Categorias
Opinião

OPINIÃO DO CRISCIO: hora de definir

POR VICENTE CRISCIO

A semana palmeirense foi marcada por um extenso e doloroso processo de lamber as feridas. E enquanto o torcedor apaixonado se remoía e tentava explicar aos filhos porque perdemos o título mais ganho dos últimos tempos, outros que se denominam “grandes palmeirenses” brigavam nos bastidores pelo poder e atrapalhavam o processo de decisão.

Anunciou-se o pedido de demissão do vice-presidente Gilberto Cipullo. Informações internas e da própria mídia davam conta de que o motivo era incompatibilidade com o treinador Muricy Ramalho. Cipullo retrocedeu e surgiu nos bastidores que Dorival Junior estava negociado.

Na paralela Paulo Serdan, ex-Mancha Verde, anunciava o apoio ao filho de um vice da atual Diretoria para ser Presidente do Palmeiras. Independente se as eleições acontecerem daqui a um ano e mesmo se o potencial candidato tem os requisitos estatutários exigidos.

Enquanto isso a turma de Mustafá Contursi continua agitando. Um pediu pela internet o IMPEACHEMENT (assim mesmo, com E) do Presidente Belluzzo.

Nesse ínterim, Corinthians e São Paulo anunciavam reforços e o Santos elegia um novo Presidente acabando com a era Marcelo Teixeira.

Mas um fato novo surgiu no horizonte e deixou o palmeirense mais otimista com o futuro imediato: Jota Hawilla, o Presidente da Traffic, veio a público e se posicionou. Falou que queria Muricy no comando do time e exigiu uma estrutura profissional para cuidar do futebol. E prometeu apoio.

A BOA NOTÍCIA

Se tudo isso que está acima procede (e deve ser isso mesmo) a boa notícia é que o principal investidor e mentor do fundo que prioriza investimentos no Palmeiras (e que é muito palmeirense, diga-se de passagem) deu um virtual “tapa na mesa” quase que exigindo com suas palavras que todos se entendessem.

Isso deve apressar uma decisão. E nesse momento, uma decisão, mesmo que ruim, ainda é melhor que uma “não decisão”.

A MÁ NOTÍCIA

A má notícia é que me parece que não haverá mudança de mentalidade com a manutenção da atual estrutura do futebol, ainda que parte dela. O grande problema do Palmeiras nos últimos anos têm sido uma péssima estratégia e execução para formação dos elencos, ao mesmo tempo que Toninho Cecílio (se MIlly Lacombe estiver certa) foi nesse período menos Gerente de Futebol e mais uma “ferramenta” para Vanderlei Luxemburgo saber o que se passava nos vestiários quando ele, digamos, estava ausente cuidado de assuntos mais importantes; para ele, claro.

A OPORTUNIDADE

O Palmeiras jogará quatro campeonatos em 2010. Uma Copa do Brasil em que, para chegar a uma semi-final, precisará passar um time da chave do Botafogo carioca. Para chegar na final terá que superar apenas o vencedor das chaves de Atlético MG e Santos. Ou seja, a Copa do Brasil é algo prá lá de possível.

Além disso, um título na Copa do Brasil daria tranquilidade para o time disputar um Sul-Americano e reeditar 1998, quando o Palmeiras venceu a mesma Copa do Brasil e a Mercoul.

Dois títulos desse naipe, mesmo sem vencer o Brasileirão 2010, dariam a remissão ao torcedor palmeirense. E um embalo para 2011, tanto na esfera esportiva quanto na política.

O RISCO

Continuar nessa situação, sem fazer nem desocupar a moita. Manter Cecílio, que defendia que a Libertadores não era obrigação; e provavelmente defenderá que chegar numa final da Copa do Brasil também não seja. Manter Muricy (atitude correta) mas não dar o devido suporte que o treinador precisa (aparentemente exatamente o que ocorreu na reta final desse Brasileiro).

Nesse show de horrores teremos um dos postulantes da oposição (declarada ou escondida nas costas do Presidente) se realinhando com Mustafá Contursi e seu grupo. E alguém deles assumindo o comando do clube.

Aí meus caros, podem esquecer. Teremos 2011 e 2012 (e se o know how do ex-Presidente prevalecer, 2013 e 2014) onde o Palmeiras atingirá o fundo do poço, pior do 2002.

A não ser que surja uma terceira via. Dá prá apostar nisso? 

O QUE FAZER?

Rapidamente: o Presidente precisa decidir e implementar a decisão. Qualquer que seja a decisão é melhor que não decidir. E ele é o Presidente e está no pleno direito de tomá-la.

Em seguida preparar um time forte e competitivo que dispute para ganhar tudo em 2010. E não apenas no discurso. Precisa colocar na mesa os planos de contratações e fazê-las acontecer.

Ainda: aproveitar que está no último ano de seu mandato e que não será candidato à reeleição e quebrar os pratos com “supostos” aliados mas que atiram facas pelas costas. Chute a todos de lado. Traga os que querem o bem do Palmeiras e têm competência para isso. Nomes existem. É só todas as partes deixarem a vaidade de lado.

Estruturar o departamento de futebol com profissionais do ramo, que combinem com a história de sucesso do Palmeiras. Exigir resultados mensuráveis e cobrar esses resultados ao longo da temporada.

E dar uma banana para a política do clube.

Não há mais tempo a perder. Se fizer isso e tiver sorte, saíremos mais fortes no final de 2010.

Se não fizer isso, eu não quero nem pensar…

De acordo? Ou estou exagerando?

Deixe sua opinião.

Saudações Alviverdes!

Esclarecimento: as fontes de informação para este post foram extraídas da mídia na
última semana. Algum nível de checagem e confirmação foi feito. Os fatos publicados
permitiram a formação da opinião aqui expressada.

36 respostas em “OPINIÃO DO CRISCIO: hora de definir”

Vicente, concordo que é a hora de definir. Mas não podemos deixar de lado a política do clube. É essa maldição que mais atrapalha e finalmente o Palmeiras tem chance de arrumar a casa. o texto do PVC deixa bem claro: o maior erro da administração do Beluzzo foi o gerenciamento da política interna do clube.
E seria burrice deixar ela de lado mais uma vez.
Dois exemplos mais óbvios: os bambis e o corinthians. No são paulo, po JJ sabia que não podia dar brechas e garantiu uma mudança de estatuto pra ele poder mandar e desmandar naquela birosca. Garantiu a situação política do clube. Já os gambás foram obrigados a fazer mudanças, por causa do fiasco do dualib. Eles nao tem mais nenhum sócio vitalício e nem o Palmeiras deve ter.
No teu texto tu propõe deixar de lado a podridão da política e montar um time bom e ganhar tudo no ano que vem. Concordo plenamente. Mas e depois???
As eleições vão continuar atrapalhando as negociações no Palestra?
Se a situação não se mexer, quem irá controlar o Palestra em 2011?
De que irá adiantar ganhar tudo em 2011 e ser rebaixado de novo em 2012?
Precisamos garantir que a política do time seja pelo menos encaminhada. Algumas coisas precisam mudar, principalmente tudo que envolve eleições, votação direta ou indireta, sócios vitalícios, sócios que podem votar ou não.
Política é nojenta. Mas infelizmente necessária. Pois o dia em que Paulo Serdan for presidente do Palmeiras, ou tiver poderes de decisão no clube, vai ser um dos dias mais tristes do Palestra.

Vicente, concordo com vc….

“Em seguida preparar um time forte e competitivo que dispute para ganhar tudo em 2010. E não apenas no discurso….”

Disse tudo aqui……

Abs

Vicente
A missão da diretoria e comissão tecnica é das mais dificeis. Com o fiasco de 2009 a pressão da torcida e da imprensa em 2010 será muito maior.

Como voce falou, só o titulo da Copa do Brasil salvará o mandato do presidente e garantirá a eleição do sucessor da situação. Do contrario, a volta do nefasto fica muito provavel e vamos retroceder nos avanços que tivemos nos últimos anos.

Já pensou a oposição voltando ao poder e cancelando o projeto da Arena ??? Não merecemos isso …

Outra coisa: a política efervescente do Palmeiras não pode servir de cortina de fumaça para mascarar a incompetência da diretoria de futebol que está aí há três anos e o mais preocupante, não enxerga e portanto não corrige seus erros.

Os dois problemas tem de ser atacados paralelamente.

A questão política tem de ser abordada o mais cedo possível. Se deixarem pra outubro ou dezembro, vai ser tade demais, e aí não adianta chorar a volta do nefasto.

Acho que temos dois problemas, um de curto prazo (o futebol pra 2010) e um de médio e longo prazo (o Palmeiras pós Belluzzo).

Quanto ao Palmeiras de 2010, estou muito pessimista. Manter a diretoria de futebol inteira e trocar apenas o Toninho é piada de mau gosto. Imagina a Coca-Cola perdendo mercado pra Pepsi e os peões de fábrica sendo substituídos… Essa diretoria de futebol é perdedora e fraca. Até podemos ser campeões se a sorte nos sorrir, afinal a Copa do Brasil não estará essa dificuldade toda, mas o Palmeiras continuará sendo esse clube inexpressivo nos bastidores e uma nau à deriva no futebol. Às vezes uma nau à deriva até consegue chegar à praia, mas ter um capitão aumentaria muito as nossas chances.

Concordo com o Vicente que tomar uma decisão ruim é melhor do que não tomar decisão alguma, mas uma decisão ruim não deixa de ser ruim. Ou seja, com Cipullo e cia é mais do mesmo…

Quanto ao Palmeiras pós-Belluzzo, o Conselho do Palmeiras já provou sua mesquinhez inúmeras vezes, logo é inocência esperar algo de bom ao final de 2010, mesmo que ganhemos tudo que disputarmos. Nossa única esperança é mudarmos o estatuto e passarmos a ter eleições diretas (e acabar com os vitalícios, etc.).

Li no PTD sobre uma iniciativa de alguns sócios para recolher assinaturas para forçar uma assembléia sobre o tema das eleições diretas, mas pela falta de divulgação, não sei se é uma iniciativa organizada ou apenas uma tentativa isolada de dois ou três gatos pingados. Triste, muito triste…

Espero que seja só conversa mesmo Rodrigo.

Quanto ao texto do PVC eu sou a favor do boicote ao Palmeiras até que essa raça maldita se desinteresse pelo futebol do clube.
Sou radical,mas acho que é a única forma da maior parte da torcida fazer algo.

Essa troca é um absurdo Cássio. Para mim era só conversa de torcedor. Espero que não aconteça.

O texto do PVC retrata bem a situação. Eu defendia mudanças na diretoria de futebol. Mas se sair o Cipullo, entra quem, Palaia? Paulo Serdan (não duvidem)? Acho que se trocar o Toninho já está bom demais, afinal o Cipullo é o homem de confiança do Beluzzo.

Haja estômago.

O prof.Belluzzo disse que a situação atual do Palmeiras está refletida nesta coluna do PVC.É triste.

O maior fracasso do Palmeiras
Dezembro 13, 2009
“FOLHA”

Por PAULO VINÍCIUS COELHO (PVC)

—————————

Pizo amava Della Monica, que amava Cipullo, que amava Belluzzo. Hoje, todos eles se odeiam

—————————

O PRESIDENTE do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, precisou de habilidade, para contornar a situação política, na turbulenta semana do Parque Antarctica. Com muitos panos quentes e poucas decisões de impacto, selou a paz e manteve intacto o departamento de futebol. Cipullo fica, Muricy também. Furiosos ficaram apenas os críticos.

E são tantos.

Há 11 meses, ao vencer a eleição, Belluzzo deu a mão ao candidato da oposição, Roberto Frizzo, e caminhou para festejar a conquista com a torcida. Sua primeira promessa era pacificar o clube. Enquanto Belluzzo e Frizzo davam entrevistas de mãos dadas, o ex-presidente Della Monica contorcia-se de ciúme. Perguntava-se como Belluzzo podia dar as mãos ao adversário e esquecer-se de homenagear os aliados. Della Monica havia sido um cabo eleitoral frágil, mas estava do lado dos vencedores, afinal. Não está mais.

A falta de apoio do antigo presidente é um símbolo. O clube não se pacificou, esmigalhou-se. Controlar o cansaço de Cipullo, apaziguar os ânimos entre o principal dirigente do futebol e o treinador, tudo isso é mais viável do que recuperar a unidade de um clube historicamente dividido. “Nunca vi tanto ódio”, diz um conselheiro da oposição.

Cipullo não queria sair por causa de Muricy, como muita gente supôs. Queria sair porque seu trabalho é torpedeado por opositores e situacionistas, indistintamente. Há argumentos para defender a saída de Cipullo. O mais forte, a conquista de um único título, o Paulista de 2008, em três anos de gestão. Se você se esquecer de que o Palmeiras não ganhou nada nos nove anos anteriores, o argumento é invencível.

Mas, se Cipullo sai, quem entra? Não há, no Palmeiras, uma mísera nova liderança com envergadura -ou pronta- para assumir o cargo. A única exceção, Serafim del Grande, diz não ter tempo, nem saúde, para o posto. O agravante é que Bel- luzzo diz não ser candidato à reeleição, o que alimenta os sonhos dos amigos e inimigos, dos capazes e dos incompetentes, de chegar à presidência ou ao departamento de futebol. Se o remédio é Belluzzo anunciar a intenção de se reeleger? Na atual circunstância, Belluzzo não ganha eleição nem para síndico, se o colégio eleitoral for o Conselho Deliberativo do Palmeiras.

Todas as maiores crises da história do Palmeiras foram políticas. A maior, a descoberta de que Jordão Bruno Sacomani havia desfalcado os cofres do clube, em 1977. Nessa ocasião, os dois maiores inimigos políticos -Delfino Facchina e Paschoal Giuliano- trabalharam por um clube pacificado.

Hoje, opositores e situacionistas falam na falta de títulos, no excesso de dívidas, na falta de pulso. Não, não foi Belluzzo quem endividou o Palmeiras. Foi Della Monica, tentando corrigir os anos sem investimento de Mustafá.

Então, o maior fracasso verde em 2009 nem é a dívida, que beira os R$ 50 milhões. Acredite, também não é o fiasco no Brasileirão. O maior inimigo do Palmeiras hoje é a quadrilha. Não uma daquelas que você imagina, quando se fala em dirigentes do futebol brasileiro, mas a “Quadrilha”, de Drummond. “Pizo amava Della Monica, que amava Cipullo, que amava Belluzzo.” Hoje, todos se odeiam.

Belo texto, Vicente! Se é verdade que só o amor constroi, então a acidez é quem mostra o caminho certo…rs.

A principio sou a favor de manter comissão tecnica e direção de futebol, mas sumam com o Toninho e com jogadores melindrados com o Love. Acho que ninguem tem o direito de se melindrar por outro ganahr mais. Ponto.

Cássio #20
Essa troca é só conversa, ou alguém cogitou isso seriamente?

Vicente ainda bem que meu moleque não sabe ler tudo…..rs, ie se essa é a light….
abraços e pensemos positivo, é o que resta…

O fundamental em toda a organização é o bom gerenciamento. Cada vez mais se torna impossível qualquer empreendimento ter sucesso se este não tiver sustentação numa boa administração.
O primeiro passo a ser dado é OBJETIVIDADE. Como você comentou no seu post é criar indicadores mensuráveis de desempenho que, de forma objetiva e não passional, você possa avaliar o desempenho de todos os departamentos do clube. A passionalidade fica a cargo dos torcedores e porque não pode também ser associada a um indicador de desempenho.
Outro fator a ser considerado é a ESTRUTURA. O tMuricy tem características de HOMEM DE CAMPO e nisso é um modelo de trabalho. Não adianta exigir dele que “apite e chupe cana”. Tem que lhe dar condições de fazer bem o o que sabe e não adianta concentrar na sua cabeça a responsabilidade pela “gestão” do time de futebol. Devido essas mesmas características, teremos um péssimo comandante se não lhe dermos suporte e orientação.
Creio muito que o prof. Belluzzo saiba muito bem disso, mas todo o trabalho de mudança cultural leva tempo, infelizmente!

Nao entra na minha cabeça como que pode a politica suja da SEP prejudicar tanto a SEP. A proprioa SEP prejudica a SEP (hehehe… tantos SEPs)!!

Aliás,já que o Presidente costuma ler este blog,deveria se cadastrar e responder questões da torcida de verdade do Palmeiras.Poderia ter um canal exclusivo para ele aqui.
Dentro de um respeito claro.

Garanto que o nível aqui,é muito melhor que aquele onde ele foi,onde os caras só querem saber de “mata os bambi”.

É preciso coragem para responder e encarar de peito aberto as críticas e perguntas da verdadeira torcida.Aquela que vive pelo time e não do time.

Para quem viveu o período da Ditadura,isso aqui deve ser moleza para ele.

Sds

Que nós verdadeiros torcedores do Palmeiras,comecemos desde já um movimento de boicote total a qualquer “nova velha” adm.mustafá e dos seus.
Se essa figura voltar,que todos boicotemos todo e qualquer produto ligado ao Palmeiras.
Nem camisas,nem TV,nem ir ao estádio.Que esse gordo maldito bote dinheiro do bolso dele já que ele “ama” tanto esse clube.

Vamos refundar o Palmeiras após este se tornar sem valor para essa cambada maldita satisfazer suas(pra dizer o mínimo)vaidades.

Que e o sr.Mustafá saiba que se assumir o clube seja de que forma for,vai ser completamente boicotado por quem realmente ama esse time.

Só mais um detalhe.
Diego Souza trocado por Kléber para satisfazer de uma vez só,Traffic(DS jogando a libertadores),Mancha Verde(DS está sendo perseguido pela MV e sendo chamado de pipoqueiro) e novamente MV(Kléber é amigo e frequentador da torcida) é piada.

É chamar o torcedor de verdade de trouxa.

Se querem fazer algo para agradar a verdadeira torcida do Palmeiras,que venha o Gladiador e o DS fique,ou seja vendido de uma vez para a Europa.

Olha Vicente, se essa mensagem chegar ao Presidente e não tocá-lo e estimulá-lo a fazer o que tem que ser feito,realmente eu desisto dele.

Vitor (#14) geralmente escrevo os posts no 3VV e nem reviso. Publico de primeira. Esse aqui precisei revisar umas 3 vezes. Estava muito pessimista.

Ou seja, essa é a versão light.

Abraços

Vicente

Vicente os diretores e conselheiros brincam com a torcida.
Eles estão preocupados com eles e mais ninguem. É LAMENTAVEL.
É a máfia Italiana, na devida proporção.
Vaidade, vaidade, vaidade tudoé vaidade.
E o Palmeiras ???? esses eles não querem nem saber. È filho desse, amigo daquele, tudo para eles.
Só precisa avisar a eles que nos Palmeirenses verdadeiros estamso ficando com o saco cheio. E para eles manterem suas vaidades eles precisam de nosso entusiasmo.
BANDO DE MAFIOSOS, VAIDOSOS.
Nunca pensam na instituição e sim neles.
Vicente que Deus ilumine e bem o nosso Presidente nesse momento.
Lamentavelmente o Cippulo quer continuar com o Cecilio, e então o que vai mudar ????
Olha se o J Hawilla ficar bravo estamos fritos.

1 – precisa o J. Hawila dar “tapa na mesa”…
a politica do palmeiras parece uma creche..

2 – insisto..
PQ NOS GAMBAS ACABARAM COM OS CONSELHEIROS VITALICIOS FACILMENTE… ja no Palmeiras isso nao anda…

temos q mudar o estatuto e “matar” mustapha e qq um politicamente..

pq o MUMU tem muita forca nos Vitalicios…

e ca entre nos… cons. vitalicio e coisa da idade media..

eu queria um belluzzo mais radical como o Vicente pintou nesse post..

precisa SIM QUEBRAR OS PRATOS e mostrar pra torcida quem so quer se aproveitar do clube e quem quer o bem do clube…

e vamos contratar logo um ex jogador pra gerencia do futebol.. e ja q o Cecilio vai ficar q ele aprenda com esse ex jogador…

E VAMOS AGILIZAR AS RESPOSTAS.. precisa o Hawilla ser o primeiro a se posicionar…

1 semana pra decidir se o Cipullo e Muricy ficam ou nao…

ta loko parece creche isso..

abracos

É isso ai Vicente!!!
Beluzzo vamos pra cima deles (política interna e competição externa) , sem medo.
Palmeiras FORTE, independente de campeonato, é o que nós PALMEIRENSES queremos.

pessimista o post hein, pra deixar desanimado…
abr

Nós sócios, torcedores não podemos fazer p. nenhuma.
Nos é vedado o direito de escolher os rumos da nossa paixão, se não escolher ao menos opinar.
É surreal, inimaginávelq mustafá ODIADO em 100% dos palmeirenses (estatística não é matemática logo no meio de 16.000.000 ter 300 ou 400 = a ZERO)E UMA com a negra ficha de serviços prestados ainda seja uma possibilidade de poder.
É a demonstração cabal da nossa incapacidade enquanto clube de se livrar dos que SEM DÚVIDA nos fizeram mal.
Temos de trabalhar sob a pena e o risco de mustafá voltar e irmos para o fundo do poço DE NOVO.
Prego nesta eventualidade a desobediência cívil e aceito , de bom grado, altenativas menos civilizadas de fazer vcaler o óbvio.
Podemoas não saber o que é melhor mas sabemos o que é pior( mustafa, aliados,serdam declarando apoio,izidoro e grupo querendo voz ativa etc). E aceitar o pior é para carneiro não para porco ou periquito.
Nã0 PODEMOS VIVER COM ESTA AMEAÇA.

depois da entrevista que o mustafá deu, espero que o Belluzzo seja candidato à reeleição, senão vamos voltar para a década de 80

Rudi a foto e poraque o menino ta mijando hehe just do it, simplismente faca.. no caso tome uma decisao.
Eu vou com a Boa Noticia da materia, vamus com tudo para 2010!

Cassio, o Presidente costuma ler o 3VV. Não sei se lerá esse, mas acho que a mensagem vai chegar a ele.

Abs

Tá falado e muito bem falado Vicente.

É tudo que precisamos e queremos..Agora,Vicente,é possível você entregar este post nas mãos do presidente do Palmeiras?

É praticamente tudo que queremos dizer a ele.É o último ano de mandato.Dane-se a política e seus traidores.Profissionalize o clube.

Se o Palmeiras cair na mão do Mustafá de novo,o que faremos?

Sinceramente,se o Mustafá voltar,sou a favor de que toda, e quando falo toda,é a torcida de verdade e não os vagabundo organizados,boicotem completamente esta administração.Não indo ao estádio,não comprando produtos do Palmeiras,não assistindo aos jogos,até que essa maldita raça morra.

Eles brincam com a paixão de milhões.

Rudy, queria uma imagem que reforçasse a mensagem para AGIR. O slogan da Nike “JUST DO IT” é mais ou menos nessa linha.

Quanto ao garoto fazendo xixi na parede e o cachorro olhando, deixo a interpretação para a vã filosofia do palmeirense (rsrsrs)…

Ricardo, tem razão. Acidez em alta. Vamos tocando o barco… abs

Concordo com tudo Vicente!

E acho que a diretoria perdeu tempo com o Toninho Cecilio. Ele não é um profissional tão qualificado para atender os níveis de serviço do Palmeiras.

Eu acho que um cara capacitado e com histórico vencedor, embora de personalidade deveras complexa é o Antonio Carlos. Ele tem firmeza, bate de frente com mta gente e tem uma carreira vencedora, ponto fundamental para impor respeito.

Eu particularmente não gosto do estilo Muricy, mas quem sabe um time montado ao seu modo, com uma defesa poderosa e um ataque providencial não nos dê os títulos que são obrigatórios esse ano. O Palmeiras precisa entrar para ganhar em tudo e mesmo que leve o Paulista e a Copa BR, precisa entrar com todas as forças no brasileiro e na sulamericana. Um franco atirador sem obrigação e comendo pelas beiradas.

Isso fortaleceria demais uma possível eleição em 2011.
Expulsando de vez os males de um certo “Jabba”…

Abraço Vicente.

alguem aki poderia dizer o pq do gremio nw estar na copa do brasil?
nw entendi

Ricardo para termos novos conselheiros precisamos de mais palmeirenses se associando ao clube que queiram realmente uma mudança, só que tem que ser palmeirenses com muita paciência e estômago forte.

É isso mesmo, tá tudo escrito aí. Tem que fazer 2010 acontecer, e para isso pelo menos o discurso do J. Hawila e do Beluzzo estão corretos, montar um time forte e ganhar, principalmente a Copa do Brasil e a Sul Americana.
Lamentável é manter o departamento de futebol perdedor há 3 anos.

Que o Beluzzo mantenha a distância de Palaia, Clemente, famiglia palestra, mv, chuta todo mundo pra longe.

De acordo, e tem mais.

1. Não sei se isso é possível, mas o Presidente poderia propor alterações estatutárias para eleições diretas, fim dos vitalícios entre outras mudanças?
Me parece que isso nos daria uma chance de escapar das mãos dessa gente.

2. Analisando friamente:
Se a Diretoria sinaliza que que não haverá mudanças na diretoria, então temos motivos suficientes para estarmos pessimistas com o nosso futuro.

Vc tá mais ácido que nunca Vicente. Isso é bom. Pq mostra aquilo que todos sabem mas têm um certo medo de falar. Mostrar onde aguá bate é a melhor maneira de provocação. Provocação que serve para pensar.
A análise tá excelente.

A única coisa que nós sentimos é impotência. Pois, neste momento, precisamos esperar pra ver acontecer. Torcendo muito que deixem as carteirinhas de lado e comecem a pensar num presente e futuro melhores para os palmeirenses.
Que os novos conselheiros (novos mesmos) sejam eleitos nos próximos anos e sejam homens de repassar seu poder de escolha a todos os sócios (seja ele do clube, seja ele torcedor). São eles que sustentam e sustentarão o clube.

Abs

poxa Vicente
que os grandes administradores do clube leiam vc
ao meu ver vc esta certissimo
e uma coisa ficou claro nesta reta final do brasileirao
que tem muitas pessoas que ficaram mais felizes com a derrota que com a vitoria
é algo para ficar muito triste pois se os bambis tem uma torcida de modinha é pior tem uma torcida de trairas- esta torcida que me refiro nw é eu nem vc e sim akeles que prescisam e deveriam ser os mais palestrinos
e uma questao que nw entendi
o pq da foto da selenike????
otima opiniao

Os comentários estão desativados.