Categorias
Opinião

Os efeitos perversos da mudança de formato do Brasileirão

POR VICENTE CRISCIO

Ferve no Clube dos 13 uma discussão provocada pela Rede Globo sobre a mudança do formato do Brasileiro. Na onda da adequação do calendário do futebol brasileiro ao europeu – situação mais do que necessária – a Globo não perdeu a chance de tentar aquela “se colar colou”.

Como diria o filósofo, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Sobre a adequação do calendário, nenhuma dúvida. Esta semana tivemos um exemplo claro dos malefícios do nosso calendário. Nada mais nada menos que quatro clubes que estão no top 6 do campeonato brasileiro cederam jogadores: Diego Souza,  Adriano (Flamengo),  Tardelli (Atlético MG) e Miranda (SPFC). O Palmeiras sentiu a falta de Diego e não conseguiu vencer o Avaí em casa. O Flamengo fez três gols mas não venceu o Vitória em Salvador. O Atlético MG perdeu no Engenhão para o Botafogo por 3×1 e não teve a mesma força no ataque que Tardelli proporciona. E o São Paulo empatou com o Coritiba (bom, nesse caso alguns amigos diriam: bem feito).

Além da perda dos principais jogadores em datas FIFA não estar adequado ao calendário europeu nos impõe uma restrição financeira: não há possibilidade de datas para amistosos com clubes europeus inibindo a capacidade dos clubes brasileiros em gerar receitas e expandir suas marcas.

Simplesmente uma imposição amadora a um futebol cada vez mais profissional e de negócios.

E O QUE TEM A VER ACABAR COM PONTOS CORRIDOS?

Simplesmente nada! O que a Globo quer é inverter a ordem das coisas. Ela é mídia, transmite os jogos. Não é detentora do conteúdo. Pode sugerir melhorias? Pode, pois deveria ter interesse em um campeonato cada vez mais competitivo e que chamasse mais a atenção da audiência e patrocinadores. Mas daí a pedir um retrocesso, é demais.

Mas há um efeito mais perverso nessa solicitação. Consciente ou inconsciente a Globo, sugerindo que os clubes voltem ao formato de um Brasileiro com chaves e depois mata-mata, aniquila a possibilidade do crescimento da receita dos clubes em bilheteria. Hoje um clube faz 19 partidas em casa; são 19 finais com mando de campo. Se passar para outro formato os clubes terão apenas os jogos finais para encher o estádio.

Mas há mais: os pontos corridos impulsionam as receitas de bilheterias que impulsionam a venda de carnês, camarotes, cativas. Os pontos corridos implicam em maiores públicos nos jogos e assim impulsionam os programas de sócio-torcedor, que dão prioridade na compra dos ingressos.

Quer mais? Os pontos corridos permitem a venda de direitos de transmissão a outros mercados. “Cada jogo é uma final” e assim os asiáticos, europeus, americanos, não precisam entender formas mirabolantes de campeonatos. Apenas precisam saber quantos pontos tem o time A e o time B para entrarem no clima do jogo.

Então cabe a pergunta: quem ganha se os clubes diminuem a capacidade de geração de receitas de bilheterias e afins? A Globo, claro, porque o dinheiro da emissora passaria a ter mais importância para os clubes.

Portanto, minha opinião nesse tema: se a Vênus Platinada não gosta do formato atual do Brasileiro basta não renovar o contrato. E o Clube dos 13 que tenham a inteligência e frieza para não cairem nessa conversa. Afinal, o conteúdo é deles!

Claro, mas essa é a minha opinião. Agora quero ouvir a sua. Faz sentido mudar o formato do Brasileiro só porque a Globo quer?


A OPINIÃO DO CRISCIO é a nova coluna dominical do 3VV.
Substitui a antiga série Planejo Logo Existo e tem o objetivo de trazer
sempre um tema que provoque a reflexão do amigo do 3VV principalmente
sobre futebol; mas não ficará só nisso.

Sempre assinada por V. Criscio: ex-consultor, ex-marketeiro, ex-reestruturador,
e atualmente … deixa prá lá. mas SEMPRE palmeirense e editor do 3VV.

36 respostas em “Os efeitos perversos da mudança de formato do Brasileirão”

Vicente, voce escreveu a melhor analise sobre o assunto seja na midia palestrina ou na grande imprensa esportiva. Parabens pela coluna, e concordo com tudo que voce disse-.

Pilantras! Escrevi há alguns dias um texto intitulado O Futebol que nos pertence. Para mim é disso que se trata essa discussão: o futebol é feito para quem?

No meu texto, o Palmeiras teria sido campeão pelo número de pontos e invicto, aí teve que disputar o título num quadrangular…

Imaginem só a cara dos torcedores de um time que obteve maior número de pontos nos dois turnos se vendo na obrigação de disputar a vaga nas finais com o oitavo colocado…ISSO É PALHAÇADA!

é ISSO MESMO! A GLOBO QUER SEMPRE MONOPOLIZAR O FUTEBOL BRASILEIRO. QUALQUER POSSIBILIDADE DE QUE AS COISAS SAIAM DE SEU CONTROLE É IMEDIATAMENTE COMBATIDA COM TODO E QUALQUER ARTIFÍCIO QUE ESTEJA AO ALCANCE, INCLUSIVE ROUBO (ISSO MESMO, ROUBO) PRATICADOS PELOS ÁRBITROS NO CAMPO DE JOGO, COM A FINALIDADE DE AJUSTAR A PONTUAÇÃO DOS TIMES QUE CONCORREM AO TÍTULO, AUMENTANDO ASSIM O INTERESSE DOS TORCEDORES E OS ÍNDICES DE AUDIÊNCIA.

Neste post faltou dizer que oferecem compensação financeira, caso os clubes aceitem o mata-mata.

Em 1989 deixei o futebol de lado, depois da decepção. Agora em 2009, se os clubes, incluindo o Palmeiras, aceitarem mudar a fórmula do campeonato, esqueço que existe futebol.

Com certeza mudar agora que todos os clubes estão aprendendo como jogar os pontos corridos será um enorme retrocesso.

Acho que isto não vai acontecer, mas de bunda de nene e cabeça de dirigente de futebol pode sair qualquer coisa, é bom ficarmos atentos!!!

A comissão que vai estudar este assunto no clube dos 13 é comandada pelo Belluzzo.Espero que o presidente do Palmeiras use esta liderança para tentar a todo custo manter a fórmula que valoriza as melhores administrações.

Seria uma vergonha que uma pessoa tão inteligente como o prof.Belluzzo,e que já se manifestou anteriormente a favor dos pontos corridos mudasse de opinião por causa de uns trocados imediatos.

Os times competentes tem muito mais a ganhar com a manutenção da fórmula atual.

Será uma grande decepção se os clubes de SP não se revoltarem contra esse mudança.

Sds.

Esse retrocesso interessa muito mais à própria Globo, que aumentaria seu controle sobre os clubes. E temo que, com os constantes adiantamentos de cotas, não seja difícil convencê-los.
Gostei das sugestões do Corsi(#14).

Realmente seria um grande retrocesso para o futebol brasileiro. Acho muito estranho que ainda existam alguns “comentaristas” que acreditam que a forma antiga é mais interessante. O que observamos em anos anteriores, é que nas últimas rodadas temos os estádios com ótimo públicos. Não somente as torcidas cujo os times estejam brigando pelo título, mas também os times que estão brigando por vaga na libertadores e os times que lutam contra o rebaixamento.
Ou seja, no final do campeonato, não temos somente 2 torcidas mobilizadas (que estão na final), mas vários outros times envolvidos em outras situações.
Se a globo quizer impor isso, ela que vá procurar outro campeonato pra transmitir…

Na verdade, a Globo quer ajudar os times do Rio, que só se dão bem nos mata-mata’s… agora nos pontos corridos eles sempre estao caindo. A globo acha que o Rio é o Brasil (ou vice-versa). Acho que tem que ficar os pontos corridos mesmo. Por tudo o que vc falou e tudo que foi posto aqui. Agora que o Brasileiro esta se acostumando eles vao mudar ?!?! Nao dá. No mata mata, os times que nao estao entre os 8, ficam de ferias e perdem receitas… isso tb nao eh bom.

Vicente, concordo contigo e estou na linha do Cunio (se vingar, eu desisto do produto futebol e vou torcer pro Liverpool) e do Jota (é tudo pra beneficiar os times falidos do RJ).

Como disseram os amigos nos comentários: se a Globo e C13 vier com essa espero que o trio de ferro (e talvez os do Sul e o Cruzeiro) rompam com isso e formem uma liga.

Os clubes nao precisam da CBF para organizar campeonato brasileiro de futebol!

Curioso! Emquando o bambinato colecionava 3 títulos roubados ninguém quis mudar nada, nbem as arabitragens.

Foi só o Palmeiras ter a PERSPECTIVA de ganhar o Brasileiro querem mudar tudo.

No mínimo, esquisito!

Vicente,

Concordo que pontos corridos é melhor, premia o melhor time no global (melhor planejamento, melhor estrutura, melhor elenco)

Acho só que a questão de termos rodadas do BR09 junto com jogos da seleção não tem a ver com o calendário europeu, mas sim com a incapacidade de planejamento da CBF.

Com ou sem calendário europeu, não deveria haver rodada do campeonato com jogo da seleção…

André agora entendi (rsrsrs)… é que como o EX-vice presidente do C13 é também nosso EX Presidente (Mumu) pensei que você ia comentar algo sobre e tinha truncado.

Valeu.

E tô surpreso hein: domingo de fim de semana prolongado e 25 comentários por aqui… muito bom! Abraços a todos e bom feriado. Hoje “é nóis”.

Acabar com o campeonato de pontos corridos é um tremendo retrocesso. Não acredito que a Globo vá adiante com a idéia.
Mas, seria interessante se a mudança no calendário pudesse trazer algumas alterações, principalmente na “Copa do Brasil” e no próprio Campeonato Brasileiro, de modo a torná-lo ainda mais atraente.
Hoje temos duas séries de 20 clubes cada. Poderiamos ter três de 16 onde, em cada série cairiam 8 e subiriam 8. (a B nunca repetiria os mesmos clubes). Esta fórmula distribuiria grandes clubes em todas as séries, valorizando-as.
Do mesmo modo, as vagas na Libertadores poderiam ser divididas entre as séries “A” e “B”.
A “Copa do Brasil” poderia ser disputada depois do Brasileirão, como a última chance de vaga para a Libertadores. Tornando-a mais atraente e valorizando o Brasileirão pois não teríamos mais equipes “passeando” pelo campeonato como recentemente Flu, Sport e Corínthians.
E, finalmente, para com esse negócio de Sulamericana que não serve pra nada.
Acredito que um campeonato com 30 rodadas (16 equipes) seria muito mais emocionante até mesmo pra turma da poltrona e ainda daria uma brecha para os times excursionarem.
Mandei bem, Vicentão?

CARA ESSE NEGOCIO DE CALENDARIO É TÃO FACIL DE RESOLVER QUE ME DÁ DOR NOS NERVOS QUANDO VEJO ESSAS DISCURSÕES!!! PORQUE O CALENDÁRIO APERTA?
RESPOSTAS= 23 DATAS PARA O ESTADUAL PAULISTA POR EX. BASTA DIMINUIR PARA 18, GANHA-SE 5 DATAS, VCS LEMBRAM Q O PALMEIRAS PASSOU MAIS DE 1 MÊS PRA JOGAR UMA PERTIDA PELA LIBERTADORES LEMBRAM? A COPA DO BRASIL ENTÃO! TINHA TIME Q JOGAVA NUMA QUARTA SÓ IRIA JOGAR DINOVO DEPOIS DE 1 MÊS… ISSO É O QUE? DISPERDICIO!! GENTE É SIMPLES!!
EXEMPLO:
FINAL DE SEMANA REGIONAIS, ASSIM ATÉ COMEÇAR O NACIONAL
TERÇAS, QUARTAS E QUINTAS, OU SEJA MEIO DE SEMANA, FICARIA ASSIM, UMA SEMANA DA COPA DO BRASIL OUTRA DA LIBERTADORES, + COM RODADAS COMPLETAS, NÃO EM PEDAÇÕS…
DIA DE SELEÇÃO NADA DE JOGOS DE CLUBES…
SIMPLES DEMAIS
O PROBLEMA É QUE ESSES CARAS QUE COMANDAM O FUTEBOL NÃO DÃO OUVIDOS A NINGUEM, SÃO TODOS PREPOTENTES E BURROS,
CBF E CONMEBOL DUAS MERDAS SÓ…
E A IMPRENSA SÓ RECLAMA, + NUNCA APRESENTA UMA SOLUÇÃO…

Concordo 100%…..pontos corridos é o sistema mais justo de disputa. Este interesse de bastidores é perverso e serve de benefício da minoria. Pessoalmente não gostaria que ele assumisse mais esta função mas na minha opinião a pessoa mais sensata e preparada para liderar o C13 contra esta mudança é o nosso Presidente Beluzzo.
Estou a dois meses assistindo o Palmeiras pelo PFC e não é a mesma coisa….e estou com muita saudade do Palestra Itália pois cada jogo nos pontos corridos é uma final….

a globo esta pensando unicamente numa formula que permita os clubes cariocas conseguirem algum alento, que nao seja disputar para não cair, a partir da metade de todo e qualquer campeonato;. não ha outro interesse em jogo que não seja tentar que um carioca fique entre os 8 finalistas e o apito amigo resolva o resto……….JOTA.

Eu acho que para o campeonato brasileiro a fórmula de pontos corridos é a melhor. A CBF deveria valorizar a Copa do Brasil, fazendo com que este torneio não seja disputado ao mesmo tempo que a Libertadores. Assim teríamos dois campeonatos nacionais de prestígio equivalente, com fórmulas diferentes, e nos dois teríamos a presença de todos os grandes do futebol brasileiro. O Brasileirão ficaria naturalmente mais restrito aos times que realmente procuram se estruturar, se planejar para serem fortes, e a Copa do Brasil seria um torneio onde um time teoricamente mais limitado teria suas chances, desde que fosse bem nos mata-matas.
Com certeza voltar ao mata-mata no brasileirão seria um retrocesso, mas acho que as chances disso acontecer são grandes. Com certeza os times do Rio vão apoiar uma mudança nesse sentido, já que com pontos corridos vai demorar uns 150 anos para um time carioca voltar a ser campeão. E a força dos cariocas na CBF é grande como todos sabemos.

E temos que nos adequar urgentemente ao calendário europeu.Principalmente enquanto continuarmos a vender os jogadores em vez do evento.

Sds.

Acho isso uma desgraça.Seria voltar ao caminho do atraso no futebol,e só beneficiaria os clubes mal administrados.

Espero principalmente,que os clubes de SP se revoltem contra isso e fundem uma liga só com os clubes interessados na mudança da administração do futebol brasileiro.

Também acho que se a Globo não gosta do formato basta não comprar os direitos de transmissão.Garanto que vamos ter uma variedade de jogos muito maior sem ela.

Já acho um absurdo apenas uma TV ter o monopólio dos jogos.Quem assiste os jogos da Globo tem que assistir aos mesmos na Bandeirantes.Pra mim,cada time deveria negociar os seus jogos com quem quisesse e pagasse mais.Ou então um grupo de emissora abertas compraria os direitos em conjunto,e todas transmitiriam a jogos diferentes.

Sds

Vicente o que voce não entendeu foi o ex…..voce que citou aí embaixo ex-consultor,ex-marketeiro……….sobre mata mata acho que tem que ter play offs ou vantagens pra quem tem melhor campanha…só o fator campo é pouco….

Boa a sugestão do Lourenço de diminuir a quantidade de clubes! Sugiro, porém, diminuir para três séries de 16 clubes (ficariam mais competitivas) e a série D para os que sobrarem; e talvez mudar o brasileiro para o primeiro semestre, terminando em agosto (na “janela”) e os estaduais no segundo, quando há menos datas! Daria também para amistosos internacionais em agosto! O restante das competições deixaria como está, com a mesma forma e calendário!

Vicente, concordo em tudo.

Voltar seria um retrocesso, abomino campeonato nacional em sistema de mata-mata. Todo mundo diz que é emocionante, mas ninguém lembra o que é ser eliminado na primeira fase e ficar MESES coçando o saco, sem ter o que fazer no ano. Alguém aí tá afim de ver alguma possibilidade disso acontecer novamente? Eu, não.

Falou.

Acho os pontos corridos mais honesto, desde que clubes, dirigentes e entidades também o sejam, pois algum clubinho na REDONDEZA pode GANHAR uns pontinhos no início, quando o brasileirão ainda não pegou o foco, e somar lá no final! O mata-mata será claramente para beneficiarrrr algunsh clubesh incopetentesh que morrem-morrem na tabela; e dificultar a vida daquele que está se estruturando e será o papão de brasileirão daqui em diante! Ou será que ninguém percebeu a má vontade que a blobo tem para conosco?

Eu sugiro outros tipos de mudança : – Dminuição do número de times no campeonato para 18.. passraiamos a ter 34 jogos, muito mais emocionante e de qualidade do que com 20 times… Copa do Brasil ao longo do ano, e não em um semestre, além da inclusão dos times da Libertadores na Copa do Brasil… mata – mata entre o quarto ao decimo primeiro, para decidir o time na fase preliminar da Libertadores. Mudança da Libertadores e Sulmaericana, fazendo elas ao longo de todo ano e naum de um semestre… diminuição dos jogos dos estaduais , recriar campeonatos Regionais, Rio – SP e a Copa dos Campeões para se pleitear mais uma vaga na fase preliminar da Libettadores…

Voltar a fórmula antiga é retrocesso, sem dúvida. Os pontos corridos, além de tudo que o Vicente salientou de forma precisa, é a maneira mais justa (exceto quando há influência da arbitragem), de se decidir quem será o campeão brasileiro.

Lógico que estamos aflitos atualmente, afinal, estamos quase encostando os dedos na taça e como ainda tem muito campeonato, temos que viver a agonia interminável dos dias que não passam, dos jogos que não chegam nunca, das confirmações que aguardamos para comemorar este título.

Abraço a todos.

bom se a Globo forçar $$ o clube dos 13 se abre..

e pq?? pq sempre rola grana por baixo dos panos nisso…

a record saiu da disputa dos diretos do CB porque tinham muitos beneficios contratuais q a globo poderia usar para renovar o contrato…

ficando assim desleal uma concorencia descente…

por isso q eu acho q os clubes tinham q se livrar DESSE LIXO que e o clube dos 13… virou um orgao inutil que so presta pra fazer besteiras…

a globo fica chorando q a audiencia cai..

poh se a audiencia cai.. e os estadios estao vazios…
entao estamos deixando de ser o pais do futebol???

nao me engana neh… cai a audiencia da Globo..
mas temos q somar Globo + Sportv + PFC..
nao tinhamos isso 10 anos atraz..

NUNCA se vendeu tantos pacotes de PFC…
se a globo nao quiser tem a Band, Record, Rede TV, e ate o SBT pra transmitir…

oq eu acho q seria melhor… dividir os jogos por 3 ou ate 4 emissoras…

teriamos mais jogos passando na TV e os clubes lucrariam mais.

Eu não acredito que a mudança vingue, pois os clubes já perceberam o efeito positivo nas rendas. Vários dirigentes falam isso abertamente. Mas, se a Globo pagar a diferença… Eu sou contra isso, pois pontos corridos é a fórmula ideal para campeonato. Querem mata-mata? façam isso com COpa do Brasil, LA e Sul-americana. E o Teixeira não é bobo, sabe que o formato é o preferido da Fifa, não vai mexer nisso até a Copa.

A globo esta sugerindo esta mudança pensando em beneficio proprio como sempre.
Acredito que terão o apoio dos times do Rio e do Nordeste, pois, na forma atual de pontos corridos ser campeão é apenas um sonho para eles.
Mas confio no Clube dos 13 para barrar isso, pois seria um retrocesso para o futebol brasileiro.
Taí o momento para não aceitar e se libertar de vez desta exclusividade besta.

Valeu Eduardo
André, não entendi.
Ricardo, tem razão. São vários pontos. Mas o que mais incomoda é a falta de concorrência nas transmissões da tv. O modelo inglês prá mim é o melhor de todos…

Abs,

Vicente

Vicente o ex……pontos corridos sempre…..mata mata só com melhor de 3 jogos…1 ponto de bonificação e olhe lá……

Vicente, boa noite!
Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns, Parabéns.
Ficaria aqui lhe dando parabéns a noite toda.
Você mais uma vez acertou na mosca, mais uma vez.
Tá na hora do Clube dos 13 fechar contrato com outra emissora, que não tente manipular o futebol desta maneira.
Abs, Eduardo Colli.

Quero ve se os 4 de sp os 2 de MG os 2 do RS forem contra isso a globo consiguirá impor a volta do mata-mata. Esses sao os clubes mais organizados do BR e com certeza sao contra a volta do mata-mata. Pega esses 8 clubes faz uma liga independente vende a outra emissora.
Quero ve se o campeonato oficial da cbf vai ser mais rentavel a globo do que o da liga, msm que isso exija algum sacrificio como ficar fora da libertadores enquanto houver essa briga, mas que no final das contas os clubes da liga ganhariaessa disputa pois como vc disse nós somos o conteudo. VAMOS REVOLUCIONAR ESSA DROGA DE BRASIL!!!

De prima, concordo com você.
Agora, alongo mais os prós e contras;

Pts Corridos
-Exposição “certa” dos patrocinadores (ótimo pra negociar os contratos)
-Datas certas de jogos, para venda de camarotes e outros pontos que vc citou como carnês, relacionamento com o torcedor, etc.
– Melhor comercialização de pay-per-view
– O mais competente vence o campeonato
– Excelente para o planejamento dos clubes

Contras
– Pouco interesse do público caso o time vá mal (tanto “in loco” quanto por TV)
– Brechas pra manipulação de resultados (vide 2005)

Mata-Mata
– Clima de eliminatórias
– Maior audiência na TV e público nas fases finais

Contras
– Não há controle na exposição dos patrocínios (um clube pode cair nas oitavas e “tirar férias” antes do tempo)
– Não é possível prever se o clube seguirá até o fim para se vender camarotes e ingressos antecipados.
– Nem sempre o melhor vence
– Um erro capital de arbitragem pode acabar com o ano de um clube.

Depois desses prós e contras, entramos na discussão do calendário.
Na minha opinião, a Copa do Brasil é a competição ideal para o mata-mata. Pois, com o calendário ajustado, a Copa pode ser disputada nos meios de semana e oferecer a emoção que tanto alegam sentir falta (claro, com os clubes que também participam da Libertadores).

Com relação à Globo, por que raios não abrem uma disputa LIMPA para a transmissão.
Afinal, o futebol que traz os patrocinadores dos “reclames” que pagam – e muito- bem para estarem ali.
O COI deu um ótimo exemplo, quem dá mais leva! Já aqui….

Bom é isso ae, fica como sugestão pra próxima, a adequação do calendário…

Abs

Vicente eu espero que isso nao aconteça e que o porf. Belluzzo lute com todas as suas forças contra isso , temos em 2011 a chance de pegarmos a carta de euforria do futebol brasileiro ao negociarmos os direitos de transmissao dos proximos CBs o clube dos 13 tem que botar a globo no seu devido lugar caso contrario que feche com a rede record. A Globo é o cancer do futebol brasileiro como o mustafa foi do palmeiras.
Mas se ainda assim a globo conseguir ipor esse formato acho que temos que formar uma liga indenpendente, e se isso nao for possivel EU ESQUEÇO O FUTEBOL BRASILEIRO E BUSCAREI OUTRO ESPORTE PRA TOCER, PRA MIM ESSE RETROCESSO É O FIM DO FUTEBOL NACIONAL!

Se a CBF mudar o formato do Campeonato que mais está dando certo na história do nosso futebol por causa da Globo, eu, Alberto Cunio, Corneteiro Oficial do 3VV, desisto de tudo.

Os comentários estão desativados.