Categorias
Direto da Fonte

Danilo quer responsabilidade dividida e avisa: “É hora de ser campeão”

 

Agência Palmeiras
Fábio Finelli
06/01/2010 15h38

O
zagueiro Danilo concedeu entrevista coletiva na manhã desta
quarta-feira (06), na Academia de Futebol, e afirmou que chegou o
momento do elenco atual do Palmeiras entrar para a história do clube.

“Batemos na trave no ano passado e algo de bom ficou por aqui. Achou
que chegou a hora de escrevermos nosso nome na história do clube. Não
tem dinheiro que compre ter um quadro de campeão na sala de troféus.
Vamos lutar muito por isso”, afirmou com contundência o jogador, que
quer a responsabilidade dividida entre todo o grupo nesta temporada.

“No ano passado, era Marcos, Diego Souza, Pierre, Danilo,
Edmílson…Precisa parar com isso. A responsabilidade do grupo precisa
ser dividida entre todos. Um grupo campeão não se faz de dois ou três
líderes. Os mais jovens tem o dever de se comprometer com o clube a
partir do instante que vestem essa camisa. Já conversamos ano passado
sobre isso”, destacou.

Quando perguntado sobre qual competição o Palmeiras deveria priorizar
em 2010, o defensor foi categório ao dizer que todas as disputas são
importantes e garantiu que a equipe entrará forte para brigar pelo
título em todas elas.

“Vamos levar a sério todas as competições. Não tem essa de priorizar
uma ou outra. Quando fomos eliminados pelo Santos no Paulista do ano
passado, ouvimos um monte de coisa. É uma competição que tem
importância. Já a Copa do Brasil é uma disputa de tiro de curto e será
necessário muita atenção, mas estaremos preparados.”

Ainda em cima do que aconteceu em 2009, Danilo entende que o grupo tem
uma dívida com o torcedor, mas pediu apoio irrestrito na estreia do
time no dia 16, contra o Mogi Mirim, pelo Paulistão.

“O time é o termômetro da torcida. Não adianta eu vir aqui pedir apoio
se dentro de campo não representarmos. Nossa responsabilidade é enorme
e não podemos fugir do pau. Vamos encarar a situação de cabeça erguida
e encarar esse ano como uma nova etapa. Espero que o torcedor esteja
com a gente desde a primeira rodada, assim como lotou e apoiou o
Palestra em todos os jogos do ano passado.”

Comprado pelo Palmeiras no final do ano passado por mais quatro anos de
contrato, o defensor também pediu apoio e confiança para o técnico
Muricy Ramalho. “Ele vem ganhando tudo nos últimos anos e assumiu o
time com a competição em andamento. As pessoas precisam acreditar nele,
pois tenho certeza que esse ano será diferente.”