Categorias
Italiano

Campeonato italiano: VENI VIDI VICI

POR CARMINE PACIELO


        * Enquanto a crise da Sociedade continua com o clube que deve 325 ml de €uros aos Bancos, o time continua a vencer melhorando a posição em classifica. Totti, leader máximo e jogador mais representativo da Roma em toda a sua historia, voltou depois de 27 dias da operação ao joelho (menisco) e marcou 3 gols, justamente contra a defesa menos batida do campeonato até aquele instante. Foi um dia feliz pra Totti, para os torcedores da Roma e também para Lippi que cogita de reenxertar o jogador em Nazionale e assim fechar definitivamente com Cassano. Merecida a “Standing ovation” que Ranieri concedeu ao capitão ao substituí-lo pouco antes do jogo terminar.   


        * “Precisa ser em 2 para jogar bem” Um Mazzarri aborrecido sibilou esses palavras ao fim de Napoli 0 x 0 Lazio, o jogo mais feio até agora na sua breve e positiva gestão.


        * E’ verdade, a Lazio veio com uma única intenção: não sair derrotada e piorar ainda mais a sua já delicada posição. Aparentemente teve êxito, na substância não, pois a Lazio, que não vence do 30 de agosto (6 empates e 5 derrotas nas ultima 11 rodadas) precipitou no ultimo terceiro lugar na vigília de 3 jogos decisivos pelo futuro do técnico Ballardini e da mesma sociedade: desempate pela salvação contra o Bologna, contra o Salisburgo, quinta feira, pela Europa League e o jogo da vida para qualquer morador de Roma, seja ele “laziale” ou “romanista”, o derby.


        * Então se Ballardini conseguiu arrumar o pontinho fechando todos os espaços serve também anotar a péssima prova do Napoli, que, sim, atacou, comprimiu o adversário na própria área mas, em pratica, produziu pouco e perdeu a ocasião de entrar na zona “europea” da classifica.


       * Uma das prioridades de Mazzarri será aquela de aperfeiçoar as forças do elenco, sobre tudo ainda não encontrou o esquema justo para aproveitar das qualidades dos jogadores recém chegados: Cigarini, que deveria ser o “Pirlo” do Napoli com a função de coordenar as manobras ofensivas não joga titular; Zuniga, revelação do ultimo campeonato, se machucou logo e está voltando agora mas, como que o ala Maggio é, merecidamente, titular absoluto, ficará no banco a menos que o técnico não vai escalar-lo em uma defesa a 4 desistindo do esquema 3 / 5 / 2 ou deslocando-o na lateral esquerda. Enfim Quagliarella joga fora posição enquanto Hoffer não joga de modo nenhum!


       * Alguns boates indicam que em janeiro o lateral direito Zuniga será trocado com o lateral esquerdo Molinaro da Juve: um negócio da China a meu ver pois Molinaro é um jogador limitado enquanto o colombiano é um baita jogador que merece ter tempo para mostrar o seu valor.  Melhor a hipótese Dossena, o lateral esquerdo do Liverpool que já foi encostado ao Napoli no recém passado e que quere voltar na Itália. Outro jogador mencionado é Toni que foi afastado do Bayern sobre pedido do técnico Van Gaal; acho isso um negócio complicado pois o atacante, apesar de um alto salário, que o Napoli não está disposto a pagar é cobiçado também por alguns times da Espana e da Inglaterra. Bomba: Hamsick no Manchester Utd! Parece que o time inglês, que evidentemente ainda não recuperou a luz dos tempos de Cristiano Ronaldo, está pronto com uma oferta de 30 ml. de €uro.  


       * Até 1 mês atrás eles eram os órfãos de Kaká, uma banda de desesperados a beira da catástrofe. Agora são matéria de estudo tático devido à  particular disposição no gramado do time:  6 homens que defendem, 4 que atacam, no meio um espaço sideral, um oceano de solitudine entre a zaga e o ataque. Uma apostasia no futebol  moderno que não admite  um time assim escalado. Pelo contrário, como por magia, esse handicap, esse limite estrutural se tornou em arma micidial uma vez que o Milan, reconquistada a bola aplica rápidos  contra-golpes com Seedorf, Ronaldinho, Pato e Borriello ou Inzaghi.


      * Mas essa forma de jogar apresenta um defeito: o Milan não é equilibrado e por isso arrisca o tempo todo. Na vitória (4 x 3) contra o Cagliari, por exemplo, o time da Sardegna marcou 3 vezes mas poderia ter marcado tranquilamente 6 gols. Mas, por enquanto, registramos o 8° resultado positivo que levaram ao Milan 16 pontos sobre os 18 disponíveis.


     *     Se assistir a um jogo do Milan significa viver muitas emoções, o perigo real que se curre ao ver um jogo da Juventus é de adormecer tamanho o aborrecimento. Contra uma Udinese desfalcada de alguns titulares entre os quais o bomber Di Natale, a Juve venceu (1 x 0) sem brilhar nem convencer. Da apontar a volta de Del Piero que recuperava de um acidente; a substituição por desespero de Felipe Melo, lento, tosco, uma lastima e os insultos racistas que os torcedores “tributaram” ao interista Balotelli que, com Mourinho & cia será a Torino no próximo 5 de dezembro.


     *     Na verdade, depois dessas miseráveis ofensas, o big-match não deveria mais ser jogado a Torino pois o clube, já intimado pelas intemperanças dos torcedores em passado, deveria ser punido automaticamente com a interdição do terreno de jogo. Mas, como cada Pais tem os seus bambi, a Juve recebeu só uma leve condenação pecuniária. Serve lembrar que no ano passado os torcedores do Napoli, não puderam assistir aos jogos externos dos “azzurri” pelo inteiro campeonato depois de um episodio duvidoso acontecido fora do estádio.  


     * Em tempo: outra cabeça rolou, desta vez foi aquela do homem aranha, o nosso amigo Walter Zenga que depois do empate (1 x 1) no derby de Sicilia contra o Catania (por sinal o seu time no campeonato passado) foi demitido do presidente Zamparini um homem que em cerca 20 anos demitiram 28 técnicos, um record!  No seu lugar Delio Rossi, o ex técnico da Lazio.


     * E se isso é um sinal do destino?  Na limpeza total divinamente exigida dos palestinos será que pudemos aprontar um lugar também para ele? 


 

5 respostas em “Campeonato italiano: VENI VIDI VICI”

Tutto bene, Sergio, grazie. Se nao erro voce mora na linda e civil Parma, una città-bomboniera; mi raccomando non perdere occasione di far conoscere ed amare il Palmeiras ai tuoi amici così come faccio io spiegando l’origine e la storia do nosso Verdao. Como voce disse e como tambem escreveu Edu, Totti è “o ultimo dos mohicanos” (linda imagem), “uma linda historia de dedicaçao e amor ao clube” ; mas a minha era sò uma consideraçao pois eu tambem aprecio a escolha dele. Se eu jogo no MEU time me ne fotto (Sergio vai entender) de $$$, titulos e taças! …. e sem duvida, Sergio, conosco em “maglia verde” o Palmeiras havia jà faturado esse titulo. E’ triste mas o Verdao parece nao ser estruturado para ganhar, para abrir um ciclo; è sempre o time do ano que vem!

Olha, Carmine… concordo com você sobre o sucesso na carreira dele. Mas acho que parte do “romantismo” que cerca o futebol do Totti se deve à sua devoção e dedicação à Magica.

É uma pena para a carreira dele, mas é uma linda história de dedicação e amor ao clube.

Ciao Carmine, tutto bene?Moro ha 15 anos na Italia e acompanho o campeonato italiano com muita atençao. Totti é um exemplo de jogador que nao existe mais no mundo do futebol. Romano e romanista ele hoje é o ultimo dos moicanos(o outro foi Maldini com 25 anos de dedicaçao ao Milan). Ele possui técnica e potencia, pura fantasia. Gostaria de dizer que ele apesar de tudo fez a coisa certa, pois se eu um dia jagasse pelo meu Palmeiras com certeza faria o mesmo, ou seja. a “maglia verde” seria minha primeira pele. Abraços e FORZA PALESTRA.

Eduardo – concordo 100%: Totti è um craque como poucos. Pena que ele jogou sempre na Roma, seu time de coraçao , que, sobre tudo no passado presentava timinhos inexpressivos: acho que ele foi muito prejudicato x isso. Pensa as vitorias e aos titulos que conquistaria se jogar no Milan ou no Real Madri (que o queiria). Mas foi uma escolha de vida de quem mais que jogador è um torcedor da Roma.

O Totti é um dos melhores jogadores que eu vi jogar em 20 anos. Toda a minha simpatia pela Roma se deve ao Capitano, que sempre exibiu um futebol acima da média dos demais. Sentirei falta dele quando ele se aposentar.

Os comentários estão desativados.