Categorias
Arenas

Gramado Natural x Artificial.

Por Claudio Baptista Jr.

X 

Pessoal, gostaria de trazer de volta a questão
do uso de gramado natural e artificial a qual já foi tratada quando foram
apresentadas as especificações da FIFA.

Sem entrar em detalhes sobre as questões de
instalação, manutenção, know-how, certificação, etc., reproduzo novamente
abaixo apenas minha opinião genérica a respeito do assunto.

Gramado Natural x Artificial.

Quanto
à qualidade, caso a grama natural seja no nível apresentado nas especificações
da FIFA, esta se torna insuperável. Tenho a oportunidade de jogar futebol na
várzea paulistana e jogo em dois campos oficiais, um com grama natural e outro
com grama artificial. O campo de grama artificial é um show, macio e um verdadeiro
tapete, só que no meu ponto de vista ainda não substitui um gramado natural
perfeito.

A grama natural não é apenas tradição, é
preferência para jogadores e a tradição fica por conta dos torcedores. Neste
sentido e visto que a grama natural necessita de manutenção constante, volto a
repetir que existe a necessidade de um acordo, se possível em protocolos de
entendimento junto a WTorre a fim de estabelecer o equilíbrio na utilização do
gramado para grandes eventos e sua preservação para sua atividade principal que
são os jogos.

Também, mesmo a FIFA considerando que os
gramados em estádios possam ser instalados rapidamente, temos visto
recentemente até a substituição completa do gramado como nas vésperas da Copa
do Mundo de 2006 e na Eurocopa de 2008, sabemos que em alguns casos esse
procedimento oferece um gramado ausente de sua total qualidade e capacidade.
Presenciamos também essa rápida instalação em um amistoso jogado pelo Brasil
nos Estados Unidos onde um gramado natural foi sobreposto sobre um gramado
artificial e que gerou críticas dos utilizadores, os jogadores.

Já a grama artificial possui efetivamente
menores custos de manutenção e maiores custos de instalação, mas ainda sou
cético quanto ao uso para o futebol profissional, mesmo que os conceitos de
construção de Arenas demandem uma necessidade de utilização mais intensa das
instalações justamente visando o retorno financeiro do empreendimento.

Acredito ser possível um equilíbrio, pois a
atividade fim da Arena, ao menos aqui no Brasil e para o Palmeiras, é o futebol
e suas necessidades não podem ser superadas pelas diversas outras disponíveis
em uma Arena.

Minha opinião é que ainda teremos algumas
décadas para que a grama artificial supere a grama natural em quantidade de
instalações para uso profissional. Isso se algum dia chegar a superar.

Qual é a opinião de vocês a respeito destes
gramados?

Para quem quiser rever o que foi apresentado
detalhadamente nas especificações da FIFA, segue o link da seção Arenas (publicações de 30 de outubro de 2008, e 6, 13 e 20 de novembro de 2008).

http://www.3vv.com.br/3vv/InformativoLista.aspx?SECAO=SERIE+ARENAS&p0=7

Abraço e até a próxima semana.

Claudio Baptista Jr. – ansioso pela aprovação
da nossa Arena junto a Prefeitura.

9 respostas em “Gramado Natural x Artificial.”

Ivan, concordo com você quanto a qualidade da grama artificial que a FIFA tem exigido. Nos links que coloquei no texto, existem as certificações da FIFA que rezam pela alta qualidade.

Contudo, a grama natural, no meu ponto de vista, caso seja de alta qualidade e de manutanção adequada, é insuperável.

Abraço,
Claudio Baptista Jr.

Concordo que a grama natural não será superada. É mais fácil desenvolverem algum tipo de proteção para evitar danificações em outros eventos, como piso elevado, algo assim, do que utilizar o gramado artificial.

Não estamos confundindo grama artificial x carpete? A grama artificial padrão Fifa possuem uma altura de 6,5 a 7 cm. O custo de instalação se equivale a grama natural. O gramado da Vila Belmiro ficou proximo de R$ 1 Mi, acrescidos dos custos de manutenção. A grama padrão Fifa é garantida por aproximadamente 5 / 7 anos com baixissimo custo de manutenção. ( é só aplicar os granulos de borracha)

Naturalmente prefiro a grama natural (hehe, trocadilho infame inevitavel). Ambas têm seus prós e contras, mas a natural ainda nao foi alcançada. Se for algum dia, pode até pensar no caso!

Endosso o Emer e ainda acho que deveríamos colocar grama artifical no Palestra para ver se assim faríamos valer o mando de campo.

Concordo com você, Emerson.
Incidência solar, temperatura, umidade, ventilação,tudo aqui contribui para a permanência da grama natural, mesmo que o perfil construtivo das Arenas atrapalhe.
O que se deve ter é um planejamento de manuenção adequado e compasso junto ao parceiro para uso do campo em grandes eventos.
Abraço.

grama artificial é para paises com clima ruim que não permite cuidar adequadamente do gramado.
Aqui é obrigação manter uma boa qualidade da grama pela condição climatica que temos!

Tem que ser grama natural. Tudo bem que será uma arena multi uso, mas é o estádio do Palmeiras. Futebol em primeiro lugar, e para o futebol sem dúvida a grama natural é melhor.

a grama nunca será superado! jogo em grama sintetica é como se tivesse olhando jogo de showbol, é chato pra caramba!!

Os comentários estão desativados.