Categorias
Direto da Fonte

Jogadores pregam respeito com adversário deste sábado

Agência Palmeiras
Fábio Finelli
17/07/09 – 15h04

A boa campanha do Palmeiras no Campeonato Brasileiro e a vitória de
2×1 sobre o Flamengo, no Maracanã, não empolgam o elenco. Antes da
partida contra o Santo André, os jogadores ratificaram o
espírito ‘pés no chão’ e pregaram total respeito com o adversário
deste sábado.

“Nosso grupo tem a cabeça no lugar, e apesar da felicidade com o
resultado obtido no Maracanã, não podemos deixar subir à cabeça.
Nosso trabalho só está dando certo pela dedicação e o respeito que
estamos tendo com os adversários”, afirmou o zagueiro Edmílson, que
deve ser mantido na equipe titular.

“Estou me sentindo mais leve, mas ainda falta um pouco de ritmo de
jogo. Contra o Flamengo, havia combinado com o Jorginho de atuar até
o começo do 2o.tempo. Acho que fui bem, mas sei que posso melhorar.”

O meia Cleiton Xavier, que contra o Flamengo participou da sua 25a.
participação para gol, ratificou que o grupo entrará em campo com o
mesmo pensamento das últimas partidas.

“Para nós, não existe essa de jogo fácil ou difícil. São todos
iguais a partir do instante em que a gente entra em campo. O
Jorginho já conversou com a gente e nós sabemos da importância que
essa partida vai ter.”

Um dos destaques na vitória sobre o Flamengo, o zagueiro Danilo
citou para a boa campanha do Santo André no Campeonato Brasileiro.

“Nosso time tem que considerar o próximo jogo sempre o mais
importante. O Santo André tem um time que marca muito bem e possui
atletas experientes. Estão realizando uma ótima campanha e a gente
tem que abrir o olho durante os 90 minutos.”

Já o atacante Willians, que retorna ao time após cumprir suspensão,
destacou que esse é o momento que o time não pode fraquejar.

“A quantidade de jogos está aumentando e é claro que o desgaste
aumenta. Mas é a hora de superarmos os nossos desafios. Vamos jogar
em casa, mas não podemos pensar que já está garantido. O Santo André
é um time que vai dar dor de cabeça e por isso a atenção precisa ser
total.”