Categorias
Ser palmeirense é...

Porquinhos felizes para sempre

Neste sábado, dia 10, casaram-se Rodrigo e Thais. Pelo enfeite do bolo pode-se perceber qual era uma festa de palmeirenses.

Com direito a Love Love Love na saída da igreja e broches com símbolos do Palmeiras na lapela dos padrinhos.

O Rodrigo é leitor assíduo do 3VV e qual não foi minha surpresa quando
muitos amigos do Rodrigo também eram. O tiozão Luigi EG e eu ficamos
rememorando quando levávamos o ainda pequeno Rodrigo nos jogos do Verdão e numa tarde de junho de 1993 (mais de 16 anos atrás), após a saída do Morumbi onde um certo jogador imitou um porco para comemorar seu gol contra o Palmeiras, perguntávamos: quando é que esse moleque vai ver o Palmeiras campeão?

Foi uma semana depois, num sonoro 4×0. E muitas vezes ainda depois.

Convido os amigos do 3VV a desejarem muitas felicidades para o casal. Parabéns!!

Saudações Alviverdes, dá-lhe Porco!!

10 respostas em “Porquinhos felizes para sempre”

Fala Vicente… primeiro minhas desculpas por não ter conseguido falar com vcs na festa (sabe como é corrido né!)… mas espero que vcs tenham gostado e se divertido como eu!
Obrigado pela presença e pela homenagem…
O melhor será eu contar aos meus filhos, um dia, que casei no ano em que o Palmeiras voltou a ser campeão brasileiro!!!
Abs

Felicidades ao casal.

O bolo é uma gracinha.

Tenho certeza que o Palmeiras será um fator positivo a contribuir com a alegria do dia a dia.

felicidades ao casal e muitos porquinhos pela vida.
nr/ oh! Nishimura, venha ao Brasil num jogo la no Palestra, a tua turma é numerosa e tem umas porquinhas lindissimas;……JOTA

Opa felicidades pro casal … e muito legal os porquinhos hehe !!

É, Vicente! Continuando os velhos deitados, “quem vê cara, não vê ……. distintivo”! E nessa só tô me ferrando! E a história acima que parece piada, é a mais infeliz verdade! Nada é fácil para os Palmeirenses, mas tinha de ser assim, tão complicado?

Pô, Rodrigo! Vc é um cara de sorte! Quando comecei a namorar, elas eram “da modinha” (bambi não, viu? Tá duvidando da minha macholinidade?)! Conheci uma “neutra”, aí casei, mas ela odiava futebol e quis cortar minha paixão! Aí, entre ela e o Verdão, me separei … dela! Depois, uma paixão “das brava” me pegou, mas ela cheirava a gambá (olha lá o que pensou, heim? gambá é a alma dela, e não a …!)! Deixa pra lá! … A última enroscada (ou enrascada) foi com uma sardinha em 2002 (pra quem fez piadinha aí, é sardinha, e não piranha!!!)! Moro no Japão, que é neutro, e enquanto não aparecer uma periquita na minha frente (olha a mente poluída aí, heim?), permanecerei “solteiro”! …… E estou até hoje!
Ooooh! Que triste história!
Hehehe! Bem diferente desta que vcs estão escrevendo! Desejo muita felicidade neste novo rumo que suas vidas estão tomando, que certamente será uma união de muitas vitórias!
Felicidades e sigam sempre o ensinamento: Plantar verde pra colher …. verde!

Ai meu Deus, que gracinha 🙂 também quero! hehe 🙂 Felicidades!

Os comentários estão desativados.