Categorias
Meninos Eu Vi

A história se repete como farsa

POR JOTA CHRISTIANINI

A história só se repete como farsa.

Verdade! Vamos então conhecer a história, já que
a farsa todos conhecem e aconteceu em 2000 quando a FIFA organizou o
segundo mundial de clubes em sua história, curiosamente, ambos com
final no maracanã, e inexplicavelmente, ou “explicavelmente”, o
cidadão que exercia a presidência do Palmeiras abriu mão de disputá-lo,
embora a vaga fosse de fato e de direito do Verdão.

Ano de 1948. O Chile, junto com a federação
sulamericana de futebol, resolveu fazer o primeiro campeonato de
clubes da América do  Sul — recentemente a Comenbol concedeu a este
campeonato  a  mesma importância da Libertadores.
Cada país mandou seu campeão, mas e o Brasil?

Aqui não havia campeonato nacional; o tamanho
continental do país e as dificuldades de locomoção, impossibilitavam
qualquer campeonato nessa dimensão.

Dois campeonatos destacavam-se; o paulista e o
carioca mais organizados, profissionais e com muito maior
repercussão que os demais.
Resolveram a questão; os campeões dos dois maiores
torneios disputariam uma séria de três partidas e o vencedor
representaria o Brasil. Até um troféu foi instituído, a Taça Mitto.
Na primeira partida realizada no Pacaembu o PALMEIRAS venceu  2×1 gols do Bóvio e do Lula.

Segundo jogo no Rio de Janeiro, São Januario, deu Vasco 3×1.
Foram para a terceira partida, fevereiro de 48
e o Palmeiras, contando com atuação extraordinária de Lima (que
marcou um dos gols e o outro foi de Arturzinho) venceu o “expresso da
vitória” cruzmaltina, 2×1.
Receberam a Taça, deram volta olímpica,
comemoraram o direito de  representar o Brasil no Chile, enfrentar
River Plate, Colo Colo, Penarol etc. Tudo era festa!

Meses depois realizou-se tal torneio sulamericano e quem desembarcou em Santiago representando o Brasil?
O VASCO!

Crédito para a imagem: Fabio Marcello

13 respostas em “A história se repete como farsa”

Mandou bem Virolli, talvez sua exlanação seja a mais sensata. Mas vejam que este ano o Campeão dos Emirados árabes participou do Mundial como o atual campeão local. Isso é regra.

E quem me falou sobre a tal “visibilidade” que as parceiras queriam foi meu tio, que é amigo e já foi diretor de uma das empresas do J HAWILLA (Fratello Ticket).

Nem devemos lamentar por este mundial aí. Este não teria valor verdadeiro e nossa não-participação prova mais ainda que era um torneio de exibição…

O MUNDIAL VERDADEIRO COMEÇOU EM 1951. Isso é o que devemos exaltar. Aliás, nossa diretoria deveria fazer um outdoor (tipo o que tem no Olimpico) falando que somos o PRIMEIRO CLUBE CAMPEÃO DO MUNDO.

Amigos, o que sei sobre o “Mundial de 2000” é o seguinte: A TRAFFIC era “parceira” da FIFA e da Hicks Muse (parceiro da Corinthians). Na época, a idéia da Hicks era promover um torneio internacional para dar VISIBILIDADE ao Corinthians. Eles aproveitaram o título BRASILEIRO DE 1998 para “montarem” esta competição. OU SEJA: O CORINTHIANS participaria de QUALQUER JEITO, mesmo que outro time fosse campeão brasileiro em 99 (os gambás ganharam denovo).

O Vasco foi escolhido por ter “sido campeão da Libertadores de 98” = POR SER DO RIO DE JANEIRO, uma das sedes.

Teve um outro time aí que era atual campeao continental e que ficou de fora… Eles chamaram um outro, campeao de uma Recopa…

Enfim, não fizeram o torneio para o Corinthians vencer, mas sim para dar visibilidade à equipe, que na época contava com grandes jogadores. Mas não era o objetivo atribuir ao vencedor o titulo de campeao do mundo…

A MERCOSUL tbm foi criada pela Traffic e nem por isso o campeão se achava no direito de dizer que era CAMPEÃO DAS AMÉRICAS…

partes, ;no dia que o Palmeiras ganhou a Libertadores o presidente da comenbol, sr; Leoz; estava no Palestra, disse que tudo poderia ser resolvido(eles esoclheram o vasco como campeão de 98, um dia antes, de medo que o Cali gnahasse) nada foi feito, ficamos nas lamurias e abolsutamente nada foi feito de incisivo. — alias desde quando o campeão do pais sede entra no mundial de clubes —- se houve alguma promessa., nao sei.! mas ficamos passivos,
quanto ao terceiro jogo foi no pacaembu e o vasco foi campeão em Santiago, por isso escreve em seu estadio 1o. Campeão sulamericano, naquele tempo a CBD mandava e pronto…JOTA

Jota,

indignação a parte, por curiosidade, onde foi o 3º e decisivo jogo com o Vasco? Quem foi o campeão no Chile?

Obrigado pelo causo.

7 – Luís , 6 – Alberto e Jota..

Anos atraz surgiu a historia de q o MUMU cedeu a vaga para a turminha da marginal sem numero…

com a promessa de ter a vaga no mundial da espanha(se nao me engano) no ano seguinte

Jota,
Realmente seria interessante você explicar o porquê dessa vaga cedida em 48. O que aconteceu?

Quanto às colocações do Cunio, para mim também é nebuloso o que aconteceu com aquela vaga… alguém aí tem alguma explicação mais convincente? Tudo bem que não faria sentido COMERCIAL termos dois clubes paulistas, mas quem deveria ficar na fila seria o pessoal da marginal sem número e não o Palestra.

Alguém aí discorda?

Jota, até que ponto é verdade que CEDEMOS a vaga do Mundial para o Vasco? Esta história está mal contada. Na época, a alegação da FIFA foi de que inscrever o Palmeiras ficaria muito em cima da hora e por isso usariam o Campeão da Libertadores de 1998. Mas essa história é furada, pois o Palmeiras foi campeão da Libertadores em Jun/1999 e o Raja Casablanca saiu Campeão da África no segundo semestre de 1999 e jogou o torneio. Na verdade, com o torneio no Rio de Janeiro, qual seria o atrativo com DOIS clubes de São Paulo e NENHUM do RJ? A prova disso é que o Palmeiras reclamou muito na época e foi “consolado” pela FIFA que estaria incluso no próximo torneio, que chegou até a ter seus grupos definidos (o Palmeiras jogaria se não me engano até com um clube turco), mas que NUNCA MAIS aconteceu. Passaram-se alguns anos e reeditaram o torneio. Sem o Palmeiras, claro.

q vergonha..

nossa historia mostra jogadores com raça e q vestem de verdade a camisa..

mas tbm mostra como sao incompetentes os gestores q passaram por la…

ceder vaga de mundial e o fim da picada…

e tao suado conquistar apenas a vaga… e tme cara q joga no lixo…

RIDICULO

E ESSE MALDITO MUSTAPHÁ CONTINUA DANDO CARTAS NO VERDÃO. ORA VÁ POR UM CHINELINHO E VÁ TOMAR CHÁ NA FRENTE DA TELEVISÃO, SEU BAMBI DISFARÇADO.

O Palmeiras e o time do amor, o Brasil e o pais da vergonha, leleoleleoleleooooo
O mais incrivel dessas duas historias e ver como 50 anos depois o Palmeiras continua com menos forca nos bastidores do que: Vasco?
Vergonha

Uai. Mas por que isso?! Pq nunca tinha ouvido essa verdade antes?! Absurdo!

Bela historia, Jota, e com certeza ignorada por 99% dos palmeirenses. Vou checar como esses jogos aparecem no Almanaque do Palmeiras. Seria interessante ver como os vascainos vêem essa historia tambem.

Como eu disse, em uma piada de humor negro ´para um amigo judeu ‘ok, os judeus foram mais discriminados, mass estão apenas um holocausto à nossa frente’. ele, como palmeirense, gostou!

Abraços,

Marcos

Os comentários estão desativados.