Categorias
Notícias

Imoral ou ilegal?

POR EMERSON PREBIANCHI

Sem
a intenção de entrar em uma seara que não diz respeito ao tema aqui
tratado do “futebol legal”, hoje trataremos de um assunto muito falado
durante essa semana que transcende a legalidade ou a ilegalidade, que é
a IMORALIDADE NO FUTEBOL.

Nesta
semana, assim como em toda reta final do Campeonato Brasileiro, voltou o tema da chamada “mala branca” que diferente do que muitos afirmam, não
encontra qualquer restrição legal no CBJD uma vez que pode e deve ser
tido como um incentivo a uma equipe sem maiores pretensões no torneio
para conseguir resultado satisfatório diante das equipes que lutam pelo
título, sem o poder de interferir no resultado do jogo.

O
reconhecimento de que houve oferta monetária de incentivo para vencer a
equipe do Flamengo por parte dos dois mais importantes atletas do
desmotivado Barueri, Rene e Val Baiano, gerou um grande desconforto no
meio do futebol por conta das declarações do presidente do Flamengo que
se mostrou inconformado com o resultado negativo da sua equipe diante
do pequeno Barueri, afirmando que o resultado se deu por conta da dita
“mala branca”, que afirmou ser um crime a ser apurado pelo Ministério
Público.

Amigos,
antes de aprofundarmos no tema, devemos ressaltar que a “mala branca”
jamais pode ser sequer comparada a compra ou interferência no resultado
de uma partida já que para isso a equipe derrotada deveria ser
complacente e aí se configura a “mala preta”, essa sim prevista como
ilícito no esporte.

E
não bastasse todo o desconforto gerado com o infeliz reconhecimento da
oferta, que pode ser até questionada do ponto de vista moral face ao
profissionalismo dos atletas que devem buscar a vitória
independentemente de incentivo externo, as atitudes tomadas a partir de
então somente pioram a situação é aí sim põe em risco a lisura do
torneio.

Na
noite da última sexta feira a diretoria do Barueri entendeu por afastar
os dois atletas envolvidos no episódio, justamente na véspera da
partida contra o vice líder do torneio, em partida que pode definir a
liderança, e que coincidentemente foi vencida pela equipe adversária
que sem dúvidas aproveitou-se da ausência dos dois melhores jogadores
da equipe da Grande São Paulo. Isso depois de se ter ventilado que esta
própria equipe teria providenciado a tal “mala branca”.


surge uma questão a ser discutida entre nós que é sobre o que deve ser
tido como imoral:. a oferta e possível recebimento de “mala branca”
para incentivar uma equipe a vencer uma determinada partida de
interesse daquele que oferece o “prêmio”, ou o afastamento de atletas
importantes em uma partida chave para o desenrolar do campeonato sem
que os atletas tenham cometido qualquer ilícito?

E
por outra coincidência do destino, novamente a equipe beneficiada pela
confusão foi o time do Jd. Leonor, que esperamos tenha o Estádio
Estadual do Morumbi interditado por falta de segurança pela invasão de um torcedor na partida contra o Internacional, da mesma forma que outras vezes diferentes estádios em condições semelhantes sofreram tal punição.

Esperemos portanto como vai se pronunciar o CBJD.

Saudações alviverdes rumo ao título!

7 respostas em “Imoral ou ilegal?”

Como sempre o spfw fazendo de suas peripecia pra levar na mao grande os pontinhos… lamentavel!!

O Palmeiras precisa deixar de ser covarde e levar o caso a FIFA e se for o caso a justiça comum.. Pode ser necessário a paralização do campeonato e tudo mais que seja necessário para o fim da farsa do futebol brasileiro… Deixa a TV 2, 3 semanas sem jogos pra transmitir e tenho certeza que ela passará a ter mais respeito pela SOciedade Esportiva Palmeiras e por todos torcedores de bem do nosso futebol.. A hora é agora, não pode deixar o esquema se manter, pq o campeonato vai ser decidido novamente pelos arbitros, pelos tribunais de justiça e pela CBF… falem agora ou calem-se novamente até novo cambalacho…
Acorda diretoria Palestrina

Forastiero #2
Ninguém falou que foi a diretoria dos bambis. Mas quem conhece o passado e os métodos do pessoal do outro lado do muro pode desconfiar que a tal mala branca veio do jd. leonor. Aí na verdade deixaria de ser branca e seria uma mala preta. Essa história de tirar os caras do jogo para preservar os jogadores foi a pior lorota que eu já ouvi na vida.
Historinha mal contada, e pra variar beneficiou o spfc, que jogou contra um adversário mais fraco, sem dois dos seus principais jogadores.

e a expulsao do goleiro de hockey no jogo contra o santos… o cara foi pra cima do arbritro e nem chamado foi pra depor…

e a invasao de campo no morumbi?? isso nao e pra ser julgado por perda de mando??

isso vai continuar ate ter uniao de verdade dos clubes…

no fim do jogo contra o santos x SPFW o Lateral Leo do santos disse:
– “nao da pra jogar um campeonato q so um time tem condicoes de ganhar… e muito desigual”

ai o reporter cutuca… PQ?

Leo: – “nao vou falar mais nada… se nao o tribunal pune”

jogadores conversam em campo e sabem de malas brancas do SPFW para S. Andre comerem a bola contra nos…

e agora essa mala que supostamente era do Cruzeiro.. mas ta na cara q e mala cor de rosa Bambi..

pra mim nao se faz mas nada com elas…

nao precisamos delas pra um G4 pra conseguir patrocinios…

se fizermos um G3.. Palmeiras, Corinthias e Santos..

exclui as bibas e falem o PQ?
tem q queimar esses caras na midia… pra eles perderem receitas..

so assim elas param de se achar…

tem q se juntar com o Andres Sanches ( q nao vai com a cara das Bibas) e massacrar o SPFW…

tem q acabar com essa raça..

AHHHHHHHH como queria voltar no tempo E NAO FAZER O TAL JOGO DAS BARRICAS… e ver esse lixo falir…

O maior problema deste mundo é que as pessoas,com o tempo,passam a aceitar como normais e honestas,coisas que não são normais e honestas.
O Brasil é o país do, “deixa a poeira baixar e vamos em frente”.
Temos inúmeros casos assim.Só pra citar um,hoje em dia,quem fala em Fora Sarney?

É vergonhoso.Não existe ninguém 99,5% honesto.Ou se é honesto 100%, ou não se é.

Sds.

O assunto é mto complicado. Eu não acho que dar mala-branca seja imoral, mas acho vergonhoso aceitar.

Esse caso específico ficou meio confuso. 1o foi o Cruzeiro, depois foi um grupo de torcedores do Cruzeiro, agora foi a diretoria Bambi?

De qualquer forma, se o jogo seguindo não fosse contra os bambis, mta gente apoiaria o afastamento dos 2 jogadores que falaram e ainda discutiriamos o restante do elenco. E eu não vi o jogo, não sei se o Barueri demonstrou alguma “fraqueza estranha” durante a partida contra os bambis.

Pra mim, aparentemente, esta tudo normal e aceitavel.

Acho que qualquer mala no futebol, branca, preta, “rosa” é imoral. Pagar para alguém perder uma partida com certeza é um crime, tanto de quem paga como de quem recebe o dinheiro para perder. Já no caso da mala branca há quem diga que não é imoral, é só um incentivo para os jogadores e tal. Mas pra mim o buraco é mais embaixo. Um time como o Barueri, sem história nenhuma, praticamente sem torcida para honrar, que não corre risco de rebaixamento e não luta por nada expressivo neste campeonato, poderia muito bem aceitar uma grana não só como incentivo para ganhar um jogo, mas também para perder, ou para facilitar, por exemplo tirando de campo alguns de seus principais jogadores. Sem contar o tal Fernandinho do Barueri, que já está acertado com os bambis para o ano que vem, e que com certeza não vai jogar o seu melhor futebol para não complicar o futuro “patrão”.
Não tenho como afirmar isso com certeza, até porque não tenho prova nenhuma disso. Mas a impressão que fiquei é de que foi fechado um pacotão, os bambis compraram o Fernandinho, deram mais uma grana pra incentivar o Barueri contra o Flamengo, mais uma graninha pra eles entregarem o jogo de ontem, mais um pouquinho pra complicar o jogo contra o Internacional na próxima rodada, dia 08/11. Foi o PACOTÃO BAMBI do brasileiro 2009.
E para a imprensa tá tudo lindo! Ninguém toca no assunto como deveria.

Os comentários estão desativados.