Categorias
Notícias

O que esperar?

POR EMERSON PREBIANCHI


Amanhã teremos o julgamento do nosso mandatário maior, o Presidente Prof. Belluzzo, que teve a oportunidade de exteriorizar tudo aquilo que todo palmeirense sempre teve vontade de falar sobre o incompetente e tendencioso árbitro de futebol que nos roubou de forma descarada e premeditada em partida chave para nossas pretensões neste Campeonato Brasileiro.


Como bem notou nosso presidente, é difícil afirmar que o árbitro tenha agido em nome de Fluminense, Flamengo ou São Paulo, mas o fato é que estes foram os únicos beneficiados com o descaramento praticado na anulação de gol indiscutivelmente legal. O fato é que depois de ter invalidado um gol legítimo, deixado de marcar um pênalti a menos de 3 metros do seu nariz e de expulsar o atleta adversário que desferiu cabeçada em nosso lateral-esquerdo, o árbitro foi “punido” com o afastamento por quatro partidas no Brasileirão, sendo que já foi convocado para atuar pela Conmebol em partida pela Sulamericana, ou seja, nenhuma punição de fato foi aplicada.


Já nosso presidente está sendo atacado de forma veemente pelo imparcial procurador geral do STJD por ter dito o que todos pensam e ninguém teve coragem, até então, de dizer, e responderá por “praticar ato hostil, por fato ligado ao desporto”; “ofensa moral”; “manifestação desrespeitosa através da imprensa”; e “incitação pública à prática de violência”, conforme os artigos 186 II, 187 II, 188 parágrafo único e 279, respectivamente, combinados com o artigo 184, “aplicando-se cumulativamente as penas”.


Todas as punições pretendidas pelos imparciais do STJD podem render mais de três anos de suspensão ao mandatário, que representa para todas as agremiações, o mais preparado dirigente do país, que veio para moralizar o futebol e demonstrar que pode haver dignidade nesse meio onde armações surgem a cada dia para beneficiar determinadas equipes. Em que pese o teor das fortes afirmações feitas pelo nosso presidente, que certamente merecem uma repreensão, não pelo conteúdo, mas sim pela forma como foram feitas as colocações, nada justifica impor nova punição ao clube que foi prejudicado pela atuação de profissional colocado a serviço do futebol pela própria entidade a qual represente o STJD, qual seja, a CBF que se não foi incompetente, foi no mínimo negligente e omissa em indicar e permitir a presença de um árbitro desqualificado para atuar em tão importante partida.


E pasmem amigos do 3VV, não bastasse esta ridícula denúncia, nosso presidente poderá ainda sofrer maiores punições por ter informado a coletividade sobre um ato arbitrário e digno de Inquérito Policial promovido pelo auditor do STJD, que um dia afirmou a Revista Veja “não gostar de futebol”, e que ao julgar nosso atacante Vágner Love, disse para quem quisesse ouvir que o atacante só fora punido por usar tranças verdes, já que se fossem rubro-negras não lhe aplicaria qualquer punição.


Tal afirmação gravada pelos órgãos de imprensa deveria no mínimo acarretar a expulsão sumária do auditor dos quadros do STJD, mas no entendimento do imparcial procurador, nosso presidente, ao levantar suspeitas sobre o julgamento do atacante Vagner Love no STJD, dizendo nada mais do que consta das gravações da imprensa naquele dia, cometeu ilícito e responderá por “atribuição de fato inverídico a membro do STJD” e “manifestação desrespeitosa e ofensiva contra decisão do STJD através da imprensa”, conforme os artigos 189 e 190, respectivamente. Sinceramente não acredito em absolvição já que a pressão da emissora de televisão que tentou de toda forma buscar algum resquício de licitude na atuação do gatuno árbitro ao invalidar o gol para não macular o campeonato no qual investiu milhões de dólares, e dos demais interessados no título, será muito grande e o político órgão julgador atuará em nome dessa maioria.


Contudo, elementos para a absolvição existem. E se houver um pingo de dignidade nos julgadores, por mais que esperar dignidade daqueles que sistematicamente nos prejudicam pareça utopia, devemos ver a absolvição do presidente não só por falta de ilicitude nas afirmações, que como já dito e redito aos quatro cantos somente expressou o que se diz em qualquer roda de discussão de futebol, mas também para que se demonstre estar o tribunal em comunhão de idéias com o bom e honesto futebol.


É ESPERAR PRA VER!


Também acontecem os julgamentos de Marcos pela expulsão no último clássico, que sinceramente não deve trazer nenhum problema já que cumprida a suspensão automática dificilmente será aplicada punição maior no lance em que o próprio goleiro disse não ter tido tempo de impedir o choque, que se interpretado como jogada violenta vai mudar todo o conceito de violência no esporte, e de Danilo, pela entrada dura que lhe rendeu cartão amarelo na mesma partida. Neste julgamento devemos estar atentos para a conduta dos imparciais julgadores, pois há uma forte pressão pela suspensão do atleta, mas as declarações do árbitro após a partida à Rádio Bandeirantes devem ser elemento suficiente para a absolvição já que o árbitro foi claro em dizer que viu o lance de perto e interpretou como lance para cartão amarelo, de modo que esta declaração inviabiliza conotação diversa ao STJD sob pena de se estar confrontando o entendimento defendido pela arbitragem.


Ademais, não faltam imagens de jogadas semelhantes durante todo este campeonato que não renderam punições. … Devem agora estar sentindo um pouco do que passamos todos os anos os nossos vizinhos e enfim saberemos quão forte é o poder deles nos bastidores do STJD. O confronto de interesses que sempre beneficia a equipe do Jd. Leonor agora encontra oponente com mesma influencia o que nos mostrará até onde vai a força política de cada uma das equipes. A favor dos cariocas pesam os julgamentos dos adversários que sistematicamente vêm sendo prejudicados as vésperas do confronto com o Flamengo, e cito como exemplo o caso do zagueiro Ernando do Goiás, que expulso por receber o segundo cartão amarelo poderá hoje ser suspenso e não jogar contra o time carioca como já aconteceu antes com diversos adversários.


Já nossos vizinhos estão ajudando os amigos do STJD a favorecer o rival carioca promovendo cenas bizarras como as desse fim de semana quando dois de seus atletas trocaram tapas e foram advertidos pelo árbitro com cartão amarelo, mas que bem podem ser suspensos por ato hostil ou ainda por agressão já que tapa na cara é agressão. Ou não?


Nesta semana também serão julgados os três expulsos na partida contra o Grêmio em que Jean recebeu o segundo cartão amarelo por um carrinho não muito diferente daquele que rendeu duas partidas a Vagner Love, enquanto o violento atleta Dagoberto em ato de destempero praticamente agrediu o adversário com um carrinho desleal que pode lhe render no mínimo duas partidas de suspensão, ao passo que Borges, que se ressalta reconheceu ter agredido o adversário em entrevista posterior ao jogo, deve ser punido de forma mais pesada. Quanto a eles, também esperamos ver como terminará a punição aplicada pela invasão de campo que rendeu a perda de um mando de jogo, em que a diretoria promete recorrer para suspender a punição e continuar mandando suas partidas no Estádio Estadual do Morumbi até o final do Brasileiro. Com isso, só nos resta esperar e assistir ao Espetáculo Circense do Tribunal que de “justiça” não tem nada!

12 respostas em “O que esperar?”

Vejam isso:
Punição a Beluzzo ‘acaba’ no reveillon

LANCEPRESS!
A suspensão do palmeirense Luiz Gonzaga Belluzzo, caso seja condenado na reunião de hoje do STJD, deve ser muito menos penosa do que se discute. Pela tradição do STJD, Belluzzo recebe uma pena dura hoje, na comissão disciplinar. O Pleno do STJD costuma abaixar muito as penas, mas o recurso deve ser julgado só em fevereiro. No início de 2010, porém, Belluzzo já poderá voltar ao cargo. Os criadores do novo CBJD, que entra em vigor no Ano Novo, dizem que o código estabelece que em caso de recurso, o réu tem direito ao efeito suspensivo após cumprir 15 dias de pena.

Marco, eu não sei ao certo quem é que tem essa gravação mas o Benja no Estadio97 disse ter ouvido o audio, mas não lembro onde…
Como de costume a diretoria do Palmeiras deixa primeiro a bomba estourar pra depois fazer barulho! Tinha que ter falado na hora e não dois meses depois!

“consta das gravações da imprensa”. Se consta nas gravações, não podemos usá-las? Ou chamar testemunhas que comprovem o caso?

Vamos acabar com o STJD…. órgão pau-mandado de CBF e de certos clubes.

Só acho que erramos muito feio nesse caso, já devíamos ter denunciado esse procurador no dia do julgamento do Love.

Em relação as meninas do Jd Leonor, não vai dar em nada o julgmaneto delas. Mas a bola vai punir… contra o Botafogo!…. Depois é só esperar por um tropeço do Mengo

“consta das gravações da imprensa”. Se consta nas gravações, não podemos usá-las? Ou chamar testemunhas que comprovem o caso?

Vamos acabar com o STJD…. órgão pau-mandado de CBF e de certos clubes.

Só acho que erramos muito feio nesse caso, já devíamos ter denunciado esse procurador no dia do julgamento do Love.

Em relação as meninas do Jd Leonor, não vai dar em nada o julgmaneto delas. Mas a bola vai punir… contra o Botafogo!…. Depois é só esperar por um tropeço do Mengo

Belluzzo já está condenado pela mídia, imaginem o STJD… Também, como pode ele falar este impropério, chamar o Simon de LADRÃO? Que absurdo…

Quanto as meninas que se puxaram o cabelo durante o jogo e depois trocaram selinho abraçadinhas na saída do jogo, podem ficar sossegados: não vai dar em nada.

Agora, sem André Dias, Hugo, Dagoberto e Borges contra o Botafogo, aposto e ganho: elas não ganham o jogo.

SÓ ESPERO QUE O BELUZZO/3VV/PARMERISTA/KLEINE E TODA NOSSA MASSA VERDE NÃO DESANIMEM COM TODA ESSA SUJEIRA.MAIS UMA VEZ AS MOÇAS FORAM BENEFICIADAS.FORÇA BELUZZO.

Belluzzo foi o primeiro a ter coragem de dizer que o rei estava nú. Será punido por isso…

A única chance do professor ser absolvido e deixar esses pilantras do STJD com cara de bunda é dar “o” telefonema. Como se recusa a fazê-lo, vai sofrer na mão dos caras.

Eu tenho tanto ódio da CBF e do STJD que prefiro que eles punam o Belluzzo do que escutar que ajudaram o Palmeiras… ”ELES” QUE CONTINUEM SENDO NOSSOS INIMIGOS, e o Belluzzo que continue sendo inimigo deles e gente como a gente… O futebol brasileiro não merece um ser humano como nosso presidente… Eu não quero e não precisamos de STJD e nem CBF… e desde já eu digo, vou morrer de rir com a desgraça de toda essa gente que faz parte de CBF, STJD e Rede Globo… queime no inferno Galvão Bueno…

Concordo plenamente.
Emerson, só que o julgamento do Marcos e do Danilo é hoje mesmo, daqui a pouco as 18:00 hs.
Os dois irão ser absolvidos.

Perfeito Emerson,

Não será necessário escrever mais nada.!!

Abraço!!

Os comentários estão desativados.