Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da Arbitragem na R16 – Sport 0x1 Palmeiras

POR DANILO CERSOSIMO

Jogando pro gasto o
Palmeiras venceu o Sport em Recife por 1×0, com gol contra do zagueiro Bruno
Teles. 

A partida foi morna e com
poucos lances de dificuldade para o juiz Pericles Cortez (RJ) e seus auxiliares.
Nitidamente foi mais uma arbitragem “coluna do meio” neste Brasileirão, onde os
árbitros fazem de tudo para travar o jogo e rezam para que este termine
empatado.

Vários foram os lances em
que o juiz apitou o famoso “perigo de gol” em ataques do Verdão, ou inverteu
faltas em lances que poderiam ser mais agudos.

O lance de pênalti
reclamado sobre Obina para mim não foi nada – aliás nosso atacante precisa
perder esse vício de se jogar tentando cavar pênalties. Daqui a pouco o Arnaldo
vai rotulá-lo de “cai-cai” e não poderemos reclamar.

A expulsão do jogador
Hamilton do Sport foi correta.

***

De um modo geral a
arbitragem manteve o mesmo nível técnico fraco de sempre nesta rodada: além de
uma tendência incrível em se fazer média com alguns times.

***

Em POA duas expulsões
corretíssimas, ambas de jogadores do Cruzeiro, que deveriam se controlar antes
de distribuir carrinhos e cotoveladas.

Já o gol de desempate de
Tcheco, foi de um impedimento tão escandaloso que até o Presidente do Grêmio,
se bandeirinha fosse, marcaria.

***

E pra finalizar, a
expulsão ridícula do jogador do Náutico no Maracanã, por ter trocado de calção
(que rasgara) dentro do gramado.

Faltou bom senso ao
árbitro no lance, além de um falso moralismo na aplicação da regra que é de
doer.

Então fica assim: trocar
o calção rasgado em campo, em coisa de 3 segundos, não pode. Cartão vermelho.
“Comemorar” gol mostrando o dedo médio para a torcida adversária, pode.

Brasil sil sil sil…

***

Aderindo à campanha do
Cunio e do Cleriston: FICA PIERRE!!!

7 respostas em “Análise da Arbitragem na R16 – Sport 0x1 Palmeiras”

Boa. Enquanto nao PROFISSIONALIZAR a ‘arbitragem’ nao dá.

A juizada anda muito ruim contra o Sport o juiz não deu um penalti legitimo em cima do Obina.
Abraços a todos amanha as 20 horas estou de volta já que esta bloqueado no meu trabalho, abraços amigons

Danilo, ontem no Bem Amigos ficou provado que o gol do Tcheco foi legal. Ele recebeu a bola do zagueiro do Cruzeiro, que no êxito de cortar a bola dos pés do Jonas deu o presente. Apesar dele estar em posição de impedimento, foi uma bola vinda da defesa. Logo, gol legal. Mas isto não isenta o árbitro deste jogo que “operou” o Cruzeiro de forma absurda. A segunda expulsão matou o time mineiro e a flata não foi motivo para cartão vermelho.

Independentemente se foi pênalti ou não, o árbitro demonstrou muita má vontade, não marcava falta no Obina nem a pau, ainda bem que vencemos.

Acho que faltou critério ao árbitro de sábado. Se o Obina fez falta no Durval, então, no lance seguinte, o cidadão deveria adotar a mesma posição e marcar pênalti no Obina.
Quanto ao lance do Tcheco, acho que não houve impedimento, já que a bola foi “passada” pelo defensor do Cruzeiro. E também acho que houve exagero na expulsão do Tiago Ribeiro. Não vi agressão ao adversário. Um cartão amarelo ficaria de bom tamanho.

“perigo de gol” e de doer… uahuaha

juizada ridicula… TODOS os clubes tem q reclamar TODOS OS JOGOS… so assim a porcaria da CBF e comissao de arbitragem vao se mexer…

essa do calção foi ridicula mesmo…

O Palmeiras costuma sempre enganar seus torcedores, vem sendo assim nos últimos 9 anos, mas esse ano estou confiante, pois não estamos na ponta com um time fraco ou com um treinador inexperiente, dessa vez temos um time forte e um treinador vitorioso e trabalhador, basta a diretoria fazer pequenos esforços para manter o elenco e se possível reforça-lo.

Os comentários estão desativados.