Categorias
Italiano

Síndrome da liderança; e Europa, urbi et orbi

POR CARMINE PACIELLO

* O Palmeiras será campeão! Por próprios
méritos, sem dúvida, mas também pelas asneiras dos adversários que não sabem
limar a distância do líder. É uma pena
ver como o Verdão dissipa tantas oportunidades.  Assim revela que è uma boa equipe, mas de não
ter a cara de campeão. Esse é um time  capaz  de tirar proveito das oportunidades que se
manifestam,  de ganhar de qualquer jeito,
ganhar até com avidez, com barbaridade e também 
saber  administrar-se  nas conjunturas contrárias. E o Palmeiras está
longe de ser tudo isso! Reconhecemos.

* Rodada 28: os bambis  empataram 2 x 2 com o Coritiba. Jogando
depois o Palmeiras, ganhando, havia a possibilidade de ampliar o destaque,
ajudar os rivais a tomar conhecimento da força esmeraldina, da inutilidade dos
esforços deles, de esperar ainda. Deu empate, e o ponto que o Palmeiras roeu foi
um prêmio, pois os “avaianos” poderiam marcar tranqüilamente 4 ou 5 gols (sem
considerar que o juiz  não convalidou o
gol que Marcos pegou além da linha do gol, ou alguém esqueceu?).  Uma ocasião de ouro perdida. 

* Rodada 29: os bambis oferecerem o
bis, desta vez perdendo contra o Milan às riscas horizontais. E o que conseguiu
fazer o Palmeiras? No dia das crianças foi derrotado do “terrível” Náutico de
Carlinhos Bala (alto, exatamente, como um bebê), um time 18° na classificação que
na rodada anterior tomou três peras do Inter e na próxima vai buscar outras três
peras do Vitória.  Eeh? Como? Faltava
Diego, Vagner Love, Armero, Pierre, Edmilson… Por favor, não contemos fábulas! No
Texas esses lamentos são definidos: “Bull shit!”. A verdade é que nesses dois
jogos o Palmeiras deveria levar quatro pontos, mas só fez um não conseguindo ampliar
a vantagem sobre os bambis.  

* Meus palpites! Seis pontos nas próximas duas
partidas, e, em seguida só um entre Goiás e Gambás. Me arrasto à 33^ rodada  pós-datando 
as previsões dos últimos cinco jogos, mas com a convicção que a 36^
rodada (nós com o Grêmio em Porto Alegre e eles no Rio contra um Botafogo que
deve salvar-se) será decisiva.

* Na velha Bota, assim como na Europa
toda, o campeonato foi paralisado. Disputam-se os últimos jogos para participar
ao Mundial na África do Sul. E se a Argentina maradoniana (uma lástima) corre o
risco de ficar fora, aqui também não faltam as surpresas com a insolente França
destinada ao mata-mata depois que a Servia ganhou o seu grupo enquanto o forte
Ibrahimovic  vai saborear o Mundial da
telinha pois  Portugal de Cristiano
Ronaldo  recuperou posições  e vai ao desempate ao lugar da Suécia.

* Voz de mercado: o meio argentino
Aimar é encostado na Lazio enquanto Pandev (afastado) pode ir à Inter que vai
perder Eto’o (Copa África) por um bom tempo além de ter Milito infortunado.
Suspensa a posição do jovem atacante Arnautovic que sofreu uma seria lesão e
(com fadiga) está recuperando a condição atlética.  Quaresma vai embora!  Depois de recusar o Genoa (um time onde as
suas características seriam apreciadas) o lusitano compreendeu que o espaço na
Inter é limitado: o seu destino será novamente na Inglaterra? França, Espanha
ou vai voltar no Portugal?  Também outra
ala (e outra decepção), Mancini, quer sair: o seu futuro pode ser a França
assim como outro infeliz, Vieira. No outro lado Huntelaar parece destinado ao
Tottenham enquanto o lateral Rafinha é dado como acertado ao 100%. O bambi
Miranda está na mira da Fiorentina (também o jovem Munoz do Boca Jr. foi
sondado) assim Brighi e Mexes da Roma e Ledesma da Lazio.

* A “cândida” esposa de Julio Cesar
proclamou “urbi et orbi” que o Manchester Utd. quer o seu esposo. Moratti compreendeu
a antífona e se prepara a abrir a sua carteira pela felicidade de todos. Afinal
se o Dida, para sentar-se no banco do Milan, busca mais que ele que é atualmente
o goleiro mais forte do mundo é oportuno que Julio Cesar tenha um reajuste do
seu salário. E o mesmo vai acontecer com Maicon, que vai obter um aumento do salário
considerável sem a ajuda de nenhuma ingênua “Cinderella”.   

7 respostas em “Síndrome da liderança; e Europa, urbi et orbi”

Como perdemos foi ridiculo mesmo quem entrou não manteve o nivel dos demais e em campeonatos de pontos corridos não podemos vacilar tanto como vacilamos nos ultimos 2 jogos. Agora é hora de vencer, então vamos pra cima do Flamengo, temos que vencer de qualquer jeito, sonhei que ganhamos de 3 a 1. Eu acredito no verdão. Acredito muito que não vamos perder este titulo, esta é a hora.

Definição: Urbi et Orbi (“à cidade [de Roma] e ao mundo”) é a abertura-padrão de proclamações papais como as bênçãos, com as quais o Papa se dirige …

Carmine,

Respeito a sua opinião mas, devo discordar de alguns aspectos:
1- se você assistiu o jogo contra o Avaí viu que o jogador do Avaí estava em posição irregular quando arrematou ao gol e o Marcos pegou a bola dentro do gol, ou seja, já não valia mais nada (foi o que o bandeirinha marcou, tanto que a jogada parou). Você errou ao falar disso.

2- O Muricy pegou o time no meio do campeonato, ou seja, muitos jogadores ali estão contra a sua vontade. Alguns foi possível mandar embora, outros são tão ruins que ninguém quis ou, então, não teríamos mais ninguém para compor a posição. Contra o Náutico, jogamos com o “time do Luxemburgo”, era o time que tínhamos para jogar. O Muricy poderia ter testado outras formações? Sim. Porém para se testar outra formação é preciso tempo e sabemos que o tempo é escasso.

3- Além dos desfalques serem todos eles titulares, todos eles eram de extrema importância para o bom funcionamento do time em campo (ou você vai negar a importância de Vágner Love para o ataque, Diego Souza para o meio-campo e armação, do Edmilson para organizar a defesa (apesar de alguns erros bobos o Edmilson é um líder em campo), entre outros. Com estes desfalques é difícil manter o nível nas partidas.

O time jogou mal, jogou. Mas, pense…alguns ali nunca jogaram juntos…acertar um time assim com tantos desfalques não é fácil.

Deixo minha opinião. Reflita sobre isso. Não vamos ser cornetas.

Saudações Alvi-verdes

p.s.: se perder pro Flamengo com um nível de jogo pífio aí sim concordarei com você.

O problema Carmine é que nosso time sem os titulares é uma draga. Marcão, Jumar, Jéferson, Sandro Silva, não dá. É preciso mandar esses caras para o Kid madureira. E o Marquinhos e o Lenny, quando esses chinelinhos voltam????

Na boa, o Marcão não pegou bola dentro nem a pau…que isso, as vezes o Palmeirense esquece que tem muito urubu lendo a Midia Palestrina, principalmente o 3VV, isso pode (e deverá) ser usado contra nós pela impren$inha.

Os comentários estão desativados.