Categorias
Meninos Eu Vi

Goleiro chuta, 100 metros depois é gol

POR JOTA CHRISTIANINI

Caía a tarde na Moóca, aliás não era a tarde que caía; como o estádio da Rua Javari não tem iluminação o jogo começou no meio da tarde, às 15 horas.

O Palmeiras B – era melhor chamar de Palestra o time de promessa do Palmeiras – disputava o acesso para a série A2 do Paulista.

Vencendo o Palmeiras subiria. Se empatasse precisaria empatar novamente no fim de semana.

Ao Juventus não restava alternativa: tinha que ganhar ou ganhar.

Como a única saída era ganhar o Juventus começou fazendo sua parte.

No primeiro tempo, com o Palmeiras defensivo demais, o time da Moóca faz dois gols, um deles antes do primeiro minuto de jogo.

No intervalo o Palmeiras muda e parte para o ataque.
O jovem Diego Acosta faz o primeiro e na metade do segundo tempo empata.

Apenas bom para o Palmeiras, péssimo para o Juventus.
O jogo vai chegando ao fim e os juventinos desesperam-se. Não querem que o Moleque Travesso, acostumado a pregar peças nos grandes da primeira divisão, fique mais um ano na terceira.

O goleiro Borges do Palmeiras é expulso. Sem poder fazer mais alterações o atacante Diego Acosta, aquele dos dois gols, vai para a meta.

49 minutos do segundo tempo.
Blitz total dos grenás.
Os verdes defendem-se como pode, é tudo ou nada!
Escanteio para o Juventus.

Vão todos para a área: os 11 jogadores inclusive o goleiro. O Sr. Antonio, que vende canole, o Giba do bar, o Carlão do vinho, seu Chiquinho, vão todos juntos prá área.

O tempo que estava nublado modifica, sai ate um raio de sol.
Pensam: “é em homenagem ao Juventus”.

Ledo engano. Do outro lado estavam aquelas camisas verdes, o irmão mais velho e mais forte estava lá, avisando que era a ele quem a naureza saudava.

Batido o escanteio, bola na área, salta toda coletividade juventina, mas eis que salta Diego Acosta, o artilheiro do jogo, agora improvisado como goleiro.
Salta e agarra, agarra e domina, domina e chuta.
e quando chuta o silêncio se faz ouvir.

108 anos da existência do campeonato paulista ficam estáticos para assistir.
A bola cruza os cem metros do campo e vai para o fundo das redes.

Terceiro gol do Palestra, terceiro gol de Diego Acosta.
Alguns pensaram, era o Palmeiras B subindo de divisão.
Errado! era o velho Palestra que revive no time de jovens; pelo menos ali.

***

Veja o gol de Diogo no site da ESPN clicando aqui.

12 respostas em “Goleiro chuta, 100 metros depois é gol”

LAMENTAVELMENTE O DIRETOR E NOSSO AMIGO ADEMIR PREVELLATO FALECEU NA SEXTA FEIRA….JOTA

o time B tem mais vontade q o A…

e olha a estrutura q o time A tem hein… e salarios altissimos…

pra mim coloca a molecada pra jogar… aomenos vao demostrar:

vontade de vestir a camisa do verdão
raça
determinação

abs

recebi a informação que duranteo intervalo do jogo quando perdiamos 0x2, o diretor do futebol amador Ademir Prevelatto sofreu parada cardiaca. Esta internado no hospital Villalobos, perto da Rua Javari…Que fique bom, é o que todos nos desejamos………….

Muito boa J! Eu tinha visto esse lance e o texto dele em outro site, mas com vc escrevendo é outra coisa! Ate emociona cara! Mto bom mesmo!!
E é ótima ideia mesmo chamar o Palmeiras B de Palestra Itália hein…

Nossa, que belo texto Jota! Parabéns!

Enfim um momento poético pro nosso futebol.

Que beleza Jota! Só teus causos pra animar um pouquinho a sofrida gente palestrina.

Incrível!
Diretoria, acorda e puxa esse Diego para o time principal… por favor!!!!!

Coisa linda de ser, imagino a emoção de ver essa jogada ao vivo. Apenas sinto pelo Juventus, time simpático do bairro vizinho ao meu.

Pq nós não trocamos o Palmeiras A pelo B… VONTADE NESSE TIME NUM FALTA!

Grande palestra!

Os comentários estão desativados.