Categorias
Notícias

Caso de policia ou de noticiário desportivo? E o caso D’Alessandro.

POR EMERSON PREBIANCHI

Hoje o
futebol legal pouco vai tratar de assunto ligado ao Palmeiras pois duas
notícias hoje veiculadas chamaram a atenção e merecem ser comentadas
por aqui para sabermos o que pensa o amigo do 3VV a respeito.

A
primeira é sobre o nosso antigo treinador VL que teve matéria de página inteira na Folha de São Paulo informando sobre o bloqueio judicial de
todas as suas contas bancárias e indisponibilidade de todos os seus
bens até que se resolvam suas pendências judiciárias com o fisco que
apura fraudes, possivelmente cometidas pelo contribuinte Vanderlei
Luxemburgo.

A
reportagem ainda citou a dívida do técnico com o ídolo Edmundo
referente a dois cheques não compensados que hoje estão em fase de
execução judicial (não cabendo mais recursos sobre a legalidade da
dívida que foi definitivamente reconhecida pelo Poder Judiciário) e que
atingem a singela importância de um milhão e trezentos mil reais.

A outra
noticia bombástica do dia foi a prisão administrativa de Romário por
não promover corretamente o pagamento de pensão alimentícia de seus
filhos com a modelo Monica Santoro.

Parece
que a justiça comum do Poder Judiciário diferentemente dos tribunais
desportivos funciona independentemente dos interesses dos clubes e
atletas e dois dos maiores ídolos da história recente passam por sérias
dificuldades.

A
pergunta que fica é: essas duas noticias mereceriam estar no noticiário
desportivo, incluindo nesse contexto esse post no 3VV ?

A questão aqui provoca a imprensa e seu leitor. No momento que deixamos de lado o fato esportivo onde estes dois personagens estão inseridos e entramos nos temas ligados às suas pessoalidades, aparentemente estamos desvirtuando as questões que efetivamente nos interessam e entramos na área das fofocas, dos assuntos ligados aos indivíduos nas suas intimidades.

A questão é: essa notícia agrega valor ao leitor? A opinião é sua!

*****

Em
relação ao que realmente interessa por aqui, o acontecimento de
destaque da semana foi a condenação do atleta D’Alessandro do
Internacional de Porto Alegre pelo STJD.

Na
partida final da Copa do Brasil entre o Inter e o time corintiano o
meio campista protagonizou uma das cenas mais hilárias e ridículas dos
últimos tempos quando expulso, tentou provocar o zagueiro adversário de
todas as formas chamando-o para a briga de forma acintosa.

A procuradoria do STJD entendeu que o atleta teria agredido com um chute e um empurrão o adversário promovendo a deníncia como incurso
no Art. 253 (na forma do Art. 157 inciso I do CBJD) mais o Art. 253 (na
forma do Art. 157 inciso II do CBJD), tudo na forma do Art. 184 do
CBJD, e a primeira comissão disciplinar entendeu por suspendê-lo por 60
dias, por infração ao Art. 253 do CBJD ( na forma do Art. 157 inciso II
do CBJD
).

Não que
a atitude do atleta implicasse em caso de absolvição, até mesmo para
que a postura temerosa não se torne costumeira era imperioso que
houvesse condenação exemplar, mas convenhamos que 60 dias parece
exagero, ainda mais se levarmos em conta que o nosso atleta Diego Souza
pelo envolvimento na confusão com o boxeador santista, que em tese foi
muito mais grave, teve uma pena mais branda.

A
preocupação com essa punição é sobre futuros julgamentos onde será
exigido do STJD o mesmo rigor, o que pode voltar a trazer o tribunal
para o centro do campeonato brasileiro e diminuir a importância das
partidas para voltar as atenções para os bastidores dos julgamentos.

Não
seria caso de se reestudar o Código Brasileiro de Justiça Desportiva?
Pois da forma como se encontram hoje dispostas as penas, situações como
estas tendem a ser comuns para que o tribunal não acabe por infringir a
lei em suas decisões.

Saudações alviverdes!

Crédito: Fábio Menotti

8 respostas em “Caso de policia ou de noticiário desportivo? E o caso D’Alessandro.”

LuxaPokerStar é bandido mesmo, isso TODOS já sabem. Agora essa questão do atleta argentino, mostra q cada vez mais o futebol no Brasil é esporte de meninas. Assim fica facil pro spfw … hehe

Talvez esse tipo de notícia não devesse estar nas páginas esportivas, mas é fato que o torcedor acaba se interessando, pois como disse o Fernando (#2), fatores como esses acabam interferindo no desempenho profissional.

60 dias? Um exagero, apesar do ridículo episódio, 30 tava de bom tamanho pro argentino.

Quanto ao Luxa e Romário, nenhuma surpresa com isso.

E Cunio # 4 – concordo (Luxa e Romário).

Meu amigo Emer, não só acho como estão corretas as reportagens serem citadas na parte de esportes e aqui no 3VV. O caráter de uma pessoa não se avalia somente onde ele trabalha, mas sim na sua vida pessoal. Já conheci casos estarrecedores, de pessoas extremamente adoráveis no trabalho e que espancam a mulher em casa ou mantém famílias e amantes aos montes fora do casamento. O VL já deu mostras claras que têm inúmeros problemas de caráter. Ou você já ouviu alguém dizer que o Kaká pegou manicure na concentração, deu cheques sem fundo ou sonegou impostos? Já o Romário está cheirando armação de algum assecla de leis fraudulentas contra ele. Afinal, o rolo me parece que tem a ver com juros por atrasos, contas mal feitas, sei lá. Não consigo imaginar tanta inocência do Romário, que é um cara cheio da grana e sabe que pagar pensão é a primeira coisa. Afinal, até o vizinho dele da Barra está metendo a faca na justiça por infiltrações vindas do seu duplex e Romário corre o risco até de perder o imóvel.

Quanto ao patético D’Alessandro, vai acabar tudo virando em cestas básicas. Tenha certeza. Foi circense.

As questões de VL e Romário, deveriam estar nas páginas de notícias ou até mesmo políciais, porém ganham maior destaque nas páginas de esportes, devido ao interesse do público que lê essas páginas.
Quanto ao D’alessandro, não fico surpreso com a pena aplicada. Apenas mostrou mais uma vez o quão é desorganizado e sem critério esse tal de STJD. Não é de hoje que digo que esse orgão foi criado apenas para defender interesses políticos, uma vez que no STJ não teria lugar para empregar todo mundo. A única coisa que nos resta é torcermos a cada julgamento para que não sejamos prejudicados.

interresante como esse processo do edmundo correu rapido…

se e agente demora uns 10 anos…

esse tipo d enoticia agrega valor esportivo pq influi no atleta ou treinador dentro de campo…

esse tribunal e uma piada… so faz lambança e joga pro lado de quem puxa mais o saco deles nos bastidores…

o inter vai recorrer e ele tera uma pena reduzida de uns 5 jogos…

agente ja viu casos parecidos… lembram??

abracs

ENQUANTO O LUXA ERA SOMENTE TÉCNICO, DEPOIS DO FELIPÃO ERA O MELHOR. MAS DEPOIS QUE SUBIU-LHE NA CABEÇA QUE PODERIA TAMBÉM SER “MENAGER” PIROU DE VEZ. RUIM PARA O FUTEBOL QUE PERDE M GRANDE ESTRATEGISTA.

Os comentários estão desativados.