Categorias
Resenha dos Jogos

Paulistão 2010: análise da arbitragem na R08

POR DANILO CERSOSIMO

No último sábado o Palmeiras foi a Ribeirão Preto e conquistou um empate contra o time da casa. A arbitragem foi de Wilson Luis Seneme, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Herman Brunel Vani. O trio talvez já estivesse com a cabeça no carnaval, por isso comportou-se de maneira dispersa e confusa – vários foram os lances de inversões de faltas e impedimentos que deveriam ter sido assinalados.

Além disso, um jogador adversário voltou a campo após atendimento médico sem autorização, interceptando uma jogada do Palmeiras e o árbitro sequer percebeu tal equívoco – o jogador deveria ter sido advertido. Esse foi mais um dos lances onde ficou evidenciado que Seneme esteve sempre muito mal posicionado durante a partida.

Alguns colegas reclamam falta em Armero no lance do gol do Botafogo, falta esta que confesso não ter visto. O que os leitores pensam do lance?

De um modo geral, a arbitragem foi fraca, mas não influenciou no resultado. Minha nota para o árbitro é 5. E a sua?

***

Neste feriado assisti apenas ao jogo do Palmeiras – não vi mais nada, sequer os chatíssimos desfiles com sambas-enredo sem pé nem cabeça. Porém, nosso amigo Jota nos alerta para uma entrevista com Carlos Eugenio Simon, o maior árbitro brasileiro de todos os tempos, segundo a CBF – que é a responsável por tê-lo enviado a três Copas do Mundo.
Quem tiver estômago pode assistir a entrevista no link abaixo:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Esporte_Espetacular/0,,MUL1490612-16321,00.html

Recomendo aos amigos que tomem um Plasil antes.

***

Seguem abaixo alguns indicadores (fonte: Footstats) dos árbitros neste Paulistão.

Quem apita mais faltas?

A média de faltas é 35 por árbitro por partida; o árbitro que apitou menos faltas foi Marcelo Rogério (27 faltas por partida em 4 jogos apitados).


Quem aplica mais cartão amarelo?

Luiz Flávio de Oliveira nem aparece entre os que apitam mais faltas (sua média é de 33 faltas por partida; apitou 3 jogos). Mas é o que mais cartões amarelos aplica (em média 8 por partida).

O que menos aplicou amarelos até aqui foi Robério Pires, que em dois jogos deu 3 amarelos em cada um.

2 respostas em “Paulistão 2010: análise da arbitragem na R08”

Prejudicou o Palmeiras foi falta em Armero no lance do gol. Ele não marcou dou nota 4 pra ele.

Achei que o juiz deixou de dar um pênalti do Danilo no centroavante do Botafogo e que, no lance que antecedeu a jogada do gol do time de Ribeirão, o Marcos sofreu falta ao sair do gol. Dessa vez, achei o Seneme mais sereno. Nota 6,5.

Os comentários estão desativados.