Categorias
Direto da Fonte

Após 50 jogos, Palmeiras comemora semestre com poucas lesões no elenco

Agência Palmeiras
Fábio Finelli
 
Apesar de ser um dos times que mais jogou nesta temporada, em 50
partidas, os profissionais do Palmeiras se orgulham do time ter um
baixo índice de lesões em 2009. Desde o mês de março, quando o
zagueiro Edmílson sentiu a coxa direita, que a equipe não tem nenhum
atleta afastado por lesão muscular.

De lá para cá, poucos atletas se machucaram: Edmílson e Sandro Silva
ficaram três meses sem jogar, mas em razão de uma fratura no
cotovelo direito e ombro direito, respectivamente.

Já Williams e Marquinhos também ficaram de fora por algumas rodadas;
o primeiro devido uma lesão no púbis, e Marquinhos por causa de uma
lesão na hérnia inguinal, localizada na região da virilha. A lesão
envolvendo os dois jogadores já era originada dos tempos em que eles
atuavam pelo Vitória.

“Acho que esses números refletem o trabalho de todos os
profissionais do clube. Além disso, a estrutura que o Palmeiras
oferece também é importante para que a recuperação dos jogadores
seja sempre melhor e mais rápida”, explicou o preparador físico Omar
Feitosa.

De acordo com o fisioterapeuta José Rosan Jr., a temporada com
pouquíssimas lesões tem a ver com o planejamento que é feito entre
os todos os departamentos.

“Além da parte física, que é muito importante, entra a fisioterapia,
a fisiologia, a nutricionista e os médicos. O equilíbrio alcançado
treino após treino resulta num bom rendimento.”

Semestre cheio de viagens

O primeiro semestre do Palmeiras foi marcado por um intenso
desgaste, afinal, durante a Copa Libertadores, a equipe viajou duas
vezes para a altitude; primeiro para Potosí, na Bolívia, e depois
para Quito, no Equador.

Dos 50 jogos no ano, quem mais entrou em campo foi o meia Cleiton
Xavier, em 45 partidas. Depois dele aparecem Maurício Ramos e Diego
Souza, com 44 jogos, Danilo, com 43, e Pierre, com 39.

“Eu sou um atleta que me cuido bastante, mas é claro que as
condições que o Palmeiras oferece, tanto de logística quanto de
equipamentos e profissionais, faz com que os jogadores se sintam
sempre bem e à vontade para render num alto nível, independente da
partida”, explicou o camisa 10.

Boa campanha

O aproveitamento do Palmeiras no ano é de 66%. Foram são 29
vitórias, 13 empates e 8 derrotas. Foram 87 gols marcados e 46
sofridos. Foram 17 pelo Campeonato Brasileiro [10V, 5E, 2D, 29GP,
14GC], 12 pela Copa Libertadores [6V, 3E, 3D, 18GP, 10GC] e 21 jogos
pelo Paulistão [13V, 5E, 3D, 40GP, 21GC].

Como mandante, foram 26 partidas, com 18 vitórias, 6 empates e 2
derrotas. Já como visitante, foram 24 partidas, com 11 vitórias, 7
empates e 6 derrotas.

Dos 26 jogos como mandante, 23 foram disputados no estádio Palestra
Itália: foram 16 vitórias, 5 empates e apenas 2 derrotas.

Uma resposta em “Após 50 jogos, Palmeiras comemora semestre com poucas lesões no elenco”

Isto é um bom resultado de nossa estrutura que outrora já foi muito criticada, hoje temos equipamentos modernos e excelente profissionais que ajudam e muito. Parabéns diretoria quer conseguiu fazer uma grande estrutura pra estes profissionais trabalharem.

Os comentários estão desativados.