Categorias
Corneta do Cunio

A Corneta do Cunio – Onde está nossa Arena?

POR ALBERTO CUNIO

Encharcados alviverdes, desprezível tecer qualquer comentário sobre uma vitória em cima do Flamengaço do Piauí e um derrota para o último colocado do Paulistão. Aliás, às vezes sou partidário das “trocas de posições”. Perdeu do último, que vá segurar a lanterna. Mas as regras do rebaixamento nos impediriam de aplicar este castigo. Pobre Antonio Carlos… Onde foi amarrar seu burro. Que espero não seja ele mesmo.

O que me move a escrever aqui esta semana diz muito mais respeito sobre as já tradicionais “omissões” as quais somos testemunhas por parte da diretoria do Palmeiras. E uma delas já passou da hora de dar as caras aos seus torcedores, já que foi muito importante quando sustentamos a vitória da atual situação, porém caiu num velado esquecimento que só não é total porque vira e mexe algum de nossos influentes leitores, comentaristas ou colunistas aparece com mais uma notícia.

Onde está nossa Arena? A última brisa que passou agora diz que a derradeira pendência burocrática entre a W.Torre e CET foi resolvida. Compensação, contra-partida, ajuda, sei lá o que é isso. Não entendo nada e nem quero. A única coisa que sei é que na hora de colocar o doce na frente da criança, temos especialistas. Na hora de deixar comer …

O Palmeiras está assistindo a história passar diante dos seus olhos e não está fazendo nada. O elefante branco da zona sul está levando saraivadas de tudo quanto é lado na FIFA, pois não consegue revisar o projeto de sua adequação ao caderno de encargos para a Copa 2014 a contento. Ou seja, cada vez que leva uma nova versão, leva uma patada.

E por que nós não estamos na fila para nos candidatarmos oficialmente como potencial sede para a Copa? Em tese nós que temos um projeto pronto, elaborado dentro de todas as especificações FIFA. Então por que não fustigamos, não perturbamos, não tiramos o sono de nossos rivais?

Já ouvimos até planos de construírem mais um trambolhão em São Paulo (que seria, acreditem, repassado aos representantes da marginal sem número) a fim de substituir o grande prato raso do Jardim Leonor. Mas NUNCA ouvi nada além de “vamos oferecer para a Itália treinar aqui no ano de nosso centenário”. Mentes pequenas? Mentes medrosas? Falta de coragem com medo de retaliação do poder público? Falta de ousadia?

Prefiro não acreditar que embarcamos numa canoa furada. Então deixo aqui meu humilde espaço para alguém, QUE TENHA RESPOSTAS CONCLUSIVAS, e que possam ser publicadas na imprensa aberta, diga a todos os palmeirenses: “Onde está a nossa Arena?”.

Não duvidamos das pessoas diretamente envolvidas no projeto. Mas num momento tão importante como o que passa o futebol brasileiro, com o processo de escolha dos estádios passando em nossas fuças, a comunidade palmeirense merece uma satisfação!

Lembrando que foi esta comunidade que se mobilizou em todas as etapas de aprovação apoiando os mentores deste projeto; lembrando que a mídia palestrina de maneira geral – todas na época, mas em especial a nossa aqui do 3VV – foi usada não só para comunicar mas também para abafar o grito dos inimigos do projeto e da instituição; lembrando principalmente que o torcedor, a razão de existir do Palmeiras e o “proprietário” da nova casa, comemorou, apoiou nas aprovações e agora parece que foi esquecido.

Portanto todos estes pedem as respostas sobre o status da Arena. E muitos desejam, querem e eu diria ainda que alguns exigem um posicionamento menos discreto e mais agressivo de nossos representantes para efetivamente colocar a Arena Palestra como candidata a receber jogos da Copa do Mundo. Enquanto isso não acontece, recebam minha CORNETA bem barulhenta!


Alberto Cunio escreve todas as 2as feiras, sempre com uma cornetada na orelha de quem merece. Mas sempre disposto a guardar a corneta se demonstrarem que ele está errado.

32 respostas em “A Corneta do Cunio – Onde está nossa Arena?”

Não é viável transformar rodo o já PRONTO projeto da Arena pra uma nova Arena muito mais cara e blábláblá…

Legal, colocamos mais uns degraus, rejuntamos com argamassa e passamos cal pra deixar com impressão de pintado…

Deixemos de ser amadores, gente…as coisas não são assim…o projeto está todo pronto, bonito, com as distâncias entre o assento mais afastado e o campo dentro das normas, e vcs vem me falar pra construir mais uns degraus e assim tudo se resolve??? Aumentar em 30% a capacidade prevista fazendo mais degraus??? 30%!!!! Não é pouco…são 15 mil pessoas…

Realmente, acho legal a copa ir pro Morumbi mesmo…se for pra fazer puxadinho na nossa Arena, eu prefiro…

Parece que ainda ha muita desconfiança em relaçao a Arena Palestra. Eu tambem, aqui do interior, ja senti isso, mas me tranquilizei quando a WTorre incluiu, a pouco tempo, no seu site a Arena Palestra Italia na sua relaçao de “novos empreendimentos” e muito bem ilustrada. E um projeto de suma importancia para o verdao, com copa ou sem copa. Força verdao!

Daniel,

Se usa o gramado ou não, pouco interessa, o que importa é esta aprovado para 60.000.

Sem contar que para aumentar a capacidade para 60.000 não é necessário fazer mais um anel e sim aumentar alguns degraus nos anéis já existentes e no novo anel que esta previsto no projeto.

Penso que para uma construtora como a W/Torre não seria grande coisa, mas antes de tudo, temos que definitivamente começar as obras.

Se uma arena para 60 mil pessoas não é viável na maior cidade do hemisfério sul, então não é viável em lugar nenhum do mundo.

Só para fechar, o público de 60 mil para shows considera o espaço do gramado.

Para caber 60 mil nas arquibancadas, só com mais um anel…

Estudo de viabilidade não é feito em papel de padaria…é um relatório de umas 300 páginas…os caras com certeza consideraram tudo que é cenário, de taxa de câmbio variando de 0,60 a 5,00, capacidade de 30 a 80 mil etc…

Quanto à WTorre abrir capital, não sei se é vantajoso ou mesmo se tem alguma influência no projeto da Arena…a WTorre é um monstro, uma empresa muito grande, e o projeto da Arena é mais um para eles…deve ter alguma prioridade, mas duvido que os caras abriram capital só para isso…de qqr jeito, quem cuida do projeto é a WTorre Arenas, uma subsidiária…logo, pode ser que a abertura de capital não contemple essa unidade deles…há que saber mais sobre isso ainda…

Algum sócio não poderia fazer o grande favor de ir ao Palestra coletar informações?

Se ainda há dúvidas quanto a capacidade financeira da WTorre e se realmente o funding para a Arena está garantido ou não, hoje saiu uma notícia que pode acabar de vez com as especuções. A WTorre entrou com pedido na CVM para fazer um IPO, ou sejam vai abrir o capital na bolsa, e assim vai entrar muita grana na empresa.

Olá pessoal, primeira vez que posto aqui no boleiragem, mas já acompanho faz algum tempo, resolvi postar porque o assunto da Arena me interessa bastante.

Bom, não sei se tem alguém aqui que trabalha / acompanha o mercado financeiro, mas hoje saiu uma notícia que pode ser muito boa para o projeto Arena Palestra:

“WTorre entra com pedido de oferta pública primária e secundária de ações na CVM

01/03/10 – 15h36
InfoMoney

SÃO PAULO – A WTorre Empreendimentos Imobiliários entrou na última sexta-feira (26) com um pedido de registro de oferta pública primária e secundária de ações ordinárias na CVM (Comissão de Valore Mobiliários).

A oferta abrangerá também o mercado de balcão não-organizado, além de esforços de colocação dos ativos no exterior, visando os investidores institucionais estrangeiros. De acordo com a empresa, a oferta não será registrada na SEC (Securities and Exchange Commission).

O número de ações ofertadas, termos e condições da oferta serão informados ao mercado conforme aprovados pelo Conselho de Administração da WTorre e pela CVM, informa a empresa.”

Resumindo, a WTorre vai abrir o capital na bolsa. Ainda não se sabe o porte da oferta, mas podem ter certeza que vai entrar uma grana boa na empresa, talvez a última grande construtora a abrir capital. Assim, não haverá mais dúvidas quanto a saúde financeira da WTorre, e consequentemente da Arena Palestra.

O lobby se fechou em torno do panetone. Será mais uma farra com o dinheiro publico. Licitações fraudulentas, desvio de verbas, super-faturamento.
É dificil brigar com gente de tanta força politica.

Prefiro que o Palmeiras fique de fora de tanta lama e picaretagem.

Qto a “marcar posição”, não é melhor ter toda documentação em ordem e sem nenhum risco de embargo antes de fazer barulho ? Afinal, qualquer brecha para o embargo será um prato cheio para a oposiçao.

A copa nunca foi o foco da Arena. Mas ela terá capacidade minima para receber a maioria das partidas. Obvio que eu gostaria que houvesse maior capacidade mas é uma faca de 2 gumes.
Será que o aumento de receita será suficiente para cobrir os custos ? Na dúvida, o bom senso manda correr menos riscos.

Adilson.

Fico muito feliz de saber que as coisas estão se encaixando.

Agora com as obras realmente começando é a hora de levar nosso projeto para a FIFA e mostrar que é muito mais viável que o do morumbiba e derrubar o “projeto” delas para a Copa de 14, não que isto seja uma prioridade, mas vai ser lindo ver a arrogância delas caindo por água abaixo.

Se por um lado o time não vai tão bem, saber que a Arena está saindo do papel, deve dar uma tranquilizada no prof. Belluzzo, que vai deixar um estádio de 1º mundo engatilhado.

Abraço a todos!!!

Raul !
Se a grana existe, a WTorre pode mandar bala.
Perguntei para alguns gestores aqui da CET e todos disseram que o projeto não volta a estaca a zero não ! O que acontece é que existe um limite entre area construida e area do terreno por zoneamento da cidade, porem esse limite pode ser excedido comprando-se uns titulos da prefeitura( cepags se não me engano). O shopping Bourbon, nosso vizinho, comprou esses titulos e construiu area muito mais do que o permitido.

Adilson,

Bom saber que o projeto saiu da CET, quanto a grana, tenho um grande amigo que trabalha na Traffic e me garantiu que a grana existe e vêm do Banco Santander.

Os pacotes para os camarotes também estão prontos, o camarote para 16 pessoas deve sair por volta de 8 mil reais por pessoa por 01 ano de aluguel, meio salgado para ver Lenny e Robert no ataque né???

Nesta “discussão” sobre o aumento da capacidade, pelo que sei, a W/Torre pode aumentar a capacidade e o projeto não volta a estaca zero não, já que ele esta aprovado para um público de 60.000 para shows, basta a W/Torre querer e arrumar mais grana.

Minha opinião é a mesma do Alvaro, e vou colocar de novo parte do comentário que eu fiz na coluna do Criscio:

Quanto ao Morumbi e a abertura, só tenho a lamentar a postura do nosso presidente. O Palmeiras deveria construir uma Arena de primeira grandeza, e não se sujeitar a ser coadjuvante, com uma Arena de segunda categoria no ano do nosso centenário. Isso eu digo agora, depois de conhecer um pouco mais o projeto, e vendo que não seria nada impossível fazer uma Arena maior, talvez com chances de brigar pela abertura da Copa.

Daniel, não estou aqui achando que a W/Torre esteja fazendo caridade.

A minha pergunta e a seguinte: sera que no estudo de viabilidade eles consideraram essa conta aqui (que ja postei em outro topico):

+ RECEITAS ADICIONAIS POR PODER ABRIGAR PÚBLICOS MAIORES QUE 42 MIL (ainda que em poucos jogos durante o ano)

+ RECEITAS ADICIONAIS POR AUMENTAR A MÉDIA DE PÚBLICO (pois ao participar da Copa, o governo teria de fazer melhorias de infra-estrutura ao redor do estádio, aumentando a conveniência do torcedor e consequentemente atraindo mais gente para o estádio)

+ RECEITAS ADICIONAIS POR FAZER MAIS EVENTOS E POR COBRAR MAIS POR EVENTO (se o Morumbi não for reformado e principalmente se não for melhorada a infra-estrutura de transporte em seu entorno, o Morumbi simplesmente deixa de ser viável, fazendo com que a Arena simplesmente domine o mercado)

+ ECONOMIA NO SERVIÇO DA DÍVIDA (dado que os juros do BNDES são MUITO menores que os do setor privado)

– CUSTO ADICIONAL PARA CONSTRUÇÃO DE UM ESTÁDIO MAIOR

– CUSTO ADICIONAL PARA MANUTENÇÃO DO ESTÁDIO (limpeza, iluminação, segurança, etc.)

Quanto a voltar à estaca zero nas aprovações, por acaso o Morumbi já possui alguma aprovação? E por acaso isso é impedimento para alguma coisa?

Se o Palmeiras alterasse o projeto e a FIFA e o poder público o comprassem, acabaram-se os empecilhos. Pelo contrário, o poder público passa a trabalhar a nosso favor.

p.s. Quanto à ocupação média, basta mexer na variável “preço do ingresso”.

p.s.2. Quando tivermos um estádio de primeiro mundo, o torcedor puder estacionar ao lado ou puder pegar um metrô até a porta do estádio, banheiros limpos, enfim, todo o conforto do mundo, o público de futebol crescerá. Logo números de ocupação média atuais não são representativos para fazer projeções para a Arena.

Alvaro,

Não dá pra aumentar a capacidade pq isso é voltar o projeto à estaca zero…tem q aprovar tudo de novo…além de isso tornar o projeto não viável para o parceiro…lembre-se que o objetivo da WTorre é ganhar dinheiro e não nos ajudar pq somos legais…Se os caras estudaram o assunto por meses pra chegar à conclusão que o melhor custo X benefício é 45 mil, não é a nossa vontade em ter uma arena para 100 mil que vai mudar isso…

Abraços a todos…

PS: eu prefiro uma arena menor e com ocupação média maior, do que uma arena maior e ocupação média menor, não só em termos de custo, mas pq eu acho muito feio um estádio vazio…mas essa é a minha opinião, respeito a dos demais…

Todos os políticos do estado de São Paulo (e da cidade) querem a abertura da Copa em São Paulo. Se for no Morumbi, melhor, mas antes no Palestra do que em outro estado.

O BNDES já aprovou linhas para os estádios da Copa, sejam eles públicos ou privados.

A FIFA já manifestou dezenas de vezes que o projeto do Morumbi é uma porcaria.

Por que não alterar o projeto da Arena para 60 mil pessoas e pleitear a abertura da Copa? Sim, existem custos adicionais de construção e manutenção, mas também existem receitas e benefícios adicionais (chance de fechar o caixão do Morumbi, economia de custos financeiros pelo acesso à linha do BNDES, melhoria da infra-estrutura de transportes nas cercanias do Palestra, valorização dos naming rights, e domínio do mercado de eventos com a “não-reforma” do Morumbi, caso tomássemos seu lugar na Copa).

Talvez haja alguma justificativa técnica para que isso não seja possível. Caso contrário, a única justificativa pra mim é mesmo a falta de ousadia e de agressividade!

Raul ! a CET não é mais desculpa não !!!!!!!!
o projeto saiu daqui dia 02/02.
O que se espera agora é que a WTorre realmente tenha o dinheiro pra começar a obra.

Mas Cunio, do que adianta falar ao mundo de nossa Arena ou marcar posição como vc fala, se hoje ainda não temos a obra autorizada???

Se falarmos aos 4 cantos de nossa arena e ela só for autorizada em 2013??? Amigo, no Brasil pode tudo, cairemos no ridículo de falar de algo que não existe!!!

Na minha visão nada sobre a Arena esta sendo feito por debaixo dos panos, apenas se esta esperando a CET autorizar, para depois se falar de algo realmente concreto e daí sim poder falar aos 4 cantos que teremos uma arena.

O objetivo principal da Arena não é derrubar as bambis e seu panetone e sim fazer um estádio multiuso para gerar receitas para o Palmeiras, esquece a Copa…

Abraço

Por enquanto tem que ficar na surdina mesmo…

Pessoal, as colocações todas são pertinentes. O que está em jogo aqui não é pleitear que a Arena seja sede da Copa 2014. Isso realmente parece utopia. O que precisamos é MARCAR POSIÇÃO. Se temos um projeto desta magnitude, em uma época em que se está discutindo a realização de uma Copa, TEMOS QUE ESTAR NA MÍDIA! O Palmeiras precisa mostrar que não é só o SPFC que possui um estádio, ou poder, ou influência para mover recursos, sejam eles públicos ou privados. Nossa grandeza DEPENDE DE NOSSAS ATITUDES. Essa postura “low profile” de ficar tratando tudo por baixo dos panos faz com que a Arena, uma das coisas mais grandiosas que construiremos em 100 anos de existência, se torne “apenas” mais um estádio reformado. NÃO! Isso é inadmissível! Temos que mostrar a todos que nossas próprias forças levantaram uma obra grandiosa, que ela nos delate como um clube de ponta não só no Brasil, mas no mundo. ISSO é o que exigimos de nossos dirigentes. ESTE é o bonde da história que está passando e não podemos perder a oportunidade de subir. Os holofotes do mundo, daqui poucos meses, sairão da África do Sul e virarão para cá. E é aí que temos que por a cara. PALMEIRAS, VOCÊ É GRANDE! APAREÇA!

Alvaro, como bem disse o Marcelo Barbagallo #12,
a aprovação final da Arena será política e pelo que sei só sai quando o morumbiba for referendado como sede oficial de SP para a Copa 14.

Como te disse em meu comentário anterior, vivemos em um país de 3° mundo, onde quem pode mais chora menos.

As bambis são ajudadas desde sua fundação, o Ademar de Barros DEU o terreno que elas tem hoje e construiu com dinheiro público a metade do estádio.

Depois veio a ditadura e o Laudo Natel com seu carne Paulistão e construiu a outra metade e o lobby bambi ficou cada vez mais forte durante todos estes anos, não se destroi um inimigo deste tamanho em pouco tempo, sem contar que elas levam o nome do estado e da cidade na sigla, pode parecer besteira mas em um país como nosso faz diferença.

Por isso penso como o Marcelo, prefiro que as coisas andem devagar, mas em 2012 tenhamos nossa tão sonhada Arena, que na realidade é para nos gerar receitas e não para sediar a copa, se vier um joguinho da Itália, ótimo, senão ficamos assim, um estádio multiuso, com capacidade para 46.000, todos sentados e cobertos, mas que vai gerar receitas para a eternidade verde.

Tenho a informação que o governador “palmeirense” irá interceder na CET á partir de março, mas não acredito, pois ele não fez nada até agora e este ano tem eleições com ele saindo como candidato a presidência, para mim isto é promessa de campanha.

Na minha opinião a estratégia certa é tentar de todas as formas aprovar a Arena junto a prefeitura, começar aos obras e com elas em andamento, mostrar para a FIFA o projeto e pleitear um grupo ou até apenas os jogos da Itália e talvez um jogo de oitavas, quartas ou semi final.

Fora isso, é dar murro em ponta de faca!!

Vivemos no Brasil e não na Suiça!!

Grande Cunio e amigos calmos e nervosos…
Concordo com o pessoal que clama por uma postura mais agressiva do nosso Palmeiras pela aprovação da Arena.
Mas, sendo arquiteto e tendo conhecido por décadas os “esquemas” existentes dentro dos governos e suas obras “públicas”, sei como é politicamente IMPOSSÍVEL ao Palmeiras aprovar a Arena sem o consentimento dos nossos dirigentes políticos e esportivos.
Mesmo nosso Governador, com o peso político que tem, tem dificuldades em convencer TODOS os níveis políticos e esportivos (CBF, FPF…), para se liberar de vez a obra palmeirense.
Será que alguém duvida que se pegarmos todos os “projetos aprovados” para a existência e reformas do penicão, tudo estará fora da lei????
A construção de QUALQUER EDIFICAÇÃO, pública ou privada, que provoque alguma alteração nos sistemas e serviços da cidade, só é liberada se houver interesse político.
Hoje, se analisarmos bem a Arena Palestra, veremos que para a liberação dela será preciso boa vontade, política, esportiva, social e pessoal (de pessoas comuns e de gente da imprensa).
Não é fácil…
Repito, também adoraria que nosso Presidente CORNETASSE de todo lado para a aprovação da Arena, mas acho que hoje, está sendo mais produtivo ir subindo degrau por degrau…
Demorado? Sem dúvida!
Mas antes demorado do que embargado…
Abraços e até mais!!!

Só para complementar, acho que o lobby não é só bambi, pelo contrário. Todos que estão envolvidos querem uma obra com uso de dinheiro público, sejam eles são-paulinos, corinthianos, palmeirenses ou santistas.

O SPFW apenas está usando isso a seu favor, já que nossa Arena ainda não existe (e, mesmo quando estiver pronta, não terá capacidade para sediar a abertura) e entre construir um novo estádio ou reformar um que já existe, a segunda opção é mais viável.

A lógica é:
– os caras querem $ público no meio
– logo a Arena do Palmeiras está fora da jogada
– construir um estádio novo é arriscado
– então vamos forçar a reforma do Morumbi
– e ganhamos um estádio novo de graça

Se houvesse uma cláusula da FIFA que proibisse a utilização de $ público em estádios particulares, não estaríamos aqui discutindo isso.

Pessoal, sediar a Copa é um sonho inatingível.

Alguém faz ideia de quantas pessoas estão esperando na fila para colocar a mão na nossa grana quando começar a distribuição de crédito pelo BNDES?

Como nossa Arena é um projeto privado e sem necessidade de intervenção pública (a não ser pelo que já estava previsto no Plano Diretor da cidade, independente da Arena), não vai sobrar grana na mesa pra ninguém. Ou até vai sobrar, mas não o suficiente.

Não conto com isso, acho mais provável levantarem um estádio novo, caso o Morumbi seja vetado definitivamente, do que a Copa ir pro Palestra. Nosso único trunfo vai ser poder expor as mazelas do nosso povo retrógrado, pois nossa Arena estará pronta e comparações certamente vão surgir, seja com o Morumbi, seja com um estádio novo.

Mas uma coisa é certa, acho que a Diretoria não soube controlar a expectativa dos envolvidos. Se não me falhe a memória, de acordo com o cronograma original quando da aprovação, deveríamos ter a Arena de pé ao final desse ano. A pedra fundamental estava prevista para Agosto/2008, certo?

Como diz o ditado, a expectativa é a mãe da decepção. E o Brasil, o país do futuro.

Abraços a todos.

Raul, lá pra setembro do ano passado escrevi aqui que eu achava que o Palmeiras fazia bem em manter um “low profile” para conseguir todas as aprovações antes de pleitear fortemente ser uma das sedes da Copa. Naquele momento, diziam que as últimas aprovações sairiam em outubro ou novembro.

Muita coisa mudou desde então. 6 meses se passaram e nada de aprovações finais para a Arena. Enquanto isso a FIFA segue insistindo que o Morumbi não serve e ninguém se habilita para oferecer uma alternativa…

Como o Cunio disse em seu texto, estamos vendo o bonde da história passar em nossa frente e estamos prestes a perdê-lo. Temos uma oportunidade de ouro para afundar nossos inimigos e reconquistar espaço no cenário nacional, e se não aproveitarmos, sentiremos as consequências nas próximas décadas.

Temos um presidente que circula em todos as esferas de poder da república como poucas pessoas no Brasil. Temos um governador palmeirense. Eu não duvido da força do lobby bambi, mas como justificar a inexistência de um lobby palestrino forte pra fazer frente a eles?

Por um ano, achei que nosso presidente trabalhava hábil e silenciosamente nos bastidores para defender nossos interesses. Espero estar enganado, mas estou chegando à conclusão que o que ele estava mesmo era lendo Sartre.

Alvaro #02 e 06.

Realmente é muito fácil ficar de longe apenas criticando e ofendendo as pessoas, sem saber realmente o que acontece aqui num país de 3° mundo, onde o que reina são os velhos coronéis.

Você que esta bem longe do Brasil e não tem idéia como o lobby bambi é forte e acha que peitar as velhas estruturas é só mostrar a FIFA o nosso projeto, que não foi concebido para ser sede de SP na Copa de 2014.

O projeto será apresentado a FIFA assim que as obras forem autorizadas, antes disso não adianta nada, mas a CET está dificultando as coisas e isso não é culpa da atual diretoria, aliás se não fosse esta diretoria você não estaria falando sobre a Arena, pois nem projeto nós teríamos.

Estes seus comentários extremamente mal educados seriam bons se vivessemos em um país sério ( o que não é o caso ).

Aqui meu amigo, a coisa é bem diferente o governador do DF esta preso, o vice que assumiu o cargo renunciou pois foi citado no relatório da PF e também vai ser indiciado e tem muito mais, mas não vou perder meu tempo, pois quem esta mal informado é você.

Aconselho alguns sites, como o terra, uol, etc… para você se atualizar sobre o país que eu vivo e onde o Palmeiras tem sua sede a 96 anos.

E nós, não podemos fazer nada a respeito, poderiamos fazer um protesto.

Não teremos outra copa aqui, o momento é agora!!!

Infelizmente nosso presidente está muito ocupado lendo Sartre pra confrontar alguém.

Se o Palmeiras tem algum problema de rabo preso com os bambis ou com o poder público, que alguém da diretoria, por favor, informe a mídia palestrina para que os torcedores não percam mais tempo e cabelo com esse assunto.

Grande Alvaro, eu pensei a mesma coisa que você… Imaginou em 1942 tivessemos essa gente no comando do Palestra Itália ?? Não haveria mais Palestra, Palmeiras… eles teriam colocado como fazem nos dias de hoje o rabo entre as pernas e entregue tudo aos inimigos… Quanto a Arena eu nem mais reclamo, afinal quem não consegue montar um time de futebol, vai conseguir colocar pra funcionar um projeto de centenas de milhões ?? Acho até que essa turma que aí está prefere não ter aprovações e jogar a culpa nos infinitos órgãos , do que ter a aprovação e passar vergonha com conselheiros impedindo isso e aquilo nas obras… Nunca teremos a aprovação definitiva.. nunca teremos Arena

Encharcado Cunio.
Pelo visto embarcamos em mais uma canoa furada. Derrubamos algumas paredes lá no Palestra e mais nada. Seria legar se impor como alternativa para sediar os jogos em São Paulo. Se temos um projeto pronto e viável enroscado na burocracia porque nossos dirigentes e parceiros não esperneiam, apresentam em público e se oferecem como alternativa ao Panetone? Agora quando o projeto da Vila Sônia for aprovado (alguém tem dúvida que ele vai ser aprovado e financiado com recursos públicos) pela Fifa, vai precisar buscar aprovação nos mesmos orgãos públicos que avaliaram o nosso. Se demorar o mesmo tempo, deve ficar pronto para a primeira copa do próximo milênio.
Hoje pensei numa coisa: sou um cara honesto, trabalhador, gente boa, competente na área que atuo. Mais não tenho condições de ser diretor ou centroavante para do Palmeiras. Acho que dá pra entender o racioncíno.

Cunio, você mesmo já respondeu suas perguntas…

Mentes pequenas !
Mentes medrosas !
Falta de ousadia !

Eu acrescento mais uma:

Gente frouxa!!!

Os antigos palestrinos HOMENS DE CORAGEM devem estar se revirando de vergonha e desgosto em seus túmulos ao testemunhar tanta covardia, fraqueza, medo, frouxidão, pequenez de espírito.

Se durante a Segunda Guerra fôssemos comandados pelos que estão aí atualmente, teríamos perdido nosso patrimônio e fechado as portas.

Temos a faca e o queijo na mão para passar um rolo compressor em tudo e em todos e forçar a Arena goela abaixo no lobby bambi. Basta mostrar à FIFA e à opinião pública mundial que temos um projeto muito melhor e que consumiria muito menos recursos públicos em obras de infra-estrutura.

Mas sinceramente não tenho muita esperança. Estamos aos poucos sendo obrigados a nos resignar a uma posição de coadjuvante no cenário brasileiro.

Desculpe o desabafo, mas é difícil assistir calado o que estão fazendo com o Palmeiras, o campeão do século XX.

Estou contigo nessa, Cunio!

Todo mundo quer ser diretor e gerente quando é para falar de status pessoal, mas todo mundo diz ‘não poder fazer nada’ e ‘estar de mãos amarradas’ quando é necessária uma atitude.

Se o Palmeiras é incapaz de amarrar contratos coom jogadores, o que dirá de uma construção do porte da Arena.

Junte a isso a frouxidão psicologica reinante, a que evita cobrar o parceiro como devia, apenas para não melindrá-lo (a mesma pulsilanimidade que nos impediu de tornar Edmundo um cara disciplinado…..hehe).

Por fim, a falta de perspectiva de grandeza daqueles que nos dirigem (apenas o Belluzzo se salva). O que está em jogo não é a Copa do Mundo, mas a grandeza futura dos times do Trio de Ferro. Não haverá um trio no futuro, e o Palmeiras faz um esforço enorme para sair dese grupo.

Um estadio moderno será uma fonte de riqueza para qualquer clube que o possuir e, além disso, praticamente inviabiliza outros similares aqui na grande São Paulo. E é isso que nosso “gestores” não entendem.

Porém, se falarmos que é importantetermos um grande patrimonio para sermos grandes, aqueles velhinhos caducos dirão ‘não, não precisa. O Matarazzo tinha fabricas e faliu”. Os “gestores” do Palmeiras não entendem de grandiosidade. É esse o problema.

Abraços,

Marcos

Os comentários estão desativados.