Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da Arbitragem Paulistão 2010 na R7: Bragantino 2×3 Palmeiras

POR DANILO CERSOSIMO

O Palmeiras voltou a vencer pelo Campeonato Paulista ao
bater o Bragantino por 3×2 no campo do adversário (com um péssimo gramado,
diga-se de passagem).

A arbitragem de Cléber Abade foi muito ruim – inverteu
faltas, segurou o jogo com faltinhas no meio campo (deve ter sentido o forte
calor), deu um cartão amarelo para Edinho em lance onde este sofrera falta
violenta do adversário e principalmente anulou um gol legal do Bragantino, no
que teria sido o tento de empate de 1×1 naquele momento da partida.

No lance do gol anulado o árbitro apita antes da conclusão
da jogada, alegando falta do atacante no defensor palestrino – na hora nada vi
e revendo o lance inúmeras vezes continuo com a opinião de gol legal. Certamente
esses lances serão lembrados pelo Coronel Marinho e a banda podre da imprensa
quando o Palmeiras for prejudicado nos jogos decisivos (guardem bem este post).

O segundo gol invalidado do Bragantino foi corretamente
anulado, uma vez que Da Silva estava em impedimento quando recebeu o passe e ajeitou
para Frontini marcar. Ponto para o auxiliar Anderson Jose de Moraes Coelho.

O lance que originou a falta do primeiro gol do Bragantino
foi corretamente apitado pelo árbitro, dado que Figueroa realmente derruba o
adversário com um empurrão sutil, mas suficiente para desequilibrá-lo.

Pela atuação em Bragança o árbitro Cléber Abade leva uma
nota 4.
Apitou mal e ainda prejudicou o time da casa.

Que nota os leitores
dariam ao juiz?
Ajudem-nos a criar nosso ranking.

***

E em Barueri, Robinho voltou e marcou um golaço. O time do
Santos jogou bem, a garotada tem potencial, mas o que ficou da partida foi a
choradeira de Rogério Ceni por conta da paradinha de Neymar.

Eu sou contra – mas nada consta nas regras da International
Board sobre o tema. Existe uma orientação para que o lance não seja validado
pelos árbitros, que assim obedecem no resto do mundo, com exceção do Brasil
(reflexo da falta de comando e padronização da arbitragem que assola nossos
gramados?). No entanto, orientação não tem poder de regra, e assim…

Sabem por que a FIFA não oficializa essa regra da paradinha?
Pelo mesmo motivo que não utiliza o recurso da TV em lances difíceis – eles
querem polêmica. Têm a visão retrógada (retrógada e não retogada…) de que é a
polêmica que sustenta a magia do futebol… Vai entender…

10 respostas em “Análise da Arbitragem Paulistão 2010 na R7: Bragantino 2×3 Palmeiras”

Mesmo errando a favor do Palmeiras, merece uma nota baixa.
4 prá ele.

Eu não vi o jogo, por isso nao seria legal dar uma nota pelo jogo. Mas simplesmente por ser dessa raça maldita, ele merece nota baixa… hehe Zero tá bom…

Nota 6, apito algumas faltas que não houve e, muitas que foram não apitou.

Nota 5.
O Abade teve uma arbitragem um tanto atrapalhada, como no lance citado do cartão para o Edinho e, claro, o gol anulado do Bragantino. Mas concordo com o Sérgio (#4), ele deu mais foi azar de ter saído o gol logo após ter marcado a falta. Se a zaga afastasse, seria apenas mais um “perigo de gol”.

Nota 5.
O Abade teve uma arbitragem um tanto atrapalhada, como no lance citado do cartão para o Edinho e, claro, o gol anulado do Bragantino. Mas concordo com o Sérgio (#4), ele deu mais foi azar de ter saído o gol logo após ter marcado a falta. Se a zaga afastasse, seria apenas mais um “perigo de gol”.

Dou nota 6.
No lance do primeiro gol anulado há um leve puxão na camisa do Figueroa, e ele apitou claramente antes da conclusão. Deu azar de sair o gol na sequência. No segundo tempo também apitou falta em um escanteio para o Palmeiras em lance parecido, mas não houve polêmica pois não saiu o gol na sequência. Fora esse lance, não interferiu em mais nada na partida.

Fico com nota 5. Não marcaria nada no primeiro gol anulado. O resto do jogo… Normal.

Ajudou o Palmeiras, mas depois compensou deixando os caras baterem. Muito ruim nota 3,0.

Dou nota 2 pro juiz. Beneficiou o Palmeiras e atrapalhou demais o Bragantino que foi muito prejudicado. Este juiz não merecia uma geladeira?

Os comentários estão desativados.