Categorias
Arenas

Arenas – Stehplatz

Por Claudio Baptista Jr. 

Pessoal, gostaria de apresentar hoje uma
funcionalidade que vem sendo usada em diversas Arenas visando dar flexibilidade
ao uso das cadeiras.

Trata-se da utilização de um conceito similar
ao Stehplatz, lugar em pé, adotado por diversos estádios alemães após a Copa de
2006. Em alguns deles, a instalação dos Stehplatz permitiu o incremento de
quase 100% na quantidade dos lugares no setor com as cadeiras retiradas.

Este conceito seria a adoção de cadeiras
removíveis, permitindo a trabalhar com a configuração dos lugares da Arena de
acordo com o interesse ou evento. As cadeiras podem ser retiradas ou então
aumentar e diminuir o espaço entre elas. 

Algumas semanas atrás, especificamente nos
comentários do post sobre o novo estádio do Dallas Cowboys (http://www.3vv.com.br/3vv/InformativoPopupComentarios.aspx?p0=7&p1=3165
), foi citado este recurso.

Notem na imagem abaixo da Mercedes Benz Arena
em Stuttgart a diferença dos setores. Cadeiras removidas (inferior) e com
cadeiras instaladas (superior).

Nossa Arena está sendo configurada segundo os
padrões FIFA para a acomodação dos espectadores, certo? 

Agora, imaginem se a mesma for flexível de
modo que em função do jogo (Copa do Mundo, Jogos Internacionais, Jogos Nacionais,…)
ela possa receber mais ou menos espectadores, dando ao clube a oportunidade de
trabalhar com as receitas vendendo os lugares de acordo com as possibilidades
que oferecem cada torneio?

Da mesma forma, imaginem o parceiro, WTorre,
podendo configurar o espaço do anfiteatro ou de outros locais do estádio de
acordo com o perfil de cada evento? Exemplo: Shows do estilo rock pedem lugares
em pé enquanto que shows mais intimistas lugares sentados.

Até mesmo na parte de instalações, no caso da
adoção de sistema sobre trilhos, podem existir algumas vantagens diminuindo a
quantidade de furação do concreto, pois não são fixadas individualmente. Por
conseqüência os riscos de fragilidade e infiltrações de umidade no concreto
podem também diminuir.

Claro, existem suas desvantagens como os
custos da operação nas alterações de configuração e aparentemente também na
aquisição das cadeiras, porém, será que toda a flexibilidade e a possibilidade
de incremento de receitas não compensariam esta instalação?

Alguns grupos de Palmeirenses estão analisando
o assunto para elaborar um estudo detalhado e tangível a respeito a fim de
apresentar essa proposta ao Palmeiras.

Para quem quiser visualizar a solução adotada
pelo Dallas Cowboys, segue abaixo o link de um vídeo mostrando a instalação,
montagem e desmontagem destas cadeiras. Muito legal.

http://www.youtube.com/watch?v=YViOCl_YAh8

Abraço e até a próxima semana. 

Claudio Baptista Jr. – ansioso pela aprovação
da nossa Arena junto a Prefeitura.

31 respostas em “Arenas – Stehplatz”

So your telling me when there is riots in that new stadium you can? throw chairs,fucking awesome!!!!!!!
———-

Li esse comentário no vídeo e percebi que algo assim dificilmente seria aprovado no Brasil…

Muito legal.
Seria muito bom ter isso na Arena mesmo, pra caber mais gente e esses ligares terem ingressos mais baratos, pra facilitar a ida das pessoas ao Palestra!!

O segredo esta no passo 2 do post do Claudio Baptista Jr
A lei é flexivel, vejam o shopping borboun, aquele monstro ao lado do Palestra, construiram em todo o terreno, não deixaram nada de area permeavel. Um pequeno acrescimo na area construida, ja seria suficiente para 52/55 mil lugares, isso no decorrer da construção……………

O Claudio tem razão mesmo… Vamos esperar aprovar e depois com mais calma pensar no que pode ser feito! 😉

abs

Veja as coisas assim:

Passo 1: APROVAR a Arena o mais rápido possível conforme projeto protocolado na Prefeitura.

Passo 2: Com o pássaro na mão e não com dois voando, analisar o cenário e identificar as oportunidades e melhorias que podem ser feitas.

Como bem disse o Ricardo Galassi, #23, a palavra é flexibilidade e bom senso para cada evento.

Abraço.

# 24 Fernando:
Fernando, se você tiver a oportunidade de ir ao Palestra em dias sem jogos, verá que nas arquibancadas, existe uma numeração “marcada” no chão.
Está numeração se refere a quantidade de espaço determinado (mesmo que em pé) e liberado ano a ano pelo CONTRU, Bombeiros e PM.
Hoje, mesmo com o VISA, este número é de 27.640 e a Federação Paulista autoriza a venda apenas deste número máximo de ingressos.
Como exemplo para isto, temos que o Morumbi tinha capacidade de 100.000 pessoas e hoje, por estes criterios de segurança, impostos pela Prefeitura, a capacidade caiu para pouco mais de 65.000 pessoas.
O mesmo ocorreu com o Pacambú e com o Canindé.
Não é questão “de caber” e sim, de “poder”…
Acredito que agora ficou mais claro. ok ?
abs

Mansur,

e claro q nao vamos amontoar ninguem… mas retirando as cadeira o espaço e maior .. o Setor Visa por exemplo “nos tirou” uns 5mil lugares (em pe)..

ou seja sem as cadeiras a capacidade aumenta..

Cláudio, apenas para deixar o meu comentário parabenizando-o pelo texto e pelo trabalho que você desenvolve sobre esse tema.
No meu ponto de vsita, todos os demais comentários são válidos e, quanto à questão da aprovação da capacidade, entendo que o bom senso definirá o que deve ser permitido evento a evento. Portanto, inexistindo problemas com relação a outro quesito importante que é a localização (e a do Palestra Itália é a mais central e a melhor da cidade) a palavra chave passa a ser “Flexibilidade”.
Abs, Ricardo Galassi

Obrigado pela resposta Mansur.

Eu acho que a capacidade do nosso estádio é para os dias de hoje.

No futuro,com Arenas modernas e com outros atrativos que não apenas o jogo,acho que a quantidade média dos jogos vai aumentar.
O torcedor terá outras opções além de ir apenas para assistir aos jogos.Fora o conforto que deve mudar completamente.Muita gente deixa de ir aos jogos porque o estádio hoje não oferece quase nada de conforto.No futuro,o complexo funcionaria como algo parecido com um shopping.

Agora,pelo jeito é impossível alterar o projeto,mas,se no futuro o Palmeiras tiver campanhas vitoriosas regularmente (se tudo der certo isto irá acontecer) ,acredito que vai ter que repensar a capacidade da arena.

Abs.

Querido Junior,
A capacidade de 45 mil pode ser insuficiente, mas é a que dá para fazer de acordo com os parametros legais.
Infelizmente é a lei !!!!
Posso te garantir que este mesmo projeto para 52.000 era mais rentável e um dia, te mostro todos os Business Plan que foram rodados.
Mas lei é lei….e a lei nos limita a 42.000 (nos padrões FIFA)
Abs

Infelizmente Mansur, a capacidade de 45 mil pessoas é insuficiente na minha visão…

Você pode pegar como exemplo a maioria dos estádios europeus que foram construídos recentemente e os projetos das novas arenas. Todos eles tem uma capacidade que variam entre 52 mil a 60 mil pessoas.

O único estádio que tem uma capacidade inferior na Europa inteira é o da Juventus de Turin que tem apenas 42 mil lugares…

Não podemos pegar a nossa média atual como parâmetro, porque o nosso equipamento é horrível e não consegue dar o mínimo de conforto para o torcedor.

Outro ponto sobre a capacidade é que tivemos diversos jogos em casa que teríamos tranquilamente 40 mil ou 50 mil pessoas no Palestra Itália durante esse ano e consequentemente a média iria subir muito, mas em virtude da capacidade reduzida de apenas 25 mil lugares para a nossa torcida e 2.700 para os visitantes(que difícilmente fica cheio). Essa é uma das principais razões de não aumentarmos a nossa média!

Outro ponto crucial é o valor do ingresso no Palestra Itália, o nosso ticket médio é o mais caro da América Latina!

Com um espaço maior seria muito mais fácil abaixar um pouco o ingresso e teríamos condições de colocar mais torcedores na Arena.

Falando um pouco sobre o Stehplatz, quando o Palmeiras retirou as cadeiras onde ficam o setor Visa a nossa capacidade oficial caiu em quase 5 mil pessoas, passando de 32 mil para 27.500!

abs

#14 Cassio:
Não será possível o aumento de capacidade, ao menos que tenhamos modificação no projeto.
Como já estamos no limite da capacidade de construção, isto fica inviável.
Temos que lembrar que, 45 mil é uma capacidade impressionante.
Hoje a SEP tem média de público de 18.000 torcedores por jogo (isto por que o time é líder e pode ser campeão). Esta média, corresponde a 66% de ocupação do atual estádio.
Mantendo esta média de ocupação na nova arena (66%), teremos uma média de público de 30.000 pessoas, o que trará um aumento na arrecadação para a SEP de cerca de R$ 12 milhões por ano.
Para que isto aconteça, nós devemos começar a ir mais ao estádio e prestigiar a equipe.

#15 Claudio:
A configuração fica engessada. Todo ano, a SEP pede vistoria e alvará de funcionamento ao CONTRU, que faz a liberação da capacidade.

#16 Cássio:
O contrato entre SEP e WTorre não tem nada a ver com a capacidade.
O CONTRU dificilmente libera aumento de capacidade sem aumento de espaço físico, devido aos critérios de SEGURANÇA.
Além do CONTRU, tem que ter liberação dos Bombeiros e da PM para isto.

#18 Fernando:
Se tirarmos as cadeiras, não quer dizer que vamos colocar uma pessoa em cima da outra (risos).
O CONTRU, a PM e os Bombeiros não liberam por questões de segurança.

Abs

Mansur

Mansur,

entao mesmo se tirarmos as cadeiras em alguns setores e aumentar a capacidade do estadio para jogos pra por exemplo 50.000mil lugares… nao poderiamos ter 50MIL no estadio em dias de jogos??

realmente fantasttico usar em 200datas… sendo q a temporade de Fut. Americano e curtissima…

temos q aprender com esses caras como se faz..

abracos

Valeu Cláudio!

Interessante mesmo viu! Seria uma flexibilidade a mais para a nossa arena!

Valeu pelo esclarecimento João Carlos.

Agora é torcer pra que liberem logo esses documentos para a construção da arena!!

Avanti Palestra!

Obrigado pela resposta Claudio.

Pelo que entendi então,nada impede destes assentos removíveis serem instalados e depois ser feito algum tipo de alteração no contrato entre Palmeiras e W Torre.
Depois disso tenta-se a liberação pelo Contru em determinados jogos do aumento da capacidade.
Isso tudo,é claro,com os devidos acertos estruturais para receber um público maior.

42000 mil é mais do que suficiente para um Palmeiras x Guarani .Agora,para um Palmeiras x Corinthians essa capacidade tem que ser maior.
Não adianta nada fazer uma arena moderna e não poder jogar contra o Corinthians por exemplo, no nosso estádio.

Espero que a W Torre e o Palmeiras reconheçam,como você disse,a utilidade do nosso estádio ser versátil também na questão de aumento de público.

Abraço.

Mansur, obrigado. Fico no aguardo do material dos Cardinals.
Sem dúvida o Palmeiras foi inteligente ao pedir o melhor padrão de conforto (FIFA).

Cássio, pelo que o Mansur disse, parece que a configuração é um pouco engessada contratualmente e em função do CONTRU, porém como disse no texto pode ser algo útil tanto tanto para o Palmeiras como para a WTorre. Quem sabe….

Abraço.

Claudio,pelo que entendi do que o João Carlos Mansur(11) disse, não é possível aumentar a capacidade da nossa arena.Mesmo utilizando este recurso dos assentos removíveis.Só aumentaria para shows com a utilização do campo.

É isso ou entendi tudo errado?

Sds.

Claudio excelente esse recurso…não sabia disso….contra o Goias assistimos o jogo inteiro em pé……show de bola…….

Seria fantástico para nós … nossa Arena esta girando em torno dos 45mil lugares pelo que sempre leio, acho pouco para nossa torcida sinceramente em grandes finais, para jogos normais está bom

Essa solução das cadeiras seria perfeita para grandes finais.
É valido que essa idéia seja levada a nossa diretoria e a WTorre.

# 1 Marco:
O projeto da prefeitura é de arquitetura e engenharia e não detalha (e nem deve) o formato das cadeiras ou a sua disposição, exceção feito aos camarotes.

#3 Claudio:
O que diz a disposição das cadeiras (mais largas, mais simples ou sem cadeiras) é o padrão de conforto a ser seguido. Contratualmente temos que seguir o padrão FIFA, por imposição da SEP na confecção dos contratos.

#6 Daniel:
Existe uma capacidade máxima liberada pelo CONTRU para cada tipo de evento.
Hoje a capacidade do Palestra Itália é de 27.624 pessoas na configuração de estádio de futebol, ou seja, para eventos esportivos que utilizem o campo.
Esta capacidade muda quando você faz um evento campal (show do Ozzy Osbourne por exemplo) que teve a capacidade liberada pelo CONTRU acima de 35.000 pessoas.
A nova Arena será feita no padrão FIFA de 42.000 pessoas + 2.000 jornalistas, o que deve dar algo aproximadamente como 45.000 a 46.000 expectadores, capacidade esta a ser determinada pelo CONTRU quando da inspeção final para a liberação do HABITE-SE da obra

#7 Claudio:
60.000 para eventos campais.
O anfiteatro, por exemplo, deve ter capacidade de até 15.000 pessoas.

Claudio, no ano passado, em virtude das negociações da Arena, eu fui visitar o Estádio do Arizona Cardinals (Phoenix University), no estado do Arizona – EUA.
Tenho plantas, fotos e uma descrição detalhada de como se usa aquele equipamento (que tem teto retrátil e ar condicionado) em diversas funções.
Vou te mandar este material e você monta um post bem legal.
Eles usam o equipamento mais de 200 dias por ano, sendo que os jogos da temporada de futebol americano, são apenas em 15 datas.

Abs

Mansur

fantastico isso

e agente nao perde os lugares populares.. geral.. onde a galera gosta de torcer em pe

abracos

Claudio,esse vídeo é muito legal.
Seria legal se pudesse ser traduzido para os broncos como eu que não falam Inglês.

Mas achei incrível a facilidade com que instalam os trilhos e colocam e retiram as cadeiras.
Seria uma forma muito boa de satisfazer à aqueles,como eu,que acham que a capacidade da Nova Arena deveria ser de pelo menos 55 mil pessoas.

Acho que o Palmeiras não pode se limitar por causa de torcedor organizado.Com a Nova Arena as pessoas vão ter que se portar melhor no estádio.
Mesmo sabendo que existem imbecis em todos os lugares,se o estádio der uma condição melhor ao torcedor,tenho certeza que será conservado.Seria burrice destruir o patrimônio do clube que se ama.
Experimente deixar os banheiros do Palestra limpos e decentes,coloque uma pessoa para tomar conta e veremos se não será conservado.
É só fazer uma campanha educativa entre os torcedores em geral e a coisa vai mudar.

Pelo que você colocou no post,acho uma tremenda bobagem o Palmeiras deixar de adotar este sistema.
As cadeiras não parecem que vão encarecer tanto a obra.E,como você mesmo disse,”a flexibilidade e a possibilidade de incremento de receitas compensariam esta instalação”.

Espero que o Palmeiras adote este modelo.

Abs.

Esse sistema de cadeiras é muito interessante, principalmente pras organizadas que gostam de assistir o jogo de pé.

Agora, não sei o custo disso, mas se for viável, seria fantástico instalar isso.

Daniel, no meu entendimento a Arena está sendo aprovada para até 60 mil pessoas. PMSP, CET e outros orgão estão analisando em cima disso.
Claro, ela comportará aproximadamente 42 mil se for no padrão FIFA ou 46 mil sem os espaços FIFA (ex: imprensa).

Pegando gancho no que você citou, ao se escolher uma funcionalidade como essa proposta de assentos removíveis, é prudente reavaliar as saídas, áreas de circulação internas e procedimentos de emergência. Caso não existam margens de segurança ou gargalos avalia-se se será necessário alguma alteração, seja física ou nos procedimentos.

Contudo, esse sistema já está em uso há alguns anos em diversos estádios Alemães o que nos cria uma confiança que pode dar certo. E agora nos EUA com esse estádio do Cowboys totalmente flexível também contribui muito favoravelmente para a avaliação disso pelo Consórcio.

Ficaria muito contente que nossa Arena tivesse esse diferencial, a FLEXIBILIDADE.

Abraço.

Onde quero chegar? Ao utilizar essa flexibilidade disponível nestes assentos removíveis, dependendo o evento ou interesse do clube a Arena poderia ter até mais do que os 46 mil.

Cláudio, achei muito interessante esse tipo de recurso.

Concordo com o Daniel, mas acho que não podemos ficar pensando nos vândalos, num investimento tão grande como esse que será feito na Arena, tb será investido em segurança. O Palmeiras terá que ser rígido nessa questão de vandalismo, o cara foi pego em flagrante destruindo, não entra mais. Vide casos no engenhão.

Creio, que tanto para as nossas torcidas organizadas quanto para as torcidas adversárias, poderíamos utilizar esse recurso.

Mas, Cláudio, a Arena é feita para comportar um número máximo de torcedores, diga-se sentados. Se vc tira as cadeiras, será para entrar mais torcedores. Agora, os lugares destinados para evacuar o público em caso de emergência terão que ser maiores, ou seja, terá que ter uma alteração no projeto, não!?!?

Gorge, foi isso mesmo. Não só a torcida do Borussia mas também de diversos outros times da Alemanha fizeram protestos para a retirada de cadeiras.

O que quero destacar nesse post de hoje é a possibilidade de flexibilizar o espaço interno da nossa Arena.

Não sei se vocês já viram o vídeo que falei no final do texto sobre as cadeiras do estádio dos Cowboys. Lá é citado:

– Montagem de 72 cadeiras em 5 minutos.
– 1 polegada de diferença entre os assentos equivale a mais 6 mil lugares no estádio.
– Dependendo da configuração do mesmo, o estádio salta de 80 a mais de 100 mil lugares.

Abraço.

Claudio
Li uma matéria na Revista Trivela (que, por sinal, acabou) sobre o estádio do Borussia Dortmund. Dizia sobre a questão de assistir aos jogos em pé, de uma parte da torcida. A solução foi a mesma que você apontou. Para a Copa do Mundo, foram colocadas cadeiras, já que a FIFA exige assentos em todo o estádio. Acabada a Copa, os assentos nessa área foram retirados e a galera pode torcer em pé, como estava acostumada.
Abraços

Daniel, a Arena é um sinal de respeito ao torcedor pois é concebida para dar conforto e segurança.
Esses fatores são positivos para evitar conflitos.

Claro, sempre existirão danos e ainda assim a Arena terá sistemas de segurança para inibí-los.

Marco, a Arena será aprovada para receber até 60 mil pessoas (ex: shows). O que penso é que a disposição de cadeiras pode ser alvo de acordo junto a PMSP.

Abraço.

Xiiii Claudio…isso não ia funcionar aqui…primeira briguinha q saísse os caras iriam usar as cadeiras como armas…fora os trilhos, não iam durar 10 dias…

O projeto da nossa arena, aprovada pela prefeitura, é toda detalhada ou pode sofrer mudanças? A disposição das cadeiras precisa estar no projeto?

Os comentários estão desativados.