Categorias
Drops

DROPS 23/02/10: falando dos outros

REDAÇÃO 3VV

Sem notícias, sem novidades do Verdão, vamos falar mal e bem dos outros.

ADIVINHEM SOBRE QUAL ESTÁDIO
REFERE-SE A FRASE ABAIXO

“Lá não se pode disputar mais do que jogos da primeira fase do Mundial e das oitavas”.

i. Couto Pereira;
ii. Engenhão;
iii. Arena Barueri;
iv. Morumbi. 

Fácil né…

QUANDO FOI A FRASE?

i. Em 2008;
ii, Em 2009;
iii. Em 2010, em janeiro;
iv. Em 2010, em fevereiro;
v. Todas alternativas anteriores.

De novo. Fácil hein?

GERÔNIMOOOOOOO

O Secretário Geral da FIFA, Jerome Valcke, está caindo nas graças dos palmeirenses e torcedores de outros clubes. Tem batido sem dó no estádio do SPFC pela incapacidade deste em apresentar um projeto adequado aos padrões da FIFA.

Pelo menos para quem reivindica o direito à abertura da Copa do Mundo e a uma semi-final.

Estão tão longe deste objetivo quanto estão longe dos parceiros da iniciativa privada que eles prometem ter.

VERGONHA VERGONHA VERGONHA

O jornal Lance! desta terça-feira dedica duas páginas às brigas entre torcedores das organizadas Independente e Mancha.

As brigas por si já são uma vergonha. Mas o pior é a matéria sensacionalista e pouco verdadeira do jornal.

Primeiro afirmando que a “rota da violência” passa pelo Estádio Palestra Itália.

Não, não passa por lá.

Segundo omitindo o fato de que torcedores da Mancha do interior pararam na estrada e foram tocaiados pela Independente.

Terceiro porque não deixam claro que – por exemplo – o rapaz que desgraçadamente perdeu a mão era da Independente, e estava com uma bomba e ia jogá-la na torcida.

Também passa ao largo o fato de que torcedores do Palmeiras que estavam num ônibus se dirigindo ao jogo foram atacados por 57 torcedores sãopaulinos no Itaim Paulista.

Não estamos defendendo nem a organizada A ou B. Mas estamos exigindo que os fatos sejam claramente relatados pela mídia.

BOA LIÇÃO

O Santos FC passou vários anos sob a batuta de uma “ditadura” com Marcelo Teixeira.

Os que assumiram o Santos agora estão sendo apoiados por um grupo apolítico, onde vários empresários e executivos estão trabalhando nos bastidores para revitalizar a marca e profissionalizar a gestão.

Vale a pena ler a matéria Time de Executivos tenta profissionalizar a gestão do Santos, da Exame/Negócios.

OUTRA BOA LIÇÃO…

… vem do Inter de Porto Alegre, através de uma campanha para mobilizar torcedores na taça Libertadores.

Saudações Alviverdes…
e se tiver notícias do Verdão,
coloca aí e nós iremos atrás.

93 respostas em “DROPS 23/02/10: falando dos outros”

Eu me coloco no lugar do Muricy.
Se fosse um cara honesto e estivesse em um lugar cujas pessoas eu vivia dizendo ser parceiras,estaria prostituto até agora.
Ele pegou até leve.É o tipo de coisa de que se leva semanas para absorver.O erro dele foi dar entrevistas antes disso.
Eu falaria muito mais.

Eu entendo a reação dele.

Sds.

Parabéns Raul, Muricy é passado agora é com o Antônio Carlos, falou tudo.

Cada um análisa o que lê e ouve da sua forma.Discernimento cada um tem o seu.
Cabe a nós formar nossas opiniões baseado em tudo isso.
Algumas opiniões são importantes e sensatas em alguns momentos e tem outras que não prestam pra nada.Ambas podem ser da mesma pessoa.Inclusive minhas.

O Kleine é músico e torcedor,o Conrado não faço idéia do que seja,mas sei que é torcedor como qualquer outro.As opiniões deles são tão importantes como a de qualquer um aqui.
Umas prestam,outras não.
As minhas idem.

Cabe a cada um dar o valor que acha real a elas.

O Conrado Parmerista escreve muito bem, além de ter um senso de humor apurado.

Sinceramente não quero me meter neste papo sobre o Muricy, já que todos sabem a minha opinião, sem querer ficar em cima do muro, acho que tanto o Cássio como o Rogerio tem razão.

Se por um lado o Muricy na minha opinião foi traído e faria este time jogar mais cedo ou mais tarde, depois da derrota para o São Caetano alguma coisa tinha que ser feita, na entrevista que o Cosme Rímole fez com o CX ele diz que todos apoiavam o Muricy e que o nosso ex técnico nada teve há ver com a queda de rendimento ano passado e a má fase deste ano.

Mas esta discussão não levará a lugar nenhum, já que o Muricy é passado, hoje nossa realidade chama-se AC Zago, capisce??

Analisar o AC agora é muito cedo mas ontem no treino ele colocou o time com 03 atacantes,treinou Marquinhos, Robert e Lenny e o DS vindo de trás o CX não treinou mas vai jogar amanhã.

Gostei desta postura ofensiva e torço muito para que ela dê certo, pois a coisa que mais gosto é de ver o Palmeiras indo para cima dos adversários em busca do gol o tempo todo.

Este time foi montado pelo Luxa em 2009 e jogava assim, indo para cima com o Williams e DS abertos o Quemrrison no comando e o CX vindo de trás.Vamos ver o que vai dar!!!

80- Cassio ele deu outra entrevista pro Globo. com e não estava de cabeça quente e disse que era bom pra caramba. Ah se fosse o Luxa né? 2 malas Luxa e Muricy não vai deixar saudades nenhuma. Abraços e até amanhã!

Olha tudo é opinião Eu concordo com a demissão e muitos Palmeirenses tambem, assim como muitos Palmeirenses não concordam são opiniões, ninguem é unanimidade. Veja este texto do Avallone grande Palestrino.

Na estréia de Zago, até Robert foi herói
Não poderia ter sido mais feliz a estréia de Antonio Carlos Zago como técnico do Palmeiras: superior durante todo o jogo, com a ambição ofensiva que não se via mais nos últimos tempos, o Palestra velho de guerra ressurgiu, logo no clássico diante do São Paulo, seu arquiinimigo.

E quando digo feliz, não digo apenas vitoriosa a estréia. Refiro-me às modificações que deram certo, desde a entrada do jovem Eduardo na lateral-esquerda, à disposição tática normal de um time grande (dois zagueiros, dois volantes, dois meias, dois atacantes), trivial até, mas como jogam atualmente os vencedores. Um arroz e feijão bem temperado, por aqui, como uma paella na Espanha, coisa e tal.

De tão bem arrumado, diante de um tricolor lento e defensivo, até Robert pode apagar a má impressão das partidas anteriores. Sem nenhum sentido pejorativo, ao dizer que até Robert foi herói, estou a recordar a procura de um novo centroavante, pois o atual, apesar de rodado por vários grandes clubes do México e até da Europa não vinha funcionando; “Estou muito sozinho”- disse ele, há alguns dias.

Robert, no entanto, não esteve sozinho contra a dura defesa do São Paulo – que piorou desde a expulsão (justa) de Xandão, que, às vezes, lembra o melhor estilo de “beque de fazenda”. Robert teve o ágil Lenny, ao seu lado, além da chegada às vezes de Diego Souza, em outras de Clayton Xavier. Resultado: marcou os dois gols, de cabeça, qual um “Cabecinha de Ouro”, o segundo, em nova feliz atitude de Antonio Carlos, escorando um cruzamento de Marquinhos – que reapareceu depois do exílio.

Detalhe, ainda, sobre a estréia de Antonio Carlos Zago: foram até comoventes os abraços por ele recebidos pelos jogadores substituídos, abraços que fizeram seus olhos marejarem. Um princípio de choro de quem, realmente, viveu o clima

Essa demissão do Muriçoca me lembra a do Felipão no Chelsea…..foi fritado em óleo frio……….
Mas não tem jeito vai mandar embora Drogba,Lampar,Anelka….

O Conrado foi contra a demissão dele, o Marcos Kleine não, isto é normal uns aceitam a demissão outros não, o Avallone disse que foi a melhor coisa que aconteceu, outros vão falar mal da diretoria é normal eu não disse que o Conrado queria a demissão dele falei da arrogancia e prepotencia dele veja o texto abaixo:

Mas o pior foi no pós-jogo. Muricy, na coletiva, deu mais uma justa patada num repórter mal-intencionado. Na volta para o estúdio, o filho do Didi, Marcelo Barreto, continua com seu corporativismo cínico e fazendo sua campanha covarde para queimar Muricy, o que já acontece desde o ano passado. Para o filho do palhaço, não importa se o seu coleguinha foi maldoso. Para ele, os repórteres podem tudo. No que foi apoiado na covardia por Lédio Carmona e pelo ignóbil Renato Mauricio Prado, o Rogério Ceni dos microfones.

***

Mas Muricy de fato foi mal na entrevista. Não pela patada em si. Foi justa, merecida. Mas a forma como distribuiu os afagos aos jornalistas pode repercutir mal no grupo.

Os jornalistas questionavam a competência de Robert. Ora, é óbvio que Robert está mal. Repórter que pergunta isso coloca o treinador na segunda situação: se concorda, é um treinador que queima jogador; e se discorda, é um treinador burro que não enxerga a incompetência de seus jogadores. Muricy se irritou com a maldade e desceu a ripa. Até aí, perfeito. Só que na sequência, após uma pergunta que eu não consegui entender bem, Muricy lascou: “pra você ver como eu não sou importante pra esse time; se o técnico deste time fosse você, este time não ganharia nenhum jogo”.

Aí ele foi mal. Ao escapar bem da primeira armadilha, ele se irritou tanto que caiu logo em seguida, e deu a entender que o time é muito ruim e que só ganha alguma coisa por seu próprio mérito. Talvez tenha sido uma frase infeliz no calor do momento. Mas podia ter passado sem essa. Nem Luxa diz frases tão auto-suficientes. Tomara que não deflagre nada no elenco.

***

Eu tambem assino em baixo

A diretoria do Palmeiras chama aquele carro que vende produtos oficiais do Palmeiras de loja móvel.Bem que poderia ser um pouco maior.Aberta ela parece um Kombi de Hot Dog que fica em porta de faculdade.

Exageros(da minha parte)à parte,já é alguma coisa.

Muricy demitido
Arquivado em: Futebol – conrado @ 17:15
Estou perplexo com a notícia. O presidente Belluzzo cometeu o maior erro de sua gestão até agora. Ao tomar essa decisão, aposta tudo em tentar ganhar um título desesperadamente ainda este ano, dando um viés claramente político à decisão. Como dirigente do clube, esperava que ele arcasse de forma mais firme com as consequências da perda do título do ano passado, juntasse os cacos e absorvesse a condição de que o Palmeiras voltou três anos no tempo, e começasse a remar tudo de novo.

O modelo de parceria com a Traffic precisa ser moderado, não desenfreado como na época de Luxemburgo. Muricy, ao contrário, freava tudo. Cabia à direção – Cipullo e Belluzzo, sobretudo – estabelecer a hierarquia, a mesma que eles alegaram ter sido quebrada para demitir Luxemburgo, e impor o meio-termo.

A bola da vez para o cargo de Muricy parece ser Antonio Carlos. A escolha, se confirmada, é coerente. O ex-zagueiro tem o perfil exato para retomar o “modelo parceria”. Não dou uma semana para desembarcarem reforços importantes no Palestra. Mas serão reforços temporários, caracterizando cada vez mais o chamado time de aluguel. E os meninos da base? Deus os proteja.

Assim fica cada vez mais chato torcer. Voltamos pro jogo para este ano. Mas sem nenhuma perspectiva lá na frente. O futuro é absolutamente incerto.

Para Muricy, gostaria de dizer que estou envergonhado com o que a diretoria do Palmeiras fez. Você se mostrou um puta profissional, e não merecia que a corda arrebentasse justo do seu lado, apesar de ter sido inflexível em determinadas oportunidades e de ter escalado o time muito mal em outras. Mas isso não justifica sua demissão. Você estava montando a estrutura do time, a defesa estava quase pronta, e depois era só montar a ofensiva. Com você, não tinha mais empresário rodeando a academia dia e noite, nem em cima dos meninos da base. Agora, sabe lá Deus. Desejo toda a sorte do mundo na sequência de sua carreira, e tomara que você possa voltar pra cá ainda algum dia.

Pra você ver,mesmo o Conrado tendo dito que ele extrapolou,veja o texto dele após a demissão do Muricy:

Liga dos campeões é privilegio de poucos em assistir. Só jogão mesmo.

Felipe é um franqueiraço. Só pega bola quando vai em cima dele e quando chega faz um puta malabarismo só pro Cleber Machado gritar:

Feliiiiiiiiiiiiipe sensacional já esta merecendo a seleção, defesaça. É por ai mesmo pode prestar a atenção.

Goleiro fraco pra caramba.

Os comentários estão desativados.