Categorias
Opinião

Cenários políticos para 2011 em diante

POR VICENTE CRISCIO

A semana ficou marcada pela vitória política de Luiz Gonzaga Belluzzo e seus partidários. A aprovação das contas de 2009 era um teste para saber qual o tamanho do cacife político do Presidente, depois das últimas frustrações do futebol e – por que não dizer – dos vacilos do Professor.

Mas os partidários de Mustafá Contursi devem ter se assustado. A aprovação das contas por 56 votos de vantagem demonstrou uma articulação mais forte do que podia imaginar a vã filosofia daqueles que se esforçaram por mais de uma década para apequenar o clube.

Mas nem de longe ainda dá para o torcedor comemorar a morte política do antigo mandatário. Como zumbis do épico Thriller eles se esforçam em se levantar da terra e aterrorizar os palmeirenses de boa fé. Mas mesmo assim a vitória do professor nesta aprovação de contas ainda está longe de tranquilizar o palmeirense.

POR QUÊ?

Daqui a um ano vamos para o pleito que definirá o mandatário por mais dois anos. Enquanto corre no clube o abaixo assinado que pede o voto para presidente pelo associado – veja post sobre o Movimento Vota Palmeiras – existem muitas e incontroláveis possibilidades para sabermos quem mandará no Palmeiras em 2011.

Belluzzo é a peça chave desse tabuleiro! O Professor se desgastou demais no último ano. Desgastou-se com conselheiros oposicionistas de má fé; desgastou-se por apoiar a atual estrutura de futebol – leia o vice Gilberto Cipullo e seu Gerente de futebol Toninho Cecílio; desgastou-se com os imbróglios Simon e Mancha.

Enfim, Belluzzo sofreu com os ataques dos inimigos políticos e se frustrou com as críticas – na maioria das vezes construtiva – dos aliados próximos, em alguns casos a ponto de se afastar completamente deles. Exatamente aqueles que ajudavam-no a refletir não como mandatário político mas como transformador de uma instituição do porte do Palmeiras.

Águas passadas.

Entretanto a necessidade de sobrevivência política fez com que Belluzzo se aproximasse novamente de antigas “oligarquias”. E por mais que o professor negue hoje é obrigado a se compor com muitos que estavam dando as cartas na política alviverde na década de 90, ao lado do antigo e inominável ex-Presidente.

Lula diria que isso faz parte da sociologia política. Fazer o quê?

Nesse cenário o Professor garante que não sairá candidato. Eu tenho cá minhas dúvidas, pois acho que ele pode tentar a reeleição com algum esforço dos “aliados” de plantão. 
 
Na paralela oposicionistas se posicionam. Frizzo continua em campanha. Como um Lula, vai insistir na candidatura na esperança que em algum momento emplaca. Mustafá procura aquele para dar continuidade ao seu projeto (qual? não me atrevo a dizer). O ex-Presidente Affonso Della Monica está trabalhando em silêncio. Na votação das contas, seu filho apoiou Belluzzo, mas Della Monica de forma muito inteligente não votou no COF. Vem coisa por aí.

Temos ainda o vice-presidente Salvador Hugo Palaia e correndo por fora (e bota por fora nisso) o outro vice, Clemente Pereira.

Mas há um nome que internamente assusta a muitos daqueles que cheiram a naftalina: Paulo Nobre. Talvez aí esteja o único nome (além de Belluzzo) que traga uma grande tranquilidade para o palmeirense e uma enorme intranquilidade a todos os outros.

Nobre tem alguns seguidores mas não possui (ainda) o mesmo cacife político de um Della Monica ou Mustafá. Mas pode definir a favor de gregos ou troianos. Então neste momento, se não tem cacife para se eleger, tem cacife para NÃO eleger alguém, em benefício de outro.

E isto na política vale muito.

Assim me atrevo a projetar 2011. E temos 4 cenários:

Muito cedo para projetar? Pode ser… muito pessimismo? talvez… muita coisa errada pela minha ausência (proposital) do clube? provável…

Mas o fato é que na largada o palmeirense já perde pelas composições que Belluzzo foi obrigado a fazer nos últimos tempos. Mas – em minha opinião, claro – pode se reverter se e somente se conseguir uma aliança vencedora com Paulo Nobre e preparar o sucessor para 2013-2014. Biênio do centenário!

E pelas possibilidades, esse cenário não é tão fácil de se realizar.

Enquanto isso, deixe seu comentário concordando, discordando ou completando minha opinião de hoje: nosso cenário político é positivo? em qual circunstância?

***

Em tempo: o 3VV fará aniversário – 3 anos de existência – em 10 de fevereiro. E estamos aqui por sua causa; e graças a você.

Portanto acompanhe nossa programação pois você vai nos ajudar a ficar por aqui mais 3 anos… ou 30, para desespero de muitos e alegria de poucos mas qualificados leitores.

Saudações Alviverdes, aguardando o dérbi!

15 respostas em “Cenários políticos para 2011 em diante”

O Palmeiras é realmente uma democracia… pois corre todos os riscos de uma. Mas isso não deveria ser um problema, mas é. A palavra deveria ser CONTINUIDADE, temos provas, o nosso próprio país, que só assim as coisas dão certo… 2 é pouco tempo para grandes mudanças. Assim o projeto de um deve ser a meta do outro… a besteira de um deve ser a mudança do outro, sucessor após sucessor… e o único que deve sair ganhando é o PALMEIRAS.

Gostaria que o futuro apontasse para o Paulo Nobre, mas do jeito que tem mafioso e puxa-saco na política do Palmeiras, duvido. E pro quadro não piorar, o Belluzzo vai ter que ir pra reeleição.

Acho que nem Máquiavel explicaria a política do Palmeiras. Política esta, que como sempre, continua atrasando o Palestra.

Vicente, já foi dito aqui que o Toninho e Cipullo balançaram forte no ano passado. Porque não caíram ???

Acredito em 2010… ( viva o otimismo !!! )

3 Cometários:

1. Belluzzo aguenta Cipullo e Dezembro pq o grupo Muda Palmeiras assim o exige. Cipullo e outros dois cardeias do grupo impõem as ideias do grupo sobre Belluzzo, que apenas traz o nome.

2. Della Monica não fará composição com Belluzo

3. Paulo Nobre é excelente pessoa, mas está no “freezer”. O grupo dele não tem amis do que 15 pessoas.

Vicente, se vc somar os 50 da UVB e os 15 do Paulinho Nobre, temos apenas 65 votos.

A aprovação das contas deve-se muito mais aos votos dos Diretores do que aos grupo. Basta somar o número de Diretores com os Conselheiros oriundos da UVB e vc terá o resultado final dos votos.
É inicio de ano, se um Diretor votar contra, com certeza será substituido. Lembrem-se disso.

O jogo está muito mais complicado do que se pensa…. mas, já andou muito mais do que imaginamos. As articulações estão muito adiantadas.

Abs

PARABÉNS VICENTE PELO 3VV. É NOSSO MEIO DE COMUNICAÇÃO COM O VERDÃO. PAULO NOBRE É O CARA. ALIÁS VOCÊ TAMBÉM DEVERIA FAZER PARTE DESSA DIRETORIA, PORQUE CIPULLO, TONINHO E CIA NÃO DÁ MAIS.É PURO DESÂNIMO. ABRAÇOS.

Por mim o Belluzzo tinha que continuar na SEP! E como Presidente! Qual são as chances de ele tentar se reeleger nas proximas eleições?! Eu quero o bem do Palmeiras… só isso!

Filippo na época da minha demissão escrevi um longo post sobre isso. Vou procurar o link e deixar aqui.

Basicamente saí porque:
1. houve uma crise entre este que vos fala e pessoas ligadas ao programa Avanti; aqui no 3VV detonamos o programa (não sei se você leu na época);
2. minha função como diretor era coadjuvante. minha capacidade de influenciar aquilo que realmente era importante era mínima.

Basicamente era isso.

Abs

Uma aposta bem seca.
Mas algo me diz que o professor se reelege com ajuda de Paulo Nobre e logo depois, o seguno se torna presidente!

Grande abraço!

Caro Vicente
Ja que todos queremos transparencia… por que voce se afastou do clube? O que houve para sua demissão do cargo? Todos nos pedem para nos associarmos e fazermos parte da politica do clube e voce quando chega lá desiste…. Por que?

Na linha do que disse o Forastiero (#5), bom seria se tivesse ocorrido a propalada alteração estatutária definindo mandatos de três anos, sem possibilidade de reeleição.

No entanto, essa falácia não passa de promessa de campanha. Uma vez no poder, cada um quer puxar a brasa para sua sardinha, ou melhor, a perpetuação no poder, para si ou para seus “correligionários”.

Penso que o Belluzzo só diz que não é candidato à reeleição porque imagina que o Serra se elegerá Presidente da República neste ano e, nesse caso, com toda certeza, assumirá um alto cargo no governo. Se o Serra não se eleger o Belluzzo será candidato.

Quanto ao Della Mônica, acho que sua influência é proporcional à sua credibilidade. Imagino que no Conselho todos ainda se lembram que era o homem da estrita confiança do Sapão, e que o traiu assim que assumiu o poder.

Da mesma forma, muitos ainda devem se lembrar que só se aproximou do grupo do Belluzzo quando sua administração estava no buraco e não conseguiria se reeleger. Mesmo assim ainda tentou o golpe para se perpetuar no poder.

Não creio que esse tenha tanto cacife. Pode até voltar para o colo do maldito.

Me parece que a situação seria mto mais confortavel se algumas mudanças obvias ja tivessem sido feitas. Mudanças como o voto dos associados e um mandato de 3 anos.

Com 3 anos d mandato, esse ano não teriamos que pensar nas proximas eleições pesando os efeitos do 1o ano d mandato. Estariamos no 2o ano, com um pouco mais de tranquilidade e possibilidade de conquistas dentro e fora de campo para fortalecer a imagem do Beluzzo e seus colaboradores.

Enquanto essas coisas não acontecem, ficamos nisso. Um ano de apreensão, dizendo que em 1 ano não da para mudar toda uma história e outro ano de “aí meu Deus o que virá pela frente?”.

Infelizmente nao sou capacitado para comentar mais profundamente sobre a politica do nosso clube.
Mas uma coisa e certa, seria otimo se o Belluzzo continuasse como presidente, e preparasse alguem de boa fe para as eleicoes de 2013.
O que precisamos mesmo sao de diretores capacitados, um exemplo o Palmeiras podia tentar se aproximar mais com aquele empresario da Traffic, esqueci o nome dele, que e Palmeirense, e pode ser muito mais util do que e, precisamos de gente com qualificada e com contatos. Joao Havilla? Acho que e isso hehe

Vamu VERDAOO pra cima da galinhadaaa hoje !!!

O que eu acho interessante neste seu post Vicente, é que eu, sem ser sócio ou frequentar o Clube, disse exatamente a mesma coisa sobre o Belluzzo.

Me refiro a ele ter que “engolir” esse traste do Cipullo, uma peça decorativa no Depto de Futebol, que ainda mantém o Cecílio, o incompetente que disse que o Palmeiras “não tinha obrigação de se classificar para a Libertadores”.

O Palmeiras tem qual obrigação?
A de perder?

Te pergunto: PORQUE o Cecílio ainda não foi demitido?
Quem lá dentro, tem rabo preso com esse sujeito?
Só posso crer que é isso que tem lá, alguém de rabo preso com ele, um FIGURÃO.

Vc é de marketing correto?

Me diga o que aconteceria com um Diretor de Marketing, que fizesse a lambrança que o Rogério Dezembro fez no “Avanti”, se fosse em uma EMPRESA PRIVADA?

E voltando ao Cipullo, são ANOS que ele fica à frente do futebol e é uma lástima, uma vergonha.
De onde esse sujeito tirou que ele era talhado pra isso hein?

No mais, os GRUPELHOS POLÍTICOS é que realmente atrasam a vida do Clube.
São décadas que são sempre os mesmos a decidirem o futuro do Clube.

Quanto a vc dizer que o Belluzzo teve desgastes com a MV, bastaria somente ele poder ser independente, chutar o rabo desses trastes do Depto de Futebol e trazer gente que seja COMPETENTE.

Belluzzo engole por conta exatamente do que vc disse, os “conchavos” políticos que ele tem que fazer, aí entra o que eu digo dos GRUPELHOS DA SEP.

No fim TODOS são farinha do mesmo saco, preocupados em se manter em seus cargos, por mais incompetentes e acéfalos que sejam.

Bastaria dar o que a torcida quer, um time competitivo e administrado por gente que entenda de futebol e que principalmente, AME O CLUBE antes de sua figura no espelho.

Não pedimos muito. Torcida não quer saber quem é o Presidente, o Diretor, quer títulos, quer se sentir orgulhosa de ser torcedor do Palmeiras, exatamente o que eu por exemplo, passei mais da metade da minha vida sem ter.

abs

Mustafá procura aquele para dar continuidade ao seu projeto (qual? não me atrevo a dizer).

Vicente eu me atrevo a dizer:

AFUNDAR O PALMEIRAS!!

Acho que daqui a um ano o cenário será de aliança do grupo de Belluzzo e Della Monica, saindo candidato para presidência alguém do grupo de Della Monica.

Eu penso que o melhor seria mais um mandato do Belluzzo, mas na minha visão nosso presidente não pertence a este mundo sujo e sórdido do futebol e da política alvi verde.

Paulo Nobre seria uma ótima opção é uma jovem liderança que em muito pode ajudar a retirar o cheiro de naftalina de nosso Palmeiras.

Abraço

nao acho q se aliar com o Nobre seja dificil..

se hj ele nao tem cacife para se eleger seria ate mais facil pro Nobre compor com alguem nessa eleição para ter apoio em 2011..

e o Della monica precisa definir se fica pra ka ou pra la…

ta parecendo uma donzela esse della monica

Os comentários estão desativados.