Categorias
Opinião

Um campeonato que nem excita e nem…

POR VICENTE CRISCIO

O fundo de private equity Porky’s and Porky’s é cruel: depois que comprou 51% das ações do 3VV me obriga a trabalhar em pleno carnaval. Tudo isso visando a abertura de capital que deve ocorrer em 2020.

Então mãos à obra!

Assistindo à partida Botafogo 1×1 Palmeiras em pleno sábado de carnaval me perguntava se fazia sentido Diego e Cleiton correrem desesperadamente atrás da bola por um campeonato regional que dura 4 meses mas que na verdade só trará emoção entre abril e maio. Um pouco antes, um Canindé esquálido, a Portuguesa empatava contra o Corinthians, sem Ronaldo, que se preparava para desfilar na Gaviões.

Ao mesmo tempo, com quase 40 mil pessoas (30 mil pagantes; é a farra carioca) e uma renda de R$ 1 milhão, o Vasco ganhava o direito de ir para a final da Taça Guanabara. Vai enfrentar o vencedor de Flamengo e Botafogo, que jogam na 4a feira, para deixar Adriano e Love se divertirem adequadamente no Carnaval.

Xiiii…. gol do Botafogo… mas voltando, faz sentido esse Paulistão?

Pela rivalidade, tradição, bla bla bla, sim, faz sentido.

Mas neste modelo? Não, seguramente esse Paulistão, no modelo atual, é um “me engana que eu gosto (mas não por muito tempo)”.

Primeiro pela fórmula; 20 clubes jogam em turno único. Não há justiça nisso. Nenhuma!

Depois de longos 3 meses e 19 rodadas os quatro melhores colocados se encontram em semi-finais e finais. Os finalistas farão 23 partidas. Os semi, 21, e todos os outros 19 partidas.

Que me desculpem os fãs de Monte Azul, Sertãozinho e outros que tais, isso é puro caça-níqueis com recursos alheios.

Em vez disso o Carioca – longe de ser um primor em organização – tem 16 clubes divididos em duas chaves. Naturalmente Flamengo e Fluminense ficam em uma chave, Vasco e Botafogo na outra. E assim caminha também outro regional mais do que previsível. Mas lá pelo menos os caras foram diferentes e inventaram uma taça Guanabara e uma taça Rio que dá alguma emoção. A obrigatoriedade lá são de no máximo 19 datas para saber quem foi o campeão carioca. Isso se um clube não ganhar os dois turnos, eliminando os jogos finais.

Mais inteligente. Menos jogos. Menos datas.

Se fosse aqui, Pierre e Márcio Araújo agradeceriam. Até porque a pré-temporada seria prá valer.

E você, o que acha? Faz sentido esse campeonato paulista que não excita nem broxa, com um modelo caça-níqueis voltado para os clubes pequenos? Opa, gol do Palmeiras. Léo, de cabeça. Palmeiras 1×1 Botafogo e faltam mais de 20 minutos. Vai virar?

Tanto faz, estou esperando a Copa do Brasil, Brasileiro, Sulamericano…

Saudações Alviverdes!
E abaixo com a ditadura dos fundos de investimento!!

11 respostas em “Um campeonato que nem excita e nem…”

Detesto esse modelo de campeonato… Na minha opinião seriam 24 times, divididos em 4 grupos de 6 equipes… Turno e returno dentro do grupo (10 jogos), classificariam os 2 primeiros de cada grupo , e teriamos mata-mata… quartas, semi e finais… seriam 16 jogos… a maioria deles valendo algo no campeonato… os dois ultimos de cada grupo poderiam fazer mata-mata inverso , para achar os 4 rebaixados..

Esse campeonato não serve pra nada.O Palmeiras tem que se matar na copa do Brasil.
Se a torcida ver que o time está dando tudo na Copa do Brasil e se poupando no Paulista nem vai se lichar se o time ficar fora dos quatro.

Só sei que 20 clubes é uma absurdo! Assim não dá! Tinham que fazer com 16 (ou até menos… 14 ou 12, sei lá) clubes e manter a fórmula. Um trem mais enxuto! Assim dá pros times fazerem uma pré-temporada decente e o Campeonato não fica tão longo, desgastante e, pelo menos no começo, chato, um saco!

É claro que eu não aguento a marra dos cariocas qdo são campeões da taça guanabara (1º turno), e acreditem, tem buzinaço e tudo….
Mas o formato é bem mais atraente, são menos datas e a possibilidade de melhores adversarios para os grandes clubes, devido as semi e finais dos turnos, com varios classicos de se prepararem para o que vem pelo ano…
Acredito que até a tv gostaria de um outro formato para o paulistão, mas os clubes que são as peças principais, não reclamam ou opinam nada.

Abs

Pra mim, o Paulistão virou pré-temporada. E, ainda assim, poderia ter uma fórmula mais ágil (atraente).

é por aí mesmo,por isso o que acontece agora é normal……o que vai valer é lá na frente…..
A final da Copa Brasil é 4 de agosto depois do mundial,então muita calma nessa hora.

1- campeonato caça niquel
2- so tem 20 clubes pq foi assim que presidente da FPF conseguiu uma formula para se manter no poder..

ele agrada varios times… e tem varios votos para permanecer na FPF..

3- campeonato de time de empresarios… TA PARECENDO A COPINHA

4- muitos jogos
5 pre temporada??? oq e isso?

6- ano de copa… quase 1mes e meio a menos de jogos e nem assim mudam o calendario..

ou seja vamos jogar a mesma quantidade de jogos num espaço de tempo menor..

riduculo

paulista, carioca…. oq for de estadual tinha q ser campeonato de pre temporada…

lembram qndo o paulistao tinha 10 clubes separados em 2 chaves… rapido, pratico, daria ritmo de jogo e fim de papo

capeonato paulista so vira campeonato a partir das semifinais, FATO
por mim o campeonato paulista teria so 12 times jogando entre si em turno único com os 4 melohores se classificando para o quandrangular final onde tds jogam contra tds em turno e returno e o campeão é o q fizer mais pontos

Eu sou a favor dos campeonatos regionais. Acho que são importantes para um país de dimensões continentais como o Brasil. Mas a fórmula de disputa do campeonato paulista é horrível. São muitos times para um campeonato jogado em um curto espaço de tempo. E esse turno único realmente não faz sentido.
Acho que o número de times participantes deveria ser menor, talvez 16 times divididos em 2 grupos como no Rio seria o ideal. Mas não gosto da fórmula do campeonato carioca. Comemorar título de primeiro e segundo turno com volta olímpica, direito a pôster de campeão e taça eu acho um exagero.
A FPF poderia dividir o campeonato em dois grupos com 8 times, Cada time jogaria contra todos os adversários do seu grupo em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo iriam para as semi-finais, também com ida e volta, e os vencedores fariam a final em mais dois jogos. No total, os finalistas jogariam 18 vezes, 14 na primeira fase, mais dois jogos na semi-final, mais os dois da final. Talvez já fosse o suficiente para jogar somente uma vez por semana pelo Paulistão nos fins de semana, deixando para o meio da semana os jogos de Copa do Brasil ou Libertadores, sendo que em algumas semanas em que não ocorrem jogos por estes torneios, os times ficariam com a semana livre para treinar e recuperar o desgaste dos atletas. Acho que dessa forma pelo menos os times não ficariam sobrecarregados no início da temporada.

O campeonato paulista, na minha opinião deveria acabar ou ter no máximo 12 clubes, em uma fórmula do tipo, campeonato da capital e do interior.

O absurdo maior é fazer os jogadores jogarem debaixo de um sol escaldante, depois de 12 dias de “preparação”.

Uma pré temporada de 01 mês é o ideal, depois 15 dias de amistosos, para daí sim começar o campeonato.

Mas não vivemos em um país sério e não podemos exigir seriedade dos dirigentes de futebol.Um campeonato paulista inchado com 20 clubes, a maioria deles sem estádio descente, este campeonato paulista vale muito pouco e penso que para o Palmeiras ele tem que ser levado como preparação para o resto da temporada, que tem no Campeonato Brasileiro o seu ápice para nós palmeirenses.

Abraço e bom carnaval!!

campeonato chato paka! é duido jogar com esses time do inteior! é um campeonato longo, degastante, chato, com ingressos absurdos, principalmente no interior, por isso os estadio quase sempre vazio! ja pensou bragantino e monte azul a 30 conto o ingresso! meu deus!!! rsrsrs
agora imaginem uma formula igual ao carioca com semifinais do primeiro turno com os 4 grande! ai sim…

Os comentários estão desativados.