Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da arbitragem R21 – Palmeiras 2×1 Internacional

Por Danilo Cersosimo

Em um jogo bastante disputado o Palestra venceu o Internacional por 2x1e deu um passo importante na busca pelo título.

O novato árbitro Wilton Pereira Sampaio (DF) e seus auxiliares, fizeram uma arbitragem irregular, onde acertaram os lances mais cruciais da partida, mas pecaram na administração do jogo – travando-o quando não deveriam e deixando correr em lances claros de faltas.

O que me impressiona é termos um árbitro inexperiente (apenas 27 anos) em um jogo tão importante como esse – o mesmo já havia ocorrido contra o Coritiba em partida onde fomos severamente prejudicados.

Chama atenção também a falta de critérios do árbitro – no primeiro tempo Diego Souza cobra falta e a bola é desviada na mão do defensor colorado na barreira – o árbitro nada marcou (eu também não teria dado pênalti). Porém, aos 46’ do 2º tempo a bola explode no braço de Jumar e o árbitro assinala falta na entrada da área para o Inter…

***

Após o jogo contra o Coritiba o Presidente Belluzzo desabafou e reclamou das arbitragens – com razão. Fez publicamente uma espécie de ameaça, dizendo que não mais vai tolerar arbitragens danosas e árbitros inexperientes em partidas do Palmeiras.

A reclamação procede em seu conteúdo, mas eu discordo da forma. Esse tipo de declaração pouco contribui e os árbitros, corporativistas que são, passam a serem menos tolerantes a erros pró-Palmeiras apenas para mostrar que não são suscetíveis a pressões.

Esse tipo de declaração deve ser feita a portas fechadas na Comissão de Arbitragem e na CBF, jamais publicamente. A única manifestação pública nesse sentido deve vir da “instituição Palmeiras” através de comunicados, evitando que a figura pública respeitada de seu presidente seja equiparada ao nível medíocre da cartolagem brasileira.

***

Só pra constar: o pênalti em Diego Souza foi claríssimo.

***

Já no Pacembu…o árbitro Arilson Bispo da Anunciação e seus auxiliares fizeram a maior lambança do campeonato até aqui.

Dos 6 gols da partida, simplesmente 3 foram irregulares.

A falta que originou o primeiro gol do Corinthians não existiu, o empate de André Lima no segundo gol do Botafogo foi marcado com a mão – esse tipo de gol está institucionalizado no Brasil desde o gol de Adriano pelo SPFC, onde até a imprensa achou graça; e por fim, o pênalti em Jorgue Henrique, que originou o terceiro gol do Corinthians também não existiu.

Obviamente que o árbitro deveria ser punido, mas cabem aqui duas questões:

– Não já está mais do que na hora de utilizarmos o recurso eletrônico no futebol para evitarmos erros como os vistos ontem?

– Jogadores que simulam faltas, pênaltis e gols de mão não deveriam ser expulsos e julgados num tribunal de verdade? O futebol não pode mais exaltar a mutretagem e a malandragem como se estas fossem patrimônio cultural!

4 respostas em “Análise da arbitragem R21 – Palmeiras 2×1 Internacional”

Não confio em ábitros !! Nenhum deles vale algo. Profissionalização JÁ !!

Mais uma vez árbitro inexperiente apitando nosso jogo. Em todas as partidas temos que vencer o adversário e o juiz, reclamar na imprensa depois não adianta, isso tem que ser feito por outros meios, não me pergunte quais, pois não sei.

arbitragem ridicula no Palestra…

concordo q temos q reclamar de portas fechadas na CBF e comissao de arbitragem…

mas reclamar pra oontem…. ao menos 1 do inter tinha q ser expulso… eles bateram muito no sabado

NÃO IMPORTA A FORMA COMO O BELUZO PROTESTA. PRECISAMOS PROTESTAR SIM, POIS SEMPRE SOMOS OS MAIS PREJUDICADOS. NOS 3 ÚLTIMOS CAMPEONATOS O GAYSON FOI CAMPEÃO COM CLARA AJUDA DA ARBITRAGEM. É HORA DESSA CBF RESPEITAR MAIS NOSSO MANTO SAGRADO. AQUI É PALMEIRAS.

Os comentários estão desativados.