Categorias
Opinião

Ano novo, calendário velho

POR VICENTE CRISCIO

Começou 2010. Preparem-se: esse ano vai passar voando. Começa com a Copinha, depois o Paulistão, em seguida Copa do Brasil e Libertadores, início de Brasileirão, aí uma breve interrupção para a Copa do Mundo (em junho), retorna em julho, final da Copa do Brasil, final da Libertadores e início de Sul-Americana. Aí já virá a reta final do Brasileirão. E tudo isso com eleições no final do ano (veja o calendário de 2010 no 3VV).

Olhando em perspectiva, esse conjunto de eventos somado à Copa do Mundo poderia dar a oportunidade de ouro para o futebol brasileiro. A adequação do nosso calendário com o futebol europeu.

Tema controverso mas sempre deixado de lado nas grandes discussões sobre a necessária mudança da estrutura do futebol, a adequação do calendário não seria apenas uma perfumaria a mais no nosso campeonato. Daria um salto de qualidade – afinal de contras, as saídas de jogadores na tal janela de transferência não aconteceria mais – ao mesmo tempo que permitiria aos grandes times brasileiros faturarem mais. Como? através da internacionalização da marca.

CLUBES GLOBAIS 

O Manchester United é o clube que melhor ocupou o espaço para a internacionalização da sua marca. Com estimados 335 milhões de torcedores pelo mundo, o Manchester é o queridinho na… China. A equipe todo ano faz amistosos em lugares como China, Malásia, Indonésia e Coréia do Sul, como bem citou o amigo palestrino Fabio Kadow em sua coluna Jogo de Negócios do Terra.

Mas o Manchester não é o único. Times como Bayern, Milan, Inter de Milão, Barcelona, Real fazem suas pré-temporadas em mercados novos, buscando atrais novos clientes, quer dizer, torcedores.

E assim torneios amistosos são criados, permitindo confrontos que geram valor para todos. Em Dubai, na pré temporada dos clubes europeus em meados de 2009, “apenas” Arsenal, Atlético de Madrid, Glasgow Rangers e Paris St. Germain se encontraram para um torneio, o Emirates Cup. 

Mas não apenas na China ou em Dubai. Por exemplo, o Audi Cup, em 2009, ocorreu em Munique e contou com a presença do Baryern, Manchester, Milan e Boca Jrs.

Sim, o Boca Juniors também, uma vez que o calendário do futebol argentino já está alinhado ao futebol europeu.

E AQUI?

O Palmeiras vai para Atibaia, como outros times vão para o interiorzão desse Brasil. E ficam 10 dias porque logo começarão os campeonatos regionais. E depois que começar, não terão mais agenda para disputarem amistosos.

Até o Presidente Lula e o Ministro dos Esportes já pediram à CBF a mudança do Calendário, conforme matéria de O Globo (clique aqui e leia).  

A principal resistência é o pouco interesse da Rede Globo – detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro – em realizar a mudança. Na mesma matéria do link acima a Globo apresentou uma nota sobre o assunto dizendo o seguinte:

“A TV Globo é contra a mudança no calendário do futebol brasileiro por
considerar que não traz qualquer benefício aos clubes ou aos
campeonatos disputados no país, além de descaracterizar a temporada
brasileira, que termina nas férias de verão, como na Europa”.

Em meados de 2009, quando esse assunto estava começando a ferver, o Presidente do Palmeiras Luiz G. Belluzzo sinalizou que esse tema
deveria ser analisado com mais cuidado pelo Clube dos 13, manifestando sua posição favorável em relação à mudança do calendário. Vale lembrar que na época o Palmeiras além de estar na liderança do Brasileiro, o Presidente Belluzzo assumia de maneira informal o papel de porta-voz de mudanças necessárias na estrutura do futebol. Isso durou até o Professor perder as estribeiras e soltar o verbo contra o árbitro (??) Carlos Eugêncio Simon e o STJD.

Coincidência ou não, Galvão Bueno – que já disse que campeonato por pontos corridos não é da cultura do brasileiro – passou também a atacar Belluzzo com mais frequência no seu programa das segundas-feiras, Bem Amigos. E o Clube dos 13, que deveria cuidar para que seus afiliados tivessem menos dependências das receitas de TV e ampliassem suas fontes de valor, também se calou sobre o assunto, de maneira no mínimo curiosa.

Ou seja, ano novo, vida nova, calendário do futebol velho.
E assim caminha o nosso pobre futebol brasileiro. Vamos de Copinha, nosso verdadeiro torneio de pré-temporada. Para a alegria dos empresários e agentes donos dos clubes S/A que participam da Copa São Paulo de Futebol Jr.

Saudações Alviverdes!

7 respostas em “Ano novo, calendário velho”

Como vc disse certa vez, Vicente, mudar o calendario é como o cara que pega a mulher o traindo no sofá e joga o sofá fora! Acho que os problemas do futebol brasileiro são outros… (entre eles, a Globo… hehe)

Grande Fabricio. Pois é, também acho que há uma certa coincidência entre o Palmeiras e a Seleção. E lembrando que a seleção foi campeã sempre que tinha um jogador palmeirense convocado.

Marco, os regionais poderiam ser jogados no meio das semanas. Ou então, como sugerem alguns, não teriam a participação dos grandes clubes. Esse é outro tema controverso.

Abs

Ainda sobre o calendário e 2010…

Relembrando as últimas 4 copas e o Palmeiras, pra mim seguiremos a escrita: ou ganhamos títulos(no Plural) ou penamos pacas.

Copa 94: Palmeiras Bi-Paulista e Bi-Brasileiro
Copa 98: Palmeiras Campeão da Copa do Brasil e da Mercosul(ambas inéditas)
Copa 02: Eliminados nos cartões no Paulista(Rio-SP) e a tragédia da história no BR-02
Copa 06: Eliminados no Paulista(q começamos líderes), roubados na Libertadores e brigamos pra não cair no BR-06

Grande Abraço,
FC

Grande Vicente,

Seria excelente organizamos nosso calendário com o resto do mundo. Teríamos mais ordem, melhores campeonatos, mais oportunidades de receita, etc…

Mas enquanto os times continuarem sendo subservientes a Globo isso NUNCA vai acontecer.

O Inter-RS, fez muito bem ano passado e disputou 2 destes campeonatos de pré-temporada… o último que lembro do Palmeiras ter disputado foi o “Naranja” em 2007 com o Felipão.

Gde Abraço,
FC

Eu sou favor da mudança do calendário pelos motivos citados no texto e por outros. Rodadas só nos fins de semana seria ótimo para o torcedor, para o planejamento dos clubes e comissão técnica.

Quando um jogador se machuca por 4 semanas por exemplo, dependendo do calendário de jogos ( jogos de 4a e Dom ) esse jogador perde 8 jogos ( ou 24 pontos ) nesse tempo. Com jogos somente 1x por semana esse mesmo jogador perderia somente 4 jogos. Quanto jogos ficariam de fora o Pierre, Cleiton Xavier e Mauricio Santos ???

E como ficaria os Campeonatos Regionais com o Calendário novo ???

Esse tema da mudança de calendário é bem polêmico mesmo. Para um clube grande como o Palmeiras, acho que a importância maior em fazer o alinhamento do nosso calendário com o europeu (ou mundial) seria no sentido de se consolidar como uma marca internacional. Como você citou muito bem no texto Vicente, os clubes brasileiros poderiam disputar esses torneios de início de temporada na Europa. Além da grande divulgação, geraria ótimas receitas.

Talvez não termine com o problema de perder jogadores no meio da temporada, pois tem uma janela de transferência no fim de ano também. Mas com certeza o impacto seria muito menor. As melhores propostas pelos jogadores com certeza viriam no final da temporada.

E aí, Vicente!
Feliz 2010!!!
Sempre que se escreve algo sobre posições tomadas pelo Palmeiras, nesse caso por seu presidente, aquela pulga atrás da orelha morde com força…
Seria mais um motivo para tantos fatos estranhos ocorrerem com nossa Sociedade na reta final do campeonato???
Ou será sempre a mania de perseguição dos palmeirenses????
Alguém conseguirá responder esta pergunta?
E vamos ver se nesta semana chegam os reforços para nosso time!
Abraços

Os comentários estão desativados.