Categorias
Direto da Fonte

Nota: Cosme Rimoli, você não entendeu nada!

 
Agência
Palmeiras
Assessoria de Imprensa
02/04/2010
18h29
 

Como pode alguém confundir uma ação de
solidariedade junto a crianças doentes com jogada de marketing? Para o
jornalista Cosme Rimoli esses encontros são pura demagogia. Jogada de
marketing para promover o clube de futebol, como se os clubes
precisassem ainda de mais mídia além daquela que já tem.

E eis que o jornalista sai em defesa de alguns jogadores do Santos, que
se recusaram a visitar crianças com paralisia cerebral na última
quinta-feira (1°/4). É um direito dele defender jogadores que não querem
participar de uma ação de solidariedade seja lá qual for o motivo. É
verdade que alguns não suportam ver crianças doentes, em estado
terminal. De fato, não é fácil. Mas há os que fazem questão de estar ao
lado dessas crianças, levando um pouco de carinho e conforto.

O problema é quando o jornalista ataca quem faz essa ação. Para
sustentar sua tese, Cosme Rimoli, do portal R7, braço do grupo Record na
web, citou o goleiro Marcos como exemplo do que um clube ou atleta não
deve fazer.

Ele afirma em seu blog que após Marcos se encontrar com uma criança, em
estado terminal, teria ficado “muito triste”. Provavelmente ele parte
da premissa que jogador de futebol é um ser de outro planeta, que se
emocionar não faz parte de seus sentimentos, e que portanto se conclui
que não podem ficar tristes. Pois bem, diante dessa brilhante conclusão,
o jornalista passou a atacar clubes que promovem ações humanitárias
junto a crianças com câncer e até visitas a asilos.

O fato, amplamente divulgado nesta sexta-feira, revela que alguns
jogadores do Santos se recusaram a visitar as crianças porque a
instituição que cuidava delas era Espírita, aparentemente de acordo com a
imprensa trata-se de um motivo religioso (fato este ignorado pelo
jornalista). Não cabe aqui essa discussão, que parte para uma questão
religiosa, e até por que não é problema do Palmeiras o que ocorreu com o
Santos, mas o jornalista citou o goleiro Marcos em seu blog, dizendo
textualmente o seguinte:

“Muitos jogadores não estão em bom momento psicológico para animar
ninguém.

Marcos do Palmeiras é um grande exemplo.

Ele vivia um momento ruim, de várias contusões seguidas.

O clube organizou uma visita a uma instituição com crianças com câncer.

Um menino em estado terminal era apaixonado pelo goleiro.

Marcos estava deprimido quando conheceu o menino.

Ficou desesperado quando soube que ele tinha pouco tempo de vida.

E pouco tempo depois que os dois se conheceram, o garoto morreu.

Marcos ficou ainda mais triste.”

O jornalista confunde as ações. Marcos não esteve presente quando o
Palmeiras visitou o Graac (Grupo de Apoio à Criança e ao Adolescente com
Câncer) que aconteceu na Páscoa de 2008. Para esse evento levamos oito
jogadores mais o técnico Vanderlei Luxemburgo. O encontro com o menino
Matheus Tiago, de 6 anos, ocorreu no ginásio de esportes da Academia de
Futebol em fevereiro de 2009.

A clínica que tratava o menino Matheus Tiago – que viria a falecer
alguns dias depois do encontro com nosso goleiro – nos procurou para
revelar o sonho da criança: conhecer o goleiro Marcos. Recuperei a
matéria, muito bem escrita pelo nosso assessor Fábio Finelli, e
destaquei dois trechos. Primeiro, o da mãe do menino Matheus Tiago,
Sandra Aparecida. Ela conta que a criança só tinha um sonho na vida.
“Nesses tipos de caso, os médicos sempre perguntam qual o sonho que a
criança quer realizar. Falamos para o Matheus que realizaríamos qualquer
coisa que ele quisesse. E o pedido dele foi conhecer o Marcos”, conta,
emocionada.”

Agora, o que Marcos falou sobre o encontro: “Eu tive que conter o
choro. A luta pela sobrevivência do Matheus e o amor que os pais dele
têm por ele motivam qualquer pessoa. É um exemplo de fé e s

5 respostas em “Nota: Cosme Rimoli, você não entendeu nada!”

Vicente nem leio esse cara……………só lí porque está aqui no 3VV…….os poucos que se salvam da imprensa Deus coloca em bom lugar como Armando Nogueira….

Tem mais uma coisa. O Cosme Rímoli escreveu este texto concordando com essa atitude absurda dos jogadores porque agora ele trabalha para o R7, ou seja, para os bispos da Igreja Universal.
Defender uma instituição de caridade espírita não agradaria os patrões.
Simplesmente Lamentável.

Gostei dessa nota da acessoria de imprensa do Palmeiras. Parabéns para quem escreveu.

Eu leio o Cosme Rímoli, apesar de discordar de muitas opiniões dele, acho que é bem informado sobre os bastidores do futebol e faz matérias interessantes. Já tentei comentar alguma coisa lá, quase sempre quando discordo de alguma coisa que ele escreve, mas meus comentários começaram a ser bloqueados, então parei.

Neste caso absurdo que aconteceu com o Santos, o Cosme Rímoli foi péssimo ao defender os jogadores, e péssimo também ao citar de forma distorcida esse caso do Marcos. Se ele refletir um pouco, vai perceber que escreveu besteira e irá se retratar com os leitores. Se não fizer isto, realmente vou entender que se trata de um mau caráter.

Nota zero para os jogadores do Santos nesse episódio lamentável. Espero que voltem naquela instituição para corrigir o erro gravíssimo que cometeram.
Para o Marcos, qualquer elogio é insuficiente. Que cara fantástico!

Vicente, estranho esse @#$%# da *%#% querer criticar ações e associa-las a qualquer tipo de marketing, logo ele que só da declarações tendenciosas, entrevistas bombasticas e desnecessarias (mu$tafa), além de outras ações estranhas, criando polemica para ter audiencia no seu blog, pois assim todos acessam e metem o pau nele (pra gostar disso ele deve ser bambi com certeza).
Tanto que ele falando (mal) do Santos, ainda criticou o Marcos, e criticar o santo é recorde de audiencia naquele blogixo, pois os palmeirenses vão la arrebentar ele com certeza….
Eu não perco nem meu tempo…..

Abs

Os comentários estão desativados.