Categorias
Opinião

OPINIÃO DO CRISCIO: você está otimista?

POR VICENTE CRISCIO

Palmeirense amigo: você está otimista com relação ao desempenho do nosso time para 2010? Responda a enquete ao lado.

Mas sugiro responder antes de ler essa opinião. E se você estiver otimista, recomendo nem mesmo ler o texto abaixo.

A função do 3VV chega a ser contraditória. Sua missão principal, razão de existir, era promover debates para que o Palmeiras pudesse retornar rapidamente ao posto de um dos grandes clubes do continente. Mas ao mesmo tempo, o 3VV defende de forma obsessiva a nossa tradição, nossa grandeza construída pelos Cervo, Giuliano, Delfino, e tantos outros. Aqui buscamos humildemente ajudar na valorização da nossa palestrinidade. Para isso que este espaço foi criado. Mas ultimamente cumprir essa segunda parte da missão, está difícil.

O 3VV foi criado em janeiro de 2007.

E três anos depois, infelizmente não avançamos no nosso (do Palmeiras, claro) principal “negócio”, na nossa principal razão de existir: o FUTEBOL.

Chego a dizer que este final de ano – onde damos espaço para nossas reflexões do ano que passou e reenergizamos nossas esperanças para o novo ciclo que virá – só não é mais deprimente do que o foi dezembro de 2002. Naquela época, bem lembra o palmeirense, um presidente inominável e seu bando conseguiram nos dar a nossa maior vergonha. E isso é incomparável no tempo e no espaço.

Mas resgatando aqui onde minha memória alcança, e volto no tempo nos últimos 17 anos, acho que esse é o final de ano onde o palmeirense tem menos esperança do que todos os outros – exceto claro por 2002. Por quê? Vejamos…

  • 1992, o Palmeiras estava saindo dos anos de chumbo, onde não ganhou absolutamente nada. 
    • O time que perdia o título paulista para o SPFC era César, Mazinho, Toninho (o Cecilio), Edinho Baiano e Dida; César Sampaio, Daniel Frasson (Maurílio), Cuca (Carlinhos) e Jean Carlo; Evair e Zinho.
    • Mas 1993 já era um sinal de esperança, pois tínhamos a tal Parmalat e as camisas listradas verde claro que nos enchia de esperança;
  • Final de 93 e 94, é covardia comentar: bi-campeão paulista e brasileiro;
  • 1995 fizemos alguns fiascos, perdemos uma final para o Corinthians no Paulistão e fomos desclassificados da Libertadores, mas mostrando um coração enorme num Palestra que pulsava na vitória por 5×1 contra o Grêmio;
  • 1996, um dos melhores times que já tivemos, nas mãos de Luxemburgo. Fomos campeões Paulista, mas perdemos um título da Copa do Brasil de forma amadora: o atacante Muller tinha contrato até dias antes da final. Terminou o contrato e foi jogar no outro lado do muro;
  • 1997, vice-campeão brasileiro e Felipão se preparando para ganhar o título mais importante de nossa história;
  • 1998, fomos campeões da Copa do Brasil e da Mercosul, e já avisávamos a todos que o ano seguinte seria de muita emoção;
  • 1999, vitória heróica contra Flamengo pela Copa do Brasil, e não fosse a incompetência de um certo ex-Presidente seríamos campeões deste torneio e do Paulista (roubados), o que daria mais brilho à Libertadores;
    • terminamos o ano perdendo para o Manchester e perdendo o bi da Mercosul, mas o palmeirense estava orgulhoso do seu time;
  • 2000, roubados nas semi-finais contra o Boca mas tínhamos assegurado nossa passagem à Libertadores; a Parmalat avisava que sairia, mas tínhamos caixa e a aura vencedora novamente; nada nos abateria;
  • 2001, um sinal de alerta; novamente roubados na Libertadores, apesar dos avisos de Felipão, e o técnico se encheu da incompetência e leniência daquele que nunca deveria ter sentado na cadeira de Presidente; foi embora. Mesmo assim, o Palmeirense olhava para 2002 e não era pessimista;
  • 2002 o desastre que conhecemos, sem precedentes;
  • 2003, com a vitória na Série B, projetávamos o renascimento para o ano seguinte;
  • 2004, fomos para a Libertadores e se aquele que me recuso a dizer o nome tivesse permitido, seríamos campeões brasileiro; mas projetávamos um 2005 mais promissor;
  • 2005, sob uma “nova-velha” direção, a dupla Della Monica-Palaia tenta resgatar a auto-estima do palmeirense. Faz contratações, leva o time à Libertadores num jogo emocionante contra o Fluminese no Palestra (4×2, eu estava lá); mesmo com o título do Corinthians (daquele jeito) o palmeirense vestia sua camisa com orgulho no Natal;
  • 2006, deu tudo errado: perdemos a Libertadores novamente de forma pífia; e quase caímos para a Série B;
    • mas tínhamos um chileno conhecido como El Mago no banco de reservas e em dezembro Belluzzo, Seraphim e Cipullo foram chamados para compor a aliança da eleição presidencial do início de 2007;
    • Cipullo receberia o Departamento de Futebol e Belluzzo seria o Diretor de Planejamento. Esperanças renovadas;
  • 2007, montamos um novo time – a crítica era que Palaia havia contratado mal e caro – mas não ganhamos nenhum título; ainda tivemos uma eliminação da Libertadores na última rodada jogando em casa; mas o final do ano tínhamos muitos anúncios e promessas.
    • no Depto. de Futebol um Gerente Profissional (Toninho Cecílio) havia assumido o lugar de Ilton da Costa (ex-árbitro);
    • o futebol profissional integrou as categorias de base e prometia uma nova vida a este importante departamento;
    • mas tínhamos mais: Arena, Traffic, Luxemburgo. Dizíamos: agora ninguém nos segura!
  • 2008, montamos um novo time e um título paulista. Parece que estávamos certos, tínhamos renascido; e quase levamos o título de campeão brasileiro – o time assumiu a liderança quase na metade do 2o turno;
    • mas “problemas internos” nos fez perder o título. Quase perdemos também a vaga na Libertadores; mas nossos adversários perderam mais do que nós na última rodada;
    • mas a grande esperança: Belluzzo seria candidato a Presidente em aliança com Della Monica;
  • 2009, iniciamos sem contratações mas com perspectiva de trazer Keirrison. O K9 chegou e virou ídolo e artilheiro; Belluzzo foi eleito Presidente; promessas de renovações não só na Diretoria, mas na mentalidade.
    • K9 foi vendido;
    • trouxemos Mozart, Edmílson e Obina na bacia das almas;
    • fomos eliminados pelo Nacional de Montevideu na Libertadores;
    • eliminados em casa pelo Santos no Paulistão;
    • mandamos embora Luxemburgo pelos motivos certos mas dando as explicações erradas. E com atraso! Tentamos Muricy mas não veio;
    • Jorginho assumiu e ia bem;
    • quando ninguém mais esperava, veio Muricy.
    • num esforço digno de nota, nossa Diretoria e Presidência bancaram a permanência de todo o elenco. Além disso trouxeram Vagner Love para o ataque;
    • o time liderou por 19 rodadas mas na reta final perdeu o título. Uns dizem que o culpado é Muricy, outros dizem que não tínhamos elenco. Outros atribuem à Gerência de Futebol, que não foi capaz de manter o grupo coeso e focado no título. Alguns, até um pouco mais maldosos, atribuem à incapacidade dessa gerência em demonstrar um perfil vencedor.

Mas sem conjecturas ou maldades, vamos aos fatos: o triênio de 2007, 2008 e 2009 tem em comum apenas o fato de que a Diretoria e Gerência de futebol eram as mesmas. No período, mais de 50 jogadores contratados. Além de algumas pérolas que vieram e foram (Mozart foi um deles; Henrique, lateral, que nem jogou; Thiago “Iraty” Cunha; e outros).

Esses fatos excitaram a oposição com cheiro de bolor além de outros da situação, que querem o cargo de Cipullo.

De fato, a Diretoria de Futebol não pode se eximir da responsabilidade (nem ela, nem o técnico, nem a comissão e nem os jogadores. Mas a Diretoria ficou com a maior parcela de culpa e foi massacrada pela torcida. Torcida mais que organizada na hora de “tocaiar” jogador.

Além disso, jogadores se estapearam no intervalo na frente das câmeras e quase repetiram a cena lamentável no Engenhão na última rodada. Sinal de que nem o técnico – que todo mundo sabia não é de paparicar jogador – e nem o Gerente de Futebol tinham comando no elenco.

O Presidente – cumprindo suspensão imposta por declarações contra o STJD e o (péssimo, para não usar outro adjetivo) árbitro Simon – virou astro do Youtube numa festa da quadra da escola de samba organizada. Foi flagrado falando aquilo que todo palmeirense fala (palmeirense, corintiano, santista e outros) mas que não combina com seu cargo e sua história. Ao lado dele, o Vice-Presidente (cujo filho lidera um grupo político que quer derrubar o Diretor de Futebol e alguns dias depois entrariam na concentração para dar “palestra motivacional” aos jogadores) e o ex-Presidente da Mancha Alviverde, que já espancou um técnico das categorias de base.

Na reta final do campeonato além do Palmeiras peder os pontos importantes para o título, perdeu a cabeça.

A crise política veio e – dizem – foi abafada, mas não foi embora. Muitos queriam a vaga de Diretor de Futebol. No final Cipullo foi mantido com toda a sua estrutura inalterada. Mas prometeram mais um Gerente de Futebol remunerado, aparentemente por imposição da Traffic.

Difícil entender: se a avaliação de Cecílio foi boa, por que mais um? Ou a avaliação não é positiva? Se é negativa, está ainda lá prá quê?

Enfim, segue a vida. As contratações – que deveriam ser planejadas em meados de 2009 e
executadas durante o 2o semestre – não aconteceram. Até o parceiro –
que não é só nosso, visto que todos os grandes clubes têm jogadores da
Traffic – vem na TV e fala que tá difícil colocar bons jogadores no
Verdão.

Terminamos 2009 perdendo Muriqui (ainda bem), prometendo Kléber mas com
o risco de perder Love. Falaram em Valdívia – que em tese estava
acertado – mas voltam depois e dizem que é muito difícil tirá-lo dos
árabes (mas até onde sabemos ninguém tomou um avião e foi lá perguntar ao Sheik se dá
negócio ou não).

Falaram em Marquinhos, do Avaí, mas também não veio. Thiago Humberto, excelente meia do Barueri, já está acertado com o Internacional. Esse nem comentaram. Falaram ainda em Leandro Euzébio, bom zagueiro do Goiás. Mas até agora, sem notícias. Macnelly Torres também foi ventilado. Até agora, nada!

Alguns diretores próximos ao futebol quase imploraram para buscar Henrique, no banco de um time espanhol. Disseram que era impossível, porque o Barcelona não o liberaria. No globoesporte.com de hoje o Corinthians continua insistindo. Se Henrique vier para o time da Marginal sem Número, será o presente digno de INIMIGO oculto para nossa torcida. 

Na prática, para 2010, contrataram apenas Léo, zagueiro do Grêmio, que vem em função de uma dívida com o clube gaucho. E Rodrigo, zagueiro do SPFC, é pretendido.

Jumar já foi. Parece que Ortigoza também vai, além de S. Silva, Marquinhos. Williams é pretendido pelo Flamengo, que também quer Love, que quer sair por conta da agressão sofrida. Mas também porque ainda tem esperança de ir para a Copa e quer jogar a Libertadores pelo Flamengo. Se Love for para lá ele sabe que o Galvão, ops, quer dizer Dunga, vai convocá-lo pelo menos para um amistoso.

Com tudo isso, pergunto ao meu caro amigo palestrino, que acompanha esse blog há tempos (ou não) e que sabe que queremos única e exclusivamente o bem do Palmeiras: tem condições de ficar otimista para 2010?

Espero na última coluna do ano estar mais otimista.

Saudações Alviverdes!
E votos de um Natal de muita luz, paz e saúde para todos aqueles que você ama.
Pois isso é o que mais importa!
Mas fiquem juntos. Nós não descansamos por aqui.

33 respostas em “OPINIÃO DO CRISCIO: você está otimista?”

Vicente,fiquei uma semana no meio do mato,sem acesso a internet e jornal,quando consegui assistir alguma coisa sobre futebol na TV,se não me engano, foi em uma daquelas listas de especulações do Jogo Aberto da Band.

Abraço.

Minha esperança é o Muricy.Pra mim,se o deixarem trabalhar,acredito que mesmo com um time sem estrelas,tem condições de nos fazer ganhar pelo menos a sulamericana e nos levar a libertadores.Seja via Copa do Brasil ou via Brasileiro.

Fora do campo estou completamente descrente.Só algo muito impactante para mudar minha opinião sobre reforços e política do clube.

Só um detalhe,Sóbis,se vier é uma ótima.

Acho que a maioria dos Palmeirenses ultrapassou a fase do otimismo e do pessimismo pois para as duas DEVE ter a frase “ACREDITAR EM ALGUMA COISA” .
Com a eleição do Prof. Belluzzo e a votação do SIM para a arena Palestra ( dois momentos que acompanhei no 3VV com emoção) encheram com um ENTUSIASMO o Palmeirense que a muito tempo ele não tinha.
Os últimos acontecimentos nos tiraram isto, e é bem pior do que otimismo e pessimismo pois a FALTA de ENTUSIASMO não gera a visão de mudança que se faz necessária nos intestinos da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS.
Um exemplo da falta de entusiasmo é o que aconteceu com o Conrado-Parmerista.
Apesar de toda paixão que tenho pelo Palmerias ainda vou ver brigas internas por interesses mesquinhos e é esta mesquinharia que atrapalha o Palmeiras.

Eu estou otimista sim e estava antes de ler o texto! Acho que ano que vem levaremos (no mínimo) DOIS (2) canecos! Anota aí! Agora, o fato é que algo que atrapalha (e muito) a SEP é a oposição ao PALMEIRAS que fazem! Isso que tá errado!

Vicente

Não cheguei a fazer uma análise tão profunda mas cheguei a conclusões semelhantes.
Acrescentaria que meu grande receio é que o fiasco de 2009 vire um fantasma em 2010.
Qualquer que seja o time, a pressão será enorme em cima da diretoria, comissao tecnica e jogadores.
E já vimos que sob pressão esse time nao rende pra não dizer outra coisa.
Se esse fantasma nao for exorcizado logo no inicio de 2010 o restante do ano será um desastre.
Só o titulo da Copa do Brasil irá lavar a alma do torcedor palmeirense no curto prazo e salvará a gestão Belluzzo.

Gaetano (# 10), eu discordo do finalzinho de seu comentario, quando voce sugere que deveriamos apoiar a diretoria incondicionalmente pra nao fortalecer a turma do sapo-boi por varias razoes:

1) Nao estamos a um mes das eleicoes. Se estivessemos, ate que poderiamos engolir em seco e fazet tudo para que o “menos ruim” ganhasse as eleicoes. Ainda ha um ano ate la, e ainda ha tempo de salvar o ano de 2010 para o nosso futebol. Estariamos prejudicando o clube ao nos calarmos diante dessa incompetencia gritante.

2) A politica do Palmeiras eh tao complicada que o time pode ser campeao do mundo e ainda assim a oposicao vencer as eleicoes. Aquela corja nao foi reeleita logo depois do rebaixamento? Assim, nos calarmos diante da incompetencia obvia dessa diretoria de futebol tentando influenciar o cenario politico eh um esforco desperdicado.

3) A politica me tira o sono mais do que o desempenho do futebol, mas apoiar essa diretoria incondicionalmente nao vai resolver o problema. A unica solucao um pouco mais “definitiva” seria mudar o estatuto, instituindo o voto direto e acabando com os conselheiros vitalicios, por exemplo. Como o Conselho jamais aprovaria sua propria perda de poder, a unica saida eh que os socios se organizem e forcem a convocacao de uma assembleia para votar tais mudancas. Existe uma iniciativa nesse sentido e infelizmente ela esta tendo muito pouco destaque. Espero que ela engrene em 2010 para que finalmente resolvamos esse problema.

Vicente perfeita sua colocação, este ano de 2009 só não foi pior que em 2002. E sinceramente não vejo perspectiva pra gente não. Este ano a gente tinha tudo pra ganhar e não aconteceu, duvido que vamos ter um time melhor no ano que vem. E com um retranqueiro nato que é o Muricy. TA dificil hein!!!

É pessoal tem que ter gestores com capacidade no futebol….lembra que eu sempre falava aqui Vicente….não adianta triplicar as receitas…..e pagar 630 paus pro Madureira….quem é o gênio que pagou 140 conto pro Mozart…o Pierre ganhava parece que 70…………………quem assinou a contratação do Edmilson veterano…um grande histórico de contusão por 240 conto……
Precisamos oxigenar o Depto o Toninho a torcida não aguenta mais….coloca outro……é o que sempre digo a omissão é que frita o futebol do Palmeiras…..
Por que como time claro que precisamos de reforços,mas não estamos tão longe de ninguém…..

Já tô torcendo mais pro Palmeiras contratar um cara bom fora do campo do que um jogador…

Desse jeito é só pegar uma corda e procurar uma árvore por aí, mesmo com tudo até agora aqui escrito, creio em um 2010 melhor. Pior? Só mesmo se reeditarmos 2002 e se a não classificação para a Libertadores é classificada como um rebaixamento, chegamos ao fundo e que não cavemos mais, é hora de olhar para cima. Ainda temos um dos melhores técnicos dos últimos tempos(só é ruim por que ta aqui) ainda temos um pentacampão debaixo da trave, temos o “melhor jogador” do campeonato, o artilheiro do século no clube. Eu também trocaria o V.Love e DS7 pelo Gladiador e El Mago e mandaria toda gerencia de futebol a P.Q.P. mas acho que não é o caso. Quero acreditar que esses mesmos homens que comandam o futebol não querem continuar a persistir nos erros, quero acreditar que é preciso mudança, não de nomes e sim de atitude. Se estes que ali estão, aprenderam um pouco com tanta frustração, vão ser melhores que novos nomes que ainda não tenham tido tal experiência.

10 – Gaetano

otimo cara.. concordo com vc..

18 – Yzquierdo

2000 perdemos a libertadores pq o juiz LADRAO nao deu penaltie CLARRISIMO no Asprilla aos 45do 2tempo.

2001 ROUBADOOOOSSSSSSS NA SEMI…

e o boca vira o bicho pappao da libertadores como… NOS BASTIDORES da CONMEBOL…..

anos depois os bambis se especializao nos bastidores da CBF

caso Henrique

pq aki agente fala q e dificil e nos gambas e fazem o simples.. pegam um aviao e vao ate onde o jogador esta…

e tao dificil..???

no caso do gordo ronaldo… ele tava quase certo com o flamengo… mas o corinthians foi ate o RIO e conversou com o cara… mostrou um plano de marketing e o cara veio pros gambas.,,..

E TAO DIFICL?????????????????

o MACNELLY TORRES SERA Q E TAO DIFICIL IR TRAZ DO CARA…

BRUNORO SERA Q E TAO DIFICIL MARCAR UM ENCONTRO COM ELE??

SE O FLAMENGO LA DO RIO CONSEGUE FALAR COM O CARA…

PQ AGENTE AKI QUASE VIZINHO DELE NAO CONSEGUE???

e muita incompetencia…
to cansado de gente boazinha no comando do futebol..

pra comandar futebol tem q ser mala.. como o MAC, antonio carlos…

com gente boazinha perdemos a liberta de 2000… perdemos a chance de ir pra final em 2001..

fomos roubados em 2002 e 2004 pelas bibas na liberta..

perdemos campeonatos brasileiros e copa do brasil pelo apito (OU ROUBADO NA CARA DURA…. OU PQ O ARBITRO NAO TINHA PEITO PRA APITAR TAL JOGO..)

pq so em jogo nosso colocam arbitros desconhecidos??? pro cara ficar com medo e apitar pra torcida local…

so tem gente mole nesse departamento de futebol…

precisa de cara com NOME DE PESO.. QUE SAIBA DAR “FORA” EM JORANALISTA NUMA BOA… E QUE PUXE A ORELHA DO JOGADOR COM MORAL…

pq o marcos (goleiro)… Danilo… e outros sempre diziam q o grupo estava rachado.. e o diretor de futebol nao fazia nada.. e deu no que deu…

Concordo 100% com o texto e estou extremamente pessimista.

Podemos ser campeoes de tudo ano que vem? Sim, podemos, afinal o Flamengo eh o time mais zoneado do Brasil e foi campeao brasileiro.

Temos um presidente extremamente esclarecido e abnegado que esta trocando os pes pelas maos ao manter essa diretoria de futebol incompetente e com isso perdendo a oportunidade de mudar o Palmeiras de patamar. Se quando temos nossa grande esperanca na presidencia o desempenho eh pifio assim, o que esperar de 2011 entao, quando a corja dos retrogrados muito provavelmente retomar o poder.

Vicente, o 3VV conseguiu um nivel de influencia muito grande na opiniao dos palestrinos e fico contente que voce nao esteja dourando a pilula. Pode ter certeza que voce esta contribuindo muito com o Palmeiras falando as verdades que tem de ser ditas. Quem sabe assim as pessoas que tem poder de decisao nao abrem os olhos e enxergam aquilo que tanta gente ja esta enxergando muito claramente.

Yzquierdo, fique próximo. De qualquer forma Feliz Natal para você e toda a família. Saúde e paz.

Vamos juntos em 2010. Quem sabe, meu caro, quem sabe…

Vicente

Como não sei se terei tempo de comentar esta semana, gostaria de desejar a todos um FELIZ NATAL!

Retrospectiva da década (pra sofrer mais um pouquinho, rsrsrs…), texto extraído do forum PTD.

2000 – É derrotado de maneira inacreditável na semi-final do paulistão para o Santos, vencendo por 2×0 até a metade do segundo tempo.

2000 – Perde a final da Libertadores em casa nos penaltis para o Boca, em jogo que bastava uma vitória simples para ser campeão.

2000 – no campeonato brasileiro é eliminado em casa nas quartas de final para o São Caetano, time sem a menor tradição. Pra quem já perdeu final de campeonato até pra Inter de Limeira, não ficou tão ruim.

2000 – Toma a maior virada da história do futebol brasileiro em uma final de campeonato em casa, com estádio lotado, a torcida apoiando e vencendo por 3×0 no primeiro tempo.

2001 – Lidera boa parte do campeonato brasileiro. Na segunda metade do campeonato perde OITO, sim, OITO partidas seguidas e fica de fora até das quartas de final. Uma façanha.

2002 – A maior vergonha da história da Copa do Brasil: eliminado para o Asa de arapiraca, um time pequeno até no estado de Alagoas.

2002 – Como se não fosse suficiente perder pro Asa, o time se supera no segundo semestre e consegue a maior vergonha da sua história ao cair para a segunda divisão.

2003 – Toma 7 do Vitória em casa. Uma das maiores goleadas que um time grande do futebol brasileiro já sofreu dentro de seu estádio. E ainda é eliminado mais uma vez da copa do brasil.

2004 – É o único time grande classificado para as semi-finais da competição. Mas consegue perder para o Paulista de Jundiaí nos penaltis, depois de ter a cobrança decisiva e desperdiçar, e depois de um gol do pedrinho no último minuto.

2004 – Depois de empatar por 3×3 com o santo andré fora de casa, o Palmeiras se supera e consegue o inacreditável… ficar de fora da próxima fase com um novo empate de 4×4, mais uma vez em casa e depois de estar vencendo por 4×2 no placar.

2005 – Eliminado pelo SP na Libertadores, time que até então tinha fama de pipoqueiro. No Paulista o desempenho é uma vergonha, terminando com mais derrotas do que vitórias. Ainda assiste o maior rival ser campeão brasileiro e o maior inimigo ser campeão paulista, da américa e mundial.

2006 – Um ano célebre em decepções. Na libertadores o time se torna fregues de seu maior inimigo depois de ser eliminado mais uma vez na mesma fase pelo mesmo time.

2006 – No Brasileiro o time da vexame, não é rebaixado graças à ponte preta e se especializa em papelões como o 6×1 sofrido diante do Figueirense.

2007 – O Palmeiras é o maior especialista em vexames na Copa do Brasil. Dessa vez o time conseguiu ser eliminado em casa, mais uma vez nos penaltis, para o poderoso Ipatinga, hoje na segunda divisão do futebol mineiro.

2007 – Mais uma vergonha no campeonato paulista. Eliminação ainda na primeira fase para o Bragantino.

2008 – Ok, ganhamos o campeonato paulista e isso lavou um pouco a alma depois de 12 anos sem títulos. Mas na Copa do Brasil, nossa especialidade, o time que era favorito cai de 4 pro Sport e mais uma vez é eliminado.

2008 – E no campeonato brasileiro, mais uma vez o maior inimigo é campeão e o palmeiras se contenta com a vaga na Libertadores.

2009 – Vexame no paulistão. Depois de fazer a melhor campanha da primeira fase, time perde em casa e é eliminado pelo fraco time do santos.

2009 – Libertadores? O Gol de Cleiton Xavier deu esperanças à torcida, e São Marcos garantiu mais uma nos pênaltis… mas pra quê? Pra depois ser eliminado pelo fraquíssimo time do Nacional do Uruguai.

2009 – Campeonato Brasileiro. O prêmio hors concours. Lidera o campeonato por 19 rodadas, a torcida grita é campeão antes do tempo, contrata o ‘melhor técnico do país’ e o ‘maior artilheiro do século XX’ e consegue se superar… num esforço muito grande, o time alcança seu objetivo e fica fora da libertadores, coroando com chave de ouro um ano patético… aliás, como todos os últimos 10 anos.

Quanto a futebol não sei mais o que é ser otimista…

Fico triste pelos meus três filhos e tento explicar que futebol é assim mesmo (todo ano dou a mesma explicação).

Ontem meu irmão me falou uma que caí na gargalhada na hora, logo ele que foi em quase todos os jogos no Palestra este ano, me disse o seguinte: “Vou torcer pro Juventus da Mooca, pois de lá o torcedor sabe que não deve esperar nada mesmo, vão na Javari apenas pelo prazer de assistir futebol, sem anseio de títulos e nenhum objetivo”.

É esse o espírito do Palmeirense, não há esperanças…

Eh amigos, até agora apenas uma contratação.

Nossos rivais estão contratando.

N quero entrar no âmbito da política do clube, até pq n tenho mta propriedade pra falar sobre o assunto, mas.. EU N TENHO ESPERANÇA NENHUMA DE TÍTULO PARA 2010.

Tomara q esteja equivocado, saudações!

Eu estava mais otimista ao final de 2002 do que ao final de 2009. Em 2002 era certeza que o PALMEIRAS ganharia um campeonato e era grande a esperança de nos livrarmos de Alexandre e Leonardo, entre outros jogadores, e daquele que não sofre infarto mesmo com tanta gente torcendo por isso.

Infelizmente o texto mostra várias verdades… foi muito frustrante acompanhar a última rodada do Brasileiro e têm sido frustrante acompanhar os noticiários esportivos e bastdores das negociações.

Tá difícil…

2010 começa menos pior que 2009. Visto que temos uma base montada. 2009 começamos do zero! E nosso treinador jah acostumado com o clube.

Por mim, saem DS, love e Edmsilson. O primeiro pro questões de investimento e os demais pelo péssimo custo beneficio.

Só terei esperanças se tivermos reforços no ataque e meias, urgentimente! um bom camisa 8 para ajudar o pierre e dar saida de bola tambem ajuda.

Primeiro é preciso reconhecer dois fatos :

1. O futebol já foi objeto de diversos estudos. Há livros que ensinam a montar elencos, outros ensinam como gerenciar os mesmos elencos, outros ensinam como treinar.

2. Também há uma centena de profissionais qualificados e que falam português espalhados mundo afora.Pessoas que já estudaram o item 1 e passaram as teorias pelo teste da prática.

Ou seja, se não há como contratar gente qualificada para que o dep. de futebol seja eficiente no mínimo há formas de qualificar as pessoas que trabalham nesse departamento.

Se esse pessoal realmente conhecesse o futebol não teria formado um elenco tão torto (sem reserva para o pierre, por exemplo), não teria acreditado em jogadores como jefferson, fabinho (também existem critérios avaliativos para jogadores). E também saberia que num grupo é necessário uma “terapia preventiva” a fim de se diminuir a possibilidade de desavenças internas.

Não adianta só gastar, e depois ficar se apoiando nesse argumento. Diretor de futebol , como de qualquer boa empresa, gasta de forma inteligente, é inovador, sabe prever o futuro antecipando prováveis problemas, e vê no funcionário um aliado e não um simples jogador.

Isso que falta a nossa diretoria, ou seja, falta tudo.

Caro Vicente, acho que pessimismo seria uma palavra muito forte para todos nós.
O grande problema do nosso time, na minha ótica, reside no fato de não termos boa gestão. E isso, mais do que em outros clubes, prejudica demais o futebol. Observe como alguns jogadores que passaram por aqui se sobressairam em outros clubes. Leandro Amaral e Dodo não passaram por aqui? Até o Marcio Careca foi parar no Vasco.Sem contar outras pérolas como o Neto Baiano, o Roger e tantos outros.
Enfim o nosso problema está nos bastidores. E hoje futebol se faz ali. Que nos digam os “bambis” que montaram até times ridículos e foram tri-campeões com Richarlison, Juninho e tantos etceteras.
O que ferver no Palmeiras é a política que faz com que a estrutura seja perturbada e não tenha apoio junto a tribunais, juizes, associações e tudo mais.
Não devíamos nos preocupar com a perda de Vagner Love, Ortigoza ou quem quer que seja. Se vier o Mago e até o Messi, nosso problemas persistirão. Há que se destruir, sim, o câncer que nos vem assolando desde os anos citados. Ainda há esperança com Belluzzo que, ainda que tenha cometida muitas gafes, é o melhor presidente que o Palmeiras já teve. Deveria haver um apoio incondicional de todos que estão na situação, de toda a torcida. Caso contrário, tudo que você comentou ganha força e acabaremos disputando com a Lusa o torneio do melhor time de colônia.

Alexandre você pode discordar do texto mas não me compare aos idiotas e bandidos do ali babá.

Tudo o que está escrito foi publicado pela imprensa. Não escrevo ou falo o que vi lá dentro porque há um limite entre criticar e publicar informações de dentro do clube. Não faço isso.

Não tenho rancor. Mas tenho uma profunda e enorme frustração em ver o final de ano do Palmeiras. Se eu me propus a dar minha opinião aqui no 3VV não vou ficar dourando a pílula só porque estive na Diretoria. Sou contra a mediocridade e sou contra tratarem o Palmeiras como time pequeno. O Palmeiras não é time pequeno! Os dirigentes atuais à frente do futebol, além do Belluzzo, são honestos e palmeirenses. Mas é inadmissível essa situação.

Me doi muito escrever o que escrevi. Mas não vou ficar aqui projetando um 2010 melhor que 2009 se não acredito nisso. Posso estar errado? Posso. Aliás torço por isso. Até o Flamengo foi campeão sem planejamento e fazendo tudo errado. Só que eu acho que um raio não cai duas vezes na mesma árvore.

Abraços,

Uma vergonha…

Eles querem acabar com Palmeiras…

So blablabla, e nada…

Eles estao conseguindo….

O Palmeiras tem disparado a pior diretoria do futebol paulista!! Faz trinta anos que não ganham nada (nos anos 90, o futebol era dirigido pela Parmalat).

Como pode??? Trinta anos, não ganhar nada?!?!? E o pior, os dirigntes são sempre os mesmos nesses trinta anos!!!

não tem jeito
como o mesmo time os mesmos caras os mesmos diretores e técnicos q fizeram a lambança q fizeram podem continuar TODOS?
Otimismo?
Se Deus quise não cai , ruim é se deus quiser.

Vicente, percebo pelos seus últimos posts uma grande bronca com o Cecílio, afinal pq ele ainda está lá?

( )s

Se analisarmos friamente não dá para ser otimista. Alguma mudança deveria ocorrer no comando do futebol, mas tudo vai continuar como foi neste ano. O time perdeu o foco na reta final, teve jogador trocando soco dentro de campo, declarações de indignação do Marcos e do Danilo, quase outra briga dentro de campo no último jogo, mas o Beluzzo deve achar que tudo isso foi ótimo em 2009, pois vai manter exatamente tudo igual para 2010. E entregar o comando em 2011 de bandeja para a oposição.
E as contratações? Parece que no Palmeiras o pensamento é mais ou menos assim: “Oh meu Deus, estamos fora da Libertadores, como somos pequenos”. Aí eu tiro do texto do Vicente uma frase: “mas até onde sabemos ninguém tomou um avião e foi lá perguntar ao Sheik se dá negócio ou não”.

Eu ainda acho que o Palmeiras pode ganhar alguma coisa em 2010, pois temos um time base bom e teremos a Copa do Brasil no primeiro semestre e a Sulamericana no segundo. Mas custa tanto tentar achar os erros e corrigir, para não os cometer novamente? Errar uma vez é humano, persistir no erro é burrice!
Por favor, comandem o futebol com firmeza em 2010. Eu não aguento mais ver grupo rachando, jogador encostando o corpo, Marcos falando de tudo na imprensa…

Minha única esperança para 2010 é o Palmeiras rachar de tal forma que seja necessário a colocação do clube na bolsa de valores, e quem sabe a venda para algum iraniano, russo, egipcio… Nós não temos ninguem capacitado no Palmeiras… pra mim acabou …

Concordo com quase tudo e realmente não estou otimista.

Embora ainda ache que somos favoritos ao Paulistão (pelo interesse dos nossos rivais na libertas) e um dos favoritos à Copa do Brasil.

Mas… não chego a ficar animado com isso.

Meu MEDO (é a palavra é essa mesmo…) é a volta do Mustafá… ptz… isso sim seria um desastre.

Agora Vicente, você não acha que o Palmeiras deveria ir atrás do Oscar (do São paulo??) o garoto conseguiu a liberação na justiça e joga muito!

Além de ser o troco merecido pela sacanagem do Ilsinho.

Os comentários estão desativados.