Categorias
Drops

Drops matinal: Zago caiu

Zago caiu.

Pelo menos é isso que apontam a página de esportes do UOL (Antônio Carlos não é mais o técnico do Palmeiras) e do Globo.com (Zago se reúne com diretoria alviverde nesta terça para acertar saída).

A diretoria do Palmeiras estava em festa, quer dizer, na festa da parceira Traffic nesta segunda-feira mas informações dos dois portais dão conta que lá mesmo decidiram pela saída de Zago.

O treinador foi informado pelo telefone e chamado para uma reunião hoje na Academia, quando será formalizada sua saída.

Zago foi contratado para substituir Muricy Ramalho. Tinha sido técnico apenas do São Caetano em 2009 e 2010. Sua maior experiência era como gerente de futebol, onde ajudou a montar o time do Corinthians de 2008.

Quando assumiu o Palmeiras estava em 8o lugar no Paulistão. O treinador levou o time a um lamentável 11o lugar. Na Copa do Brasil foi eliminado nas 4as de final contra o Atlético goianiense. Ficou marcado nessa partida por mandar o time segurar a bola quando perdia por 1×0 e assim a decisão iria para as penalidades.

Na sua chegada Zago afirmava que o Palmeiras tinha elenco para disputar Paulistão e Copa do Brasil. Mesmo assim a Diretoria contratou jogadores como Ewerthon, Lincoln, Vitor, Marcos Assunção, Bruno Paulo e Paulo Henrique.

Em 18 jogos pelo Palmeiras o time fez fez 23 gols e tomou 19. Venceu 8 partidas,  empatou 5 e perdeu 6. Teve 54% de aproveitamento. Em apenas duas partidas o Palmeiras mostrou bom futebol: contra o Santos (4×3 na Vila) e contra o Flamengo do Piauí (4×0 no Palestra). Destaca-se também a partida de estreia do treinador, quando venceu o SPFC no Palestra Itália.

Seu gran finale foi um bate boca e (dizem) chegar às vias de fato com Robert, por conta de um atraso de jogadores (que teriam saído para comemorar vai saber o quê) para a volta do Rio de Janeiro.

Resumo da ópera: mais um técnico para a folha de pagamento. Mais uma consequência desastrosa pro futebol palmeirense por conta de decisões pessoais e não planejadas. Zago nunca deveria ter sido contratado, assim como o Palmeiras deveria ter mantido Muricy Ramalho até o final do contrato.

Coisas de Palmeiras…

Saudações Alviverdes!

Os comentários estão desativados.