Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da Arbitragem R14 – Palmeiras 3×0 Corinthians

Por Danilo Cersosimo
Crédito: Folha Imagem

Em tarde histórica – porque todo Derby é histórico, o Palmeiras de Obina fez 3×0 no seu maior rival e definitivamente entrou na briga pelo título.

O placar poderia ter sido mais elástico se o árbitro Leonardo Gaciba e seus auxiliares, Marcelo Von Gasse e Edmilson Corona não tivessem travado tanto o Palmeiras com impedimentos inexistentes ou duvidosos e assinalando falta a toda hora.

O primeiro lance polêmico se deu aos 8 minutos quando o nosso camisa 7 retoma bola após cobrança de falta na trave e o auxiliar Edmilson Corona aponta impedimento! Diego Souza não estava impedido e sairia na cara do gol!

Aos 10 minutos Obina marca e o auxiliar, novamente, assinala impedimento. O lance era difícil e o nosso atacante estava 10 centimentros adiantado. De qualquer modo é impressionante como enxergam bem contra o Palmeiras – lance similar ocorreu em Goiânia na última quarta-feira e o bandeira deixou (acertadamente) o jogo correr.

Edmilson recebeu corretamente cartão amarelo por tentar impedir um contra-ataque do adversário aos 13 minutos.

Aos 25 minutos do 1º tempo um lance lamentável: Pierre desarma o atacante do Corínthians na bola e o auxiliar Marcelo Van Gasse assinalou falta, alegando que o nosso volante teria travado a bola! Até o Marsiglia concordou que não houve infração.

Os adversários estão a reclamar falta de Obina em Chicão no primeiro gol palestrino aos 32 minutos do 1º tempo, quando na verdade a jogada foi totalmente normal – só o Godoy e o Neto viram falta no lance. Há sem dúvida uma troca de empurrões na jogada, mas Chicão faz um teatro danado quando vê que perdeu a disputa. Gol legal!

Para finalizar o 1º tempo, bola na área do Palmeiras e Dentinho completa para o gol em total impedimento que até ele marcaria.

***

O 2º tempo iniciou com pressão do Corinthians e com a mesma arbitragem insegura e sem critérios, até que aos 13 minutos, para a infelicidade do árbitro, o zagueiro Chicão – em jogada de rúgbi – empurra Claiton Xavier de maneira escandalosa na área: pênalti!

Ressalte-se que Chicão deveria ter sido admoestado com cartão amarelo e não o foi. Por incrível que pareça o volante Alessandro foi punido por reclamação! (reclamou do quê?!).

Obina bate bem e marca. E Gaciba, sabe-se lá por que, mandou voltar a cobrança, porque só ele viu invasão do Pierre. Dois zagueiros do Corinthians invadiram a área em alguns metros e Pierre talvez estivesse com o pé na linha da área. É impressionante como enxergam bem contra o Palmeiras!

***

O terceiro gol nasceu de um lançamento de Pierre para Obina, que ganhou limpamente de Moradei na disputa de bola pelo alto. Tanto Obina quanto Claiton Xavier estavam em posição legal, atrás da linha da bola, portanto gol legal.

***

Após o terceiro gol o que vimos foi um festival de pontapé por parte de alguns adversários.

Aos 28 minutos Alessandro foi expulso por entrada violenta em Pierre. Aos 30´Sandro Silva é punido com cartão amarelo, um exagero do árbitro fazedor de média. Aos 32´Elias é punido com amarelo por falta violenta em Claiton Xavier e aos 40´Jorge Henrique faz falta dura em Sacconi quando poderia ter sido punido com cartão.

No final do jogo, Diego Souza e David Sacconi poderiam ter ampliado o placar se o árbitro Marcelo Van Gasse não tivesse assinalado erroneamente impedimento nessas jogadas.

Por fim, Gaciba “premiou” Obina com cartão amarelo sem a menor necessidade.

***

Após a partida os jogadores Elias e Chicão, somados ao treinador Mano Menezes reclamaram da arbitragem de Gaciba por conta de um pênalti escandalosamente não marcado a favor do Vasco na semi-final da Copa do Brasil que teria feito com que o inseguro árbitro fosse mais rigoroso contra o Corinthians na partida do último domingo – não foi o que vimos.

Cabe ressaltar que este árbitro não pode mais apitar clássicos – no próximo ele irá entrar ainda mais pressionado e sua falta de personalidade irá prejudicar ainda mais o jogo, em especial o Palmeiras.

***

Não fosse por Evandro Rogério Roman e o seu “equívoco” no jogo contra o Goiás o Palmeiras seria hoje líder disparado.

13 respostas em “Análise da Arbitragem R14 – Palmeiras 3×0 Corinthians”

Alberto, penso que o Gaciba errou de mais contra nós ao mandar voltar o penalty do Obina.

Isso sem contar os inúmeros impedimentos que salvaram o gambá de tomar uns 5 ou 6.

Também exagerou na marcação de faltas inexistentes próximas a nossa área.

Ele estava rezando pro jogo acabar empatado, mas pra azar dele Obina nao deixou…

Perdão. Não era pra mandar 2 seguidos e iguais. Problemas técnicos na máquina e na conexão. Foi mal.

Sabe o que é o pior? Apesar do Palmeiras ter sido claramente prejudicado, deixamos os gambás falando da arbitragem sem ninguém da nossa parte pra colocar os pingos nos “is”. Parece que não, mas essa guerra de mídia é importante sim.

Desculpe a sinceridade, mas ainda falta malícia para a diretoria nesse sentido. Chorar apenas depois que o leite já foi derramado não adianta, é necessário fazer um trabalho na imprensa e nos bastidores constantemente, principalmente para evitar que os prejuízos continuem se repetindo.

Quem não acompanhou o jogo e apenas lê as notícias de relance acha que o Palmeiras foi beneficiado.

Ninguém teve coragem de vir à imprensa e chamar as coisas pelo nome… Chicão de mau-perdedor, por exemplo.

O risco é que se o Palmeiras começar a disparar no campeonato, um bando de times (que são frouxos pra falar do São Paulo mas que não pensam duas vezes em falar da gente) vêem à imprensa dizer que somos beneficiados e é aí que os árbitros entrarão com mais má vontade ainda.

Conclusão Obvia:

A Arbitragem no Brasil está PESSIMA. Ou sao muito RUINS mesmo ou sao mal intencionados. Acho que é os dois mesmo.

Conclusão Obvia:

A Arbitragem no Brasil está PESSIMA. Ou sao muito RUINS mesmo ou sao mal intencionados. Acho que é os dois mesmo.

Alberto…

e se agente tivesse perdido por 1 x 0… com o gaciba anulando o gol do obina, mandando o penaltie voltar e o obina bater pra fora…

fora os lances q o Danilo comentou… impedimento inexistente do DS e do Saconny..

sera q seu discurso seria o mesmo?

abracos

Caraca, Danilo! Estou começando a ficar preocupado… Se até ganhando dos gambás de 3×0 e dando um baile a gente ainda reclama de arbitragem, já vi pq o Luxa se dava tão bem por aqui…
Lógico que teve um ou outro lance duvidoso, mas daí a dizer que o Gaciba quis prejudicar o Palmeiras, vai longe. Prejudicar quem prejudicou foi o ROBAM na quarta-feira, senão já teríamos disparado na ponta.

Danilo, estava aguardando ansiosamente sua coluna pra reclamar mais um pouco da arbitragem do clássico. Nossa diretoria não pode dormir nos louros da vitória, foi o típico jogo que o juiz tentou dar uma forcinha pros rivales, mas, esbarrou num dia em que o Palmeiras sobrou e aí não teve jeito, se o jogo fosse equilibrado, como normalmente são os clássicos, poderíamos estar chorando a perda de mais três pontos, veja o exemplo de goiania, onde a arbitragem nos garfou pelo menos um ponto, então temos que ficar espertos, assim não dá pra levantar taça nenhuma em dezembro cazzo!

Vamos relembrar o zveitão-2005, quando foram divulgadas aquelas gravações de conversas telefônicas do seo Edilson, onde ele dizia que tentou ajudar o Juventude (se não me engano), só que foi impossível, porque o Edmundo (nosso animal), jogou muito, fez três gols e acabou com o jogo.

Fico imaginando uma hipotética conversa entre o Gaciba e o Andrés após o jogo, então Gaciba fala: “Eu e meus auxiliares tentamos ajudar de todas as formas, mas, não foi possível, o Obina acabou com o jogo, fez três gols, e ainda por cima ia dar muito na cara dar uma mãozinha outra vez, já tinha colocado vocês na final da Copa do Brasil, fica pra próxima”.

Gaciba vai pra P.Q.P. e V.T.N.C.!

Aqui é Palmeiras!

“Após a partida os jogadores Elias e Chicão, somados ao treinador Mano Menezes reclamaram da arbitragem de Gaciba por conta de um pênalti escandalosamente não marcado a favor do Vasco na semi-final da Copa do Brasil que teria feito com que o inseguro árbitro fosse mais rigoroso contra o Corinthians na partida do último domingo – não foi o que vimos.”

Foi uma das coisas que mais me alegrou no pós-jogo. A máscara da deslealdade SEMPRE cai. Taí, Corinthians mais uma vez se gabando por OUTRO título roubado: uma Copa do Brasil fraquíssima, na qual não apenas não conseguiram vencer um time de série B em duas partidas, como ainda por cima tiveram que roubá-lo. O Corinthians dá pena.

2 – Rodrigo
penso como vc cara.. e impressionante q impedimento com 10cm eles enxergam qndo e o nosso atacante…

cade o amarelo pro chicao???

ah entao agora eles admitem q foram ajudados na CB??

ah tem mais… o tal Alessandro q foi expulso saiu gesticulando pra torcida…tem ate video no youtube..
CADE O STJD??

a diretoria precisa agir nos bastidores… pq precisamos fazer muito mais pra ganharmos.. do q se a arbitragem fosse correta.

se nao tivesse influencia da arbitragem seria no minimo 5×0…
isso nao pode acontecer mais..

Se não fosse pelo bandeirinha em Curitiba também, estaríamos isolado-ado na liderança.

Mas é isso aí, contra tudo e todos, prá não restarem dúvidas de que o título será honesto e justo para o Verdão. Como sempre foi!

Além da incompetência natural dos árbitros de hoje, o Palmeiras sofre em dobro por causa dessa “má vontade” que existe contra nós.
No clássico de domingo eu temi pelo pior no fim do jogo. Os gambás começaram a apelar e descer a bota, e o juiz não fez nada!
Se fala muito em ajuda aos bambis ultimamente, mas o que o timinho da marginal foi ajudado esse ano é absurdo.
Diretoria, abre o olho! E não vem chorar o leite derramado depois.

AGORA A GAMBAZADA CONFESSAM QUE FORAM AJUDADOS CONTRA O VASCO. E DIGO MAIS, É QUE O VERDÃO TIROU O PÉ DO ACELERADOR, SENÃO A DERROTA SERIA MAIOR. E O FERNANDÃO VEM OU NÃO VEM?? PRECISAMOS DE REFORÇOS, O CAMPEONATO É LONGO. OLHA O GALO, TROUXE DOIS BONS JOGADORES. E NÓS. ATENÇÃO MURICI OLHO NO TIAGO HUMBERTO DO BARUERI, O INTER DE PORTO ALEGRE QUER LEVÁ-LO.

Os comentários estão desativados.