Categorias
Você manda o Recado

Eu sou Palmeiras

Por Antônio José Xavier Oliveira 

Eu sou Palmeiras.
Eu sou devoto de São Marcos.
Eu sou aquele vai ao estádio porque ama, não porque está na moda.
Eu sou aquele que xinga, mas que não admite que os outros ofendam nossa paixão.
Eu sou aquele que chora na vitória, por amar demais.
Eu sou mais um daqueles que bate no peito e diz: aqui é palmeiras! (mesmo na derrota).
Eu sou o pênalti do Zapata batido para fora.
Eu sou o gol de placa do Alex.
Eu sou a garra desmedida de Galeanos, Pierres e Dudus.
Eu sou a cabeça abençoada de Leivinhas, Césares Malucos e Oséas.
Eu sou o tempo que pára nos pés de Evair, Ademir e Djalmas de tantas gerações.
Eu sou uma tarde de domingo no Palestra.
Eu sou aquele que tem história.
Eu sou aquele que xinga em italiano mesmo sem ascendência.
Eu sou aquele que sabe que o destino premia uma paixão assim, sem limites.
Eu sou aquele que vai ser campeão brasileiro de 2009.
Porque esse negócio de ganhar campeonato com “x” rodadas de antecipação é para bambi!
E, principalmente, porque agora sim é que vai ser gostoso ser campeão. Depois de ver todos proclamarem (tolos!) a morte de um imortal…
Eu sou o Palmeiras. Antes de mais nada, eu sou a fé.

 

23 respostas em “Eu sou Palmeiras”

Que os que entram em campo com a camisa do Verdão sintam 10% do que nós sentimos!

Puta que o pariu! Que post! Vamo Verdão! Eu SEMPRE acreditei!

*Desculpe o palavriado

Parabéns Antonio. É isso aí, quando a bola rola não tem palmeirense de verdade que não sinta o sangue ferver. Nasci em 1976, ou seja, peguei a fila inteira e torci pra muito perna de pau vestindo nossa camisa, mas nada que abalasse o sentimento; pelo contrário. Ainda temos jogadores medíocres no elenco, mas faltando 7 rodadas tudo pode acontecer.

Antônio, meus singelos parabéns! Sensacional! Resumiu o sentimento de cada palmeirense que ainda acredita nesse título. Conseguiu dizer em palavras o que estava engasgado na minha garganta.
E que assim seja.

Quinta-feira eu tô lá no setor visa.´Só pra contrariar.
É a primeira vez que vou neste setor.
Vamos botar fogo no jogo de lá mesmo.
O clima é diferente.É de libertadores,de Felipão,de Marcos.
É hora de mostrar que o time é formado por homens.

O mundo comemora nossa derrota.Fomos chamados de amarelões,pipoqueiros,time fraco com sorte.É hora do time fechar a boca e dar a resposta.

É possível.Eu acredito.

Espetacular! Obrigado pelo alento, minha cabeca nao quer desinchar!!!

É isso aí. Temos camisa! História! O Palmeiras nunca foi time de pipocar, e não vai ser esse ano. Ninguém vai tirar essa liderança das nossas garras. Podem escrever.

PORRA QUE COISA LINDA!!!!!
PARABÉNS.
VAMOS VERDÃO SÓ DEPENDEMOS DE NÓS MESMOS.

Fantástico, Xavier!
E eu só gostaria de deixar uma frase em anexo no seu texto:
Eu não vou ao estádio, mas estou sempre junto de você, Palmerias, aonde eu estiver!
Abraços e vamos buscar este título!!!!!

Vamos aguardar as proximas rodadas, mas pra sermos campeões temos que fazer a nossa parte que todos encontre o caminho das vitorias.

Parabéns Xavier, isso mostra o que é ser um palmeirense.
Quinta-feira vamos mostrar pra esses, que de ontem pra hoje ja tiraram o Palmeiras até da Libertadores.
Nos aguardem.

Belas palavras !
Sinceramente, senti confiança e responsabilidade nas palavras do Muricy no pós jogo do Santo André..
Sendo racional, há explicação sim para o momento que passamos e todos sabem que não falta empenho, nem raça e tampouco dedicação ao nosso elenco.. ao contrário.. as vezes o empenho exagerado vira desorganização dentro de campo..
Voltando a fala do comandante..: deu nitidos sinais de reforçar a marcação.. esse é o grande problema hoje, roubamos pouca bola.. sofremos com posicionamento em contra ataques e bola parada..
Marcaremos duro.. talvez com Jumar, Sandro Silva.. sei lá… fecharemos e resolveremos como antes.. 1×0.. 3 pontos e tudo passa..
Abraço amigos

Xavier, parabéns pelas palavras. Nada precisa ser acrescentado! VAMOS PALMEIRAS, CARALHO! DEPENDEMOS DE MAIS NINGUÉM!

É por isso que cada dia que passa, mais torço por esse verdão. Agora Vicente. por favor,mande esse texto para os jogadores, pois dependemos única e exclusivamente deles.

Obrigado por terem publicado meu desabafo.

Moro longe… Aracaju/SE. Vivo distante do Palestra Itália, dos jogos, da minha torcida. Mas sinto como se estivesse do lado.

Sou do tipo de torcedor que vive a vida do time. Não torço, amo. E por isso mesmo vejo outros torcedores do Palmeiras, principalmente aqui em minha terra, procurarem a minha palavra quando algo vai mal.

Sinto a obrigação de não poder nunca desistir. Porque não posso nunca decepcionar o time que tantas alegrias já me deu. Nem a torcida que tanto quero bem. Da mesma forma como sinto que é meu dever não deixar que o desânimo se abata sobre nós.

Escrevi esse pequeno texto com lágrimas nos olhos. E de novo me emociono em vê-lo compartilhado com aqueles que sentem esse mesmo amor.

Vamo que vamo Palmeiras! Sempre te amaremos. E estaremos juntos nos bons e nos maus momentos. Agora é a hora de mostrar nossa força!

Os comentários estão desativados.