Categorias
Corneta do Cunio

A Corneta do Cunio – Maremoto manual

POR ALBERTO CUNIO

Marujos alviverdes, após alguns dias do já
qualificado pelo nosso editor-chefe do 3VV “patético” Palmeiras ter aparecido
em Recife (apenas aparecido, já que jogar mesmo, só o Náutico jogou), ficaram
as perguntas no ar que recebi durante aquela partida ridícula. “Cunio, será
que…?” (entenda-se, “…a vaca estaria indo para o brejo?”). Ou, “Estaríamos
fazendo uma força danada para perder esse caneco?”. Pois é. Parece que as duas
perguntas podem ser respondidas com um “sim”.

Vamos tentar amenizar as coisas, apesar de
que aqui não é lugar para isso e sim para descer a lenha antes que o gado entre
em terreno alagadiço de vez. O Campeonato Brasileiro pode estar emocionante,
mas já mostrou efetivamente que a diferença entre os clubes é muito mais
eventual do que efetiva. Os mandos de campo têm tido efeito pleno para alguns
times, mas não para outros. O que faz qualquer resultado de jogo ser
imprevisível. Jogaremos contra um Flamengo invicto há 8 partidas, mas que tem
uma campanha fraquíssima fora de casa com apenas 2 vitórias. Mas… Lembremos
do Grêmio, que tinha campanha pior e nós conseguimos a proeza de empatar depois
de estarmos ganhando. Ou seja, incerteza total.

O resultado prático disso é o que foi
ressaltado aqui no 3VV esta semana: olhamos a coisa pela perspectiva de que
deixamos de disparar na liderança de vez, ou mantivemos 5 pontos na dianteira
pela incompetência dos adversários? Eu diria melhor: estamos sendo
incompetentes TANTO QUANTO nossos adversários. E o que isso significa? Que o
primeiro clube que deixar de ser um pouquinho só incompetente, fatura o caneco.
Pela vantagem (que eu considero pequena, mas significativa diante de tanto
equilíbrio negativo), o Palmeiras tem tudo para ser campeão. Mas precisará ser
o clube “um pouco menos incompetente” que os demais. Estávamos numa piscina e
passamos a causar um maremoto nela com nossas próprias mãos. Vejamos como.

Ganhamos apenas 1 pontinho nos últimos 2
jogos, contra times que estão tecnicamente abaixo do nosso. SE (detesto usar
este condicional) tivéssemos ganhado qualquer coisa a MAIS que isso, abriríamos
vantagem MAIS confortável e colocaríamos MAIS alguns dedos na taça. Mas não…
Para que facilitar? Entramos em Santos com um salto agulha, achando que poderíamos
resolver a parada a qualquer momento. Graças à incompetência dos peixeiros
saíamos de lá com a vitória. Graças a isso, sim. Porque se eles tivessem tido
mais brio, teriam matado o jogo quando estavam em vantagem. Contra o Avaí
conseguimos tomar dois gols de bola parada inaceitáveis (sendo que no segundo o
adversário estava praticamente sozinho). Aí tivemos que correr atrás. Contra o
Náutico, com aquele arremedo de time, bom… Não precisamos nem falar. Agora,
resta-nos comer carne de pescoço para compensar a picanha suculenta que
desprezamos.

E é por causa deste tipo de atuação, como a
de Recife, que nos credenciamos a morrer na praia, como eu já alertei semana
passada. Não gosto de crucificar ninguém, mas dedico com amor minha CORNETA na
orelha de dois cidadãos que foram brilhantes em Pernambuco: MARCÃO (por terem
saído “apenas” todos os gols em cima dele) e 
COALHADA, que ao invés de aproveitar as oportunidades que tem para
arrebentar como titular, mais parecia um bonecão de posto de gasolina. Como bem
disse nosso Assecla das Leis Fraudulentas do 3VV, Emerson Prebianchi, “Ortigoza
só joga quando entra no meio do segundo tempo e todo mundo está morto em campo”.
Desse jeito, vá tomar tererê em Assunção e não me cozinhe os miolos.

26 respostas em “A Corneta do Cunio – Maremoto manual”

Assino em baixo no comentário do Alvaro. De todos ali, o Ortigoza é um dos mais regulares. Sempre entra bem…nunca o vi pelo menos passando em branco. Pode não ter a técnica que muitos exigem, mas compensa na raça. Ele ainda é novo, tem pouca experiência em clubes grandes. Pra quem veio de um clube pequeno, do Paraguai, num campeonato de poucos times, num futebol não tão expressivo quanto o Brasileiro, ele se deu extremamente bem.

Sobre a dupla de ataque, reforço a ideia de que o Ortigol deveria ser o parceiro do Love. Não critico o Robert, acho um grande jogador, mas na minha visão, ele apresenta as mesmas características do Love. É jogador de área, não tem poder de dividida…ao contrário do Ortigoza, que joga mais fora da área, se movimenta muito mais, tem um posicionamento melhor, tem um poder de dividida e marcação superior, e consequentemente, deixa o Love na cara do gol. Com Robert eu não vejo isso, pois os dois estão na área, na mesma posição.
Mas é o Muricy quem escolhe, rsrs. Só acho que o Ortigol deveria ter mais chances pra atuar. Obina teve muitas chances, coisa que o Ortigoza não tem. Além disso, o Muricy ainda não tentou a dupla Love e Ortigoza.

Srs. e Sras. podem falar o que quiser, mas pelas opiniões aqui, todos sabemos por onde o Verdão anda se estrepando nos ultimos jogos, a falta de Mauricio Ramos e Pierre, fez com que o time perdesse seu ponto de equilibrio, e o Marcão que me desculpe, apesar da raça, pelo menos 5 gols sofridos sairam nas costas dele, entaum, se o Armero não joga, temos que começar a rezar, e não adianta aqui ficarmos pedindo coerencia pro Muricy e escalar o fraco Jefferson na lateral, (fraco, porem lateral de oficio). parece que os tecnicos tem a mania de remar contra a maré. em vez de colocar as aberrações Jeci, Sandro Silva porque ele naum coloca o Wendell (ele é volante de oficio), ao lado do bom Souza. É invencionice demais, e quando toma um chocolate atras do outro, a gente tem que vir aqui com cara de bozo, cornetar o time…
O Sr. Alberto Cunio na minha opinião, tem razão em aprtes, mas no caso do Ortigol, ele é atacante, tem que receber a bola e quando o meio de campo não colabora, a não ser que aconteça um milagre, os caras da frente sofrem pra jogar.
O São Marcos, tambem, apesar do credito pra la de eterno que ele tem conosco, tem horas que sai do gol como um goleiro amador, nesses ultimos tempos, contra Vitoria e nautico ele falhou e complicou a gente… Entao, pra ser campeão, alem de tudo, tem que rezar pra que o DS-7 não seja nem expulso e nem tome cartão, pois sem ele a gente ja viu que a coisa nao anda….
Saudações alviverdes

Cunio, eu vou concordar somente com a cornetada pro Marcão, esse sim merece! Ele é esforçado, raçudo, parece ter comprometimento e tal, mas é ruiiiiim de bola, isso não tem jeito! O Ortigol já não merece ser cornetado, eu concordo com o que disse a Lucélia (presidente do fã clube Ortigol rsrs) o Alvaro e o Marco Tulio. A “efetividade” do paraguaio é uma das melhores entre os jogadores do Palmeiras. Se vocês me permitem, vou cornetar o sr. Cleiton Xavier, que sumiu nos últimos jogos do Palmeiras sem o Diego Souza. Apesar que eu acho que o Sacconi deveria ter tido uma chance de jogar, e quem sabe ajudar o nosso camisa 10 na armação.
Estou confiante no título, apesar das vaciladas nos últimos jogos, e no sufoco que o time tem levado, mesmo quando vence. Mas a coluna do Cunio serve como um desabafo, então aqui a gente corneta meio que sem remorso hehehe

O Ortigoza foi e sempre será (sim, espero que continue com a gente) um coadjuvante. Dá o sangue, mas não é muito técnico. Resumindo: um ótimo reserva. Agora, contra o Náutico, acho que ele foi melhor do que o Robert, por exemplo. Acho que a cornetada de hoje deveria ser mais “coletiva”.

Sinceramente acho o Ortigoza um dos jogadores mais “regulares” do elenco do Palmeiras. Se computarmos o numero de jogos que ele participa x o numero de jogos que ele joga bem, seu aproveitamente eh altissimo, principalmente se levarmos em consideracao que ele decidiu varios jogos (com gols ou assistencias) jogando pouquissimo tempo. Acho que tem pelo menos uns 10 na fila antes dele pra serem cornetados.

Entendo a posicao do Cunio, dizendo que os reservas tem que “agarrar a chance” quando a tem, um exemplo dos que nao mostram nada quando entram eh o Sacconi. O Ortigoza, no entanto, quase sempre entra bem. Tah certo que ele ainda nao “arrebentou” com nenhum jogo em que ele saiu jogando, mas por que outros medalhoes como o Obina tem umas 20 chances antes de sair do time enquanto que um moleque de 20 anos so tem uma ou duas chances?

Pra mim a dupla de domingo tinha que ser Love e Ortigol.

Cunio, entendo sua posição e a respeito. Porém, gostaria de rebater, rs.
Contra o Náutico, era a primeira vez, depois de muito tempo, que o Ortigoza atuaria como titular. A última vez que ele atuou como titular foi contra o São Paulo, e foi substituído na metade do jogo. Além disso, nunca havia atuado por muito tempo ao lado do Robert. Só entrou uma vez em campo ao lado dele, que foi contra o Vitória, mas foi pouco tempo e não fez parte da linha ofensiva.
Com tudo isso, vemos que ele não estava entrosado no ataque. Só que ao meu ver, não foi um problema. O problema veio da armação da equipe, que não existiu. Não tem como ele se destacar, comer a bola, se a equipe não colabora…ele nao joga sozinho. No que pôde, ele tentou.
O mesmo aconteceu com o DS7. Ele tentou o que pôde na seleção. Mas a altitude, a falta de entrosamento, pesou na hora do jogo. Vontade, não faltou para ambos.

Esse é o ponto, Cunio. Os caras não conseguem enxergar como outros atributos podem ser importantes para suas carreiras. Eu acho que é possível ensinar algo além dos fundamentos, por isso bato na tecla. Não acho que os caras precisam de diploma universitário, mas 2 horinhas semanais de assuntos aleatórios já servem pra abrir a cabeça de bagre deles.

Temos um exemplo aqui no 3VV: o off topic das sextas-feiras…seria ruim um off topic para os jogadores? Não acho!

Para finalizar: seremos campeões e com 2 rodadas de antecedência!

Galera, como são tantos os comentários, tentarei falar a todos.
O Ortigoza levou uma cornetada como o DS-7 deveria levar por sua atuação na seleção. Jogadores que não são titulares e precisam todo dia se justificarem dentro de uma equipe grande (como o Palmeiras ou a Seleção Brasileira) têm que COMER A BOLA quando tiverem oportunidade. É como peneira no começo de carreira. Na única chance de 30 minutos jogando, tem que aparecer.

Lucélia, sei que é duro cornetear um xodó da nossa torcida como o paraguaio. Mas ele tem que mostrar mais presença quando dependemos só dele. Caso de Recife. Apenas isso. Gosto dele também e defendi sempre a renovação de seu contrato.
Seleguim, seu perfil de jogador foi fantástico. Se um atleta profissional de futebol soubesse tudo isso que vc falou, ele superaria o Pelé (que dentro do campo foi inigualável e fora é uma anta). Ou melhor: ele NÃO seria jogador de futebol e sim presidente de multinacional! Brincadeiras à parte, meu pai quando jogava profissionalmente na Itália disse que lá havia bibliotecas nas concentrações. Aqui é mesa de bilhar e videogame. Como vc quer que esses jegues pensem algo em campo?
De resto, galera, não desistirei nunca desse caneco. Quero apenas alertar que ele está em nossas mãos. Basta não entregarmos de bandeja para o inimigo. Abraços a todos!

#16 – João Gomes Yzquierdo Neto
Eu entendi que você quis dizer que ele só jogou bem, jogando partidas inteiras, contra Flamengo e Atlético-MG. Mas eu discordei, dizendo que foram mais. Mas posso ter entendido errado tambem, rs. Se foi o caso, peço desculpas, rs.

Criticar o Ortigoza não dá…….faz quanto tempo que o Obina não faz gol…….
Perdemos pro Vitória e Naútico com erros do Marcos na saída de gol…..quando isso acontece o time fica inseguro……..quando ele pega tudo o time cresce……..
Como diz o Muricy tem que ganhar meu filho o resto é balela….contra o Santos tomou 1×0 e não tomou mais por sorte…de repente 3 gols…….tem que ganhar meu filho….o resto é conversa mole…..

Lucélia, acho que você não me entendeu, eu estava defendendo o paraguaio. Bele?

É que, para mim, só fundamento não resolve. Pelo contrário, fundamento é a ferramenta que você usa para alcançar seu objetivo.

Fazendo um paralelo bem “tosco”: não adianta nada você ler o manual inteiro de uma câmera digital, se você não manja nada de fotografia…Agora, um bom fotógrafo sabe a foto que quer e conhece o seu equipamento, a sua ferramenta para obtê-la…

Não adianta nada o Marcão treinar passes e cruzamentos, se na hora de um escanteio ele não sabe que é ele, e não o Ortigoza, que tem que fazer a cobertura dos zagueiros que foram para a área tentar a cabeçada…

Citei um exemplo…só que quando um time tem 9 cabeçudos entre os 10 que estão em campo (sem contar o goleiro), acontece o que aconteceu nos Aflitos…

#10 – João Gomes Yzquierdo Neto

Discordo. O Ortigoza teve pouquíssimas chances de jogar a partida inteira. Contra o Avaí fez uma excelente partida, e foi um amuleto para a goleada de 3 x 0 lá na Ressacada. Tumultuou com equilíbrio a zaga adversária, e sempre dava boas oportunidades de gol para o Obina. Com o Luxa, o Ortigol só entrava na metade da partida e olha lá, com o Jorginho, passou a entrar em quase todas, e fez uma excelente sequencia de partidas. Quando o Muricy chegou, foi utilizado, mas ainda assim tinha poucas chances de atuar uma partida inteira, sendo sempre substituído.
Fundamentos, o time do Palmeiras inteiro tem que treinar, não somente o Ortigoza. Dizer que ele não aproveitou a chance que teve como titular, é contraditório, pq todos dizem sempre a mesma coisa: Ortigoza sempre entra com espírito lutador.
Mas respeito as opiniões contrárias, só estou expondo a minha,rs.

Para corrigir: Alex não tem acento…foi um typo, mal aí!

Cunio, sei que não é desculpa, mas os desfalques prejudicaram demais a equipe.

Para mim, a formação de um jogador deve ser mais abrangente. Ficar só chutando bola não resolve.

Formação ideal de um jogador:
– Fundamentos: passes, chutes, cabeçadas, dribles, cruzamentos etc.

– Tática: posicionamento, formação, cobertura etc.

– Gerenciamento de crises: como se relacionar com árbitros, aprender a não fazer faltinhas bobas no meio campo quando isso é tudo que os adversários querem para parar o jogo etc.

– Liderança

– Comunicação (e nisso incluo aprender a nossa língua, que muitos tentam mas poucos falam)

– História do futebol: pode parecer bobeira, mas para mim os caras precisam saber como chegamos onde chegamos…carrossel holândes, seleção de 70, Cruzeiro de Luxa etc…conhecer o passado ajuda a entender o presente e modelar o futuro…

– e por aí vai…

O problema é que, no geral, jogador é tudo cabeçudo…nenhum dos grandes nomes do futebol eram o que eram só pq tinham técnica…todos eram (ou são) inteligentes: Pelé, Ademir, Maradona, Zico, Zidane, Kaká, Ronaldo, Rivaldo, Álex, Ronaldinho etc etc etc….

No elenco do Palmeiras posso listar alguns que têm um pouco disso: Marcos, Pierre, DS e CX…o resto é cabeçudo, até o Vagner Love (que se fosse razoavelmente inteligente faria muito mais gols do que faz e já estaria garantido na Copa 2010)…

Particularmente, nesse jogo contra o Náutico, 90% do time era de cabeçudos…

Concordo contigo quando dizes que não será o melhor, mas sim o menos ruim que será campeão. Espero que seja nosso Verdão!

Jogando desde o começo do jogo, o Paraguaio “só” jogou bem contra Flamengo e Atlético-MG.

E Marcão… Marcão é Marcão cazzo! Não dá pra esperar nada melhor dele. Além de tudo, com a chegada dele não podemos mais chamar nosso santo de Marcão, correndo o risco de confundi-lo com este péssimo jogador. Eu fico me perguntando: como ele chegou a profissional?

Alberto,

Na minha opinião no futebol e na vida deve-se viver no presente e caminhar para o futuro, o passado serve para corrigir erros e alterar os rumos.Para mim não adianta ficar “chorando” o leite derramado, ou os pontos perdidos já que o tempo não volta, se de um lado não abrimos a distância de outro esta distância não diminui, então te pergunto,porque dar ênfase para o lado negativo??Porque não valorizar a distância mantida, já que jogamos sem muitos titulares em Recife??

Penso que este tipo de pensamento só gera ansiedade e desconfiança nos torcedoes que irão lotar o Palestra no domingo e podem atrapalhar sobremaneira a performance no jogo, já que esta desconfiança passa aos atletas que estão dentro de campo, falo isto por que já vivi esta situação inúmeras vezes no Palestra e tenho certeza que você também.

Vejo de maneira diferente de você também o jogo contra o Santos, vi nosso time confuso no 1° tempo,mas matador no 2°, tivemos méritos na vitória.

Este BR09 vai ser assim até o final um perde/ganha pra todo mundo, já que agora os times que estão caindo vão começar a complicar os jogos contra os times que estão acima na tabela, foi assim em todos os outros campeonatos de pontos corridos, no 2° turno as coisas ficam mais difíceis, já que a tabela mostra quem vai brigar para não cair e quam vai brigar pelo título.

O Muricy é muito bom nestas horas de oscilações, pelo que fiquei sabendo treinou a exaustão bolas paradas, nesta semana e isso vai dar resultado no domingo, pode acreditar.

Pensamento positivo meu amigo, agora não é hora de chutar o balde.Como GRANDE PALMEIRENSE QUE VOCÊ É ,entendo que sua intenção é a melhor possível, mas eu confio muito nos profissionais que estão lá hoje, vejo um grupo de jogadores e comissão técnica bastante comprometidos e com muita vontade de vencer, mas o futebol não tem muita lógica, as vezes o time que está em primeiro não consegue vencer o que está em último, só no futebol acontece isto eu já me acostumei, mas a maioria ainda não.

Quanto a Cornetada ao Ortigoza, o paraguaio, infelizmente não tem bola suficiente para ser titular,mas foi tão mal como o resto do time que como já disse anteriormente estava muito desfalcado em Recife.Me lembro do jogo contra o Atlético no Mineirão ele foi importante, além de fazer o gol de empate jogou bem, fora outras partidas, onde se destacou principalmente pelo espírito de luta.

Abraço!!

Onde lê-se: ” Poxa, esse merece corneta, muito pelo contrario, merece elogios!!! ”

Leia-se: Poxa, esse não merece corneta, muito pelo contrario, merece elogios!!!

#2 Marco Tulio de Vasconcelos Dias

ASSINO EM BAIXO!!!!!!
Po Cunio, respeito muito sua coluna e suas cornetas, mesmo não concordando com elas sempre. Mas não é viável uma crítica desse modo ao Ortigoza!! O time jogou mal, o meio campo não marcou NADA, e não criou NADA, como que a bola ia chegar no ataque? Ele e o Robert tinham que ir no meio campo buscar jogadas pra tentar alguma ciosa…e ainda assim tinham que tentar muito! Ortigoza e Robert eram os únicos sãos naquele jogo, os únicos que merecem ressalvas, juntamente com o Marcos. O resto, estava medíocre. Mas eles não!!! Ortigoza tem mostrado capacidade em todos os jogos que entra, tem feito jogadas importantes e melhorado a cada partida!! Poxa, esse merece corneta, muito pelo contrario, merece elogios!!!
O Marcão sim merece uma grande corneta pq esse aí nao merece a camisa do Palmeiras. Mas poxa Cunio, como pode comparar Ortigoza ao Marcão?? Po…
O Palmeiras foi infeliz naquele jogo, estávamos com oito desfalques e não foi o fim do mundo. A diferença continua, e a lição foi aprendida. Domingo, vamos ganhar do Flamengo e o Ortigoza vai jogar e fazer dois gols! hehe
Mesmo não concordando com sua corneta, parabéns pela coluna. E pense melhor sobre o Ortigoza, ele não merece críticas assim não!

Fala Alberto!
Coitado do Ortigol, não merece ser cornetado ainda… tem feito gols e passes importantes… não tinha como fazer nada contra o Náutico do jeito que o time (não) jogou…
Agora, o Marcão… sua ruindade é diretamente proporcional ao seu esforço… não dá mais…
Abraços!

CÚNIO NÃO É SÓ O MARCÃO QUE É HORRÍVEL. TEM ESSE JUMAR, SANDRO SILVA, ESSE JÉFERSON. O KID MADUREIRA NÃO QUERIA UM PEDAÇO DO TÍTULO. ENTÃO MANDA ESSAS PORCARIAS PARA ELE. A NOSSA SORTE, É QUE NO BANCO DAS MOÇAS ESTÁ O ESTRATEGISTA RICARDO GOMES. SE FOSSE O MURIÇOCA ELAS JÁ TINHAM GANHO NOVAMENTE O CAMPEONATO. OUTRA COISA O PET (MUSEU) DISSE QUE NÃO SABE DA IMPORTÂNCIA DO D7 PARA O VERDÃO. DOMINGO É HORA DE CALAR A BOCA DESSE IDOSO, METENDO GOLS NELES. OS BAMBIS NÃO GANHAM DO CELSO ROTH PODE TER CERTEZA DISSO. AGORA MARCÃO …………..

Olha, se ilude quem quer, mas desde a fase jorginho o time está devendo futebol.Exceção a alguns jogos ou parte deles (Santos, gremio e inter, bambis).

O palmeiras tem sido dominado até em casa, e por times inferiores tecnicamente, exemplo de avai, atletico-pr e barueri, os ultimos jogos no palestra foram um drama: contra ataques na cara do marcos e adversario perdendo gol sob a trave.

Depois da saida de pierre e M.Ramos a defesa caiu demais. O lado positivo é que o ataque esta melhorando a media de gols e love está cada dia mais adaptado e entrosado.

Ainda bem que adversarios com elenco superior (com peças de reposição à altura dos titulares) nao deslancham; ENTRETANTO mesmo quando perdem não os vi levando sufoco dentro de casa nem torcedor sofrendo do coração durante 90 min.

Se o verdão cometer mais dois vacilos como os ultimos, a vaca pode ir pro brejo.

Muriçoca, arruma esse negócio aí; temos 5 decisões praticamente em casa em sequencia e devemos retomar o controle da situação.

Ah eh Cunio…
esqueci de dizer: não concordo com sua crítica ao Ortigoza. A Lucélia não vai gostar nada disso também hahaha rs

CALMAAA Cunio…
Do mesmo jeito que nós (principalmente você né…) estamos chorando, lamentando esses ‘vacilos’ do time, os rivais (leia-se: bambis) também estão bem frustrados. Eles perderam a chance de encostar e de diminuir ainda mais a diferença. Eles que tem que correr atras agora. O campeonato está acabando e pra nos isso é bom. Não acho que é tão hecatômbico assim não… Lembre-se que contra o Nautico estavamos sem 8 (OITO!!!!!!) titulares. Assim não dá né… Contra o Flamengo sim, temos que vencer e aí sim dá pra cobrar do time uma postura melhor, porque aí sim o time vai ser o ‘titular’. Agora você ter ‘cornetado’ a vitoria contra o Santos ?!?! Não… você deve estar brincando né… não vou nem falar nada sobre isso… foi boa essa piada hehe
abs

Os comentários estão desativados.