercado; reprodução permitida mediante  explícita divulgação do autor  do post, do
site da FIFA e do blog www.3vv.com.br.

3 respostas em “Série Arenas Esportivas – Iluminação (5/6 e 6/6)”

Realmente eles estão em apuros ou melhor, a vaca esta indo para o brejo.
Organizadores exigem que haja um centro de mídia no entorno do estádio.
Eles tambem querem construir um estacionamento numa área da prefeitura, mas acredito que ja estão prevendo que se isto prosperar, vai pipocar milhares de ações na justiça.
Com isso, vai haver atraso nas obras e até passar todas as instâncias a copa ja acabou.
http://www.copa2014.org.br/noticias/Noticia.aspx?noticia=451

Talarico, é isso aí mesmo. As medições são essas.

Quanto ao sp. Só não vê que os ataques a nossa Arena são sintomáticos quem não quer.

Que dia….

Abraço.

tem q fazer todas essas mediçoes… caramba..

coincidencias a loucura bambi?? que isso agente é q e paranoico.. rsrs

abracos

Os comentários estão desativados.