Categorias
Opinião

OPINIÃO DO CRISCIO: A Copa e a Arena

Amigos palestrinos bom dia. A Opinião de hoje é mais sobre Copa do Mundo.

Difícil não falar. Para quem é um amante do futebol, é emocionante assistir aos jogos da Copa. Como não se emocionar com o goleiro xará Vincent Enyeama da Nigéria. Depois de ter fechado o gol contra a Argentina e ter feito defesas fantásticas contra a Grécia, uma falha (culpa da Jabulani?) e o goleiro sai de campo chorando.

Por outro lado não me emociono tanto com a Seleção Brasileira. Que me desculpem os torcedores de carteirinha da Seleção, mas eu assisto aos jogos do Brasil como se fosse um Grêmio e Inter, ou um Atlético e Cruzeiro. Procuro entender o jogo, a tática, os destaques da partida. E só. Depois que deixei de ser criança, lembro apenas da torcida forte pela seleção em 2002 (por motivos que você palmeirense pode bem entender), em 82 (time mágico de Telê) e 86, ainda como um prêmio de consolação pela perda da copa anterior.

Mas voltando à mágica da Copa do Mundo, acredito que a competição trás elementos diferentes de qualquer outra competição esportiva no mundo. É uma batalha, como na idade antiga ou média entre nações. Mas ao invés de espadas, cavalos, é uma batalha pela bola, pelo espaço no campo de futebol e por atingir a “fortaleza” do adversário, ou seja, o gol. Vale destacar também que invariavelmente os jogadores lutam com uma raça incrível. Os momentos de eliminação são dramáticos, com lágrimas e emoção. Claro, não de todos. Tem jogador que depois que troca a camisa com o adversário sai de campo como se aquilo não representasse muita coisa.

Mas o que mais chama a atenção nessa Copa? Para mim é a torcida – que sempre é uma diversão à parte – e a sua presença nos estádios. E essa Copa tem um dado curioso. O leitor Denis Dias de Lima mostrou que mais da metade das partidas realizadas até aqui tiveram menos de 42 mil pagantes.

O que isso importa? o número cabalístico é a capacidade para jogos FIFA da Arena Palestra Itália.

Isso nos faz retornar ao tema mais quente da semana: o Morumbi está fora da Copa. E a Arena Palestra passa a ser a solução mais viável do ponto de vista econômico e esportivo para a cidade de São Paulo sediar jogos em 2014.

E com uma vantagem: salvo engano meu, a área para eventos da Arena poderia ser adaptada para ser o Centro de Imprensa. E nada como nossa cidade, com toda a infra-estrutura aeroportuária e hoteleira – que a torna naturalmente um grande “hub” numa Copa do Mundo com 12 sedes diferentes – para abrigar todos os jornalistas do mundo que vierem cobrir o evento.

Então está lançada a proposta deste humilde espaço: esqueçam a abertura – deixem para Minas Gerais, onde Atlético e Cruzeiro poderão depois assumirem juntos a gestão e os custos do novo Mineirão – e São Paulo terá a honra de sediar jogos até as quartas de final com a Arena Palestra. E além disso sediará jornalistas do mundo inteiro em suas dependências.

***

Em tempo: noticiou-se hoje que a despedida oficial do Palestra Itália como conhecemos hoje será contra o Boca Juniors. Eu gostei. Meu amigo Matuto do Interior queria o Deportivo Cali, como uma homenagem à nossa principal conquista em nosso estádio. Também faz sentido.

***

Em tempo 2: na notícia para nós palmeirenses mais importante do dia, o Presidente Belluzzo não só confirmou o interesse por Valdívia mas afirmou que a proposta será feita nos próximos dias. Agora vai!

Leia mais em http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/2010/06/belluzzo-afirma-que-verdao-vai-atras-de-valdivia-com-recurso-proprio.html

Saudações Alviverdes!
Vicente Criscio

Valdívia na África
do Sul atuando pelo Chile (Foto: Reuters)

http://s.glbimg.com/es/ge/f/original/2010/06/16/valdivia_jogo_honduras_reu_30

30 respostas em “OPINIÃO DO CRISCIO: A Copa e a Arena”

#29 Eduardo, mas pelo o que ouvi no rádio os ingressos estavam em torno de 200 dólares, e para alguns jogos não ficarem tão vazios a FIFA autorizou a vender na véspera e no dia dia do jogo a 20 dólares. Se a gente já reclama e com razão quando a arquibancada custa R$ 40 do clube que a gente ama, imagina para ver Eslováquia x Argélia?

Vou fazer um levantamento do público na Alemanha, para gente ter uma base de comparação. Certamente será maior, mas acredito que seja devido à curta distância dos demais países europeus que facilite a lotação. Se der faço também da Coréia/Japão, que será nos mesmos moldes do Brasil em relação à distância.

Pode ser verdade que os jogos da Copa na África do Sul estão tendo menos de 42mil pessoas. Mas, são jogos na áfrica do sul e não no país do futebol, samba e mulher.

Não espero nada menos do que recordes de visitação em todas as cidades brasileiras que receberem jogos da Copa. Se as coisas acontecerem do jeito mais óbvio, o Brasil será um caos de tantos turistas. Não seria surpreendente conseguir colocar 80 mil pessoas em todos os jogos se isso fosse estruturalmente possível. Somos uma nação de apaixonados por futebol, apaixonados por festa, com nível economico melhor e que atrai mto mais turistas.

desculpe nao comentar maus suas opinioes sao sempre muito boas parabens assino embaixo.

Vicente as bagatelas acabaram semana passada nao tivemos essa semana ate agora tambem nao gosto muito das bagatelas , aconteceu algum problema com nosso colaborador?

Texto sensacional mesmo Rogério.Deveria ser espalhado pela mídia em geral.

Vicente, atualizando a estatística: dos 29 jogos realizados, 15 (51.7%) tiveram público igual ou inferior a 42 mil pessoas e caberiam tranquilamente na Arena Palestra. Jogos da Inglaterra, Portugal, França, Alemanha… e do Japão também, que seriam interessantes em São Paulo devido à enorme colônia da cidade.

Antes eu estava fazendo a conta com 45 mil pessoas, mas esqueci que nos eventos FIFA cai para 42 mil. Quase não fez diferença, de qualquer forma, apenas uma partida saiu da lista.

Vicente ele falou isso na entrevista que esta no globoesporte:
“- Está tudo definido, incluindo valores. Está 99% certo o meu retorno, mas faltam detalhes que o meu advogado vai acertar com o clube, como formas de pagamento. Porque, no Brasil, se você chama muita a atenção, as entidades brasileiras, o governo querem te taxar de todas as formas…”

Fabiani (11) não sei exatamente o valor. O amigo Junior Gottardi do http://www.lanostracasa.com.br disse que a FIFA repassa um valor ao comitê local que divide entre as sedes.

Gustavo (13) também não sei. Preciso me informar sobre isso. A respeito a escritura, a última informação que tenho é que a certidão da Procuradoria tinha saído na sexta-feira. Logo não faltava mais nada para a assinatura.

Alex (12) de onde saiu essa notícia do Felipão?

Lourenço, eu sou mais ou menos assim (com exceção da Copa de 2002). Aqui em casa quase deu separação em 1994 (rsrsrs)…

abs

A última Copa que eu torci para o Brasil foi em 1986, e acredito tenha torcido devido a minha inocência de criança… Me desculpem, mas é impossível para eu torcer para Dungas, Parreiras, Zagalos, Vampetas, Ricardo teixeiras e Galvões Buenos da vida… Eu adoro Copa do Mundo, mas ela pra mim é um grande evento do futebol , e torço simplesmente para garndes jogos e fortes emoções… Nesta copa a Argetina é a que mais me encanta, não apenas pelo futebol apresentado, mas principalmente pela DISPOSIÇÃO que a equipe apresenta…
Ótima a idéia do amistoso contra o Boca Juniors, como seria excelente também se fosse Deportivo Cali ( nossa maior conquista no Palestra) ou Juventus de Turin ( adversario de nossa maior conquista ).

Depois de Kleber e Felipão, Belluzzo vai atras do Mago, agora da pra acreditar…..
Procurando lateral esquerdo, o titular do Paraguai – Morel – nao vai renovar com o Boca, é só acertar com ele quando voltar…….

Cunio,
diminui a dose do xarope que tá te fazendo mal…
Em seu último jogo pelo Verdão, o Mago destruiu as Marias e, na estréia, na Copa, foi muito bem.

#6- Alvaro, só completando, as mudanças de infra-estrutura nas redondezas do Palestra, vão ocorrer e serão pagas pela ARENA (WTorre/Palmeiras), enquanto la no penicão seria tudo pela prefeitura/estado.
A copa na Arena, seria mais um grande atrativo no ano do centenario, a exposição mundial do Palmeiras, uma situação que não podemos negar, todos gostariam de ver acontecendo.
Qto a copa, a seleção recheada de estrangeiros deixa de ser um atrativo mais “fanatico”, fica uma coisa mais fria, como o Cassio#1 citou acima, “…é como assistir a bons jogos que não envolvem o Palmeiras…”

Vicente,

A área de eventos da Arena terá capacidade para quantas pessoas? Creio que para receber o IBC da Copa seria necessário ter capacidade para ao menos 10 mil jornalistas.

Tem mais informações sobre o andamento da burocracia? Será que no jogo de despedida do Palestra já assinam a escritura?

O timing seria perfeito…

Agora, o Felipão diz que ainda não está 100 % acertado com o Palmeiras. Disse que falta 1 %. Se não está certo por que divulgaram o acerto ? Só faltava essa !

Vicente, como (quanto?) é a remuneração que a FIFA paga aos estádios pelo uso na copa?

Abraços

Cunio acho que você se enganou. A seleção chilena é aquela de vermelho. O Valdivia é o número 10, um cabeludinho.

Valdívia não está jogando nada, é bom que se vier não resolva jogar o que apresentou jogos antes de ir embora, ou seja PORRA NENHUMA. Gosto do Valdívia e sou grato a ele, mas que não venha jogar com o nome, pois Felipão já deixou Evair no banco.

E concordo com o Alvaro #6, a atitude do Palmeiras tem que mudar nessa questão da Arena. Colocada à disposição para a Copa a Arena já está, até porque no momento é a única opção em São Paulo. É preciso uma postura mais firme. Agindo do jeito que estão, parece que nem os diretores do Palmeiras botam fé na nova Arena.

Acho que o torcedor brasileiro tem cada vez menos identificação com a seleção brasileira. E o principal fator talvez seja o fato dos jogadores convocados para a Copa jogarem fora do Brasil há muitos anos. Além disso, o comprometimento dos jogadores já não é o mesmo. A imagem do Cicinho no fim do jogo Brasil x França em 2006, abraçando o Zidane e sorrindo é uma prova disso.

Hoje eu também sou um espectador dos jogos da seleção. O clima de Copa do Mundo é legal, todo mundo para para ver os jogos e tal, mas não tem mais o mesmo sentido torcer como eu torcia a tempos atrás, em 94, 98, e principamente em 2002. O Marcão no gol e o Felipão treinando tornaram aquela Copa mais especial.

Concordo quanto às colocações feitas sobre a copa de 2014. O importante é que a Arena faça parte da Copa. Já que é impossível fazer a abertura, que seja utilizada para o que for possível. A idéia do Centro de Imprensa é muito boa.

E gostei também do amistoso contra o Boca. Será uma bela despedida do velho Palestra!

Eu particularmente acho que os politicos paulistas, cooptados pelo lobby leonor ou nao, vao resistir (pelo menos por um tempo) à ideia de abrir mao da abertura da Copa.

Por outro lado, ironicamente a força do lobby leonor pode acabar elevando a temperatura do debate a respeito do uso de dinheiro publico na Copa, o que pode impossibilitar politicamente a construcao de um novo estadio.

Em se configurando esse cenario, temos a faca e o queijo na mao para que a Arena seja a sede paulista na Copa.

A unica vantagem que o Morumbi tinha sobre a Arena era a capacidade, e consequentemente, a possibilidade de aspirar a fazer a abertura da Copa.

Uma vez que essa vantagem tenha sido completamente neutralizada (isto e, que fique claro o Morumbi nao tem absolutamente condicao nenhuma de receber a abertura) e uma vez que a ideia de um novo estadio tenha sido descartada, nao ha absolutamente nenhuma justificativa para se preferir o Morumbi a Arena Palestra Italia. Neste caso, acho que temos de brigar e vender o nosso peixe sim – sem timidez, medo de represalias, ou pensamento pequeno e provinciano.

Temos que apontar as falacias logicas do Lobby Leonor com agressividade e abandonar essa atitude blase’ de “nosso estadio estara a disposicao se a FIFA quiser”.

Ora, o Caio de Carvalho mesmo disse textualmente: “Essa reforma de R$ 260 milhões que seria feita habilitaria o Morumbi para receber jogos, mesmo que não fosse a abertura.”

Temos de apontar que:

FATO 1 – O Morumbi exigiria quase 2 bilhões em DINHEIRO PÚBLICO investido em infra-estrutura em suas redondezas, incluindo obras QUE APENAS BENEFICIARIAM O SPFC e não a população em geral, como por exemplo um imoral AEROTREM ATÉ A PORTA DO MORUMBI.

FATO 2 – A Arena Palestra Itália, além de não contar com um centavo de dinheiro público (nem mesmo empréstimo SUBSIDIADO do BNDES, que é sim uma forma de transferência de dinheiro público para entidades privadas), não exigiria grandes investimentos em infra-estrutura em suas redondezas.

Logo, se a preocupação é não desperdiçar dinheiro público (segundo o proprio lobby leonor) seja em um novo estádio ou em obras de infra-estrutura praticamente inuteis, que beneficiem exclusivamente entidades privadas, logo a Arena Palestra Itália é a melhor opção para a cidade de São Paulo.

Desculpem o comentario prolixo, mas acho que temos argumentos tao fortes que tornam a Arena praticamente um “no-brainer” para Sao Paulo, e so perderemos essa oportunidade se formos muito, mas muito fracos politicamente mesmo.

Está no blog do boleiro:

Felipão: “Quero Diego Souza no Palmeiras”

http://borgesluciano.blog.terra.com.br/2010/06/20/felipao-quero-diego-souza-no-palmeiras/

Espero que esteja bem claro para o nosso “parceiro”.
Tem que fazer o DS fazer uma declaração esclarecendo que ele mostrou o dedo para dois idiotas e colocá-lo a disposição do Felipão.

Ele já tem 10 videoteipes de jogos do Palmeiras.Espero que tenha um bom antiácido.São cenas fortes.rsrs.

Eu acho que o Belluzzo tem toda a razão.Vamos fazer a Arena para o bem do Palmeiras,se quiserem utilizar para a Copa está disponível.

Detalhe:O Valdivia está chutando mais forte depois que foi para fora do país.

É verdade a última copa que eu torci de verdade foi a de 2002.A cada bola que ia no gol do Marcos eu quase tinha um infarto rezando pra ele fazer um milagre.Rezando pra dar certo para o Felipão e para o Rivaldo.E ainda bem,tudo isso aconteceu.
Depois disso é como assistir a bons jogos que não envolvem o Palmeiras.Legal,alguns emocionantes,mas não tem o verdão.

Fora que tecnicamente esta copa está revelando a verdadeira cara do futebol europeu.
Uma belissíma moldura.Estádios lindos,alguns bem cheios,organização impecável e um apanhado de bons jogadores de países da África,Ásia,Europa e Américas.
Quando ficam só os europeus o futebol se nivela.
Pra mim,a primeira fase da copa dos campeões é uma libertadores com mais grife.
O campeonato brasileiro é muito mais dificil que libertadores,copa dos campeões,e que qualquer outro torneio do mundo.
Só não tem moldura,estrutura e organização que deveria ter.O dia que tiver será o campeonato mais vendido do mundo.

Sds.

Os comentários estão desativados.