Categorias
Argentino

Campeonato Argentino: COMEÇA O APERTURA!

POR EMERSON PREBIANCHI 

Enfim começou o Torneio Apertura da temporada 2009/2010. Depois de muita discussão, o governo argentino assinou um contrato de transmissão do Campeonato Argentino através do canal estatal e foi possível aos clubes, depois de um adiantamento, honrar parte de seus compromissos de modo a garantir o início. 

Os resultados da primeira rodada foram os seguintes:

Independiente 0 x 1 Newell’s Old Boys
Huracán 1 x 2 Lanús
Boca Jrs. 2 x 2 Argentinos Jrs.
Chacarita 1 x 2 Tigre
Banfield 2 x 0 River Plate
Rosário Central 1 x 0 Racing Club
Colón 0 x 1 Vélez Sarsfield
Arsenal 0 x 2 Estudiantes LP
Gimnasia LP 0 x 2 Godoy Cruz
San Lorenzo 3 x 1 Atlético Tucumán

E a segunda rodada prevista para este final de semana terá as seguintes partidas:

Racing Club x Colón; Tigre x Rosario Central; River Plate x Chacarita; Argentinos Jrs. X Banfield; Lanús x Boca Jrs.; Newell’s x Huracán; Atlético Tucumán x Independiente; Godoy Cruz x San Lorenzo; Estudiantes LP x Giminasia LP e Vélez Sarsfield x Arsenal 

LANÚS

Vamos iniciar uma série de posts explicando um pouco da história e peculiaridades das equipes que disputam a primeira divisão argentina.

Logicamente que por ser um “hincha de Lanús” não poderia deixar de começar pelo meu preferido, e assim passaremos compartilhar um pouco da história desse simpático time da Grande Buenos Aires.

Fundado em 3 de janeiro de 1915, o CLUB ATLÉTICO LANÚS, conhecido por GRANATE devido ao seu uniforme grená, encontra-se sediado no município de Lanús, ao sul da província de Buenos Aires, e tem o estádio conhecido como “La Fortaleza”, cujo nome oficial é “Ciudad de Lanús – Néstor Díaz Pérez”, com capacidade para receber 46.619 torcedores.

Como a maioria das equipes de menor expressão da Argentina, o Lanús esteve por frequentar a segunda divisão por algumas vezes, sagrando-se campeão desta em 1950, 1964, 1971, 1976, 1991 e 1992.

Devido a uma administração desastrosa no final da década de 70, o time com uma divida de dois milhões de dólares e mais de 200 ações judiciais em andamento chegou ao fundo do poço e em 1978 caiu para a 3ª divisão argentina, de onde só conseguiu sair em 1981 depois de uma total reformulação administrativa que contou com o apoio de toda população do município que adotou definitivamente a equipe.

Treze anos depois de ascender para a segunda divisão, em 1991 o Lanús voltou a elite do futebol argentino, mas não conseguiu se manter e no mesmo ano caiu para a segunda divisão, subindo novamente em 1992, permanecendo na primeira divisão desde então.

Os dois grandes títulos conquistados pelo Lanús foram a Copa Conmebol de 1996 vencida em final contra o time colombiano do Independiente de Santa Fé e mais recentemente o Torneio Apertura de 2007, sagrando-se campeão em plena “La Bombonera” num empate em 1 x 1 contra os donos da casa. 

Estive presente nessa final e somente quem esteve lá sabe o que é presenciar a emoção do primeiro título da primeira divisão de uma equipe de futebol. A festa de toda uma cidade, que independentemente da classe social, se colocou às ruas para comemorar o feito e encheu o estádio local com mais de quarenta mil pessoas para assistir a partida final por um telão (já que somente foram disponibilizados três mil lugares para a torcida visitante), foi algo que jamais me esquecerei.

Hoje, o Lanús apontado como um dos favoritos para a conquista do Torneio Apertura deste ano é um exemplo de gestão na Argentina, sendo um dos maiores clubes formadores de todo o país sem ter nenhuma divida, seja com atletas, seja com o fisco.

Há quem diga que, mantida a estrutura, o Club Atlético Lanús tem tudo para repetir a conquista nacional e firmar-se de vez como um dos grandes da Argentina, Mas isso só o tempo irá dizer já que outros pequenos tiveram seus dias de glória e voltaram a ser pequenos. Mas o fato é que desde a conquista em 2007 o time sempre termina entre os quatro primeiros….

ELENCO

Para essa temporada o granate perde seu maior destaque para o futebol árabe: o goleador José Sand, artilheiro da última temporada. Além dele, o goleiro “Chiquito” Bossio foi para o México e, por empréstimo, Diego Valeri foi para o FC Porto.

 

Por sua vez, chegaram Santiago Salcedo, atacante paraguaio e Gonçalo Dias, que chegou por empréstimo, além do retorno de Agustin Pelettieri e Marcos Aguirre que sagraram-se campeões em 2007 e estavam emprestados.

 

As promessas vindas da base pra essa temporada são “El toto Savio” que aos 19 anos já esta na seleção argentina que enfrentará o Brasil e Diego Wielkewich outro jovem atacante que promete muito, além de ter a chance de atuar como titular o goleiro Caranta que até bem pouco tempo era o titular da meta do Boca Jrs.

Os titulares na primeira rodada foram: Mauricio Caranta; Hernán Grana, Santiago Hoyos, Jadson Viera, Maximiliano Velázquez; Eduardo Ledesma, Matías Fritzler, Agustín Pelletieri, Sebastián Blanco; Eduardo Salvio e Santiago Salcedo. Comandados pelo técnico: Luis Zubeldía

 

CURIOSIDADES

Um dos maiores orgulhos do povo de Lanús é o fato de Diego Armando Maradona ser oriundo do município, já tendo o mito argentino assegurado ter um carinho todo especial pelo granate já que sua mãe é torcedora da equipe.

Em 1997 o Lanús acabou como vice-campeão da Copa Conmebol empatando a última partida em 1 x 1 depois de ter perdido por 4 x 1 para o Atlético Mineiro, e a recordação dessa última partida foi a briga generalizada em que o então técnico do Galo, Emerson Leão, foi agredido e fraturou o maxilar.

Joga em Lanús um brasileiro, ou como dizem por lá um “Brasiguaio”: Jadson Vieira é um brasileiro que fez carreira no Uruguai e hoje atua como zagueiro titular da equipe granate. 


CLÁSSICO LOCAL

O grande rival do Lanús é o Club Atlético Banfield com quem disputa a hegemonia da parte sul de Buenos Aires, sendo que o Lanús é tido pela mídia local como “El Capo Del Sur” por levar larga vantagem sobre o rival.

Crédito: www.ole.clarin.com

 

7 respostas em “Campeonato Argentino: COMEÇA O APERTURA!”

#6 J

Acho q é pq sao 2 campeonato por ano lá. Aí o time caiu no campeonato da serie A no meio do ano, e já subiu no fim do ano levando o caneco da Serie B !! Deve ser isso.

***

Qtos torcedores tem o Lanus e qual a media de publico ??

Emerson como pode um time ser bi campeão da serie B: 91 e 92 ?………JOTA

O que mais me impressiona no River Plate é que eles se vangloriam, que nem um time aqui da capital, de ter o MELHOR E MAIOR ESTÁDIO DA ARGENTINA. Galera, fui assistir um show lá e a coisa é TENEBROSA. O “Monumental” de Nuñez é um trambolho caindo aos pedaços. Tudo podre, sem segurança nenhuma. Se acontecer um corre-corre lá, é tragédia na certa. E pensar que aquilo foi estádio de FINAL DE COPA DO MUNDO! E vcs ainda relutam em se resignar que o Panetone sediará a abertura… Essa FIFA é vendida. Se ela se vendeu para a uma Ditadura Sulamericana, imaginem para a grana que vão soltar em 2014.

pois é Marcelo, os caras entenderam que sem uma administração séria não ha sucesso! Agora falta o River entender isso né André?!
Só pra vcs terem uma ideia hj o lanus tem mais de 35 mil sócios torcedores!
Valeu Lucélia vamos compartilhar essas informações e acompanhar com mais conhecimento o apertura.

Ah, até que enfim começou o Apertura! Pensei que essa novela duraria meses, e chegaríamos no final do ano sem o inicio da temporada, rs.

Não conheço muito a fundo os times argentinos, e aqui poderei ter essa oportunidade. Parabéns pela coluna!!

Ou seja, para se tornar forte, um clube precisa primeiro resolver seus problemas internos, financeiro, politico, etc… para depois passar a ser forte dentro de campo.
Tem muita gente que ainda não entendeu isso…
E a matéria é muito legal!!! Que venham as próximas!!!
Parabéns, Emerson.

Os comentários estão desativados.