Bagatelas 17/08/09: quem quer ser campeão…

Bagatelas de cá…
Por Oberdan Fiume   

 

Como é o campeonato mais fácil de ser ganho
desde 1902, penso que, quem deseja ser campeão:

Não pode perder o gol que o Cleiton Xavier perdeu no Mineirão;
Não pode perder o gol que o Diego Souza perdeu contra o Botafogo;
Não pode aceitar os dois penais não marcados a nosso favor contra o Galo;
Não pode aceitar que o bandeirinha nos tungue um gol diante do Botafogo;
Não pode permitir que o Armero viaje para a Colômbia e depois demore um mês para relembrar que tem que passar a bola para o pessoal de verde;
Não pode fingir que não esta acontecendo nada com o Pierre – estabanado como nunca, fazendo faltas e penais desnecessários – e com o Diego Souza; eles não são assim;
Não pode escalar o Wendel; coloca o Deola de ala que ele jogaria melhor;
Não pode jogar contra o Botafogo, com 7 reservas, como se estivesse enfrentando o Real Madrid no Bernabeau.
 
Enfim, não pode ter medo de ser feliz.

—-

*Bagatelas
é uma coluna semanal do 3VV. Do italiano “bagatella” (ninharia) a seção
vai ao ar toda segunda-feira para falar sobre as mesquinharias, as baixezas, as coisas sem valor
do mundo do futebol. Sempre com uma pitada de veneno, e sem muito
compromisso com as fontes criteriosamente consultadas. Mas com um enorme compromisso com aquilo que o torcedor pensa.

Os personagens centrais são Oberdan Fiume, e Cáspite Rossi Cairo.

Este último diretamente da Itália, está de férias em Capri e Istambul.

A charge é de Cleriston Ribeiro;
Visite o blog do Cleriston: 
http://cleristonribeiro.blogspot.com

42 respostas em “Bagatelas 17/08/09: quem quer ser campeão…”

Marcio.

Eu concordo que alguns jogadores podem não se enquadrar nesta versatilidade,mas, com o tempo,eu acredito que os outros se encaixarão.

Quem eram o Souza,o Leandro,o Rodrigo zagueiro,o Borges era só promissor.O Hernanes era um volante que ia ser dispensado depois de voltar do Santo André.O Rycharlyson era um jogador estigmatizado.O Aloísio era um grosso trombador,O André Dias era só um zagueiro pesado,maldoso e limitado.O Miranda era um desconhecido.O Zé Luis era um volante comum,o Junior César estava com a cabeça a prêmio no meio do ano.O Jorge Wagner quando chegou era um refugo vindo da Europa.Tinha qualidade,tinha,mas não jogava de ala,volante,meia e às vezes até atacante como passou a jogar com o Muricy.Fora que não batia na bola como bate hoje.

Todos estes jogadores são frutos de um bom trabalho do Muricy.Tanto na parte tática quando nos fundamentos.
Nenhum deles é esse primor de técnica,mas o treinador soube colocar na cabeça deles as funções múltiplas que queria de cada um.E o melhor treinou à exaustão os fundamentos para que aprendessem o melhor possível.Quem fazia muito isso era o Telê.
Eu acredito que o Muricy conseguirá fazer isso no Palmeiras.Inclusive com jogadores da base e do time B.

É questão de paciência com ele.Por pior que seja não ganharmos o campeonato este ano,acho que é só a estrutura que está sendo montada por ele para que o Palmeiras se torne consistente.E com isso,nos preparando para vencer não um ou outro título esporádico,mas sim para vencer e lutar por todos até o fim.
Se formos campeões já agora, pra mim é bônus.

Temos que ter calma.Não foi o Belluzzo e nem o Muricy que nos dirigiram nestes últimos dez anos.

Abraço

Opa, Cássio, não quero a saída do Muricy, não.
Como escrevi, espero que logo ele se sinta à vontade para soltar mais o time.
Agora, quanto ao time ser versátil, ele pode até tentar, mas acho que vai esbarrar na limitação de alguns jogadores, principalmente em situações como a de sábado, em que o adversário vem trancado na defesa.

Os comentários estão desativados.