Bagatelas 05/07/10: mais italianas

Bagatelas ITALIANAS, por Cáspite Rossi
Cairo 

* Parece que, ultrajado
por todos , o técnico Lippi não consegue desembarcar e foi forçado a voltar e
desembarcar no único porto “amigo” na Itália: Viareggio, sua cidade natal.

* E parece que os
alemães , endiabrados pela mística da camisa negra,  depois da vitória contra os argentinos, estão
prestes a invadir a Polônia.

* Foi finalmente
revelado porque Maradona demorava a se apresentar às entrevistas coletivas após
os jogos: de fato,  antes tinha que terminar
de beijar a todos …  

* Os torcedores da
Inter, Roma, Sampdoria, Juventus, Napoli 
& Cia estão chorando lágrimas amargas ao descobrirem que Dida
deixou  o Milan!

* Então Balotelli, que
Mourinho alfinetou como dono de um só neurônio, foi parado e identificado pela
polícia de Milão, junto com três amigos, por ter explodido vários tiros com uma
pistola de alarme em pleno centro.  Será  que SuperMario  festejava a eliminação da Itália? Seja como
for depois dessa bravata, compreende-se porque o Special One o identificava
como “mononeurônio”.    

* Obcecados pelo jejum
de títulos a Juventus apresentou o novo modelo de camisa para a próxima
campanha: a novidade é a branca com listras verticais serrilhadas do tricolor
italiano.

Mas na série A “tricolor”
só pode aquele triângulo que se ganha ao fim da competição.
Entao que dizer? Vamos
ver  se a Juve terá mais sucesso comparando
com o modelo precedente: aquele  cor de
aço que deveriam testemunhar a dureza  e a
inexorabilidade do time contra os adversários.   


*Neste período de Copa do Mundo a seção
Bagatelas está de férias. Mas um do nossos colunistas, nosso
correspondente europeu Cáspite Rossi Cairo, continua indignado pela
eliminação na África do Sul e saiu das férias para mandar seu recado.

O outro conlunista, Oberdan Fiume, continua de
férias. Esta semana está próximo a Jundiaí, aguardando contratações e o início
das obras
da Arena.

2 respostas em “Bagatelas 05/07/10: mais italianas”

A Juve caprichou no mal gosto desta vez… parece uniforme da Lusa ou do Fluminense… que pena não ser reeditado o uniforme de 1996, aquele azul com estrelas amarelas nos ombros… esse uniforme ” a la Lusa” não põe medo em ninguém, deste jeito , mais um ano sem sequer vaga na Champions League…

O Dunga também desceu em Porto Alegre, único lugar que não seria vaiado.

E mais uma espetada na Juve, hein? Despeito puro, já que as camisas ficaram lindas. E apenas o maior campeão italiano poderia ter o direito de usar as três cores.

Os comentários estão desativados.