Categorias
Opinião

Morumbi agora vai? e nosso time em 2010?

Antes de qualquer coisa, conhecem esse poema?

Tu sabes,
conheces melhor do que eu
a velha história.
Na primeira noite eles se
aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não
se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa
casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da
garganta.
E já não podemos dizer
nada.

O texto acima é um fragmento do poema No caminho com Maiakóvski, de Eduardo Alves da Costa. E reflete bem o que nós (torcedores) sentimos sobre as maracutaias do SPFC.
Pena que apenas nós, torcedores, sentimos isso.

***

O destaque da semana ficou por conta do (mais um) anúncio de que o Morumbi agora vai. Com promessas de verbas municipais – doação de terreno, ajuda na reforma do “entorno” do estádio e mudança do curso de um córrego que passa abaixo do estádio Estadual/Municipal Cícero Pompeu de Toledo – noticiou-se na imprensa que a FIFA agora aprovou o projeto.

O detalhe é que a imprensa – parte incompetente para analisar, parte interessada num final feliz – noticiou o fato com um mês de antecedência da apresentação do projeto.

Mas não podemos ser injustos com toda a imprensa. Há uma minoria que ainda desconfia, mesmo nos grandes veículos. Mas quem quer notícia mais atualizada e confiável precisa procurar.

O comentarista do 3VV Paulo Cesar Pereira mandou o link do site Mídia Sem Média onde afirma – dentre outras coisas – que a reforma do Morumbi não está tão viabilizada assim (o link é :
http://www.midiasemmedia.com.br/futebol/seriea/saopaulo/8303-real-situao-Morumbi.html).

Por quê? A reforma do Morumbi, antes de R$ 200 milhões, deve ir prá R$ 400 com o rebaixamento do gramado. Não há clube no Brasil em condições de financiar uma obra destas. Eu disse financiar, ou seja, contrair empréstimo e pagar.

Suponha o seguinte: eles conseguem R$ 200 milhões de parceiros (dizem ter, mas nunca apresentam). Precisariam de outros R$ 200 milhões.

Se emprestassem no BNDES ou na Caixa Econômica Federal, a custo ZERO para pagar em 20 anos precisariam de R$ 10 milhões por ano para pagar a dívida. Não estou incluindo o juros aqui, apenas o principal.

Não tem! Não há clube brasileiro que pode dispor durante 20 anos ininterruptos de R$ 10 milhões por ano. E banqueiro é tudo, menos burro. Não emprestará dinheiro para quem não pode pagar.

E isso apenas sobre 50% do total da obra.

E quanto ao entorno? O Prefeito Kassab promete dinheiro público. Ele e seu Presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, defendem o investimento público para benefício privado em nome da abertura da Copa na nossa cidade.

A conta? Falam por baixo em R$ 300 milhões de dinheiro público. Chutando baixo duvido que fique menos de R$ 1 bi. Dinheiro mais que suficiente para levantarem um novo estádio em qualquer ponto estratégico, e com isso revitalizar regiões carentes da cidade, levando empresas e empregos no seu entorno.

***

Porém, ah porém, já fizeram o Morumbi com dinheiro público; alavancaram seu distintivo com vitórias nos bastidores; trouxeram receitas com seu estádio velho, cheio de pontos cegos, que até jogador já morreu por carência de atendimento; fizeram muita propaganda de um estádio anacrônico com agradinhos e camarotes para a imprensa; empurravam jogos, todos os clássicos da cidade, para lá, valorizando um ativo privado em nome da “segurança”. Pelo menos aqui, graças à persistência de Cipullo e ao mau humor de Sanches, essa conversa já acabou.

Ou seja, roubaram a rosa, pisaram no jardim, mataram o cachorro e agora querem levar nossa luz. A torcida, que inclusive vota para vereador, deputado, senador, prefeito, governador e Presidente, já disse não.

E os dirigentes dos clubes, todos eles, sem exceção, quando vão se pronunciar?

***

Em tempo: o Palmeiras perdeu para a Ponte Preta neste sábado e mais uma vez demonstrou carências de elenco. Zaga, lateral, e principalmente ataque.

Quase um trimestre de 2010 já foi embora. E não sabemos qual elenco disputará a principal competição de futebol da América, no país pentacampeão do mundo.

Meu receio não é mais com 2010. A Copa do Brasil ainda dá, por ser um torneio absolutamente imprevisível, e com times medíocres – exceto o Santos e Grêmio – disputando.

Meu receio é com 2011.

Haja coração…

***

Mas como digo todos os domingos, essa é apenas uma opinião. E como opinião é que nem b…, todo mundo tem, eu pergunto a sua: o Morumbi, agora vai? e por que os dirigentes de Palmeiras, Corinthians e Santos não se pronunciam?

E nosso time? ainda podemos lutar por 2010? o que falta?

Saudações Alviverdes… bom domingo!

Vicente Criscio

45 respostas em “Morumbi agora vai? e nosso time em 2010?”

Morumbi só ‘vai’ mesmo se tiver MUITO $$$ publico no meio. E muita maracutaia…
Por que os dirigentes de outros clubes (principalmente os nossos) nao falam nada?? Essa é a pergunta que eu faço todos os dias… nao da pra entender a omissao desses caras…
Pro Palmeiras em 2010 só nos restou a Copa do Brasil e lutar por Liberta no BR10. Mas isso se vierem bons reforcos e o time resolver jogar bola mesmo…

Desculpem o reenvio duplicado…problemas com tanta tecnologia envolvida…. rssss

Rodrigo #42
Se eu pude rajudar com o pouco que sei, fico feliz.

E, para completar, soube hj que a Escritura no Registro de Imóveis deve sair até meados de Abril.
E que as obras do Prédio Administrativo já poderiam começar.

Boa sorte para a Arena Palestra.

Gotardi #38
Melhor confirmar essa informação com o Mansur.
Acho que não está correta.

Rodrigo #39
Acredito que o Claudio tbm não tenha entendido naquela época que a estrutura que fica sobre o gol é apenas uma estrutura metálica para suportar o painel do placar e é uma estrutura do tipo tubular e vazada. Também não cobre o gramado como o Claudio entendeu naquela época.
Mas, pode sim servir de suporte para um painel ou cortina e fazer um evento menor (umas 15mil pessoas sentadas na curva da arquibancada) e limitando o “palco” até onde é hj gol das arquibancadas. Espaço para um show para um público menor, mais intimista, por exemplo.

Atrás da Arena sim, haverá uma área específica para eventos, multi-uso tbm. E, embaixo, garagem subterranea.

Este é a ideia do projeto original da WTorre.

Abs

Sérgio, se é assim eu tinha entendido mal mesmo. Obrigado.

Gotardi #38
Melhor confirmar essa informação com o Mansur.
Acho que não está correta.

Rodrigo #39
Acredito que o Claudio tbm não tenha entendido naquela época que a estrutura que fica sobre o gol é apenas uma estrutura metálica para suportar o painel do placar e é uma estrutura do tipo tubular e vazada. Também não cobre o gramado como o Claudio entendeu naquela época.
Mas, pode sim servir de suporte para um painel ou cortina e fazer um evento menor (umas 15mil pessoas sentadas na curva da arquibancada) e limitando o “palco” até onde é hj gol das arquibancadas. Espaço para um show para um público menor, mais intimista, por exemplo.

Atrás da Arena sim, haverá uma área específica para eventos, multi-uso tbm. E, embaixo, garagem subterranea.

Este é o projeto original da WTorre.

Abs

Sergio, quem comentou aqui no 3VV que a capacidade ideal da Arena era de 52 mil pessoas foi o João Mansur que foi um dos envolvidos no desenvolvimento do projeto. 😉

abs

Cassio #35
Cada um tem direito à própria opinião.
Mas, não conheço esse estudo da WTorre que diz que a capacidade ideal é de 52mi. Conheço apenas o estudo em que a relação custo-beneficio é ideal com 42mi. Vale lembrar que 42.000 pessoas é padrão FIFA (2mil lugares para a Imprensa), fora do padrão FIFA a nossa Arena é para 45mil pessoas. Verifiquem novamente o projeto.
Nada contra um Estádio maior, mas acho pouco provável a obtenção de autorização para construção (não seria mais uma reforma), de um espaço maior sem maiores áreas de estacionamento, fluxo de transito, infraestrutura, etc.)
O público de 60mil pessoas é a capacidade para eventos que utilizem o gramado, inclusive.

Rodrigo #36
O Anfiteatro é atrás da Arena (ou na frente, depende do ponto de vista), na área que era da Distribuidora da Antárctica e que hj é o estacionamento dos sócios.
A Arena tem 100% da área destinada ao público com cobertura. A parte aberta é apenas sobre o gramado.

Abs

Sergio – 34

O ideal é que tenhamos lugares para diferentes públicos, e sem dúvidas um público mais elitizado deve sim ser atraído para o estádio. E não é porque é mais pobre ou mais rico que o sujeito é mais ou menos palmeirense. A questão não é essa. Eu só acho exagero a proporção de camarotes e cativas para a capacidade da Arena.

Posso ter me enganado, mas pelo que eu entendi o Anfiteatro seria mais um setor VIP do estádio, com visão do campo, para ser usado também nos dias de jogos, e que estivesse incluído na capacidade de 46 mil pessoas. Tem inclusive uma cobertura para este setor. Se não faz parte do espaço destinado ao público do futebol, não entendi o porquê daquela cobertura.

Abraço.

34-Sérgio respeito sua opinião mas não concordo.

O estudo da W Torre apontava que a capacidade ideal da arena seria de 52 mil pessoas.Porque não vai ter esta capacidade eu não sei.
Me parece que a arena já está aprovada para 60 mil pessoas em virtudes de shows que possam acontecer lá.

Todo mundo tem direito a assistir ao Palmeiras,os que tem mais dinheiro e os que tem menos.Só acho que com essa quantidade grande de camarotes teremos quase nada de espaço para o torcedor comum,mais pobre,que é a imensa maioria de torcedores do Palmeiras.
Por mim torcida organizada tinha que acabar.Pelo menos da forma como agem hoje só tiram público dos jogos.

Srs

Acho que há uma visão distorcida de que o futuro público dos camarotes e cadeiras especiais não são palmeirenses ou não gostam de futebol, e que portanto não tem dierito a melhores acomodações (pelas quais podem pagar).

Lembro que as torcidas organizadas somente vão ao atual Estádio pq pagam meia-entrada.
E nesse meio-tempo, eu não posso levar minha esposa ou netos, pq zelo pela segurança deles.

Qdo esses vandalos tiverem um comportamento adequado, talvez eu possa mudar a minha idéia sobre eles.

Ahhhhhhh, o Anfiteatro é em outro local, e é destinado a festas, convenções, palestras e outros eventos. É outro espaço. Não compete com a Arena.

Acho que alguns aqui notaram que um Estádio maior demanda não somente maiores investimentos, como tbm maior manutenção e infraestrutura.
Se já temos problemas para uma “simples” aprovação do CET para 42.000 pessoas, imagine se fosse para 65.000???
Talvez a conta não “feche”…e não adianta dizer que basta dar maior conforto que o público comparece. Essa não é a linha de raciocinio que norteia um projeto PRIVADO de grande proporções.

Espero ter colaborado um pouco para esclarecer.

Abs

Só um detalhe a paciência do Marcos com o DS acabou.A do Danilo idem.
Será que a diretoria não percebe que ele não quer ficar no Palmeiras.O pior é que até placa deram pra ele essa semana pra ver se ele se animava.
O Sr.DS está pensando no meio do ano.Ele quer a todo custo jogar na Europa.É hora de colocar no banco essa figura.
Esses dias eu vi o Sr.Cipullo dizendo que o Ramos,e o Gilsinho foram inscritos na A3.Só pode ser piada.

Eu acho que nossa realidade hoje é uma.Quando tivermos estádio muito melhores e preços decentes a realidade será outra.
Vamos ter uma arena lotada de pessoas com grana,um espaço para torcedor organizado e quase nada para o torcedor comum.

Cassio!
Eu penso que infelismente nao temos publico pra mais do que 45 mil lugares. Os maiores estadios da Europa tem camarotes tambem, e o povao tem muito mais condicoes financeiras do que no Brasil. Como ja disse acima , moro em Londres, e e muito dificel conseguir um ingresso para assistir a um jogo de futebol, porque os ingressos sao vendidos para a temporada toda.

Eu nem ligo pra Copa.O que eu acho é que o Palmeiras não pode ter um estádio para apenas 46 mil pessoas.Ainda mais cheio de camarotes.Isso é casa de espetáculos não estádio.
A média de público é medida pelos estádios rídiculos que temos hoje em dia.
Quando o estádio tiver conforto,segurança,facilidades para comprar ingressos,etc,etc,teremos outra realidade de ocupação média.

Um dos maiores concorrentes do Palmeiras está brigando para ganhar de graça um salto de 10 anos na frente dos outros,e a diretoria do Palmeiras aceita com medo.

Outra coisa Vicente. Esse assunto precisa deixar de ser apenas picuinha entre torcidas. O governo de SP, município, CBF e Fifa, vão continuar apostando no Morumbi enquanto outra opção concreta não se apresentar. Ou seja, enquanto algum outro estádio não comece efetivamente a “bater estaca”, o Morumbi continuará como única opção. Não há contra o que comparar.

Vicente, o caminho do Morumbi ainda está longe de ser florido. Ter o projeto aprovado não é difícil. Difícil será obter os recursos para as obras. Lembre-se que apenas as obras do estádio ficarão perto de 300 milhões. O governo certamente irá bancar obras no entorno, acessibilidade, etc. mas as obras internas não. E pegar esses recursos no BNDES significa colocar a situação do clube em risco pelos próximos 20/25 anos (o prazo de pagamento é de 12 anos). O SPFC está morrendo de medo de pegar o empréstimo, pois sabe dos perigos. Essa novela ainda vai longe, pode acreditar. Abraço.

Vicente,
Eu queria até xingar o Cunio pela coluna dele (afirmando que já está de saco cheio dessa história de reclamar que os bambis vão ganhar a reforma do panettone de graça, etc.), mas sou obrigado a concordar com o cidadão. Se quem pode fazer barulho não faz, de que adianta ficarmos esperneando entre nós?

Sobre o time, do jeito que está, a nossa chance de chegar à final da Copa do Brasil é igual à do Botafogo, do Vasco e até do Atlético-PR, que estão na nossa “chave” da competição. Ou seja, podemos até conseguir ir à final e ser campeões, mas que vai ser dolorido, vai.

CIPULLO com Brunoro e principalmente Parmalat = muitos títulos.Podiam ser mais se tivessemos um presidente melhor.Fora a estrutura que seria montada.

CIPULLO sem Parmalat e sem Brunoro = um título mais ou menos(o Paulista já foi muiiiiito melhor), com uma comissão técnica e elenco caros ao extremos e que duraram apenas 6 meses.O que mudou? Ficou sozinho,sem o profissionalismo da empresa ao lado dele.Fez várias escolhas erradas.Confiou contratações totalmente na mão do Luxa que montou um elenco absurdo,caro e desequilibrado.Deixou os dois principais jogadores no período(Kléber e Valdivia) irem embora pra depois ficar jogando fumaça de que estava tentando recontratar.Fez uma pressão e boicotou o quanto pode quanto tivemos um treinador que estava reorganizando o elenco.
Acreditou que a Traffic seria a nova Parmalat.Santa ingenuidade.

Quais seriam os méritos do Sr.Cipullo na Era Parmalat?Dia após dia se comprova que o mérito dele era não atrapalhar o Seraphin Del Grande,o Brunoro,os bons treinadores da época e os profissionais colocados pela parceira para gerir o futebol.

Hoje ele se mata,por vaidade pessoal para mostrar que é competente.Se não fosse por vaidade pessoal,após 3 anos bem fracos,teria se demitido sem aceitar negativa do presidente e deixado o treinador trabalhar.

SDS.

E não é que a Gambazada e o Botinha perderam !!! Estamos só a 4 pontos do 4o colocado… se o time tiver vergonha na cara e ganhar de 4 galinhas mortas ( Rio Branco, Monte Azul, Mirassil e Paulista), nós temos ótimas chances de classificar… temos time pra ganhar desses 4 times que citei.. depois, nas semifinais, já nem sei.. mas não custa acreditar, embora o time e nossos dirigentes não mereçam nossa boa vontade.. vamos ganhar porco…rs

Estou ficando cada vez mais perplexo em relação à Arena conforme vou conhecendo detalhes do projeto, acompanhando a coluna do Claudio aqui no 3vv e o La Nostra Casa também. Principalmente em relação à distribuição dos 46 mil lugares. Metade desta capacidade será destinada a um público de alta renda, o que com certeza fará com que a Arena Palestra seja extremamente elitista. Claro que a questão financeira é importante, entendo que trazer também um público mais elitizado para o estádio é uma estratégia inteligente e primordial para o faturamento do clube. Mas acho exagero usar metade do estádio desta forma! 2.500 lugares são nos camarotes, 10.000 são cadeiras cativas, fora o tal de Anfiteatro, com mais uma quantidade de lugares, ou de milhares de lugares, que com certeza não serão nem um pouco populares. Somando esses setores: 12.500 entre camarotes e cativas, 4.600 (10% da capacidade total) para a torcida visitante, aí já são 17.100 lugares. Sobram 28.900, sem contar o Anfiteatro, e com certeza mais alguns setores diferenciados como um setor Visa por exemplo. Sobrarão aí uns 20 mil lugares, talvez também subdivididos em categorias dependendo da localização, visão do campo, etc. A procura por estes lugares menos sofisticados vai ser enorme, o que por consequência irá encarecer até estes setores que seriam mais populares.

Me parece que a estratégia é de conseguir renda alta, mesmo com o estádio não estando completamente cheio. Não sei se esse planejamento é da WTorre e o Palmeiras aceitou para não contrariar o parceiro, ou se foi de comum acordo. Mas o fato é que a prioridade é gerar receitas. Não há muita preocupação em trazer mais torcedores para o estádio, e sim melhores torcedores, em termos financeiros. É deste jeito que querem chegar a 200.000 sócio-torcedores?

Além disso tem a questão da Copa, o tempo vai passando e vamos assistindo o Morumbi ganhar de mão beijada o direito de sediar os jogos, sendo que para a Arena Palestra Italia seriam necessários muito menos investimentos em infra-estrutura na região, para não dizer nada de dinheiro público. A postura do Palmeiras poderia ser mais firme para conseguir o direito de sediar os jogos da Copa.

Todos esses fatores me deixam menos empolgado com a Arena do que eu estava antes.

V. Criscio!
Eu infelismente nao moro no Brasil, atualmente moro em Londres e aqui a maioria dos estadios nao e maior que 45 ou 50 mil lugares, onde normalmente lotam nos jogos. Os Ingleses sao fanaticos por futebol , onde nao ha brigas ou desordem. No Brasil nosso povo nao tem condicoes financeiras para pagar um preco elevado por um ingresso. Segundo informacoes, a Fifa cobra por todos servicos em torno do estadio num raio de um kilometro ou mais, o que nao interessa pro Palmeiras.

O mais triste é que o presidente do Palmeiras vê,lê e ouve tudo isso e aceita.Também parece resignado.
Sinceramente,não sei quem pode dar um jeito no Palmeiras.

E pior,tinhamos um bom treinador que fatalmente iria acertar o time.Agora temos um bom projeto de técnico.

PQP, eta amor este meu pelo Palmeiras.. não é que to secando os Gambás e se persistir a derrota, nós voltamos a ter chances ?? E depois vou secar o Botafogo contra o Paulista de Jundiaí… acreditem, do jeito que está.eu ACREDITO..rsss

Continuando:

Marcos (1 e 2) , vou fazer uma tréplica sobre seus interessantes e provocativos (no bom sentido, claro) comentários. A Arena Palestra está tanto no papel quanto a reforma do Morumbi. Aliás, minto, a Arena está muito mais adiantada. É o único projeto efetivamente aprovado (faltando a tal certidão do CET), com funding (dinheiro) e construtora contratada. E obras em andamento, porque as obras no clube já fazem parte do complexo da Arena.

O Morumbi pelos seus problemas nunca foi uma solução factível. A não ser que caísse um caminhão de dinheiro em cima dele. Que é o que eles querem. Então até aqui respeitosamente discordo do seu ponto.

Mas começo a concordar quando analisamos o Palestra. Com 42 mil lugares seria uma arena boa para uma partida de oitavas de final, talvez quartas de final. Sem viabilizar o Morumbi o estádio ficará sucateado e não teremos uma arena para grandes eventos (lembrando: temos Copa das Confederações em 2013, Copa em 2014, Olimpíadas em 2016 e sempre teremos eliminatórias e grandes jogos).

A lógica que temos que respeitar do parceiro (WTorre) é que ele remunera com menos risco o seu capital se construir uma arena para 42 mil lugares. E acho que até corretamente nos lembra que a Arena não é para 3 anos, mas para 30 anos. Ou seja, vai passar por Copas e muitos outros eventos.

O que alguns defendem (e me parece que você também) é que essa arena que estamos concretizando não nos serve e tampouco servirá aos interesses de grandes eventos. É o que muitos afirmam.

O problema é que essa discussão, principalmente do ponto de vista de retorno econômico do projeto, é difícil para nós. Não temos todos os números. Não sabemos se ela se pagaria e em que condições se passássemos nossa Arena para 65 mil lugares. Mais ainda, não sabemos – como você alertou – quais resistências teríamos dentre nós.

E finalmente, acho que realmente temos que focar na nossa Arena. Temos que viabilizá-la porque daqui a dois anos (espero) só teremos ela em condições na cidade para sediar jogos da Copa. Mas que dá uma baita raiva ver as nossas dificuldades, e como o pessoal do lado de lá do muro tem facilidade, ah isso dá.

Abraços,

Essa diretoria merece que o Palmeiras seja REBAIXADO no Brasileiro… somente desta forma a máscara desta gente cairá… já passou da hora do torcedor abandonar esses jogadores mediocres e a diretoria deste clube… Cansei, to começando a pensar como na época do Mustafá, quanto pior melhor.. vergonha nós palmeirenses já nos acostumamos a passar… mais um ano derrotado por times nanicos em pleno Palestra.. mais um ano que eu ouvirei rojões pelos títulos de nossos adversários… não dá mais para manter esse amor bandido…. essa gente que nos dirige merece o PIOR, merece rebaixamento, merece que a torcida se organize e provoque público ZERO… o Sr. Mustafá foi um péssimo presidente, mas ele não era mentiroso, ele era gelado com nossa causa.. ele dizia que não contrataria e não contratava… O sr. Belluzzo é MENTIROSO.. onde está as grandes equipes que a TRAFFIC montaria ?? onde está o Planejamento ?? onde está o marketing, que só sabe lançar camisas numero 3 de cores diferentes ?? e o fim dos vexames , que não teve fim algum.. só aumentou… O Palmeiras não tem uma pessoa competente para comanda-lo.. precisamos virar clube empresa, mandar os conselheiros cuidarem de piscinas, bocha, ping-pong, mas do FUTEBOL, não … to cansado de sofrer e ver a passividade desta Turma que diziam MUDAR o Palmeiras… só se transformarem ele no Juventus da Turiassu..
RENUNCIE BELLUZZO..

Amigos, vou fazer a tréplica de alguns comentários:

Ysquierdo (15) eu sei que sou um tanto otimista. Mas os times da Copa do Brasil são horrorosos. E ganhamos recentemente do Santos, então dá prá ganhar dos caras. Mas realmente o elenco é fraco.

Douglas (13 e 14) eu não fui ao Palestra neste sábado, mas acredito que a torcida esteja realmente resignada, meio que vivendo uma depressão pós coito interrompido. Eu cheguei a comentar com alguns amigos que ao final de 2009 a Direção tinha que ter dado um choque de ânimo na torcida. Contratar rapidamente bons jogadores, dizer que 2009 tinha sido um acidente, implementar mudanças e começar o ano. Não fez isso e mandou embora o Muricy de uma forma melancólica. Acho que a torcida sente isso.

Junior (12) sei o trabalho que vocês fazem para viabilizar a Arena e vocês estão de parabéns pelo engajamento. Aproveito para convidar a todos os amigos que ainda não conhecem, visitarem o http://www.lanostracasa.com.br, do Junior Gottardi.

Piovesan (11) não sei se o silêncio da Diretoria contra as manobras tricolores é resignação (ou medo) por conta do processo de aprovação da Arena. Mas você levantou uma bola interessante:

“Prefiro engolir o orgulho e ver meu time jogar uma final num Pacaembú modernizado a ver um Morumbi financiado vergonhosamente às nossas custas. A ter que escutar pros próximos anos de minha vida um monte de bambi ignorante cuspindo arrogância graças à inércia de nossos líderes s representantes.”.

Pois é, pode ser por aí…

Antonio (10), entendo seu ponto de vista e muitas vezes preguei isso aqui no 3VV. Inclusive quando este humilde tecladista de notebook estava diretor adjunto de planejamento, no meio de muitas víboras, em um evento na ESPM sobre arenas e copa do mundo, eu falei algo do tipo “o Palmeiras está se preparando para o principal evento de 2014, ou seja, seu centenário”, querendo dizer, “tô poco me cag…. se vocês vão fazer a copa naquele lixo”. Mas olhando toda essa situação, grana pública, mentiras deslavadas na imprensa, e um estádio (o nosso) saindo com dinheiro privado em uma parceria de 30 anos, que de certa forma corta alguns sonhos dos palmeirenses (por exemplo, uma arena maior) a gente fica muito frustrado e inconformado com essa situação.

Lourenço (9) acho que esse projeto não vai caminhar. Não pelas mãos da diretoria.

Cassio (8, 7, …) infelizmente concordo com você.

Rodrigo, Tiago e Talarico, de acordo.

Complementarei em outro comentário.

Concordo com o Marcos #11
Se é pra gastar dinheiro público, que seja no Pacaembu.

“Meu receio não é mais com 2010. A Copa do Brasil ainda dá, por ser um torneio absolutamente imprevisível, e com times medíocres – exceto o Santos e Grêmio – disputando”.

Discordo de você Vicente, não conte com nenhum título este ano, com esses derrotados em nosso elenco e diretoria, serão sucessivas vergonhas e, talvez, lampejos de jogos épicos, que acontecerão muito mais pela história que parece impulsionar nossa maglia em alguns momentos.

Em tempo… eu não sou torcedor de ficar pulando e gritando, mas de ver o jogo… só que o silêncio sepulcral de ontem que atingiu o estádio em alguns momentos me assustou.

Vicente, ontem, foi o primeiro jogo que eu fui ao estádio este ano… estava afastado por desilusão.
Mas o que mais me assustou foi o comportamento da torcida em geral… A partir dos 35 minutos do primeiro tempo ela esfriou. Uma arquibacanda sentada como se tivesse em frente a TV.

E este comportamento só piorou após o intervalo, pois, foram 15 minutos de silêncio total. Então pensei nos jogos de basquete dos EUA, onde nenhum minuto é desperdiçado, existe uma corrente de informação em que o torcedor fica atento o período inteiro que fica dentro do ginásio.

Aqui, o tempo é todo desprezado. Existe apenas uma periquito que faz algumas embaixadas, seis meninas totalmente despreparadas para dançarem para 15 mil pessoas e alguns balões de patrocinadores.

Tenho certeza que 80% das pessoas do estádio nem olham para este itens.

Agora, se houvesse uma programação capaz de deixar o torcedor acordado o tempo todo, talvez o estádio fosse capaz de tirar o time da letargia que o contagiou no inicio do segundo tempo. Talvez fossemos capazes de ganhar jogos por força da torcida.

Mas os telespectadores do estádio são convidados a assistirem ao jogo sem nenhuma participação efetiva, o que é um grande desperdicio.

Será que não existe ninguém dentro do clube capaz de realizar uma programação com telões, musicas, mini partidas, animações em geral que sejam capazes de provocar a torcida para que seja capaz de icendiar o estádio e o time?

O que eu senti ontem, em muitos momentos, foi depressão, de uma torcida resignada por ter um time mediocre e desacreditado, sendo que a torcida só é capaz de responder a alguns lances mas nunca de fazer com que um time fraco como este lhe de alguma resposta…

Voltei para casa mais triste do que o costume do que em derrotas notmais… Abraços

Arena para realizar a abertura da Copa de 2014 nós temos! Falta vontade da nossa diretoria, apenas isso…
Ótimo texto Vicente! 😉
abs

Antonio,

hoje colocamos em média 17 mil pessoas no estádio, porém temos que lembrar que esses 17 mil pagam o ingresso mais caro do Brasil e que grande parte assiste ao jogo desprotegidos de sol e chuva; sem contar os inúmeros problemas para a compra do ingresso.

Se o Palmeiras fizer um sistema de sócio-torcedor justo.. que dê vantagens reais ao torcedor, num estádio com cobertura para torcida e moderno, pode ter certeza que esses números mudariam radicalmente.

A diretoria do Palmeiras tem queentender que a melhoria de serviço é uma obrigatoriedade do clube e uma questão vital para o mesmo. Ao invés de pensar que a melhoria de serviço sirva apenas à elitização do campo. O atual projeto é bom, mas muito defeituoso nesse sentido. Pela quantidade de camarotes tudo indica que o Palmeiras não está pensando em encher seu campo de TORCEDORES.

Quanto ao argumento de que tanto o Santos quanto o Corinthians não terem projetos, pergunto. Por que não se discute seriamente em rever o tombamento do Pacaembú e se reforma o mesmo para a Copa? Entre gastar 3 bilhões no Morumbi e 1 bilhão no Pacaembú, é mais sensato aos cofres públicos a segunda opção. Pelo menos é investimento público em um bem público. Por que os cariocas se contentam com o Maracanã e nós não podemos nos contentar com o Pacaembú?

O Pacaembú fica numa região privilegiadíssima.. em sua frente existe uma praça enorme e atrás um pequeno clube.

Prefiro engolir o orgulho e ver meu time jogar uma final num Pacaembú modernizado a ver um Morumbi financiado vergonhosamente às nossas custas. A ter que escutar pros próximso anos de minha vida um monte de bambi ignorante cuspindo arrogância graças à inércia de nossos líderes s representantes.

Na minha opiniao nao devemos interferir nos problemas alheios. Temos que construir nossa arena como foi projetada,45 mil lugares e sera de bom tamanho. Hoje temos 25 ou 30 mil e nao colocamos nem a metade no estadio,alem da manutencao ser muito cara. Lamentavelmente dentro do clube somos todos inimigos e vivemos em constante briga. Porque nao podemos sermos Palmeirense de verdade,sem querermos previlegios, como a maioria dos nosso diretores.

Ao final de 2009 eu disse que o grande feito para 2010 seria o de acabar com as eleições através de votos de conselheiros e tornar o Palmeiras ou um clube empresa ou o Presidente por voto direto de seus associados..Eu nunca esperei nada no futebol em 2010, a incompetencia , a mentira e a falta de comprometimento de nosso presidente com a torcida impossilitavam qualquer voto de confiança para 2010… Para fechar com chave de ouro a pior administração da história palestrina só faltam dois feitos : Apoiar o Morumbi para a Copa, e ser rebaixado no Brasileiro… E pior que são dois acontecimentos muito mais provaveis de acontecer do que a conquista de um título… Belluzzo o palmeirense que confiou em você, não merece essa administração nojenta que vc faz… Vai ler aquelas merdas que vc gosta e suma do Palmeiras..

O legado que o Belluzzo vai deixar será o de ” Maior Decpeção da História Administrativa do Palmeiras”.

Vai conseguir frustrar a maior parte da torcida do Palmeiras que confiou que ele pudesse dar um choque de gestão no futebol do clube.O que se viu foi que ele sucumbiu à politicagem do clube.Aumentou as receitas? Sim.Mas,com todo respeito,pra quem tinha Mustafá como antecessor/ditador,isso não é nada mais do que a obrigação.

Lamento muito.

Elas já estão contando até com a praça que tem na frente do estádio.Já se apropriaram da mesma para a construção do estacionamento.

Já era.A mutreta já está armada entre prefeito,spfw,governador e cbf.Só a Fifa pode fazer alguma coisa.Se passar pela Fifa já era.
Vão ganhar uma reforma monumental às nossas custas.

Parabéns à nossa diretoria por mais esse legado.Vão deixar todos uns 10 anos pra trás e com o nosso dinheiro.

O spfc já mentiu na imprensa da última vez, não dá para acreditar em nada antes da decisão final da FIFA. Mas na minha opinião, o Morumbi será o estádio de São Paulo para a Copa, simplesmente porque quem deveria se manifestar contrário a isso se omite. O Santos não tem condição alguma, pois nem sonha em sediar um jogo da Copa. O curintia vai falar o que, se nem capacidade para construir um estádio em 100 anos eles têm? Ainda assim vemos o Andres Sanchez pelo menos se posicionando contra o Morumbi em uma ou outra declaração.

Quem deveria fazer a diferença é o Palmeiras, que tem um projeto aprovado e uma parceria com uma empresa privada que arcará com os custos de toda a obra (até que provem o contrário). Além de ter o spfc não como um rival, e sim como um verdadeiro inimigo. Que bom seria se o Beluzzo estivesse mesmo disposto a “matar os bambi”. Colocando a Arena como estádio para a abertura do mundial, com certeza os bambis estariam arruinados para sempre com aquele panetone inútil. Pena que o Palmeiras tenha aceitado o projeto da Arena como um favor da WTorre e se sujeitado a tudo o que esta empresa colocou no projeto visando primeiramente o lucro rápido.

Eu acho que dá para o Palmeiras ganhar a Copa do Brasil com o time que tem. E para ter um elenco forte, precisamos pelo menos de mais um zagueiro com condições de jogar. E não somente um, mas dois atacantes também com essas condições, pois o Robert deve sair no meio do ano (graças a San Gennaro). Para as laterais, que são posições que também preocupam, li que o Figueroa pode renovar. Se for verdade, teremos dois bons jogadores para a direita, Figueroa e Vitor. Para a esquerda acho que Gabriel Silva e Armero dão conta. Ainda fica o Eduardo para quebrar o galho numa emergência, pelo menos até o fim do seu empréstimo.

Vicente eu ja estou perdendo as esperanças pois o que adianta nós torcedores sermos contra e exigir de nossa direttoria uma posiçao dura e confrotadora se na prática nem do próprio nariz conseguem cuidar.
Na boa eu amo o a SEP mas nossos dirigentes sao mto incompetentes, e os do JL pelo contrário sao mto competentes. Eles estao transformando um projeto sem alicerce financeiro em realidade e nós nao conseguimos transformar um projeto com todas garantias em realidade.
Abs…

AGENTE TEM A FACA E O QUEIJO NA MAO..

mas como nossos dirigentes sao burros e bundoes.. nao vao fazer nada..

claro uma arena palestra onde metade da capacidade sera para camarotes e cativas.. VAI SERVIR PARA QUEM..

para a WTorre vender camarotes e cativas.. E PARA A TRAFFIC TBM LUCRAR ja q eles vao vender as propriedades do estadio

TRAFFIC q esse ano nao moveu um dedo.. CADE O SUPER TIME ANUNCIADO EM JANEIRO???

bando de maricas

se fizeram um minino esforço da pra aumentar o nosso estadio para 50..55mil so com os incentivos fiscais q os estadios da copa teram..

NAO VAO PAGAR VARIOS IMPOSTOS…

so ai ja tem grana suficiente para viabbilizar a obra de aumento..

AHH MAS 55MIL E INVIAVEL…

ONDE?? na africa neh??
sao paulo e uma das maiores cidades do mundo..

o palmeiras tem a 2 maior torcida da cidade…

quem e Toteham e outros time medios da europa… em cidades medias fazendo estadio pata 60MIL..

e agente com 45 mil… 27 mil para arquibancada..

olhem o estadio portugues (post dessa semana no 3vv)

quase todo para arquibancada..

ja aki sera a WTORRE TRAFFIC ARENA..

palhacada..

vamos perder para um lixo de estadio que precisa mudar o rumo de um rio para abaixar 3 metros o campo…

e mesmo assim tera pontos cegos..

assentos atraz de colunas… assentos do lado de paredes.. anel intermediario onde vc nao ve qndo a bola e chutada para o alto..

ridiculo vamos perder para um lixo..

um lixo com dinheiro do MEU IMPOSTO… vao dar um “tapa” dar praças publicas para fazer estacionamento e area VIP..

vao colocar um trem de superficie ( se passarem por cima da associacao de bairro)

imagina q ridiculo um trtem de superficie no meio de casas..

o BNDES ja disse q nao vai emprestar sem garantias..

vao pegar grana na CAIXA… onde as regras sao mais frouxas…

só para completar: é preciso separar bem a paixão da razão ao analisar essa questão. Sei que é difícil, pois o pessoal do SPFW é mestre em esconder os reais interesses de cada atitude, e conta com a conivência da imprensa, mas se o Palmeiras e o palmeirense focarem mais em fazer sua parte, sem olhar para os lados, os resultados aparecerão mais depressa.

só para completar: é preciso separar bem a paixão da razão ao analisar essa questão. Sei que é difícil, pois o pessoal do SPFW é mestre em esconder os reais interesses de cada atitude, e conta com a conivência da imprensa, mas se o Palmeiras e o palmeirense focar mais em fazer sua parte, sem olhar para os lados, os resultados aparecerão mais depressa.

Vicente, eu acredito que os dirigentes dos outros clubes não falam nada por um detalhe simples: não têm estádio para fazer frente ao projeto do Morumbi.

Se o SPFW fosse menos arrogante e mais esperto em termos de mkt, não teria deixado Palmeiras e Corinthians abrirem mão de usar seu estádio como palco dos grandes embates paulistas. Estão perdendo dinheiro e ainda fizeram com que a opinião pública deixasse de ver o estádio do Morumbi como o palco, por direito, dos clássicos. Virou mesmo o estádio do SPFW, e só.

Infelizmente, o Pacaembu é pequeno para os grandes clássicos, e a única opção é mesmo o Morumbi, agora descartado definitivamente, na minha opinião.

O problema é que Corinthians não tem estádio e a alternativa palmeirense ainda está no papel. além disso, a Arena Palestra não tera, nem no projeto original, condições de suplantar o Morumbi para jogos de grande porte da Copa, por causa do número de lugares.

Aí surge uma questão que considero polêmica: todo mundo coça as mãos pensando em tirar o Morumbi da jogada, mas não pensam no “depois”: para ter mais lugares, a obra terá mais custos e terá de sofrer algumas alterações, e após a Copa, a chance dessa capacidade total máxima do estádio não ser preenchida existe e pode até ser considerada grande. Ou seja, investimento de risco.

Não sou contra a cidade investir dinheiro em obras públicas que acabarão por ajudar o Morumbi, pois o evento trará muito dinheiro à cidade e, se o estádio é aquele, que se ajude nesse ponto. Aí vem o interesse público acima de tudo. se vamos ter tantas vantagens ao clube do jd. Leonor, que se exija algum tipo de contrapartida, como uso das instalações por crianças da rede pública de ensino, alugel mais barato para os clássicos e etc.

Aproveito e até lanço uma questão: e se a arena palestra fosse o estádio escolhido e as obras fossem concentradas no entorno, haveria chiadeira de palmeirenses?

Outra coisa, para finalizar: o Palmeiras precisa aprontar este estádio o mais rápido possível, e a tempo até para a Copa das Confederações. Se for em padrão FIFA, vejo chances reais de ser usado na Copa, pois outros estados estão muito lentos no processo de construção/reforma, e um estádio pronto e apto, num centro como São Paulo, que comportaria ranquilamente dois estádios para a competição, seria uma alternativa valiosa à incompetência alheia.

Os comentários estão desativados.