Categorias
Direto da Fonte

Elenco não vê ‘vida fácil’ nem favoritismo no Brasileiro

Agência Palmeiras
Fábio Finelli

 
O fato do Palmeiras estar nas primeiras colocações do Campeonato
Brasileiro não faz com que os jogadores considerem o time como um
dos favoritos ao título. Para o meia Cleiton Xavier, o Verdão não
pode ser apontado como o principal time da competição.

“Não somos favoritos. Na verdade, não dá para apontar nenhum clube
como favorito. É muito cedo fazer qualquer previsão, pois o
campeonato está no início e muita coisa pode acontecer”, disse o
camisa 10, lembrando o exemplo do Brasileiro do ano passado.

“No ano passado, o Grêmio abriu muitos pontos de vantagem e o São
Paulo nem era cotado para ser campeão. De repente, as coisas mudaram
e a competição só foi definida nas últimas rodadas.”

O lateral Wendel concordou com o companheiro e afirmou que ainda
falta muito para o Palmeiras ser taxado como favorito.

“O Campeonato Brasileiro é um dos mais difíceis do mundo, e a
competição deste ano está muito nivelada. Assim como nos outros
anos, tenho certeza que as coisas só serão definidas no final”,
explicou.

O jogador não vê vida fácil para as próximas rodadas, mesmo com toda
experiência que o técnico Muricy Ramalho tem desde que o Brasileiro
passou a ser por pontos corridos.

“O líder do campeonato é sempre o alvo, e justamente quem está na
frente é quem sofre as maiores dificuldades. Não podemos nos iludir
com a nossa boa campanha, muito pelo contrário.”

Cleiton Xavier entende que a manutenção do bom futebol só vai
acontecer se o Verdão não relaxar.

“Não podemos perder a concentração. O Muricy já nos falou que essa
competição é muito difícil e a tendência é ficar cada vez mais
complicado. Temos consciência disso, e nossa intenção é manter a
seriedade e não nos iludir com os elogios.”