Categorias
Arenas

Reforma da “La Bombonera”.

Por Claudio Baptista Jr.

Pessoal, feliz ano novo.

Retomando nossos assuntos, hoje temos a reforma do
estádio “La Bombonera”.

De acordo com a seguinte notícia, http://www.ole.clarin.com/notas/2009/12/28/futbollocal/02108728.html,
o Boca Juniors pretende realizar a ampliação do seu estádio para chegar ao
número de 56 mil lugares sentados. 

A reforma, segundo a matéria, consiste na construção
de uma quarta tribuna de três andares a fim de realizar o fechamento do
estádio, seguindo os princípios dos três andares adotado originalmente para a
construção do estádio. Na época não se fez o fechamento em função da limitação
de espaço, tanto é que até hoje vemos ali a construção de uma espécie de prédio
que o clube usa como camarotes. 

Para tal, o clube está realizando uma parceira com uma
universidade de Morón para os estudos do projeto e terá que realizar a compra
de diversas propriedades atrás do estádio a fim de abrir espaço para a
ampliação. Esta aquisição de propriedades está dentro de um estudo que visa à
revitalização do bairro, porém, tanto lá como cá, existem aqueles que batem o
pé e não querem vender suas propriedades. Justo, ninguém é obrigado a fazê-lo.

Calcula-se somente com estas aquisições um
investimento em torno de 8 a 10 milhões de dólares, sendo alvo ainda de levantamentos
os valores totais para a construção da quarta tribuna e reforma de outros
setores do estádio, a fim de aumentar a segurança e conforto dos torcedores.

O clube pretende indiciar a obra ainda este ano e
terminá-la no final de 2011. 

Analisando apenas a matéria, poderíamos dizer que
estão bem otimistas, visto que o projeto ainda é inicial, não existe definição
do montante total do investimento e a mesma não diz como será a forma de
obtenção dos recursos. Em compensação, acredito que a prefeitura de Buenos
Aires, mesmo com todas as limitações de espaço do entorno do estádio e ainda
acrescendo-se mais 14 mil lugares, não criará muitas barreiras para a aprovação
do projeto.

E como vocês podem perceber, o clube quer apenas a
ampliação e manter o princípio de caldeirão. Óbvio, também quer aumentar o
conforto e segurança dos torcedores, porém não se fala em arena multiuso e nem
em estádio padrão FIFA. Talvez porque o foco seja apenas futebol, os valores
totais podem ser atingidos pelas receitas do futebol e claro, não existam
perspectivas em curto prazo para a realização de Copa do Mundo ou que a seleção
argentina adote a “La Bombonera”. 

Bom, é isso aí.

Abraço,

Claudio Baptista Jr. – ansioso pela aprovação da nossa
Arena junto a Prefeitura e muito contrariado com a falta de transparência nas
discussões sobre a sede paulista e investimentos públicos na cidade para a Copa
de 2014.

8 respostas em “Reforma da “La Bombonera”.”

bacana hein..

e o Boca com um terreno apertado… consegue fazer pra 56 mil..

ja aki.. e akele blablabla de sempre sobre a capacidade otima ser de 45mil…

se o estadio for bom… enche sempre..

falando em estadio… acessos..

CADE A VENDA DE INGRESSOS PELA INTERNET…

PROMETIA PRO MEIO DO ANO PASSADO…

quer q eu faça o site de vendas???

Será que o estadio vai manter o ‘caldeirao’?! Sei não hein….

Clabap, apesar de louvável, quero que o Boca Juniors vá para o inferno e que a Bombonera imploda durante a ampliação. Quero ver nossa Arena levantar e calar a boca dos incrédulos, dentre os quais eu NÃO me encontro.

Marcio, li sim a respeito.

Só não dá para dizer o quanto isso iria impactar no projeto do vizinho.

O gargalo do projeto deles que é o estacionamento e a linha de trem de superfície – base de justificativa para a construção de estacionamento em área pública – dependem de verbas da prefeitura e do governo do estado. Fica a dúvida de quanto estes dependem desta verba federal.

Abraço.

O prefeito de Buenos Aires é simplesmente o ex-presidente do Boca, Maurício Macri, que levou o time a ganhar tudo a partir do ano 2000. Problemas com o governo municipal acho que não terão…

Cláudio,
Você leu que o relator do orçamento federal disse que retirou R$1,8 bilhão do montante a ser usado nesse ano pelas sedes da Copa 2014, deixando disponível apenas R$600 milhões (que, lógico, deverão ser rateados entre todas as sedes)?
Será que a casa do pessoal do Jd. Leonor vai cair?

pessoal, e como anda a liberação da cet para início da construção da arena?
Tem muitas pessoas, começando a duvidar da reforma do palestra!!!
Bom, nós torcedores, precisamos de mais informações!!

Com a força politica do Boca em Buenos Aires vai sair rapidinho…

Se “La Bombonera” hoje já é um caldeirão, imaginem com 56.000 pessoas. E o detalhe principal, o estádio já tinha uma capacidade razoável, mesmo assim o pessoal do Boca planejou um aumento, e pelo que parece focado só no futebol. Pensaram de acordo com a grandeza do time.

Claudio, será que as coisas na Argentina são tão mais rápidas assim? Previsão para terminar a reforma no final de 2011.

Os comentários estão desativados.