Categorias
Arenas

Bate-bola com José Cyrillo, o homem da Arena

POR VICENTE CRISCIO

O 3VV fez uma rápida entrevista com José Cyrillo Jr., Diretor de Planejamento e responsável pelo projeto Arena Palestra. São 12 perguntas para aparar as arestas e tirar as dúvidas principais dos palmeirenses.

Para quem não conhece, Cyrillo é engenheiro respeitado no meio, já foi Diretor Administrativo, de Futebol, Vice-Presidente e tem anos e anos de Palmeiras. Atualmente é Diretor de Planejamento. O primeiro projeto da nossa arena “contemporânea” se podemos assim chamar, foi organizado por ele, ainda na década de 90. Foi por conta desse projeto e suas aprovações junto à Prefeitura que a Arena de hoje está sendo viabilizada.

José Cyrillo se prontificou a dar informações atuais e oficiais sobre a Arena. Então jogo rápido, vamos a elas.

***

3VV: o que está faltando de pendência para a Arena efetivamente estar formalizada.

José Cyrillo (JC): Saindo a confirmação das contra-partidas do CET já poderemos assinar a escritura da cessão de uso de superfície. Hoje [ dia 2 de março ] deve ter chegado do secretário de Transportes a confirmação das contra-partidas que a CET exigiu. Foi um processo lento porque a CET fez algumas exigências e a WTorre precisou se adequar. Além disso houve o envolvimento de todos na costura deste acordo, inclusive do Presidente Belluzzo.

3VV: qual o prazo para essa confirmação da Secretaria de Transportes?

JC: Provavelmente mais uns 5 dias até o Secretário retornar. Acreditamos que não haverá problemas de lá, porque ele precisará aprovar o que a CET já negociou.

3VV: E o que mais ficará faltando?

JC: Ficarão faltando apenas alguns despachos do meio-ambiente, como por exemplo o relatório de impacto ambiental. Mas isso é mais burocracia, porque todos os procedimentos e aprovações da Secretaria de Meio Ambiente já foram obtidas. Depois disso vem a etapa final que é a emissão do Alvará da Prefeitura. Mas acredito que a assinatura da escritura aconteça antes da emissão do Alvará.

3VV: Em linhas gerais quais são os termos desta escritura?

JC: É uma cessão de uso de superfície, por 30 anos, com o Palmeiras recebendo uma parte das receitas.

3VV: Então o prazo final para a assinatura é…

JC: Fim de março. Até o fim de março teremos a assinatura da escritura pelo Presidente Belluzzo com a WTorre e o Alvará da Prefeitura. Devem sair quase juntos.

3VV: Depois disso, quais são os próximos passos? A obra na prática já começou, correto?

JC: Correto. As quadras que estão sendo construídas ao lado do G1 [ como é conhecido o ginásio poliesportivo dentro do clube ] já fazem parte do novo projeto. O estádio começa a ser construído em junho.

3VV: Qual a complexidade desta obra do ponto de vista do clube e associado?

JC: É muito grande. A WTorre mandou um plano logístico e estamos verificando como vamos implementar. Temos que fazer quase ao mesmo tempo o prédio de quadras, o prédio administrativo e o estádio. Com a demora nas aprovações o cronograma físico sofreu mudanças. No plano original íamos fazer primeiro os prédios do clube. O que vai acontecer agora é que teremos a construção de dois prédios ao mesmo tempo e três ou quatro meses depois a construção do estádio.

3VV: Qual o impacto?

JC: É grande! Tem que tirar os departamentos que estão embaixo da arquibancada – Judô, Ginástica Olímpica, Bocha, Boliche – que são departamentos que trabalham com atletas militantes, então você não pode simplesmente parar com as atividades. Tem que rearranjar. Depois tem ainda Karatê, Aeróbica, Aikidô e muitos outros. Por exemplo o futebol society. O Palmeiras já fechou acordo com a Play Ball, perto da Matarazzo, alugando horários onde os sócios jogavam society no clube. Portanto eles poderão continuar jogando seu futebol lá enquanto tivermos as obras aqui. Estamos acertando com o Tietê para levar alguns esportes para lá. E estimamos que o tênis (com quatro quadras funcionando) e o basquete (em quadra provisória) continuarão no clube. O futebol de salão foi realocado para a quadra da Academia.

3VV: E o estádio? Quando ficará pronto?

JC: A WTorre estima em 24 meses. Eu acho que serão 30 meses. Ou seja, no máximo no final de 2012 teremos nosso novo estádio.

3VV: Sabemos que existem contra-partidas do Governo – taxas subsidiadas do BNDES, incentivos fiscais – para arenas que serão construídas ou reformadas para a Copa do Mundo. Apenas sob o aspecto financeiro, a WTorre ou o Palmeiras não tiveram interesse em pleitear o direito de ser Sede para usarem estes subsídios?

JC: Veja, já há mais de 1 ano nós fomos à CBF e fizemos uma reunião com o Presidente Ricardo Teixeira. Apresentamos a arena em detalhes. Ele conhece o projeto e elogiou bastante o projeto. Nós nos colocamos à disposição para sediarmos jogos da Copa do Mundo. Ou seja, o estádio foi oferecido e a CBF conhece o projeto. A WTorre poderia inclusive usar os recursos do BNDES mas não vai fazê-lo.

3VV: Já tem o dinheiro para a obra?

JC: A WTorre já tem os recursos. Alguns captados de forma própria, e agora tem um grande banco querendo ser parceiro (sócio ou algo do gênero) do projeto. Os recursos já estão garantidos. Além disso ela já trabalha em parceria com a Traffic vendendo cadeiras e camarotes. Hoje mesmo [ na terça-feira, dia 2 ] fiquei das 9 da manhã até a uma da tarde com pessoas da Traffic andando pelo estádio e visualizando e estudando os melhores lugares que teremos, para comercialização das cativas e camarotes. Enfim, as coisas estão avançando.

3VV: Você gostaria de enviar algum recado aos céticos ou aos que trabalharam contra?

JC: [ risos ] Não, não, deixa eles. O que nos incomoda não são as críticas, mas sim aqueles que trabalham contra, que colocam na imprensa que a WTorre está quebrada, que o projeto não vai sair, que estamos enganando ou sendo enganados. A única coisa que estamos focados é em fazer sair a arena. E ela vai sair.

***

É isso aí! Curta, direta e reta, a entrevista de J. Cyrillo mostra que estamos na reta final. Nada no Palmeiras foi construído com facilidade. Nada foi doado, dado, presenteado ou surrupiado.

Apesar das diferenças de opiniões e expectativas quanto a vários temas ligados a esta gestão (que diga-se de passagem emergiram no último trimestre de 2009, com a perda do Brasileirão) a Arena Palestra está se tornando realidade. Por obra, abnegação e trabalho árduo de muitos palestrinos, como Cyrillo e Belluzzo, mas também tantos outros do passado e presente, muitas vezes anônimos. O fato é que a Arena Palestra Itália está saindo do papel e do coração dos palmeirenses de bem.

Parabéns e obrigado ao Cyrillo.

Saudações Alviverdes!

44 respostas em “Bate-bola com José Cyrillo, o homem da Arena”

Senhores,tá no Blog do Paulinho que o BNDES não emprestar o dinheiro para o sp.Alega que é inviável.
Eles vão recorrer à CEF.Espero que o Ministério Público não aceite essa tungada absurda no nosso dinheiro.

Até quando o Palmeiras vai ficar encolhido e não tentar a ampliação do Palestra(que é um projeto viável),e pleitear a abertura da Copa?
Cadê este governador que não apóia o time dele que tem um projeto pronto e necessita apenas de alguns ajustes para poder pleitear a copa do mundo?

Ontem (09mar) foi publicado no LANCE! outro projeto para o “Morumbi-14”, lembra esta última obra do Maracanã. Como foi dito aqui o lobby é grande e ao meu ver eles (bambis) estão modificando o projeto até conseguir adequá-lo ou empurrá-lo guela abaixo, afinal uma mentira contada 100 vezes…
Gostaria de dar um chapéu no SPFW e ter a Copa em nossa nova Arena, mesmo tendo em mente que ela deve atender o evento mais importante de 2014, o CENTENÁRIO DO PALMEIRAS.

Tenho umas dúvidas:
– o campo será rebaixado ou continuaremos com o Jardim Suspenso?
– o projeto contempla uma acústica para pressão da torcida nos jogos?
– onde é possivel ver uma maquete do projeto?
– a capacidade ser mesmo 42mil FIFA e 45mil? Sobre isso, lembro que na Europa Juve, Roma, Liverpool, Toteham, além de outros projetos concluídos te capacidade maior de 50/60 mil.
Na minha opinião – 52mil FIFA e 57mil seria mto bom.

Abraços…

#37 Rivaldo, Vicente: nas torcidas visitantes do São Caetano e Santo André, somadas, não devia ter nem 150 torcedores os apoiando e ainda assim tomamos vareio dos dois…

Lucas (#40) não sou engenheiro mas até onde eu sei a ampliação para 65 mil é possível, mas deveria ser encaminhada agora, e não depois de pronto. Acho que não vai acontecer.

Rivaldo (37) boa sacada. Vamos tentar levantar esse dado.

DOBER (39) é por aí, Abraços,

Abs

otima entrevista
parabens a todos…

Uma pergunta, há espaço para uma apliação para 65 mil pessoas? e as cadeiras do estadio serao aquelas que da opção de se ver o jogo em pé?

Nada no Palmeiras foi construído com facilidade. Nada foi doado, dado, presenteado ou surrupiado.

ADOREI. ACHO QUE QUANDO PRONTA PODERIA SER COLOCADO NA FACHADA PRINCIPAL ESSA FRASE:

“AQUI NADA FOI DOADO, PRESENTEADO OU SURRUPIADO”.

Seria um murro com luvas de aço.

Criscio:

Sei que o senhor não é o homem dos números do 3vv. Mas lhe peço que repasse este comentário ao Tredinnick, o senhor que se dedica ao estudo do futebol com números.

Proponho a elaboração de um gráfico que represente a relação do saldo de gols que nosso Palmeiras tem tido nos jogos em casa com o público pagante.

Acho que o resultado deste gráfico pode ser bem conclusivo. Olha só:

Jogos em casa até aqui: Mogi Migim; Ituano; Portuguesa: São Caetano; São Paulo e Santo André.

Vitórias: público superior a 12 mil;
Empates: público entre 5 e 7 mil;
Derrotas: público inferior a 5 mil.

Será que o que falta a nosso time não é apoio da torcida?

Abraço!

Ótima entrevista, mas para variar a direção do Palmeiras comete mais uma vez o erro de estimar datas que não depende deles. Já foi dezembro, janeiro, agora é março…

Torço muito para que enfim nossa Arena saia do papel.. mas, sinceramente, não crio mais expectativas com relação ao início das obras… se em breve começar já estarei satisfeito..

Parabéns pela entrevista e a todos os envolvidos nesse projeto. É importante que notícias atualizadas da arena sejam publicadas regularmente. Espero que a reforma do Palestra não seja a única boa notícia do Palmeiras, nesse ano. Saudações Palmeirenses

Saiu hj, (04/03/2010) numa revista dedicada ao mercado financeiro,chamada “relatório Reservado”, a seguinte notícia:

Palmeirasnet
O assessor econômico
informal do presidente
Lula Luiz Gonzaga Belluzo
negocia diretamente
com o presidente do Banco
do Brasil, Aldemir Bendine,
um financiamento
para a construção do novo
estádio do Palmeiras.

Vale a pena apurar esta informação!

abs

bom otimo…

mas so sei que 27mil lugares de arquibancada e pouco para a nossa torcida

abs

João, se me lembro bem é o seguinte: o Palmeiras pagará um valor de custo da Arena de R$ 25 mil. Terá direito a toda a receita de bilheteria, exceto as vendas de camarotes e cativas, onde aí o Palmeiras terá uma receita crescente de se não me engano começando com 10%, depois 15%, 20%, 25% e 30%, com os percentuais mudando a cada 5 anos.

Abs

Fim de Março…
Acompanho esse processo da arena desde 2008…
Com essa Diretoria, essa política fraca e imcompetente…
EU SÓ ACREDITO, VENDO…
TODO MÊS É MÊS QUE VEM…
MUITA FUMAÇA, EM JUNHO VAMOS SER SE COMEÇA ALGUMA COISA…

Olá. Vendo o boletim financeiro do jogo contra os bambis ( http://www.futebolpaulista.com.br/sumulas_2010/a1//3973-96f.jpg ) vi q o Palmeiras teve quase 135 mil reais de despesas. Aí veio a dúvida: quando a arena estiver pronta, o Palmeiras ficará com 100% da renda e terá q pagar à WTorre um “valor simbólico” de 25 mil por jogo.

Aí é que tá: o Palmeiras pagará as despesas normais+25 mil pra construtora, ou só esses 25 mil e o resto das despesas fica com a WTorre?

Parabéns Vicente, tinha que ser o 3W pra trazer as últimas da nossa Arena.
Parabéns ao Dr. Cyrillo e ao Belluzzo pelo empenho para que tenhamos a nossa tão sonhada e merecida Arena Palestra Italia.
Um abraço.

Pessoal no lance fala sobre as contas do Palmeiras, procurei no site oficial e não achei nada sobre o balanço, onde eu consigo ver o balanço? O Fabio passou pra Vocês do 3VV? é ele que fornece aliás?

O paulista vem antes, copa do Brasil só em Agosto depois da copa… O ultimo titulo que vmaos comemorar no palestra atual será o Paulista…

Paulo, taí, boa ideia. Uma comemoração pelo título (Copa do BRasil ou Paulista, o que vier primeiro) pelo 3VV. Vamos abafar a festa oficial do título (kkkkkkk)…

abraços,

Raul, seria uma oportunidade de resolver as diferenças, afinal todo mundo aqui é palmeirense! 🙂

E quando você estiver por essas bandas, vamos comer uma pizza com certeza (só não sei se vai ser em Little Italy, já que Chinatown está engolindo os últimos italianos que sobraram por ali)!

Faz a pizza depois do titulo da copa do Brasil desse ano. Comemorar o titulo e jogar conversa fora!

nunca duvidei da Arena e agora já tá começado a bater uma nostalgia do nosso estádio… junho? faltam 3 meses pra ver o estádio como ele é hoje… na semi do paulista estarei lá pra me despedir dele. Abraços

Valeu Alvaro, muito obrigado,

Ficaria muito mais feliz se fosse ao seu lado em New York in little Italy !!

Vicente, coloca o Raul Ricardi pra sentar ao lado do Rogério Rocha … 🙂

Pizza Vicente??? Tô nessa, é só chamar!!!

Que o Cunio é bom moço eu não duvido mesmo, além de grandíssimo Palmeirense, ele deve ser uma figuraça, com certeza temos muita coisa em comum, até pela idade que é bem parecida.

No aguardo do convite!!!

Abraços!!

Raul (12) o Cunio é bom moço, mas às vezes um pouco impaciente. Qualquer dia vamos fazer uma pizza e todos vocês serão convidados. Aí eu conto algumas histórias do nosso corneteiro mor.

tem que ter paciência é muita burocracia,veja o rodoanel trecho sul….obra de interesse municipal,estadual e federal demorou vários anos para a secretaria do meio ambiente aprovar.
Detalhe passa bem próximo do clube de campo do Palmeiras.

Parabéns 3VV, por sempre correr atrás de informações prá gente.

O bom é que o projeto está andando. O ruim é que parece que vamos mesmo perder essa chance única de enterrar de vez o time do Jd. Leonor. Com um pouco mais de agressividade, mataríamos vários coelhos com uma cajadada só.

Espero que não aconteçam mais atrasos no cronograma com essas aprovações definidas, e que as obras no estádio comecem finalmente. E parabéns a todos os responsáveis por fazerem o projeto sair do papel.
Só tenho opinião contrária quanto à capacidade. Acho que a Arena poderia ser maior, principalmente levando em conta o número de cativas e camarotes.

Na hora que anunciarem: “No próximo jogo não vamos mais jogar no Palestra porque as obras no estádio vão começar.”

Aí eu aumento as expectativas.

Enquanto houverem “os 5 dias para o secretário retornar”,ou ;
“Ficarão faltando apenas alguns despachos do meio-ambiente, como por exemplo o relatório de impacto ambiental. Mas isso é mais burocracia”.

Eu prefiro aguardar.

E mesmo assim,acho que vai ficar pequena para o tamanho da torcida e elitizada demais.

Entrevista boa, mas vamos esperar o final de março…

Eu sonho em ter meu lugarzinho cativo, mas aprendi a só acreditar vendo.

minha duvi é quanto a quem já possui cadeira cativa, como ficará a situação destas pessoas????

Fico feliz que alguém se prontificou a vir a público para elucidar o status da Arena. Ainda mais na pessoa do Diretor Cyrillo, pessoa de reputação ilibada. Vamos torcer apenas para que estes pequenos “detalhes”, tipo RIA (Relatório de Impacto Ambiental) não protelem mais este cronograma, que já parece ter sido prejudicado o suficiente. Estes relatórios ambientais NUNCA são simples e rápidos. Como não temos a papelada nas mãos, prefiro acreditar no Diretor Cyrillo. Parabéns a todos e mãos à obra!

Mais uma ótima entrevista, que muito nos anima à acreditar que realmente a Arena Palestra Itália hoje já é realidade, com ou sem Copa do Mundo.

Faltando apenas detalhes burocráticos e tendo a certeza que o $$$ existe, agora esta chegando a hora de se falar mais sobre esta possibilidade de sediar alguns jogos da Copa de 14, sem querer derrubar o projeto de ninguém, apenas falando do nosso, que esta sendo conseguido apenas com recursos próprios sem esmola do governo ou da prefeitura, com a dedicação de verdadeiros palmeirenses como o José Cyrillo.

PARABÉNS 3VV !!

PARABÉNS JOSÉ CYRILLO!!

PARABÉNS PRESIDENTE BELLUZZO !!!

Entrevista mais do que oportuna. Na hora certa. Parabéns!

Olha, depois da Corneta do Cunio, com um monte de gente discutindo acaloradamente sobre as atitudes do Palmeiras e “sócios” na construção da Arena, lendo esta entrevista me deu a impressão que, por baixo dos panos, podemos ter uma surpresa muito agradável na copa do mundo… alguém entendeu???
Será que toda essa demora na escolha do estádio da cidade de São Paulo – ou melhor, a não confirmação do penicão como estádio da copa, bem como a não construção de um novo estádio na cidade – que provavelmente seria “cedido” a um certo clube marginal… ops… da marginal, é uma manobra para no momento certo, ser escolhida a nova arena alvi verde????!!!!!!
Quem sabe!!!!
Eu continuo esperançoso com a construção de nosso novo estádio, independente de copa do mundo.
Acho que, mais do que qualquer outra coisa, será o legado da atual direção do Palmeiras.
Hoje, mais do que campeonatos, precisamos de uma forma sólida de captação de recursos para o Palmeiras sair do “vermelho” e continuar se estruturando como grande clube.
Abraços…

Confio no “seo” Cyrillo, mas acho que a aflição só vai passar quando as obras do estádio (não as dos prédios) realmente começarem.

Os comentários estão desativados.