Categorias
Resenha dos Jogos

Análise de Arbitragem R24 – Vitória 3×2 Palmeiras

POR DANILO CERSOSIMO

Numa partida técnica e
taticamente sofrível o Palmeiras foi derrotado pelo Vitória – que correu como
nunca – e viu seus rivais encostarem na briga pelo título.

No que se refere a arbitragem
vale o destaque para o auxiliar Carlos Berkenbrock (SC) que invalidou
corretamente o gol de Vagner Love e que mais tarde validaria com precisão o gol
de empate de Robert ainda no 1º tempo.

O auxiliar Enio Carvalho
(DF) também teve atuação destacada ao validar o segundo gol de Robert (num
lance difícil) e especialmente em deixar correr a jogada em que Ortigoza saiu
livre na cara do gol e perdeu a chance do empate.

***

Já o árbitro Sandro Meira
Ricci (DF), aspirante ao quadro da FIFA e que vem tendo boas atuações neste
campeonato, não manteve sua média e errou ao não marcar pênalti de Souza sobre
Neto Berola – talvez porque este jogador, em que pese sua agilidade, seja do
tipo simulador.

Mas o fato é que foi
pênalti – e a negligência de Souza no lance precisa ser corrigida pela comissão
técnica.

***

Chama atenção a economia
de cartões amarelos aos jogadores do Vitória – pelas nossas contas, nenhum foi
punido, enquanto tivemos três jogadores penalizados (Mauricio Santos, Danilo e
Robert).

Lembrando que o cartão
dado a Danilo o tira do jogo contra o Cruzeiro.

12 respostas em “Análise de Arbitragem R24 – Vitória 3×2 Palmeiras”

Enquanto somos forrados de amarelos, no sábado o sp não teve absolutamente NENHUM jogador punido com cartão. Repito, NENHUM, sendo que o Dagoberto deu uma entrada para quebrar a perna do zagueiro do Avaí.

Opa! Vi e revi o lance do Souza com o Neto Berola umas trocentas vezes e ficou claro que o Souza empurrou o baiano e ESTE ESTAVA COM OS DOIS PÉS FORA DA ÁREA.

No vídeo da globo.com no minuto 8:10 é fácil ver o atacante do vitória atingindo as pernas do Edimilson!
o que acho estranho é que ninguém repara em algo tão óbvio assim.

Danilo, então o Edimilson é o primeiro jogador da história do futebol a fazer uma bicicleta e uma rotação de quase 180 graus ao mesmo tempo! Repare que ele cai no chão com a cabeça voltada para o gol, enquanto ele pulou com a cabeça voltada para o meio de campo!!!

Como diria o Milton Neves, o pênalti do Souza no Neto Berola foi “o pênalti mais pênalti da história do futebol”. E o detalhe: o juiz não só não marcou como deu falta PARA O PALMEIRAS! Esta arbitragem está um lixo mesmo…

O Arbitro nao foi bem. Mas dentre os pessimos – ele até que é razoavel !!

Caríssimo Tredinnick, sinceramente não achei falta no Edmilson.

Creio que ele pulou mal mesmo…

Me preocupa esse festival de cartões amarelos contra o Palmeiras – se bem que vale a ressalva: nossos jogadores também facilitam as coisas para a juizada e portanto precisam ser melhores orientados.

Danilo, que o Sousa fez falta, fez. Até acho que poderíamos discutir se é dentro ou fora da área, mas eu daria o penalti.

Mas é inaceitável que ninguém comente que no terceiro gol do vitória o Edimílson tenha sofrido falta! Ele pula para fazer a bicicleta e DEPOIS de pular é deslocado no ar! Esse tipo de lance NUNCA pode ser considerado lance de jogo! FOI FALTA CLARA!

Mas como o nível dos comentaristas esportivos é ruim mesmo, discute-se se foi impedimento do cara que marcou o gol e NÃO se diz que FOI FALTA no Edimilson.

Por sinal, acho que seria mais fácil o Edimílson ter cabeceado a bola por cima da trave, mas isso já é outra história…

Saudações Alvi-Verdes

essa economia de cartoes com adversarios…
e essa ” fatura” de cartoes contra agente e o q me preocupa…

pq qndo nao e o STJD caçando nossos jogadores em fitas sao esse juizes amarelando todos

Danilo, na hora do jogo eu achei que foi penalti, mas ontem vi o replay várias vezes, e me pareceu que a falta do Souza foi fora da área, ele começa a puxar o jogador antes da risca da grande área, e ele acabou caindo dentro da área.

Os comentários estão desativados.