Categorias
Drops

DROPS 01/02/10: Sacconi e a falta de ambição

O CASO SACCONI

Semana passada anunciaram Sacconi saindo do Verdão. Por 2,5 milhões de euros (era isso mesmo?) estávamos perdendo um jogador que não é brilhante mas no atual momento era útil para nosso elenco.

A torcida resignada aceitou. Afinal de contas, Deyvid nunca foi ídolo. Chegou como promessa mas amargou um freezer de Luxemburgo (dizem porque o Sonda é o investidor responsável por Sacconi).

O treinador também resignou-se. Fazer o quê? Podem criticar Muricy por várias coisas mas ele é homem que aceita o comando.

Os jogadores também resignaram-se. No twitter da sexta-feira, o goleiro Bruno dizia que “emocionante a despedida de Deyvid”.

E AÍ?

O jogador pegou o avião, foi prá França, se apresentou ao Nantes e voltou. Não tinha o passaporte comunitário.

Ué, ninguém avisou aos dirigentes do clube francês? A versão oficial é que o dirigente do clube francês não sabia que não poderia inscrever o jogador com o protocolo do pedido do passaporte italiano.

Além de tudo ele poderia ter jogado contra o Corinthians. Seria cômico…

QUEM NEGOCIOU?

Mas a maior curiosidade é outra. Informações internas dão conta de que nenhum dirigente palmeirense negociou com os dirigentes do Nantes. Quem negociou foi Bernardo, ex-jogador e empresário de Sacconi.

Fica a pergunta: se Deyvid tem seus direitos federativos ligados ao Palmeiras, porque é que o empresário negocia com o clube? Ainda mais num momento em que estamos sem elenco e qualquer perda de jogador é complicada?

Mas guarde esse assunto no estacionamento e vamos ao próximo tópico. Contratações.

REFORÇOS: NOS OUTROS

Nesta segunda-feira o Santos apresentou oficialmente Robinho.

O Santos não joga a Libertadores de 2010.
O Santos pertence ao Grupo 2 das cotas da Globo, cerca de 20% inferior às cotas de Palmeiras, Vasco, Flamengo, Corinthians e SPFC.
O Santos não tem o mesmo valor de patrocínio da Samsung no Palmeiras.
O Santos não tem a mesma receita de bilheteria do Palmeiras.

Mas o Santos conseguiu viabilizar Robinho.

Da mesma forma que em 2009 o Corinthians não tinha Libertadores mas montou um time para ser campeão – e foi – da Copa do Brasil e do Paulista. Com Ronaldo e cia.

Da mesma forma que o quebrado Flamengo trouxe Kleberson, Maldonado, Adriano e cia em 2009. E foi campeão brasileiro. Flamengo que, convenhamos, é considerado por muitos como o anti-case da gestão do futebol.

E os exemplos poderiam chegar mais longe.
Esses clubes, quando trouxeram esses atletas, não estavam na Libertadores.

SÓ MAIS UM PITACO

Antes de concluir, mais uma constatação: no domingo e nesta segunda a Diretoria se defendeu dizendo que Muricy está no papel dele pedindo jogadores, mas que eles acham que só precisam de 2 ou 3 reforços. Então vamos lá.

Tínhamos uma base razoável no final de 2009 – Marcos, Figueroa, Danilo, M. Ramos, Pierre, D. Souza e Cleiton – mas que foi apenas quinto colocado no Brasileiro 2009.

Perdemos o título por vários motivos, mas principalmente porque na reta final ficamos sem M. Ramos, Pierre e Cleiton.

Para 2010 a Diretoria talvez contasse com promoções da base – Gualberto, Gabriel Silva, J. Arthur – meninos que não podem ser queimados e precisam de tranquilidade para jogar. E mandamos embora várias tranqueiras. E fizeram muito bem!

Mas o que torcida (e me parece que o treinador também) contava era com o reforço deste time. Para poder disputar os títulos do primeiro semestre. Ou seja, contávamos com a contratação de um grupo de jogadores para fortalecer o elenco.

Falou-se em Kléber, Torres, Sobis, Moreno, zagueiros, meiocampistas, contratações cirúrgicas, até Valdívia apareceu na mídia. Mas no final ganhamos o ambidestro Eduardo, Edinho (que pode até se dar bem, apesar da falha de ontem), Marcio Araujo (bom jogador), o bom zagueiro Leo, e… quem mais? Não importa.

AGORA SIM

Junte os fatos acima e o que podemos concluir? A diretoria de futebol está satisfeita com o desempenho mediocre de 2009.

Claro, mediocre no sentido literal da palavra. Ela não acredita que precisa fortalecer o elenco (afinal por R$ 5 milhões quase perdeu Sacconi e nem ao menos mandou um representante falar com o clube francês).

Ainda mais: assistiu em janeiro ao fortalecimento dos adversários e afirmou que faria contratações cirúrgicas mas que seria difícil contratar porque não estamos na Libertadores (frases mais do que repetidas desde dezembro até aqui).

O que podemos concluir numa só frase? falta ambição, como bem definiu Cunio na sua corneta de hoje.  

Falta ambição para se montar um time que vá brigar por todos os títulos deste ano de 2010, e que se dane se não estaremos na Libertadores, mas estaremos na Copa do Brasil, Sul-Americano e no Campeonato Brasileiro, título que não comemoramos desde 1994.

Então meus amigos, o que me parece é que não é apenas falta de ambição não: faltam ambição e culhões!

Saudações Alviverdes!

125 respostas em “DROPS 01/02/10: Sacconi e a falta de ambição”

Alvaro-75,Estupidez,burrice,ignorancia e outros mil defeitos são diferentes de ser mau-caráter ou querer fazer média.
O Marcelinho pra mim é o maior exemplo de duas caras.Não enxergo isso no Marcos.

Pelo menos esta é a forma que eu enxergo o Marcos.
Você tem a sua.

São visões de uma mesma pessoa,eu respeito a sua.Não concordo,mas respeito.

Tenho certeza que os comentarios sao unanimes com relacao ao seu texto, objetivo, simples e direto.

Falta querer, falta vontade, falta ambicao!!!

Afinal, porque o Palmeiras tem que ter as contas em dia e os outros nao?

Como ter boas arrecadacoes, boa midia, bons patrocinios se nao ganhamos nada????

Quem vem primeiro: o ovo ou a galinha.

Todo ano eh a mesma coisa, ja esta na hora de alguem entender que sem time e sem titulos nao existira resultados!!!

118- Victor os dois são idolos jogaram muita bola o Marcos no gol foi o melhor que eu vi, o Ademir em sua epoca foi demais pro Raul que viu deve falar mais sobre ele.

Sei que são epocas e posições diferentes. Cada um teve sua importancia na epoca. Esta é uma grande briga de quem é o Maior idolo do Clube. Nos dias de hoje é dificil um cara ser idolo. Vc se lembra do episodio que o Marcos ia ser contratado por um time do exterior e este time era pra fazer ponte, com o Marcos indo pra lá e voltar pros gambas e o Marcos ficou sabendo disto e recusou a proposta na hora. Carater são poucos que tem

Os comentários estão desativados.