Categorias
Futebol com Números

O Futebol europeu à beira do buraco – 2

Semana passada comecei o post dizendo que “O futebol de hoje é uma maneira romântica de se perder dinheiro!” .  Isso é a mais pura verdade!  A questão então passaria a ser: quanto dinheiro se perde no futebol de hoje?

Em uma resposta simples: 578 milhões de Euros em 2009! 

Os 732 times analisados pela UEFA perderam no total 578 milhões de Euros, sendo que no ano anterior a perda foi de 515 milhões de Euros.  Ou seja, em duas temporadas o futebol europeu perdeu a “bagatela” de 1,1 BILHÃO de Euros!

QUER DIZER QUE A “INDÚSTRIA” DO FUTEBOL NÃO É RENTÁVEL?

Exatamente!  Quando se analisa a atratividade de um determinado mercado, entre várias análises, se verifica se a soma dos resultados financeiros de todos os competidores é positivo ou negativo.  Um exemplo clássico é a indústria de aviação civil:  conforme o ano, todos as empresas apresentam prejuízo!  É natural que ALGUMAS empresas apresentem prejuízo em cada mercado, mas quando na soma total todos perderam dinheiro, é sinal ou que algo vai muito errado ou que o mercado simplesmente é ruim!

No caso, vemos que para os CLUBES europeus, o futebol é um mau negócio! Vou frisar novamente: para os CLUBES!

A PERDA É IGUAL PARA TODOS OS CLUBES E PARA OS DIFERENTES PAÍSES?

Obviamente não é.  Mas os resultados para a “indústria” como um todo são muito ruins.

Olhando só as cinco principais ligas da Europa, vemos que um lucro decente não é uma realidade.  Observem no gráfico abaixo o lucro ou prejuízo somado dos clubes de cada país como porcentagem da receita:

 

A Inglaterra tem a “liga mais rica da Europa”!  Quem já escutou essa frase precisa saber que a isso significa que é a liga com maior arrecadação da Europa.  E o mais divertido é que para cada 100 Libras que eles arrecadam, eles gastam 112! Na Itália, a cada 100 Euros faturados, eles gastam 113! É isso que se chama de “administração moderna do futebol”?

As outras três ligam apresentam lucros ridículos!  Imaginem que na liga de maior lucratividade, o lucro é de ínfimos 5% da receita! Só 5%!!! Sem contar que na Alemanha o lucro é de 2% da receita… é de chorar de rir!

Só para constar, em Portugal, Turquia, Finlândia, Irlanda e Rússia, entre outros, apresentam prejuízo quando somados os resultados de todos os clubes.

OU SEJA?

Ou seja, no quesito “perder dinheiro com o futebol” o Brasil vai imitando direitinho a Europa…  e tem gente que ainda reclama…

SEMANA QUE VEM

Na semana que vem vamos avaliar os possíveis  impactos das propostas da UEFA para que todos os clubes sejam “f inanceiramente responsáveis”.

Saudações Alvi-Verdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

8 respostas em “O Futebol europeu à beira do buraco – 2”

Zambon,

Certamente viraram colaboradores!

Imagine o seguinte. Um empresário quer um salário de R$ 40 mil para o seu jogador. O Dirigente diz que paga R$ 50 mil, mas que R$ 5 mil são do Dirigente e R$ 5 mil são do empresário…

Infelizmente, não há uma maneira eficaz de se identificar esse tipo de transação.

Além do mais, como agora os direitos econômicos são divididos entre inúmeros empresários, quem sabe dizer quem realmente é o dono de que parte dos direitos econômicos de qual jogador?

Infelizmente o meio do futebol é propício à corrupção. Mas, também sei que há gente honesta no meio! Só não sei dizer se os honestos são maioria ou não?

Abs,

Luís Fernando,
Você acha que os empresários de jogadores viraram colaboradores ou concorrentes dos dirigentes de clubes na hora de dar a limpada na grana?

Para os clubes é ruim. Mas para os donos dos clubes (que não estão nem aí para os clubes) deve ser bom, porque se não eles não iriam estar nesse negócio. O Abramovic não é burro, e se não fosse bom pra ele ele não iria continuar dono do Chelsea. O mesmo vale para o Berlusca no Milan, os caras dos EUA do Liverpool, os donos do Manchester United e os árabes malucos donos do Manchester City…

Xará, conheó muitas histórias da Parmalt. E também muitas histórias do futebol europeu e principalmente do italiano.

Sem dúvida o futebol italiano serviu de palco para todo o tipo de pilantragem. Lembra do Paolo Rossi que foi suspenso por participar da fraude da loteria, acabou convocado para a seleção italiano em 1982 e o resto nós sabemos o que aconteceu…

Quem acha que corrupção só existe por aqui, é porque não sabe como as coisas são por lá… um amigo meu comentou que o futebol inglês “é a maior lavanderia de dinheiro a céu aberto da história”. Como eu não posso provar, não afirmo que é, mas acho que o meu amigo têm razão…

Abs,

obrigado xará. mas olhe que tenho minhas dúvidas. a pilantragem na europa é grande.
tem de tudo. por grande coincidencia, a sede da empresa que eu trabalhava era em parma, e eu estava por lá na época do “crash” da parmalat.
a coisa era cômica, os caras falsificaram contrato registrado em cartório, passaporte de jogador, comprovante de emissão de fundos para o exterior,etc,etc,etc

e olha que no futebol os caras são bobinhos perto desta turma do lehman brothers.

abraço

Penchiari,

O futebol é realmente um meio propício para a corrupção por uma série de motivos.

Realmente uma das formas de se desviar dinheiro é a compra de jogadores por valores diferentes dos divulgados. Só um adendo: para “esquentar” o dinheiro, os clubes italianos costumam apresentar lucros que simplesmente não existem. Assim, um dinheiro que “surgiu” de forma não-oficial aparece como um lucro lega e, portanto, “quente”. Em negociações em que se pagam 5 e se divulga que se pagou 20, na verdade o dinheiro foi desviado para algum lugar. A divulgação que se pagou 20 é justamente para justificar a saída desses 20 das contas do clube.

Inclusive, a FIFA está testando um sistema internacional para tentar acabar com essa prática, onde os valores divulgados são diferentes dos valores efetivamente pagos.

Saudações Alvi-Verdes

Luiz Fernando, suas matérias são muito oportunas, pra dizer a verdade, este tema já deveria ter sido divulgado há mais tempo.

Já faz mais de 20 anos que ouví de um chefe meu que era italiano, que o futebol na itália só servia para esquentar dinheiro. ele me disse que muitos jogadores brasileiros que iam para o futebol italiano, era só pra fazer negociata, nem estavam interessados no jogador. eram aqueles casos que tantas vezes vimos, de jogadores apenas razoáveis
que eram vendidos por 20 milhões de dollares (isso na decada de 80) e chegava na itália o cara nem jogava e a gente ficava se perguntando, pô o time gasta um dinheirão pra comprar o cara e não põe pra jogar, o próprio clube desvaloriza seu patrimonio,etc. dali a pouco o cara era emprestado pra algum time de série B da italia e depois sumia.
na verdade o clube italiano pagava 5 milhões para o clube brasileiro e lá na itália declarava que tinha pago 20, e esquentava os outros 15.

hoje está tudo pior que antes, o futebol ingles por exemplo é dominado por bandidos internacionais amplamente conhecidos , quadrilhas de mafiosos, mas ninguém fala nada, na inglaterra pode, se fosse no brasil a FIFA ia proibir o brasil de ir pra copa como punição pelas falcatruas,etc

só para concluir, estes balanços que mostram todo este preju, eu acho que não valem quase nada, são poucos os times que realmente podem vir a falir e mesmo assim, logo voltam. veja o caso da Fiorentina que faliu no final da década de 80, mudou de nome e de CPF e foi “refundada”, está aí até hoje no mesmo esquema dos outros.

Os comentários estão desativados.